Experiência de cura, superação, vida nova!

Cristiane Rocha Canção NovaEm 2002 vivi uma experiência muito forte em Queluz na casa de Maria da Canção Nova. Fiz uma Jornada onde fui totalmente tocada por Deus com relação a minha experiência com minha mãe.

Sou filha de pais separados desde os meus 5 anos. Sentia uma rejeição com relação a minha minha, me sentia abandonada. Por isso, fui vendo em minha história que ainda trazia, naquela época, marcas com relação a minha mãe. Por isso eu tinha certa dificuldade de me relacionar mais íntimamente com Nossa Senhora.

Quando começou o retiro fui me desarmando e senti muito forte a presença da Virgem Maria como mãe que cuida, que zela. Fiz a experiência de sentir o Seu amor de Mãe. Fui percebendo a sua presença em muitos fatos da minha vida. Ali estava a presença de Nossa Senhora me amparando e cuidando de mim.

Lembro-me que fui na gruta de Nossa Senhora e lá eu fui me abrindo a esta presença discreta e marcante de Nossa Senhora. Me senti curada e restaurada com relação a maternidade.

Cada vez que estou na Casa de Maria é esta experiência de filha que faço: me abandonando em seus braços maternos e me deixo em tudo conduzir por Ela.

Estive nesta casa há poucas semanas e novamente foi renovado em mim este cuidado da Mãe que ampara.

Realmente estar na casa de Maria é estar em seu colo de Mãe e ser inteiramente restaurada por seu cuidado materno.

.

Cristiane Rocha
Missionária da Canção Nova em Vitória da Conquista/BA

Sem dúvida, as experiências que vivi na Casa de Maria, estão entre as mais brilhantes que já vivi nesses anos de Canção Nova. Foi na Casa de Maria que verdadeiramente descobri o meu chamado a ser missionária, totalmente de Deus.

Conheci a Casa de Maria em 1994. Logo já senti ali um pedacinho do céu. Eu estava sentada em uma das mesas do refeitório, e em meio a tantas conversas, a tantas pessoas diferentes, sentou uma pessoa extraordinária com seus olhos azuis fitando os meus, e perguntou: Você é de onde? Está nos visitando? Eu inocentemente comecei a falar de mim relatei toda minha história. E a pergunta foi: Por que você não faz um caminho vocacional com a Canção Nova?

No mesmo instante o meu coração disparou, eu senti no mais profundo do meu ser:  “aqui eu posso doar a minha vida para sempre, até a morte”. E como ficará, Senhor, a minha família? Eles não entenderão nada do que eu vivi aqui nesse lugar, Casa de Maria – Queluz!

Essa era a pergunta que ressoava dentro de mim, pois o meu único apego era os meus familiares, minha linda família que tanto amo. Resumindo… isso foi em junho/1994, e já em agosto/1994 escrevi minha primeira carta, onde fiz um acompanhamento por carta, em março/1995 iniciei meu caminho vocacional, em janeiro/1996 eu estava entrando na Comunidade Canção Nova na Casa de Maria em Queluz.

Tive a graça de  minha família prestigiar todo o primeiro momento da minha entrega, minha consagração de vida a esta Obra de Deus.

As experiências vividas lá, nesse um ano, foram de conversão. Descobri verdadeiramente, a partir do momento que fui trabalhando minha história de vida, quantas curas eu precisava deixar que o Senhor operasse em minha vida, enquanto isso Nossa Senhora passava a frente e esclarecia tudo. Ela foi a luz, para que eu conversasse com Jesus e deixasse Ele me curar e me converter.

Posso dizer com propriedade: eu nasci de novo. Lá me fiz uma nova mulher. Mulher que morreu para o pecado e nasceu para a vida nova. Mulher nova, para formar um mundo novo.

E na Casa de Maria a dona deste lar apresentou-me o meu esposo Lúcio Domício, Familia do Lúcio Domícioe foi realizado o batizado do meu primeiro filho Gabriel Domício, onde nasceu para Deus.

Sabe aquela pessoa que contei que se sentou na mesa comigo de olhos azuis? Era o meu pai-fundador Monsenhor Jonas Abib. E posso dizer que Deus deu minha família de sangue, meu fundador, me deu uma nova família Eto, Luzia e Filipe: COMO É LINDA A NOSSA FAMÍLIA!

A mensagem para você que lê, hoje, “A PESSOA É O MAIS IMPORTANTE” (Monsenhor Jonas Abi) – eu vivi essa experiência, e se o Monsenhor Jonas Abib, não estivesse feito aquele apelo, aquele convite, eu não seria uma consagrada. Mas naquele momento, naquele lugar, naquela situação ele me viu como “A PESSOA É O MAIS IMPORTANTE”! E agora eu estou na luta diária de aprender os passos do meu fundador!

Rezemos uns pelos outros!

Andréia Gisélia
Missionária Canção Nova

A experiência mais forte que vivi!

“Fazer memória” do tempo em que morei na Casa de Maria em Queluz (SP), é novamente retomar as maravilhas que o Senhor fez na minha vida pelas mãos da Virgem Maria.Adoração a JESUS SacramentadoEm 2008, tempo que vivi o meu discipulado, foi o ano que fiz a “Páscoa” com a minha história. Me recordo de uma experiência forte do amor de Deus que aconteceu quando nós fizemos o diário do perdão diante de Jesus Eucarístico. Passamos 2 dias sendo conduzidos a retomar a nossa história, recordando todas as pessoas que precisávamos dar e receber o perdão. Nestes 2 dias o Senhor foi me conduzindo a perdoar várias pessoas que passaram na minha vida, em especial a minha mãe. More »

Cada um foi refeito conforme precisava

Foram 27 pessoas. Cada um atuando como missionário Canção Nova em um apostolado, uma frente de missão e uma realidade diferente. Eles tinham algo em comum: um coração aberto para Jesus alcançar suas necessidades. Assim aconteceu a 1ª Jornada (Retiro anual dos membros da CN) para os Juniores (irmãos mais novos no Carisma CN) de 2012.

Encontros com Deus[ + FOTOS em fb.com/CNQueluz ]

Cada um constatou como Providência Divina esses 4 dias de retiro, que aconteceu entre 22 e 25 de março, na Casa de Maria – Canção Nova Queluz. Foram momentos de cura, intimidade com Cristo e restauração de feridas.

O vídeo abaixo mostra um trecho de uma canção inspirada durante a adoração ao Santíssimo Sacramento: “liberta-nos com Teu amor, Senhor Jesus, queremos Te ver”.

Eles provaram justamente o que o pai-fundador da Canção Nova, monsenhor Jonas Abib, diz: “esses retiros são momentos de especial renovação interior e avanço na caminhada”.

E você, que tal programar-se e reservar momentos
para subir o monte e encontrar-se com o Senhor?

Dê oportunidades para Deus agir em sua vida!