Embora todos nós batalhamos com diferentes pecados e tentações, temos por último o mesmo inimigo: O ORGULHO. Orgulho é um camelão e pode se transfigurar em muitos caminhos e formas diferentes. Finalmente, o orgulho fará de tudo para te manter em algo diferente de Deus e por conseguinte te afastar da Casa do Pai. Dizer a verdade…e ouvir a Voz do Pai…é o caminho que nos fará deixar para trás as misérias que nos impede de ao chegar a casa do Pai, podermos entrar. Venha para dentro.

 

            O que acontece conosco quando somos repetidamente parados pela Polícia pois de alguma forma estamos dirigindo de forma imprópria? O que faz com que nós repetidamente caímos nos mesmos erros?  Por que algumas vezes nós nos sentimos excepcionalmente especiais e quebrar as regras? As leis do trânsito não são particulares mas para todo cidadão que dirige em tem uma carteira de motorista. O que me faz me sentir excepcional para dirigir acima da velocidade, passar sinal vermelho, é o que tem dentro de mim!

            Bem estamos nos caminho para a reflexão sobre Atrás das linhas Inimigas. Recordando: – Falamos que estamos em Batalha Espiritual. O Inimigo quer fazer de cada um de  nós Sozinhos ( isolados e desconhecidos). Depois refletimos sobre não procurar fora de nós e sim dentro de nós onde está nosso pior inimigo. Por último para  crescermos precisamos ser treinados em sermos fortes e guerreiros.

            Nós podemos ter diferentes lutas e diferentes tentações mas todos nós temos o mesmo inimigo e esse Inimigo se chama ORGULHO.

            Tomemos como exemplo o Evangelho do Filho Pródigo ( Lucas 15). Perfeito. Nessa Parábola há dois irmãos com histórias muito distintas e diferentes mas o mesmo INIMIGO. O filho mais velho escolheu o dever, a lealdade, o trabalho e o estar em casa, viver de forma sóbria. O filho mais novo, escolheu tudo de forma oposta. Vidas diferentes com opostas escolhas.  Contudo os dois tinham o mesmo Inimigo. Este Inimigo tem roubado mais pessoas do que podemos imaginar. O inimigo afeta os filhos. Tem roubado mais gente de alegria, amor, paz e relacionamentos. Ele se chama ORGULHO!

            O orgulho é visto no filho mais novo, onde o pecado o tirou de casa, o pecado o afastou para longe das coisas do Pai. O orgulho o manteve longe , distante, afastado da Casa do pai. Ele ficou envergonhado. Ele tomou consciência do que ele fez. Ele se compara com a casa do pai onde tinha tudo e olhou para onde ele tinha ido. Ele então passa a ficar super envergonhado de encarar o que ele tinha feito, e de receber a misericórdia, de ser amado. Isso é ORGULHO. Ele fica distante porque a vergonha e a culpa o mantém longe. Ele só toma a decisão quando ao olhar para si descobre que se ele permanecesse naquele lugar, iria morrer. Então, quando se trata de morte e vida, vem a tentativa de superação do que o mantinha à distância.  Quantas  pessoas ficam sem confessar por anos por vergonha dos seus pecados. Escolhem ficar a distância do que entrar. Escolhem o inferno à Casa do Pai. Imaginem algo assim! Como isso é insano, mas acomete a todos nós. Todo mundo que faz algo errado se esconde, e quem mantém no esconderijo é o ORGULHO! Então por isso temos o mesmo Inimigo em comum. Não há maior Alegria desse Pai que avista o filho à distância voltando para a casa. Tudo naquele momento favorecia que o Pai estivesse muito feliz em receber seu filho nos braços, não importando em que estado desumano ele se encontrava. A única coisa que não estaria fazendo o coração do Pai estar totalmente feliz era o seu Filho mais velho!!!!

            A exceção era o Filho mais velho. O Pai ama o filho mais novo mas também o filho mais velho! O filho mais velho se torna irado. Ira é quando alguém diretamente te machuca e você se enfurece. Ressentimento é quando você culpa alguém por algo que aconteceu contigo ou pelo seu estado atual. Nesse caso o filho mais velho não estava ressentido porque aconteceu algo com ele, mas porque alguém ganhou alguma coisa e não foi ele, o fiel, o leal, o presente, o braço direito. Alguém ganhou alguma coisa que ele considerava que fosse dele.

