Embora todos nós batalhamos com diferentes pecados e tentações, temos por último o mesmo inimigo: O ORGULHO. Orgulho é um camelão e pode se transfigurar em muitos caminhos e formas diferentes. Finalmente, o orgulho fará de tudo para te manter em algo diferente de Deus e por conseguinte te afastar da Casa do Pai. Dizer a verdade…e ouvir a Voz do Pai…é o caminho que nos fará deixar para trás as misérias que nos impede de ao chegar a casa do Pai, podermos entrar. Venha para dentro.

 

            O que acontece conosco quando somos repetidamente parados pela Polícia pois de alguma forma estamos dirigindo de forma imprópria? O que faz com que nós repetidamente caímos nos mesmos erros?  Por que algumas vezes nós nos sentimos excepcionalmente especiais e quebrar as regras? As leis do trânsito não são particulares mas para todo cidadão que dirige em tem uma carteira de motorista. O que me faz me sentir excepcional para dirigir acima da velocidade, passar sinal vermelho, é o que tem dentro de mim!

            Bem estamos nos caminho para a reflexão sobre Atrás das linhas Inimigas. Recordando: – Falamos que estamos em Batalha Espiritual. O Inimigo quer fazer de cada um de  nós Sozinhos ( isolados e desconhecidos). Depois refletimos sobre não procurar fora de nós e sim dentro de nós onde está nosso pior inimigo. Por último para  crescermos precisamos ser treinados em sermos fortes e guerreiros.

            Nós podemos ter diferentes lutas e diferentes tentações mas todos nós temos o mesmo inimigo e esse Inimigo se chama ORGULHO.

            Tomemos como exemplo o Evangelho do Filho Pródigo ( Lucas 15). Perfeito. Nessa Parábola há dois irmãos com histórias muito distintas e diferentes mas o mesmo INIMIGO. O filho mais velho escolheu o dever, a lealdade, o trabalho e o estar em casa, viver de forma sóbria. O filho mais novo, escolheu tudo de forma oposta. Vidas diferentes com opostas escolhas.  Contudo os dois tinham o mesmo Inimigo. Este Inimigo tem roubado mais pessoas do que podemos imaginar. O inimigo afeta os filhos. Tem roubado mais gente de alegria, amor, paz e relacionamentos. Ele se chama ORGULHO!

            O orgulho é visto no filho mais novo, onde o pecado o tirou de casa, o pecado o afastou para longe das coisas do Pai. O orgulho o manteve longe , distante, afastado da Casa do pai. Ele ficou envergonhado. Ele tomou consciência do que ele fez. Ele se compara com a casa do pai onde tinha tudo e olhou para onde ele tinha ido. Ele então passa a ficar super envergonhado de encarar o que ele tinha feito, e de receber a misericórdia, de ser amado. Isso é ORGULHO. Ele fica distante porque a vergonha e a culpa o mantém longe. Ele só toma a decisão quando ao olhar para si descobre que se ele permanecesse naquele lugar, iria morrer. Então, quando se trata de morte e vida, vem a tentativa de superação do que o mantinha à distância.  Quantas  pessoas ficam sem confessar por anos por vergonha dos seus pecados. Escolhem ficar a distância do que entrar. Escolhem o inferno à Casa do Pai. Imaginem algo assim! Como isso é insano, mas acomete a todos nós. Todo mundo que faz algo errado se esconde, e quem mantém no esconderijo é o ORGULHO! Então por isso temos o mesmo Inimigo em comum. Não há maior Alegria desse Pai que avista o filho à distância voltando para a casa. Tudo naquele momento favorecia que o Pai estivesse muito feliz em receber seu filho nos braços, não importando em que estado desumano ele se encontrava. A única coisa que não estaria fazendo o coração do Pai estar totalmente feliz era o seu Filho mais velho!!!!

            A exceção era o Filho mais velho. O Pai ama o filho mais novo mas também o filho mais velho! O filho mais velho se torna irado. Ira é quando alguém diretamente te machuca e você se enfurece. Ressentimento é quando você culpa alguém por algo que aconteceu contigo ou pelo seu estado atual. Nesse caso o filho mais velho não estava ressentido porque aconteceu algo com ele, mas porque alguém ganhou alguma coisa e não foi ele, o fiel, o leal, o presente, o braço direito. Alguém ganhou alguma coisa que ele considerava que fosse dele.

            O filho mais velho então em seu coração acusa o Pai, de ter acolhido o filho de volta para casa depois de tudo o que ele tinha gastado e faz do filho fiel um escravo, ou seja, puro RESSENTIMENTO. Esta palavra transfere então a culpabilidade para alguém sendo que na verdade o problema estava com ele, com o próprio filho mais velho! Esse filho prefere ficar do lado de fora, ressentindo do que entrar na casa do Pai e celebrar com todos. O que o mantém fora é alimentado pelo ORGULHO.

