Canção Nova Rio de Janeiro promoverá a Festa da Divina Misericórdia

– O Culto e a Festa da Divina Misericórdia – 

Não se pode falar da devoção à Divina Misericórdia sem falar da Ir. Maria Faustina Kowalska, ou  apenas Santa Faustina, conhecida no mundo todo como apóstola da Divina Misericórdia.

O Senhor a escolheu para uma missão especial. Depois de passar pela “noite escura” das provações físicas, morais e espirituais, a partir de fevereiro de 1931, em Plock, o próprio Senhor Jesus Cristo começa a se manifestar à Irmã Faustina de um modo particular, revelando de um modo extraordinário a centralidade do mistério da misericórdia divina para o mundo e a história, presente em todo o agir divino, particularmente na Cruz Redentora de Cristo, e novas formas de culto e apostolado em prol desta sua divina misericórdia. Descreve esta primeira visão: “Da túnica entreaberta sobre o peito saíam dois grandes raios, um vermelho e outro pálido. Logo depois, Jesus me disse: Pinta uma Imagem de acordo com o modelo que estás vendo, com a inscrição: Jesus, eu confio em vós” (Diário 47). 

Por meio dessa visão, Santa Faustina recebeu de Cristo um pedido: ela deveria pintar um quadro com a visão que tinha recebido e ser abençoado solenemente, no primeiro domingo após a Páscoa. Assim, este domingo passou a ser proclamado como a Festa da Misericórdia.

Ao longo do Diário descobrimos que Jesus a escolheu como secretária, apóstola, testemunha e dispensadora da divina misericórdia.

No Diário, o tema da festa da Misericórdia recorre em 37 números, em 16 dos quais nos deparamos com uma manifestação extraordinária de Jesus a seu respeito. Com efeito, aos 22/02/1931, uma das primeiras revelações de Jesus à Santa Faustina diz respeito à Festa da Misericórdia, que deveria ser celebrada neste 2º domingo da Páscoa: “Eu desejo que haja a Festa da Misericórdia. Quero que essa Imagem, que pintarás com o pincel, seja benzida solenemente no primeiro domingo depois da Páscoa, e esse domingo deve ser a Festa da Misericórdia” (Diário, 49; cf. 88; 280; 299b; 458; 742; 1048; 1517).

A Festa da Misericórdia é um dos elementos mais importantes da devoção à Divina Misericórdia presentes nas revelações de Nosso Senhor à Santa Faustina. 

“Na Minha festa, na Festa da Misericórdia, percorrerás o mundo inteiro e trarás as almas que desfalecem à fonte da Minha misericórdia. Eu as curarei e fortalecerei” (D. 206); “Pede ao Meu servo fiel que, nesse dia, fale ao mundo inteiro desta Minha grande misericórdia, que aquele que, nesse dia, se aproximar da Fonte da Vida, alcançará perdão total das culpas e penas” (D. 1072).

Quase 70 anos depois do pedido feito por Jesus a Santa Faustina para se instituir a festa da Divina Misericórdia, o Papa São João Paulo II a fez para toda a Igreja no ano 2000.  A Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos publicou a decisão do Papa por meio de um Decreto. O documento dizia:

“Nos nossos tempos, em muitas partes do mundo os fiéis cristãos desejam louvar a divina misericórdia no culto divino, especialmente na celebração do Mistério Pascal, no qual a amável benevolência de Deus resplandece de maneira especial. Atendendo a esses desejos, o Supremo Pontífice João Paulo II graciosamente determinou que no Missal Romano, após o título Segundo Domingo da Páscoa, seja doravante adicionada a denominação “ou Domingo da Divina Misericórdia” e prescreveu que os textos assinalados para o dia no mesmo Missal e na Liturgia das Horas do Rito Romano devem ser sempre utilizados para a celebração litúrgica desse Domingo”.

Em tempos tão difíceis somos chamados a confiar na Divina Misericórdia, a depositar nossa esperança em Jesus Ressuscitado, e em seu coração rasgado pela lança que jorra uma fonte de misericórdia para o mundo todo.

No dia 11 de abril (2º Domingo da Páscoa) você é convidado a unir-se a Canção Nova do Rio de Janeiro a viver a festa da Divina Misericórdia neste ano com o tema “Rico em misericórdia e fiel” (Ex 34,6). Infelizmente nós não temos como acolher muitas pessoas em nossa casa de evangelização, mas você pode nos acompanhar por nossas mídias sociais e rezar conosco.

 

Confira a programação da Festa da Misericórdia

 

14h30 – Abertura e animação

15h – Terço da misericórdia e veneração do Quadro de Jesus Misericordioso (Pe. Gevanildo Torres, Diác. Ricardo Rodolfo, Claúdia (tia) e Mazé.

15h30 – Pregação “Rico em Misericórdia e fiel” – Pe. Gevanildo Torres

16h30 – Adoração – Diác. Ricardo Rodolfo e Sheila

17h30 – Intervalo

18h – Santa Missa – Pe. Edmilson Dias

 

Fontes:

www.misericordia.org.br

www.formacao.cancaonova.com

“A misericórdia divina em minha alma” – Diário de Santa Faustina.

Plug-ins Sociais