            O filho mais velho então em seu coração acusa o Pai, de ter acolhido o filho de volta para casa depois de tudo o que ele tinha gastado e faz do filho fiel um escravo, ou seja, puro RESSENTIMENTO. Esta palavra transfere então a culpabilidade para alguém sendo que na verdade o problema estava com ele, com o próprio filho mais velho! Esse filho prefere ficar do lado de fora, ressentindo do que entrar na casa do Pai e celebrar com todos. O que o mantém fora é alimentado pelo ORGULHO.

            Todos os dois filhos têm diferentes experiências mas o mesmo Inimigo. Os dois filhos habitam nos nossos corações. Prestem atenção. O filho mais novo por tudo o que ele havia feito não merecia o perdão do Pai. O filho mais velho acreditava que todo o seu trabalho bom não valia de nada. O filho mais novo foi convencido pelo pecado de que não havia para ele misericórdia. O filho mais velho não conseguia enxergar Misericórdia, apenas merecimento. De cada lado  consequências diferentes, Vergonha e do  outro Ressentimento. De um lado desencorajamento e inferioridade e do outro Presunção. Agora fica bem claro que por trás de todas essas faces está um só Orgulho! Eu preciso de você mas não o tenho, e do outro lado, eu te tenho mas não preciso de ti. Olha o que o Orgulho faz. Qual o remédio para tudo isso? A HUMILHAÇÃO! Dizer a verdade é a humilhação, não é timidez que é falsa humilhação. Humilhação não é somente falar a verdade é falar e falar a profunda Verdade! A Verdade Plena que está  no que os filhos falam, mas o lado da Verdade que o PAI FALA! Deixe o Pai falar! Ele diz ao filho mais novo;- Você é o meu filho, e você estava morto e agora está vivo! Sobre o filho mais velho: Tudo o que meu é seu, você também é o meu filho! Venha para Dentro!

            A grande frase ao final é : VENHA PARA DENTRO! Essa é  a Misericórdia que está acima de tudo e é a força do Pai que destrói o inimigo e seu orgulho.

            Hoje faça um movimento de através da confissão voltar para a casa do PAI! Faça tirar de dentro do seu coração tudo o que  tem te mantido fora da casa do Pai! Venha para Dentro e tome seu lugar onde somente você pode ocupar!

            Venha para Dentro! Não deixe te manter fora da Casa do Pai, que é para onde todos nós devemos dar a nossa vida para estar! Pois quem perder a vida por Ele  a ganhará na eternidade!

        

                                   

            Oremos: Abbá (Pai) Amado, hoje eu quero de todo coração voltar para a Casa do PAI, para onde sou vocacionado desde minha concepção a pertencer! Desde meu Batismo eu fui vocacionado ao Céu, então hoje quero suplicar que vença em mim todo o Orgulho que tem me mantido longe da Sua Casa oh Misericordioso Pai! Senhor eu necessito hoje vencer através de desfazer em volta do meu coração tudo o que me impede de entrar! Pois através da confissão eu volto à Casa do PAI! E haverá muita alegria no céu pois eu retornei, ao toque da trombeta, não porque eu sou merecedor mas por que a Sua Misericórdia me abraçou e me deu túnicas novas e o seu Anel!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém

 

 

 

 

 

 

 

                        Nós estamos em uma batalha, contudo nosso primeiro INIMIGO está mais próximo do que nós poderíamos imaginar. A fim de ganhar a verdadeira liberdade e conseguirmos a vitória, nós precisamos conhecer esse inimigo para dizer NÃO a ele, renunciá-lo.

                       

            Dando sequencia a nossa série de formações sobre estar atrás das linha inimigas, hoje falaremos sobre onde realmente está o nosso pior inimigo. Desde que fomos crianças e adolescentes quantas vezes fomos levados a fazer coisas que temos vergonha hoje, até fazemos algumas piadas, mas na verdade, no fundo do nosso coração, hoje sabemos que o que fizemos era muito errado. Essas pessoas tiveram tanto poder sobre nós para nos levar a esses enganos. Certa vez um amigo levou outro que não enxergava direito, mas confiava nele, a pular de uma altura de 5 metros sem saber e quase o pior aconteceu. Outra coisa comum é passar uma garota e ouvirmos coisas sobre alguém que não era verdade, mas que nos fizeram imaginar. Como isso nos faz entrar em situações, em certos tipos de problemas que até hoje vão repercutir em nossas vidas. Quem então é esse inimigo? Esse Inimigo esteve ao nosso lado durante todo esse tempo. Eu tenho uma notícia para você, ele não é seu pior inimigo!