            Todos os dois filhos têm diferentes experiências mas o mesmo Inimigo. Os dois filhos habitam nos nossos corações. Prestem atenção. O filho mais novo por tudo o que ele havia feito não merecia o perdão do Pai. O filho mais velho acreditava que todo o seu trabalho bom não valia de nada. O filho mais novo foi convencido pelo pecado de que não havia para ele misericórdia. O filho mais velho não conseguia enxergar Misericórdia, apenas merecimento. De cada lado  consequências diferentes, Vergonha e do  outro Ressentimento. De um lado desencorajamento e inferioridade e do outro Presunção. Agora fica bem claro que por trás de todas essas faces está um só Orgulho! Eu preciso de você mas não o tenho, e do outro lado, eu te tenho mas não preciso de ti. Olha o que o Orgulho faz. Qual o remédio para tudo isso? A HUMILHAÇÃO! Dizer a verdade é a humilhação, não é timidez que é falsa humilhação. Humilhação não é somente falar a verdade é falar e falar a profunda Verdade! A Verdade Plena que está  no que os filhos falam, mas o lado da Verdade que o PAI FALA! Deixe o Pai falar! Ele diz ao filho mais novo;- Você é o meu filho, e você estava morto e agora está vivo! Sobre o filho mais velho: Tudo o que meu é seu, você também é o meu filho! Venha para Dentro!

            A grande frase ao final é : VENHA PARA DENTRO! Essa é  a Misericórdia que está acima de tudo e é a força do Pai que destrói o inimigo e seu orgulho.

            Hoje faça um movimento de através da confissão voltar para a casa do PAI! Faça tirar de dentro do seu coração tudo o que  tem te mantido fora da casa do Pai! Venha para Dentro e tome seu lugar onde somente você pode ocupar!

            Venha para Dentro! Não deixe te manter fora da Casa do Pai, que é para onde todos nós devemos dar a nossa vida para estar! Pois quem perder a vida por Ele  a ganhará na eternidade!

        

                                   

            Oremos: Abbá (Pai) Amado, hoje eu quero de todo coração voltar para a Casa do PAI, para onde sou vocacionado desde minha concepção a pertencer! Desde meu Batismo eu fui vocacionado ao Céu, então hoje quero suplicar que vença em mim todo o Orgulho que tem me mantido longe da Sua Casa oh Misericordioso Pai! Senhor eu necessito hoje vencer através de desfazer em volta do meu coração tudo o que me impede de entrar! Pois através da confissão eu volto à Casa do PAI! E haverá muita alegria no céu pois eu retornei, ao toque da trombeta, não porque eu sou merecedor mas por que a Sua Misericórdia me abraçou e me deu túnicas novas e o seu Anel!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém

 

 

 

 

 

 

 

                        Nós estamos em uma batalha, contudo nosso primeiro INIMIGO está mais próximo do que nós poderíamos imaginar. A fim de ganhar a verdadeira liberdade e conseguirmos a vitória, nós precisamos conhecer esse inimigo para dizer NÃO a ele, renunciá-lo.

                       

            Dando sequencia a nossa série de formações sobre estar atrás das linha inimigas, hoje falaremos sobre onde realmente está o nosso pior inimigo. Desde que fomos crianças e adolescentes quantas vezes fomos levados a fazer coisas que temos vergonha hoje, até fazemos algumas piadas, mas na verdade, no fundo do nosso coração, hoje sabemos que o que fizemos era muito errado. Essas pessoas tiveram tanto poder sobre nós para nos levar a esses enganos. Certa vez um amigo levou outro que não enxergava direito, mas confiava nele, a pular de uma altura de 5 metros sem saber e quase o pior aconteceu. Outra coisa comum é passar uma garota e ouvirmos coisas sobre alguém que não era verdade, mas que nos fizeram imaginar. Como isso nos faz entrar em situações, em certos tipos de problemas que até hoje vão repercutir em nossas vidas. Quem então é esse inimigo? Esse Inimigo esteve ao nosso lado durante todo esse tempo. Eu tenho uma notícia para você, ele não é seu pior inimigo!

            O Inimigo não é externo. Os Espartanos nunca perguntavam onde quantos eram seus inimigos, mas ONDE ELES ESTAVAM! Dizendo isso eles completavam, pois é lá que nós iremos! Venham comigo!

            As Escrituras nos ensinam que todos nós teremos três INIMIGOS a combater seguindo a Jesus: – O demônio, o mundo e a carne, ou seja nós mesmos! Todos nós fomos feitos para sermos bons, mas somos decaídos, todos herdamos o pecado original. Somos o nosso pior Inimigo! Inimigo não é distante. Inimigo vem da Palavra LATINA ( não amigo). Não precisa ser alguém nos atacando, nos odiando, nos destruindo, mas simplesmente alguém perto que não é nosso amigo, ou melhor que não nos ajuda a cumprirmos nossa missão, que não nos ajuda. Que facilmente nos trai!

            São Paulo aos Filipenses vai  dizer que todos os cristãos em batalha,  alguma coisa acontece causada pelos inimigos da Cruz de Cristo. São Paulo vai dizer que tenhamos cuidado com os Inimigos da Cruz de Cristo. Ele segue dizendo que o deus deles é a barriga. Isto quer dizer que eles decidem pelo Conforto do que pela Cruz.