            O Inimigo não é externo. Os Espartanos nunca perguntavam onde quantos eram seus inimigos, mas ONDE ELES ESTAVAM! Dizendo isso eles completavam, pois é lá que nós iremos! Venham comigo!

            As Escrituras nos ensinam que todos nós teremos três INIMIGOS a combater seguindo a Jesus: – O demônio, o mundo e a carne, ou seja nós mesmos! Todos nós fomos feitos para sermos bons, mas somos decaídos, todos herdamos o pecado original. Somos o nosso pior Inimigo! Inimigo não é distante. Inimigo vem da Palavra LATINA ( não amigo). Não precisa ser alguém nos atacando, nos odiando, nos destruindo, mas simplesmente alguém perto que não é nosso amigo, ou melhor que não nos ajuda a cumprirmos nossa missão, que não nos ajuda. Que facilmente nos trai!

            São Paulo aos Filipenses vai  dizer que todos os cristãos em batalha,  alguma coisa acontece causada pelos inimigos da Cruz de Cristo. São Paulo vai dizer que tenhamos cuidado com os Inimigos da Cruz de Cristo. Ele segue dizendo que o deus deles é a barriga. Isto quer dizer que eles decidem pelo Conforto do que pela Cruz.

            Pense na sua vida agora, o mais importante é batalha ou conforto? O que eu estou fazendo da minha vida são coisas somente do mundo, então estou sempre Distraído, distraído da minha missão. Mente ocupada de coisas inúteis, tudo que tem o fim em si mesmo.  São Paulo em Romanos 7 diz que o que ele faz ele não entende. Ele não faz o que ele quer mas faz o que ele odeia, porque o pecado atua nele. Ele faz o mal que não quer fazer e não faz o bem que ele tem consciência que deveria fazer.  Todo cristão sabe o que é verdade. Uma das coisas mais importantes na vida do cristão e não confiar em si mesmo e sim em Deus, 100%. O porquê disso é que muitas vezes eu não sou meu amigo, eu me torno meu inimigo. São Felipe Neri, São Padre Pio em suas orações nos ensinaram pelas orações deles a dizer: – Bem sabeis quão facilmente eu te abandono, Senhor, eu te traio Senhor, Fica comigo Senhor!

            Então vem a pergunta: – O que eu faço com um mal amigo que eu não consigo me livrar dele? O que eu faço? Ele está em mim o tempo todo! Por isso eu preciso conhecer meu pior inimigo, ou seja, a mim mesmo! E a segunda coisa é aprender a dizer Não a ele, ou seja a mim mesmo. Daí vem o renuncie a si mesmo!

            Precisamos aprender a expandir o nosso conhecimento interior. A quaresma  nos ajuda a criar mais espaço em nós através do jejum e da penitência. Por isso é tão importante combater a distração. Eu gostaria de sugerir a todos nessa Quaresma que pudessem fazer duas coisas: – Primeira: Jejum alimentar, Segunda : Jejum de Distrações (Mídia social).  Com isso aumenta o espaço em sua vida e daí se inicia o grande processo do combate as distrações, não somente para ouvir a voz de Deus mas a voz de si mesmo.  A oração em silêncio, aumenta profundamente nosso espaço. Como é profícuo orar e combater pensamentos não amigáveis, pensamentos inúteis, distrações desnecessárias, preocupações com o que nunca vai acontecer! Eu preciso aprender a ficar em silêncio comigo mesmo!

            Qual são os meus obstáculos para viver uma verdadeira vida cristã? Quanto maior os planos de Deus em nós maiores os obstáculos. É fácil se sentir intimidado pelo Inimigo que vive em nós. É fácil ficar deprimido, desencorajado, ficar triste e ter pena de si mesmo.

            Para ilustrar como devemos ter perseverança e estratégia, trago o exemplo de Tommy Caldwell e seu desafio de escalar ( El Capitain’s  Dawn Wall) que fica na Califórnia. Tom criou em seu próprio quintal simuladores para um determinado local da escalada, impossível para todos que tentaram.  Tom não é alpinista qualquer, ele é  o Alpinista (mão livre), um exemplo ao mundo sobre superação de algo impossível, pois existe um espaço intransponível, e ele descobriu um certo atalho que na verdade o fazia ter de descer naquele paredão para tomar a subida novamente e conseguiu.

            Tome como esse exemplo e tome a decisão de lutar continuamente sem desistir. Nunca tenha pena de si mesmo. Você somente irá conseguir se lutar até o fim. Nossa fraqueza nos leva a Deus. Tenha paciência consigo mesmo, perdoe a si mesmo, mas nunca tenha pena de si mesmo.

            São Paulo em 2Cor 12 diz que tinha uma ferida que o fazia cair, e o que fazer? Então Jesus responde: – Minha graça te basta. Meu poder é perfeito para sua fraqueza. Não perca um minuto tendo pena de você mesmo.

            Conheça a si mesmo, diga não a si mesmo , mas não sem estratégia. Lembre dessa escalada com o objetivo de chegar até o topo. Isso não será em vão, acredite em Cristo , creia que Ele te fará achar um atalho que te levará  a ultrapassar o que para muitos era impossível. Mas não sem sua luta, não sem sua capacidade de se expor a Deus e clamar, vem em socorro da minha fraqueza, da minha incapacidade, pois em Ti encontro minha Força e a Vitória. Pois vencerei minha tendência de buscar o conforto ao invés da Cruz.

            Eu preciso conhecer e dominar a mim mesmo, e tomar a decisão de aumentar o espaço dentro de mim, e ter coragem para permanecer nesse espaço. Essa semana, nós ouvimos Abrão sendo chamado e aterrorizado por ter que ficar naquele lugar. Contudo Abrão ficou lá! Significa, ele confiou no Senhor, teve coragem de permanecer!

            Quanto mais nós nos conhecemos menos temos confiança em nós.  Mas o bom Cristão tem confiança em Jesus 100%.

            Esse série nos ensina a escalar, a superar nossos medos, mesmo atrás das linhas inimigas, sabendo do Porquê estamos lutando! Lutamos pelas promessas de Cristo Jesus. Por isso estamos aqui. A liberdade da vida Eterna!

           

           

            Oremos: Abbá (Pai) Amado, eu necessito me conhecer cada vez mais e nessa Quaresma é o tempo favorável. Sim eu preciso assumir em mim que ao me conhecer eu confio cada vez menos em mim e mais no Senhor! Pois do Senhor vem toda a minha fortaleza e salvação. Do Senhor me vem toda a estratégia para achar os caminhos mesmos os mais desafiadores! Eu confio pois é o Senhor que sustenta todas as coisas. Que Ele cresça e que eu diminua no Senhor Jesus.  

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém

 

 

 

AUTOCONHECIMENTO

 

 

            Nós frequentemente somos um mistério…mesmo para nós mesmos. Contudo , Nós católicos devemos buscar um lugar onde possamos alcançar o autoconhecimento, desta maneira seremos expostos aquilo que nos revela. Diante de quem nos somos revelados? Deus nos revela quando nós buscamos o seu caminho. Santo Agostinho dizia:- Conhece-te e Domina-te.

            Muitos jovens partilham comigo ao longo deste tempo a respeito do namoro, e no meu segundo livro, Ecos Do Silencio, me dediquei a trabalhar bem a questão sobre Autoconhecimento, pois assim devemos buscar, antes de qualquer relacionamento, a verdade sobre nós mesmos, para então nos darmos a conhecer.

            Uma vez um casal veio a uma consulta e no meio da  consulta a menina começou a reclamar do namorado que muitas vezes ele ficava em silêncio , e ela começou a desconfiar da sua atitude, como se estivesse escondendo alguma coisa dela, o que  foi engraçado, pois quando eu o questionei, nem sei porque, ele respondeu: – Eu muitas vezes não estou pensando em nada. Quando vejo um objeto para mim é aquele objeto, e não diz nada a respeito disso para mim. Sua atividade cerebral naquele momento está em hibernação,  pensando em nada.