            Pense na sua vida agora, o mais importante é batalha ou conforto? O que eu estou fazendo da minha vida são coisas somente do mundo, então estou sempre Distraído, distraído da minha missão. Mente ocupada de coisas inúteis, tudo que tem o fim em si mesmo.  São Paulo em Romanos 7 diz que o que ele faz ele não entende. Ele não faz o que ele quer mas faz o que ele odeia, porque o pecado atua nele. Ele faz o mal que não quer fazer e não faz o bem que ele tem consciência que deveria fazer.  Todo cristão sabe o que é verdade. Uma das coisas mais importantes na vida do cristão e não confiar em si mesmo e sim em Deus, 100%. O porquê disso é que muitas vezes eu não sou meu amigo, eu me torno meu inimigo. São Felipe Neri, São Padre Pio em suas orações nos ensinaram pelas orações deles a dizer: – Bem sabeis quão facilmente eu te abandono, Senhor, eu te traio Senhor, Fica comigo Senhor!

            Então vem a pergunta: – O que eu faço com um mal amigo que eu não consigo me livrar dele? O que eu faço? Ele está em mim o tempo todo! Por isso eu preciso conhecer meu pior inimigo, ou seja, a mim mesmo! E a segunda coisa é aprender a dizer Não a ele, ou seja a mim mesmo. Daí vem o renuncie a si mesmo!

            Precisamos aprender a expandir o nosso conhecimento interior. A quaresma  nos ajuda a criar mais espaço em nós através do jejum e da penitência. Por isso é tão importante combater a distração. Eu gostaria de sugerir a todos nessa Quaresma que pudessem fazer duas coisas: – Primeira: Jejum alimentar, Segunda : Jejum de Distrações (Mídia social).  Com isso aumenta o espaço em sua vida e daí se inicia o grande processo do combate as distrações, não somente para ouvir a voz de Deus mas a voz de si mesmo.  A oração em silêncio, aumenta profundamente nosso espaço. Como é profícuo orar e combater pensamentos não amigáveis, pensamentos inúteis, distrações desnecessárias, preocupações com o que nunca vai acontecer! Eu preciso aprender a ficar em silêncio comigo mesmo!

            Qual são os meus obstáculos para viver uma verdadeira vida cristã? Quanto maior os planos de Deus em nós maiores os obstáculos. É fácil se sentir intimidado pelo Inimigo que vive em nós. É fácil ficar deprimido, desencorajado, ficar triste e ter pena de si mesmo.

            Para ilustrar como devemos ter perseverança e estratégia, trago o exemplo de Tommy Caldwell e seu desafio de escalar ( El Capitain’s  Dawn Wall) que fica na Califórnia. Tom criou em seu próprio quintal simuladores para um determinado local da escalada, impossível para todos que tentaram.  Tom não é alpinista qualquer, ele é  o Alpinista (mão livre), um exemplo ao mundo sobre superação de algo impossível, pois existe um espaço intransponível, e ele descobriu um certo atalho que na verdade o fazia ter de descer naquele paredão para tomar a subida novamente e conseguiu.

            Tome como esse exemplo e tome a decisão de lutar continuamente sem desistir. Nunca tenha pena de si mesmo. Você somente irá conseguir se lutar até o fim. Nossa fraqueza nos leva a Deus. Tenha paciência consigo mesmo, perdoe a si mesmo, mas nunca tenha pena de si mesmo.

            São Paulo em 2Cor 12 diz que tinha uma ferida que o fazia cair, e o que fazer? Então Jesus responde: – Minha graça te basta. Meu poder é perfeito para sua fraqueza. Não perca um minuto tendo pena de você mesmo.

            Conheça a si mesmo, diga não a si mesmo , mas não sem estratégia. Lembre dessa escalada com o objetivo de chegar até o topo. Isso não será em vão, acredite em Cristo , creia que Ele te fará achar um atalho que te levará  a ultrapassar o que para muitos era impossível. Mas não sem sua luta, não sem sua capacidade de se expor a Deus e clamar, vem em socorro da minha fraqueza, da minha incapacidade, pois em Ti encontro minha Força e a Vitória. Pois vencerei minha tendência de buscar o conforto ao invés da Cruz.

            Eu preciso conhecer e dominar a mim mesmo, e tomar a decisão de aumentar o espaço dentro de mim, e ter coragem para permanecer nesse espaço. Essa semana, nós ouvimos Abrão sendo chamado e aterrorizado por ter que ficar naquele lugar. Contudo Abrão ficou lá! Significa, ele confiou no Senhor, teve coragem de permanecer!

            Quanto mais nós nos conhecemos menos temos confiança em nós.  Mas o bom Cristão tem confiança em Jesus 100%.

            Esse série nos ensina a escalar, a superar nossos medos, mesmo atrás das linhas inimigas, sabendo do Porquê estamos lutando! Lutamos pelas promessas de Cristo Jesus. Por isso estamos aqui. A liberdade da vida Eterna!

           

           

            Oremos: Abbá (Pai) Amado, eu necessito me conhecer cada vez mais e nessa Quaresma é o tempo favorável. Sim eu preciso assumir em mim que ao me conhecer eu confio cada vez menos em mim e mais no Senhor! Pois do Senhor vem toda a minha fortaleza e salvação. Do Senhor me vem toda a estratégia para achar os caminhos mesmos os mais desafiadores! Eu confio pois é o Senhor que sustenta todas as coisas. Que Ele cresça e que eu diminua no Senhor Jesus.  

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém

 

 

 

 

 

            Hoje nós iniciamos um novo tempo de reflexão, especialmente para esse tempo tão propício, que são os quarenta dias de deserto, o tempo quaresmal. Nessa primeira formação gostaria introduzir o tema atrás das linhas inimigas. O que vem a ser isso? Pois bem, estamos  num tempo onde a maioria de nós gosta da frase clichê:- Está ótimo, ou Está tudo bem! Mesmo quando as coisas estão claramente destruídas, corroídas e necessita de que algo seja feito, mesmo assim nós fingimos que elas se resolverão por elas mesmas!

            Uma pena que não é dessa maneira que as coisas funcionam. Nesse tempo de reflexão sobre nossas vidas, a quaresma nos lembra de que todos nós estamos em uma batalha e que não será vencida a menos que nós nos prontifiquemos a enfrentar o inimigo que nos ataca e  nos atacará como fez com Nosso Senhor que foi atacado no meio do deserto e selvagem…Atrás das linhas Inimigas!

           

            Há alguns dias atrás me deparei com um problema no meu carro, que tem um dispositivo moderno que se chama Start Stop, quando o computador do carro entende que você está parado ele automaticamente desliga o motor e logo que você tira o pé do freio ele aciona o motor automaticamente. O problema é que nada é perfeito. Eu estacionei e tente desligar o carro e mostrava no painel que ele já estava ligado ,mas o motor não estava ligado. Depois de um certo tempo tudo voltou normalmente, inclusive os alertas do painel. O  que significa dizer que podem haver coisas que se auto solucionam. Mas a vida não é assim. Quantas pessoas assumem a vida com se tudo fosse ótimo. Não se incomoda com as coisas que não estão funcionamento de maneira correta.

            O oposto são pessoas que vivem a vida procurando problemas. Pense na profissão de policial. Tente passar um dia acompanhando um policial em uma patrulha. O dia inteiro ele vai jogando placas dos carros no computador de bordo, procurando problemas. Claro que essa é  a profissão dele. Mas isso não é a vida. Há de haver um equilíbrio nisso, ou seja, se incomodar quando certas coisas parecem bem mas não são. As batalhas acontecem o tempo todo e nós estamos no meio delas. A Palavra de Deus sempre nos alerta sobre estarmos em batalha. São Paulo vai dizer: -Vigiai e Orai! Armadura do Cristão, então para que servem as armaduras se não para as guerras?

            Seguir Jesus é estar em constante batalha, Batalha Espiritual. Muitos agora vão questionar e dizer: – Nós estamos vivendo um momento de muita paz, nada nos incomoda, não podemos estar em batalhas, como assim? Pois é, estando você consciente ou não do que está acontecendo, estamos em batalha.

            Nesse último Domingo Jesus é batizado  e a Palavra vai dizer que Ele foi levado pelo Espírito para o deserto, imediatamente, para ser tentado. Jesus então deixa sua zona de conforto e vai atrás de problemas, ou melhor, Ele vai confrontar o Inimigo, Ele vai à Batalha, numa Guerra que iria vencer na Cruz? Jesus não foi ao deserto, ao lado selvagem para descansar, ou para respirar ar puro, Ele foi duelar com o Inimigo. Ele foi até atrás das linhas inimigas por quarenta dias.

            Jesus está nos mostrando nesses dias onde é que nós vivemos. Nós vivemos atrás das linhas Inimigas. Quantos de nós hoje não estamos querendo saber disso, quanto estão dizendo, mas Senhor eu estou exausto, estou sem combustível, eu não poderia ficar nesses dias fora de combate? Outros diriam, Senhor está tudo bem, para que se importar, se as coisas se auto solucionam! Eu estou cansado, não aguento mais combater, só de pensar já estou sem ar.

            Nesse tempo, a resposta não é ficar para trás, achar uma zona de conforto e não combater. O que precisamos nesse tempo é de alguém que chegue para nós, com o filme TAKEN, e diga com calma: – Preste bem atenção no que vai acontecer a partir de agora. Eles vão  te levar, vão tentar te destruir, mas eu os vencerei. 

            Deixe-me esclarecer sobre tomar consciência. Quando nós sabemos o que está acontecendo, saberemos o que Acontecerá, e isso é muito importante para todos e para cada um de nós! A vida é um Navio de Batalha e não um Cruzeiro.

            O que irá acontecer é: Ele vai te isolar e te desorientar. Vai fazer você se sentir Sozinho e Desconhecido! Assim ele te dominará! Assim ele te tirará da batalha.  

            OUÇA A VOZ DE DEUS AGORA: O INIMIGO VAI TENTAR TE DEIXAR SOZINHO E DESCONHECIDO.

            A tentação tenta te deixar sozinho, pense nisso. Jesus disse que nós não deveríamos  ficar fingindo na Quaresma sobre nossos propósitos, que não deveríamos fazer cara de sofrimento, que tivéssemos essa experiência da expiação com o Senhor, mas Ele não falou para ficarmos sozinhos, pois quão é importante numa família cada um saber o que o outro está fazendo de propósito e poder ajudar. Estamos numa batalha e Juntos Somos fortes, sozinhos somos fracos. O isolamento nos enfraquece. Tente seguir com duas ou três pessoas do seu intimo para dividir um propósito firme.