            Um Estudo de Ressonância Funcional mostrou que em descanso os homens pensam em nada enquanto as mulheres pensam em muitas coisas diferentes.

           

             Por outro lado muitos de nós não gostamos de pensar em certas coisas, pois elas nos revelam coisas que simplesmente não queremos recordar. O Salmo 140(141) nos ensina que precisamos Guardar os nossos lábios e as nossas Palavras. “Ponde, Senhor, uma guarda em minha boca, uma sentinela à porta de meus lábios.” Salmo 140(141)

            Para muitos de nós esta é uma lição diária. Quantas vezes nós ao final do dia nos lembramos de tantas coisas estúpidas que dissemos durante o dia. Claro, que muitas vezes nossas palavras foram de sabedoria quanto mais nós buscamos a Sabedoria para pô-la em prática.  

            Guardar os nossos lábios! Quantas vezes estamos nos escondendo atrás do que estamos falando. E muito mais, pois através dessas palavras começamos a FINGIR. Hipócrita é a palavra que em grego significa ATOR. Quando a palavra de Deus diz hipócritas, está dizendo que os nossos atos demonstram como se estivéssemos num palco. Quantas situações nós estamos conversando com alguém e de uma forma descarada estamos fingindo. Damos com a cabeça concordando com algo que tampouco conhecemos, entendemos ou pior, temos como verdade. Mas estamos ali como atores, fingindo para sermos aceitos na conversa. NOSSA CAPACIDADE PARA AUTODECEPÇÃO É IMENSA!!!

            Quantas vezes no final do dia não reconhecemos a nós mesmos? Nós não apenas fingimos para as pessoas ao nosso redor, mas a nós mesmos. Precisamos transformar nossa autodecepção para Autoconhecimento. O PRIMEIRO PASSO PARA VIDA ESPIRITUAL É AUTOCONHECIMENTO.
            No livro do Eclesiástico há dois pontos dolorosos em Autoconhecimento. O primeiro, é quando falamos. O  nosso coração se revela quando nós falamos. E também o teste que revela nosso coração são as provas que passamos, e como nos comportamos. Assim FALAR E PROVAÇÕES SÃO as fontes dolorosas do autoconhecimento.

            Quantas pessoas não querem falar pelo fato de não ter ainda uma ideia melhor antes de se pronunciar. Por outro lado há pessoas que entendem melhor o assunto enquanto falam. Quando vemos um casal que é assim, é muito interessante, o que fala e  o que não fala.

            Quantas vezes nós somos criticados pelo que falamos, de uma forma ou de outra às vezes com sorrisos, sarcasmos, enfim…Desse jeito,  eu não falo o que eu penso para não revelar meu coração para você! Pois quando eu falo, eu mostro que há em meu coração. Muitas vezes quando eu não tenho certeza do que há em meu coração, eu finjo, e  eu não sabendo o que há em  meu coração, eu não me expresso sobre aquele assunto.

            Tente escrever o que está em seu coração. Grande exercício. Quando você acha que sabe sobre alguma coisa, tente escrever sobre aquilo e veja se você realmente sabe. Então verás que muitas contradições ficarão super óbvias, muitas inconsistências aflorarão, porque palavras revelam o que há em nosso coração, mesmo que a gente não acredite  no que estamos falando. E Quando alguém te pergunta: – Você acredita nisso? Você responde:- Claro que não! E Vem a segunda pergunta: – Então porque você está falando? E você responde: – Eu não sei! Eu não acredito mas alguma coisa em meu coração se mostra numa fraqueza a respeito disso. Nossas palavras revelam o que há em nosso coração! Ou ainda algo mais profundo.

            Para ilustrar como tudo isso é potente dentro de nós. Um padre americano de origem polonesa no século passado, conhecido por ser muito destemido, encorajado, abnegado por missões, se voluntariou para evangelizar a União Soviética. Então foi  enviado para a Polônia, que logo se tornaria ocupada pela União Soviética. Em duas semanas foi capturado e colocado na prisão. Durante um ano, todos os dias foi interrogado e torturado mentalmente. Até que um dia não resistindo mais assinou documentos contra a Igreja e contra América. De volta a sua sela, destruído, totalmente dilacerado em seu coração, só restava então ele e Jesus. Pois as suas fraquezas, suas misérias, suas feridas internas fizeram com que ele se tornasse um traidor. As palavras revelam nosso coração, mas também as PROVAÇÕES. 