            Na África existe algumas tribos que tem o costume de sair em três guerreiros e vão a um local que nenhum de nós iria dessa maneira. Eles vão com suas lanças, três a três na Savana, onde os leões estão caçando, eles vão caçar exatamente os que os leões querem, um antílope ou outro animal qualquer. Pois bem estando unidos em três, ombro a ombro,  e não se separando eles cumprem a missão, e nenhum leão os ataca, sabe por que? Por que o Leão só ataca um animal por vez? Eles são três. Juntos somos fortes, sozinhos somos fracos.

            O leão (inimigo) quer que você ande sozinho, ele quer fazer você sozinho e te fazer ficar desorientado. No Evangelho do  último Domingo o INIMIGO ataca os talentos de Jesus e os nossos, nossa Identidade, pergunta: – Se você realmente é o Filho de Deus, então… Ele nos ataca sem dó, sem misericórdia, com o ódio em seus olhos, para ver a cada um nós no chão. Ele faz você se sentir desconhecido, que você não tem ninguém e que você não é ninguém.

            Eu convido a cada um de vocês que me seguem, tente nesses dias de Quaresma fazer um propósito seguro de participar da Santa Eucaristia todos os dias, se não o maior número possível de dias, e quando não foi possível gaste alguns minutos diante do Santíssimo, pois tenho certeza que suas munições serão recarregadas, sua armadura reparada, sua força restabelecida. Ao ouvir da boca do Senhor: – Foi por você, ou Eu te amo, ou Eu sou quem guerreia por ti, Eu venci o mundo, eu e você sairemos revestidos do que nos fortalece!

            Jesus venceu toda a Guerra, mas eu ainda estou em batalha. Por isso arrependa e creia no Evangelho! A força do Senhor nos reveste e sua Glória resplandece diante do nossos olhos! Deus nos conhece e nos chama pelo nosso nome, não somos desconhecidos, somos de DEUS! Nós não estamos sozinhos, pois Ele diz: – EU ESTOU COM VOCÊS ATÉ O FIM! NÃO TENHAIS MEDO, EU VENCI O MUNDO!

            Assim agora já tomamos consciência de que vivemos atrás das linhas inimigas, mas redimidos por Cristo, amados por Ele e fortalecidos pelos seus Sacramentos!

           

           

            Oremos: Abbá (Pai) Amado, hoje eu preciso tomar consciência de que para Deus eu sou conhecido e amado por Ele, como filho. Em todos os momentos eu tomo posse de estar unido aos meus irmãos para não me deixar ser isolado e desconhecido. Meus olhos estão voltados para ti de onde vem sempre o meu socorro. Obrigado Senhor por não me deixar sucumbir mesmo diante de tantas batalhas continuas, mas perseverarei até o fim!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém

 

 

 

AUTOCONHECIMENTO

 

 

            Nós frequentemente somos um mistério…mesmo para nós mesmos. Contudo , Nós católicos devemos buscar um lugar onde possamos alcançar o autoconhecimento, desta maneira seremos expostos aquilo que nos revela. Diante de quem nos somos revelados? Deus nos revela quando nós buscamos o seu caminho. Santo Agostinho dizia:- Conhece-te e Domina-te.

            Muitos jovens partilham comigo ao longo deste tempo a respeito do namoro, e no meu segundo livro, Ecos Do Silencio, me dediquei a trabalhar bem a questão sobre Autoconhecimento, pois assim devemos buscar, antes de qualquer relacionamento, a verdade sobre nós mesmos, para então nos darmos a conhecer.

            Uma vez um casal veio a uma consulta e no meio da  consulta a menina começou a reclamar do namorado que muitas vezes ele ficava em silêncio , e ela começou a desconfiar da sua atitude, como se estivesse escondendo alguma coisa dela, o que  foi engraçado, pois quando eu o questionei, nem sei porque, ele respondeu: – Eu muitas vezes não estou pensando em nada. Quando vejo um objeto para mim é aquele objeto, e não diz nada a respeito disso para mim. Sua atividade cerebral naquele momento está em hibernação,  pensando em nada.

            Um Estudo de Ressonância Funcional mostrou que em descanso os homens pensam em nada enquanto as mulheres pensam em muitas coisas diferentes.

           

             Por outro lado muitos de nós não gostamos de pensar em certas coisas, pois elas nos revelam coisas que simplesmente não queremos recordar. O Salmo 140(141) nos ensina que precisamos Guardar os nossos lábios e as nossas Palavras. “Ponde, Senhor, uma guarda em minha boca, uma sentinela à porta de meus lábios.” Salmo 140(141)

            Para muitos de nós esta é uma lição diária. Quantas vezes nós ao final do dia nos lembramos de tantas coisas estúpidas que dissemos durante o dia. Claro, que muitas vezes nossas palavras foram de sabedoria quanto mais nós buscamos a Sabedoria para pô-la em prática.  

            Guardar os nossos lábios! Quantas vezes estamos nos escondendo atrás do que estamos falando. E muito mais, pois através dessas palavras começamos a FINGIR. Hipócrita é a palavra que em grego significa ATOR. Quando a palavra de Deus diz hipócritas, está dizendo que os nossos atos demonstram como se estivéssemos num palco. Quantas situações nós estamos conversando com alguém e de uma forma descarada estamos fingindo. Damos com a cabeça concordando com algo que tampouco conhecemos, entendemos ou pior, temos como verdade. Mas estamos ali como atores, fingindo para sermos aceitos na conversa. NOSSA CAPACIDADE PARA AUTODECEPÇÃO É IMENSA!!!