            O ouro é provado no fogo, e assim nosso coração.

            Assim é a nossa vida, nós começamos nossa caminhada louvando a Deus, dando glória a Deus e nos sentindo muito motivados à Caminhada. Mas quando chegam as provas, as doenças, a falta de emprego, o abandono, as piores provas demonstramos o que há em nossos corações. Quem se conhece vai até o fim, a autodecepção dá lugar ao autoconhecimento. Pois o que nos sustenta é a Misericórdia de Deus! E a nossa confiança que prospera.

            Deus não está se divertindo com as nossas provações, ele está derramando o seu amor e a sua força quando mais nós realmente necessitamos. E isso São Paulo irá dizer: Quando sou fraco é que sou forte, pois o Senhor vem em Socorro das minhas fraquezas; 2Cor12-10. O que Deus está demonstrando no mais profundo da nossa necessidade onde Ele revela o mais profundo da sua Misericórdia. O Poder e a Bondade vem de Deus!

            O homem bom tira boas coisas de seu coração e o mau coisas más. Você somente acha dentro do seu coração aquilo que você coloca. O fruto da árvore mostra a qualidade da árvore. Onde estiver seu tesouro ali estará seu coração. Você tem uma alma cuidado com ela. Cuidado com a Lei da Exposição . O que você expor seu coração, sua mente, assim ela se tornará. Muito cuidado com a LEI DA EXPOSIÇÃO.

            Eu vejo tantas feridas em meu coração, tantas fraquezas de onde elas vem? Lei da Exposição. Pessoas que gastam tanto na minha vida que não me fazem bem, mídias que eu consumo, músicas, filmes, séries e assim vai.

            Que tal ao invés de coisas que tem fim em si mesmo, eu não gastar mais tempo com a Palavra de Deus e com Adoração. Lei da Exposição. Eu me torno semelhante Aquele que eu contemplo.

            Esse é tempo favorável a tudo isso acima. Autoconhecimento deveria ser nesse tempo o objetivo de todo jovem nesses dias. Lembre-se que as Palavras e as Provações revelam o nosso coração e deveria revelar o nosso melhor, e o que eu ainda não fui curado ou melhorado posso  oferecer diante de Deus o que eu preciso para me tornar verdadeiro, à imagem e semelhança Dele.

           

            Oremos: Abbá (Pai) Amado, antes de iniciarmos a Quaresma eu preciso de me conhecer, entrar nas profundezas do meu coração e expor ao Senhor minhas maiores feridas e fraquezas. Eu te ofereço a ti Senhor tudo que em mim precisa mudado! Então eu quero que minhas palavras e atitudes, desafios e provações estejam todas contigo e em Suas Mãos, pois se tenho o Senhor ao meu lado eu não vacilarei!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém

 

 

                  FULTON Sheen em sua reflexão natalina se refere ao Natal comentando sobre a passagem de Maria  cobrindo   seu filho Jesus com os lençóis e faz referência   ao momento da Sua morte. E também,  por que o Evangelista Lucas vai descrever que, após seu nascimento, Maria o coloca numa manjedoura? Porquê manjedoura é um local de alimentar um ser vivo. Jesus desce do céu para alimentar toda a criação. Para alimentar a cada um de nós, o Pão vivo que desceu do céu! Ele se dá em alimento. Aqui está o Grande PORQUÊ!

                  Ciência é muito importante pois nos leva a questionar o Universo inteiro, e como ele funciona. A pouca fé nos afasta de Deus a muita nos aproxima ( Pasteur). Muitos grandes cientistas ao longo dos séculos eram católicos, muitos inclusive religiosos como padres ou monges.

                  Ciência e Fé não devem se contradizer pois são complementares. Ciência pergunta Como  e O quê, a Fé pergunta O Porquê e Quem!

                  Há duas formas de olhar o Universo, a primeira é olhar como se Deus não existisse e a outra como se Deus existisse.

                  Do ponto de vista de Deus não existir, nada do que você fizer faz diferença pois não existirá o porquê, vida sem significado. É como se tudo fosse um acidente.

                  Se Deus existe eu não deveria fazer o que eu quero apenas, porque tudo que eu faço tem consequências. Tudo que você fizer importará.