            Quantas vezes no final do dia não reconhecemos a nós mesmos? Nós não apenas fingimos para as pessoas ao nosso redor, mas a nós mesmos. Precisamos transformar nossa autodecepção para Autoconhecimento. O PRIMEIRO PASSO PARA VIDA ESPIRITUAL É AUTOCONHECIMENTO.
            No livro do Eclesiástico há dois pontos dolorosos em Autoconhecimento. O primeiro, é quando falamos. O  nosso coração se revela quando nós falamos. E também o teste que revela nosso coração são as provas que passamos, e como nos comportamos. Assim FALAR E PROVAÇÕES SÃO as fontes dolorosas do autoconhecimento.

            Quantas pessoas não querem falar pelo fato de não ter ainda uma ideia melhor antes de se pronunciar. Por outro lado há pessoas que entendem melhor o assunto enquanto falam. Quando vemos um casal que é assim, é muito interessante, o que fala e  o que não fala.

            Quantas vezes nós somos criticados pelo que falamos, de uma forma ou de outra às vezes com sorrisos, sarcasmos, enfim…Desse jeito,  eu não falo o que eu penso para não revelar meu coração para você! Pois quando eu falo, eu mostro que há em meu coração. Muitas vezes quando eu não tenho certeza do que há em meu coração, eu finjo, e  eu não sabendo o que há em  meu coração, eu não me expresso sobre aquele assunto.

            Tente escrever o que está em seu coração. Grande exercício. Quando você acha que sabe sobre alguma coisa, tente escrever sobre aquilo e veja se você realmente sabe. Então verás que muitas contradições ficarão super óbvias, muitas inconsistências aflorarão, porque palavras revelam o que há em nosso coração, mesmo que a gente não acredite  no que estamos falando. E Quando alguém te pergunta: – Você acredita nisso? Você responde:- Claro que não! E Vem a segunda pergunta: – Então porque você está falando? E você responde: – Eu não sei! Eu não acredito mas alguma coisa em meu coração se mostra numa fraqueza a respeito disso. Nossas palavras revelam o que há em nosso coração! Ou ainda algo mais profundo.

            Para ilustrar como tudo isso é potente dentro de nós. Um padre americano de origem polonesa no século passado, conhecido por ser muito destemido, encorajado, abnegado por missões, se voluntariou para evangelizar a União Soviética. Então foi  enviado para a Polônia, que logo se tornaria ocupada pela União Soviética. Em duas semanas foi capturado e colocado na prisão. Durante um ano, todos os dias foi interrogado e torturado mentalmente. Até que um dia não resistindo mais assinou documentos contra a Igreja e contra América. De volta a sua sela, destruído, totalmente dilacerado em seu coração, só restava então ele e Jesus. Pois as suas fraquezas, suas misérias, suas feridas internas fizeram com que ele se tornasse um traidor. As palavras revelam nosso coração, mas também as PROVAÇÕES. 

            O ouro é provado no fogo, e assim nosso coração.

            Assim é a nossa vida, nós começamos nossa caminhada louvando a Deus, dando glória a Deus e nos sentindo muito motivados à Caminhada. Mas quando chegam as provas, as doenças, a falta de emprego, o abandono, as piores provas demonstramos o que há em nossos corações. Quem se conhece vai até o fim, a autodecepção dá lugar ao autoconhecimento. Pois o que nos sustenta é a Misericórdia de Deus! E a nossa confiança que prospera.

            Deus não está se divertindo com as nossas provações, ele está derramando o seu amor e a sua força quando mais nós realmente necessitamos. E isso São Paulo irá dizer: Quando sou fraco é que sou forte, pois o Senhor vem em Socorro das minhas fraquezas; 2Cor12-10. O que Deus está demonstrando no mais profundo da nossa necessidade onde Ele revela o mais profundo da sua Misericórdia. O Poder e a Bondade vem de Deus!

            O homem bom tira boas coisas de seu coração e o mau coisas más. Você somente acha dentro do seu coração aquilo que você coloca. O fruto da árvore mostra a qualidade da árvore. Onde estiver seu tesouro ali estará seu coração. Você tem uma alma cuidado com ela. Cuidado com a Lei da Exposição . O que você expor seu coração, sua mente, assim ela se tornará. Muito cuidado com a LEI DA EXPOSIÇÃO.

            Eu vejo tantas feridas em meu coração, tantas fraquezas de onde elas vem? Lei da Exposição. Pessoas que gastam tanto na minha vida que não me fazem bem, mídias que eu consumo, músicas, filmes, séries e assim vai.

            Que tal ao invés de coisas que tem fim em si mesmo, eu não gastar mais tempo com a Palavra de Deus e com Adoração. Lei da Exposição. Eu me torno semelhante Aquele que eu contemplo.

            Esse é tempo favorável a tudo isso acima. Autoconhecimento deveria ser nesse tempo o objetivo de todo jovem nesses dias. Lembre-se que as Palavras e as Provações revelam o nosso coração e deveria revelar o nosso melhor, e o que eu ainda não fui curado ou melhorado posso  oferecer diante de Deus o que eu preciso para me tornar verdadeiro, à imagem e semelhança Dele.

           

            Oremos: Abbá (Pai) Amado, antes de iniciarmos a Quaresma eu preciso de me conhecer, entrar nas profundezas do meu coração e expor ao Senhor minhas maiores feridas e fraquezas. Eu te ofereço a ti Senhor tudo que em mim precisa mudado! Então eu quero que minhas palavras e atitudes, desafios e provações estejam todas contigo e em Suas Mãos, pois se tenho o Senhor ao meu lado eu não vacilarei!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém

 

 

 

AMAR A SI MESMO PARA ENTÃO AMAR ALGUÉM

 

JESUS HOJE NOS CONVOCA A AMAR OS NOSSOS INIMIGOS. COMO PODEMOS AMAR NOSSOS INIMIGOS SE NEM NOSSOS MAIS QUERIDOS NÓS AMAMOS DA MANEIRA CORRETA, OU AINDA QUANDO NÓS NÃO AMAMOS NEM NÓS MESMOS COMO DEVERÍAMOS?

            Acho que todos os meus leitores sabem quem é Simon! Pois para quem não sabe, Simon é um inglês, que criou alguns shows para revelar talentos sobretudo cantores. Assim nasceu American Idol, The Voice, X Factor e por aí vai. Eu amo esse show pois a música faz parte da minha vida. Mas será que eu seria qualificado para um desses shows? Pois bem, eu digo, diante do que eu já vi não. Muitos artistas, inclusive que já vem com uma bagagem grande, chegam e não são classificados.

            Quando o assunto é cantar em Igreja, deveria ter também um normatização, uma qualificação, pois o momento maior da Fé Católica é a Missa! Na Missa devemos dar o nosso melhor. Mas não temos visto a Música sendo algo que faz você inclusive dizer, eu vou mais naquela Paróquia pois a Música me ajuda a rezar. Verdade, a música vai onde a Palavra não chega. O que uma coisa tem a ver com outra. Simples. Nem todo mundo pode cantar publicamente. Cantar não é para qualquer um. Não basta achar que canta, é preciso talento. Quando você está em uma sala , com Isolamento Acústico e isolamento de vocais e faz um solo gravando, tente ouvir depois, e verás se tem ou não talento. Simon iria dizer: – Você não tem talento! Essa é a verdade!

            Nós pensamos em muitas coisas que somos bons e com o tempo descobrimos que não somos! Convido você hoje a refletir sobre Amar! Você pode dizer que ama, será?

            Seguir Jesus é parecer com Jesus. Jesus nessa semana nos disse como Ele ama! O chamado é Amar como Eu amo. Tenha um coração como o Meu! Nós fomos feitos para amar. Nós somos muito ruins quando a palavra é amar ! Jesus nos ensina que temos que amar nossos inimigos. Como podemos amar nossos inimigos se nem conseguimos amar nossos mais próximos? Jovens Universitários convidam um a outro para morar no Alojamento Universitário juntos, e após um ano, quantos problemas, e a opinião sua sobre a outra pessoa já não é mesma, ou seja, não há amor nessa convivência. Nós somos muitos ruins em amar!  Por   que? Porque somos difíceis de amar. De amar nosso próximo, amar nossos parentes e de amar nossos inimigos. Por que? Por que amar custa alguma coisa! Amar requer alguma coisa! Não confunda amar com apaixonar, isso é fácil, pois requer afeição, Amor afetivo é amar com afeição. Mas não estamos falando disso, estamos falando de AMOR EFETIVO! Hum, difícil. Afetivo é diferente de efetivo! Efetivo é amar com DECISÃO! Este tipo de Amor que Jesus está ser referindo! Amor que faz alguma coisa, que move, que sempre faz alguma coisa! Muito diferente do eu Desejar o Bem do outro é eu Tomar uma Decisão pelo bem do outro. Por isso nós somos tão ruins, porque nos mover é difícil. Nós não amamos dessa maneira nem os que gostamos quanto mais nossos inimigos, sabem porque? Porque não amamos a nós mesmos de maneira correta. Não é egoísta amar a si mesmo. Mas esse Amor se inicia em nós mesmos para atingir os outros.

            Um exemplo que ajuda. Muitas pessoas, sabem que estão doentes, tem medicamentos e não tomam os medicamentos, ou buscam outras coisas que nunca vão os curar, e não buscam o caminho que é verdadeiro. Mas quando o assunto é o seu cachorro, tudo muda, levam ao veterinário, seguem as prescrições, dão o remédio na hora certa, e é muito mais difícil dar um remédio para um cachorro do que para si mesmo. O que isso nos prova? Nós amamos mais nossos cães do que a nós mesmos!

            Quantas vezes nós falamos com nós mesmos durante o dia? Isso é normal, ainda não é insanidade. A maior parte dessa conversa, segundo a Academia Americana de Psicologia, é conversa Negativa! Muitos de nós se ouvisse essa conversa de uma outra pessoa para alguém que estimamos chamaríamos a policia! Olhem bem o que nós vamos plantando. Não amamos a nós mesmos nem com nossos pensamentos.  Mesmo em nossas orações

            Muitos cristãos , que se consideram de oração, a maioria das vezes não rezam por si mesmos! Nós não amamos a nós mesmos nem em oração.