                  Do ponto de vista ateísta você pode vencer ou perder. Do ponto de vista do que crê, você pode perder para ganhar. O PORQUÊ do que  crê está acima de tudo, e há uma vida eterna onde não haverá mais choro ou ranger de dentes.

                  Simon Sinek escreveu um livro eu já citei aqui, chamado de Comece com um grande porquê! Ele menciona a Apple, dizendo que nós compramos produtos Apple baseados não em como ou o quê, mas porquê. Porque há inúmeras qualidades nos produtos que fazem deles os ícones perante o mundo moderno. Apple começou dizendo que eles poderiam mudar o mundo com uma tecnologia diferente , usando produtos de altíssima qualidade. O porquê da Apple define o quê da tecnologia.

                  Voltando a esse dia tão maravilhoso o porquê desse Dia nos remete ao LOGOS. Logos traz SIGNIFICADO. Dentro desse LOGOS todos nós somos importantes. Nenhuma outra Religião no mundo traz a prova ou ao conhecimento de que com a vinda do Messias VOCÊ se tornou importante para DEUS!

                  Diga comigo: EU SOU IMPORTANTE PARA DEUS!!!

                  O que eu tenho que atrai Deus para você e para mim? NADA. São Paulo na sua Carta aos Romanos 5, diz que Jesus deu sua vida por nós, por todos os desvalidos, os improváveis, os perdidos, os derrotados. Alguém poderia talvez dar a vida por um justo, mas Ele não fez objeções ao Seu Amor, foi por todos. Neste Natal nós ouvimos São João nos dizer que no principio o Verbo era a Palavra e a Palavra estava com Deus e a Palavra era Deus. O Logos se fez carne  e habitou entre nós. Aqui está o porquê e o QUEM! Aqui está o sentido da vida de todos nós!

                  Infelizmente mesmo sabendo de tudo isso ainda continuamos vivendo a vida como um ateu prático, ou seja, numa vida que parece sem sentido, parece que a mensagem de São João acima não faz diferença na vida, a vida parece um  acidente.  Fazendo coisas e não demonstrando que sabemos o Porquê de tudo isso aqui.

                  Isso me remete a Viktor Frankl , em seu livro , O Sentido da Vida, escrito a partir da sua experiência no campo de concentração de Auschwitz. Qual era a diferença entre os que caíam e os que se mantinham em pé? Ele concluiu que o ser humano pode sobreviver a qualquer O quê, se tiver um grande PORQUÊ! Um momento emblemático do seu livro, ele narra  os que não suportavam e sucumbiam e os que iam sóbrios a caminho da câmara de gás cantando Shema Israel ou rezando o Pai Nosso!

                  O PORQUÊ se fez carne e viveu entre nós. O significado da nossa vida andou entre nós. Viveu como um de nós. Viu tudo o que os seus passam aqui, e sofreu todo tipo de maldade desse mundo e tomou tudo sobre seus ombros para nossa Redenção. Aqui está o grande Porquê, a nossa Salvação! Tudo o que Ele fez entre nós, tudo sem exceção : PARA FAZER A VONTADE DO PAI!

                  E fazer a Vontade do Pai, é amar sem medida! Deus nos escolhe um por um pois Ele nos ama, individualmente, para cada um de uma maneira particular  de nos amar. Aqui está o Grande Porquê!

                  Feliz Natal de um Deus que apesar de todas as nossas quedas, Ele com Amor sabe nos erguer e nos apontar para o significado da nossa existência, amar a Ele acima de tudo e a todos como a nós mesmos!

                 

                 

                   

                 

                          

                                   

        

                  Oremos: Abbá (Pai) Amado, diante do Presépio eu só posso te contemplar de alma aberta e te agradecer por ter vindo habitar no meio de nós. Com São Francisco eu quero derramar as minhas lágrimas por admirar o Senhor no mais pobres dos pobres lugares do mundo. Eu quero acolher em meus braços e te aquecer. Eu mal posso esperar para com o Senhor vir fazer a Tua vontade em mim. Renova-me como seu nascimento em todo o meu interior que necessita de restauração e de redenção. Como Santo Agostinho, dá-me o que me pedes e pedes o que quiseres!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém

 

 

                     O Conceito de Dor pela OMS é de : Uma experiência sensorial e emocional desagradável que é associada ou descrita em termos de lesões teciduais.

A dor é uma condição indispensável à vida. Usada pelos povos não hindus como uma fonte de sofrimento ou punição.

         A dor é atualmente aceita como um sinal de alerta à integridade física ou funcional de todos nós. Isto faz com que tomemos determinadas providências no sentido de adotar medidas preventivas ou frear lesões mais graves. Não existe nada que arrase mais a alma humana que a dor. Todos nós em pelos menos um estágio da nossa vida iremos experimentar uma sensação desagradável dolorosa, sensação esta que pode nos trazer uma incapacidade temporária ou crônica. Quando a dor permanece por tempo prolongado pode trazer conseqüências físicas e psíquicas severas e permanentes. Várias vezes em clínica de dor observamos que o agente causal fora tratado, e o fenômeno doloroso perpetuado, como se tivesse vida própria. É preciso Ter um cuidado especial com o paciente com DOR. Muitas possibilidades terapêuticas existem e são aplicadas. Muitas variáveis medicamentosas com efeito temporário estão disponíveis em todas as prateleiras farmacêuticas mundo afora. Apesar de todo este esforço muito ainda está por vir tanto no modelo fisiopatológico (o modo exato como qualquer sintoma ou doença acontece do começo ao fim , quais os órgãos , tecidos , células , neurotransmissores envolvidos ) e no campo terapêutico precisa ser entendido. Falando em neurotransmissores é preciso esclarecer o que isto quer dizer:

–        Neurotransmissores são determinadas moléculas que são produzidas como o nome diz por células que tem sua formação embriológica junto ao sistema nervoso. Os Neutransmissores (NT) são fundamentais para a sobrevivência de qualquer ser vivo. Estão sendo produzidos incansavelmente e sendo utilizadas abundantemente para que todas as vias nervosas funcionem perfeitamente. Desde um movimento no dedo do pé, a um pensamento elaborado filosófico ou matemático ou artístico, desde um exercício físico a uma performance musical, desde um comando de uma aeronave às noites de plantão, enfim tudo que traz a vida em si, e que faz com esta vida se realce , que traz o prazer , o amor, o ódio , a paixão, a sensibilidade, a agressividade, o choro, o relaxamento, o bem estar e a dor e a depressão vem desta harmonia ou da desarmonia. Nomes famosos como Adrenalina, nor. Adrenalina, Dopamina, Serotonina, Substância P, Morfina, Endorfinas, Encefalinas, Adenosinas, Calcitoninas, Glicina, Vasopressina,  Neurotensina, Nalbufinas, Acetil-colina, GABA, Glutamato, Prostaglandinas, Peptídeos e tantas outras menos famosas são liberadas constantemente no cérebro, no tronco cerebral, na medula para modular para mais ou para menos nossa vida. Tudo que se estimula por um dos 5 sentidos que possuímos age liberando um destes ou uma combinação destes neurotransmissores em locais no sistema nervoso ( SNC) bem estabelecidos. Quando tomamos um medicamento de ação central como dizemos , ou seja que age no SNC, estamos ajudando determinado NT a ficar mais ou menos disponível naquela hora e nos seus locais mais importantes trazendo um alívio doloroso e uma sensação de bem estar maior.

         O Sistema Nervoso Periférico(SNP)  tem um papel importante na captação da informação sensorial, codificação e condução ao SNC onde ela é interpretada.

         EPIDEMIOLOGIA

Dor é um sintoma comum à todas as patologias. Além  de ser um sintoma muitas vezes se torna uma doença, ou mais que uma doença. Afeta indistintamente todos os indivíduos. Em algum momento da vida todo mundo terá uma experiência como descrita de dor. É claro que as síndromes mais severas dolorosas são mais raras , atingem em torno de 5% da população que se encaminha ao hospital para tratamento de qualquer doença. Para os pacientes que vem para a Clínica de Dor , cerca de 80% experimentam uma forma de sofrimento seja por mecanismos de alteração dos receptores , seja por desregulação das zonas das interações da área de entrada da medula chamada de DREZ(zona de entrada da raíz dorsal). 

 

DR José Augusto Nasser dos Santos MD e PHD

Neuroclinica

admneuroclinica@gmail.com

tels: 2122492710 e 22945329