            Bernie Brown diz  o custo do Amor não Resolvido. Pense em uma Filha de 14 anos, que chega em casa muito chateada porque ninguém falou com ela no Recreio naquele dia. O que acontece nesse momento em relação a sua mãe é que, ao chegar em casa e relatar isso sua mãe , imediatamente sua mãe vai voltar aos 14 anos dela, com as feridas daquela época,  e no momento seguinte vem com um monte de respostas: Eu disse para você que você tinha que escovar seus dentes, pentear melhor seu cabelo, ser mais amigável e por aí vai com um monte de isso, isso e mais isso. Amor não resolvido, não é capaz de dar a sua filha Amor e nem respostas. Pois naquele momento sua filha não precisa de respostas e sim de EMPATIA, precisa de acolhimento, precisa de amor que se manifesta no Silêncio! Enquanto não aprendemos a amar a nós mesmos nós não somos livres para amar outra pessoa, com poder!

            Quantas pessoas tem tanta dificuldade de amar, de se entregar a outra pessoa, mesmo desde a adolescência. Vai criando uma geração de gente que usa gente, que pega gente, que troca secreções, mas que não sabe o sentido verdadeiro de se doar, de ir mais fundo , de ser alguém que se eterniza no coração do outro!

            Isso tudo, Jesus está falando para mim e para você hoje! O contexto de quando Jesus diz sobre inimigos, ele coloca os olhos dos judeus aos Romanos que os escravizava. Pensa nesse ambiente de fraqueza, de incapacidade, de fragilidade e de vulnerabilidade, desse ambiente vem as Três Palavras de Poder: FAÇA O BEM, ABENÇOE E REZE! Quem pratica essa três palavras de Poder jamais se sentirá uma vítima, pois sabe AMAR. Quem pratica essas três palavras aprende o que é Amar, e quem sabe Amar jamais se sente como VITIMA. Quem não sabe amar, sempre age e se sente  como VITIMA!  

            O nosso maior inimigo chama-se NÓS MESMOS!!!PENSE NISSO!

Em todo contexto, podemos Amar com nossas  ações, Amar com nossas   palavras e amar com nossas  almas ou seja com nossas orações.

            Como nós poderíamos ser melhores se passássemos a partir desse dia a nos tratarmos como alguém que merece ser amado? Como nossas vidas seriam diferentes! Quantas pessoas tem em sua cabeça, em seus pensamentos essa idéia fixa: – Eu não mereço ser Amado! Eu sou desqualificado, por isso não mereço ser amado.

            Hoje, quero alertar a todos e a mim, sobre A GRANDE MENTIRA. A grande mentira é: Nós amamos ao grau e a profundidade que nós merecemos ser amados! Isso é uma grande mentira. Isso é uma idéia fixa. Nós amamos muito a quem nos ama muito, ou quem merece muito. Nós sabemos que isso é verdade, isso é o pior.

            Amar é ser VULNERÁVEL! E Deixar ser amado é deixar ser vulnerável! Isso custa muito, pois custa ser vulnerável. Amar os que não merecem. Jesus está dizendo que o grande desafio é amar os que não merecem.

            Deus ama quem não merece e quem necessita mais. Então quando Ele está dizendo isso ele está dizendo sobre  mim e sobre você. Nós não merecemos. Quando Ele está dizendo isso , Ele se refere não aos que merecem muito mas os mais necessitados! Essa é a lição para hoje! Amar os que mais necessitam desse amor! Essa é a mensagem de Cristo! Quando nós merecemos Ele nos ama mais. Deus ama mais  uns dos que aos outros em certo ponto de vista sim, pois naquele momento Ele estás amando mais quem está necessitando mais, isso é AMOR EFETIVO! Amor de Deus é infinito e continua sendo! Quando olhamos em nossa família, pense no nosso irmão que mais dá trabalho aos nossos pais, naquele momento Eles estão amando efetivamente mais o filho que mais dá trabalho, é a ovelha perdida. Tudo faz sentido.

            Talvez nesse momento, o mais necessitado seja você ou eu. Quantas vezes nós,  em nossas vidas,  vamos ao Santíssimo e começamos a dizer a Deus que merecemos ser amados, pois fizemos isso, isso e mais isso, e esquecemos que no Reino de Deus, é o oposto. Quantas vezes nós vamos ao Sacramento da Confissão, e nesse momento podemos dizer a Deus que merecemos menos o Amor Dele e precisamos mais. Na Confissão, entendemos melhor esse Evangelho, merecemos menos e precisamos mais.

            Que hoje nós saiamos em busca e com decisão em nosso coração dos que o Senhor nos confia, inimigos, amigos, familiares e decidamos os que merecem menos pelo amor Efetivo. Assim é Amar como Jesus ama. Começando por AMAR A NÓS MESMOS!

           

           

            Oremos: Abbá (Pai) Amado, nesse dia de ação de Graças, nesse tempo que antecede ao tempo Quaresmal, que eu possa preparar me coração para ser como o Seu! Coração disposto a obedecer, a amar mais os que merecem menos, A COMEÇAR PELO MEU CORAÇÃO. Enche-me Senhor com Teu Espírito e minha alma reviverá! Sim Senhor, somente com a força do teu Espírito eu posso amar a mim mesmo com amor efetivo, amar os meus e aos meus inimigos.

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém