NOSSO PAÍS TEM UMA HISTÓRIA ONDE MUITO SE DOARAM PARA CHEGARMOS ATÉ AQUI E SERMOS HOJE UM PAÍS EMBORA MUITO CONTURBADO, AINDA LIVRE. OS ESTADOS UNIDOS SÃO MELHORES DEFENSORES DESTA LIBERDADE E QUE NOS SERVE DE EXEMPLO PARA MUITAS COISAS, PRINCIPALMENTE EM DEFENDER QUE ELES DERAM AO MUNDO UMA NAÇÃO REPUBLICANA QUE PARA SER LIVRE DEVERIA OBEDECER OS TRÊS PESOS: MORAL, VIRTUDE E RELIGIOSIDADE.

           

            PARA começarmos nossa reflexão desta semana, peguemos o livro dos Juízes. Juízes tem muitas história de glória como a  de Sansão e tudo mais. Mas não é exatamente aí que eu estou meditando hoje, estou no final do Livro e onde vemos coisas muitas sérias acontecerem, muito parecido com o que vivemos hoje em muitos lugares. “ E nestes dias era como se não houvesse Rei em Israel”. O povo sem Rei, sem alguém referência para o povo, faz com que  cada um haja  com o que lhe vier à cabeça, achando  o que é certo. No início deste Livro, o povo vivia a Anarquia, então o Senhor dá ao seu povo os Juízes, para poderem governar Seu povo com Sabedoria e aí volta ao final à Anarquia ao final dos três capítulos do Livro. Não é definitivamente um livro para crianças. Pense nesta história, um Levita tem uma filha e uma concubina, ela foge de casa, pois a situação em sua casa estava horrível e volta para casa dos pais. O Levita vai com sua filha virgem buscar a concubina. No caminho de volta chega numa praça na terra dos descendentes de Benjamim, perto de Gabaa.  Contudo ao chegar em uma  praça eles pensam em passar a noite lá pois ninguém queria os acolher. Um senhor mais velho vem se apresenta a eles e diz que eles não poderiam ficar ali pois poderia ser maltratados.  Daí então os levou para sua  casa. A noite os habitantes da cidade vieram e queriam maltratá-los, para não ferir o Levita lhes foi entregue a concubina e durante toda a noite, eles abusaram desta menina. Quando o Levita de manhã vem até a porta encontra a menina morta com a mão sobre a soleira. O  Levita volta para casa trazendo o corpo daquela menina, e ao chegar em casa ele corta seu corpo em 11 pedaços enviando cada pedaço para uma das onze tribos de Israel. Isso foi feito pela tribo de Benjamim. O Levita envia a mensagem junto ao corpo: – Isso que eles fazem ao seu próprio povo! Então ao final do Livro, as onze tribos se unem e destroem os homens da tribo de Benjamim. Ao final eles se perguntam, por que fizeram isso? Agora, pensam eles,  nós exterminamos a tribo de Benjamim ou seja, uma das tribos da benção de Deus! O que eles deveriam fazer?  Lembre-se que eles viviam a Anarquia, todos agiam por si mesmos. Aos que sobraram na floresta, os representantes dos onzes decidiram que os homens deveriam ir até a floresta e tomar para si quem eles encontrassem como esposa. E vai terminando dizendo: – E neste tempo não havia Rei de Israel e cada um  decidia o que via diante de seus olhos. Anarquia. Em seguida vem o Livro de Samuel, o último Juiz de Israel.

            No Livro de Samuel o povo foi até Samuel e suplicaram, Samuel nós precisamos de um Rei. Ao invés de Anarquia precisamos de Monarquia. Depois de relutar, Samuel ouve a Deus e constitui Saul seu Rei e depois Davi e depois Salomão, bons e maus Reis.

            Esta semana foi celebrado o Dia 04 de julho nos Estados Unidos, The Independence Day. O dia da Independência. Também poderíamos dizer, o dia da Liberdade. Para isso ilustra bem  é Benjamim Franklin ao ser interpelado por uma senhora que pergunta: – E aí Mr. Franklin, o que o senhor vai nos dar, uma Monarquia ou República?  B. FRANKLIN responde: – REPÚBLICA, SENHORA, SE VOCÊS PUDEREM MANTÊ-LA!

  1. Franklin sabia que a República significa Liberdade e para isso a luta é diária. Nós podemos receber o presente de sermos uma República, mas mantermos a República é uma outra história. É fácil viver em outros regimes, que tiram de cada um de nós a responsabilidade de manter. Pois República é o Governo do povo, para o povo e pelo Povo! A pergunta, que tipo de POVO?  Claro o país de República é habitada por um tipo de pessoa  que B. Franklin estava se referindo quando ele disse: – SOMENTE UM POVO VIRTUOSO É CAPAZ DE SER LIVRE!

            Os fundadores conheciam a história do povo ferido e machucado, do Livro dos Juízes, o livro de Samuel  e seus Reis, e por serem um povo pautado na Palavra de Deus, tem como a Virtude algo necessário e vital ao povo republicano. Pois somente um povo virtuoso é capaz de vivenciar liberdade! Liberdade não é fruto de passividade mas de luta e de batalhas. Somente dá valor a liberdade quem foi cativo.

            No livro de Eric Metaxas, If you can Keep it , ele menciona o escritor Os Guiness que descreveu O TRIANGULO DE OURO DA LIBERDADE. Liberdade requer Virtude. Virtude Requer Fé e Fé requer Liberdade.  

            Quando nós exigimos alguém que nos dirija em termos de governo, nós precisamos governar a nós mesmos primeiro!  John Adams foi o segundo Presidente do Estados Unidos e certa vez disse algo muito importante a respeito disso: – As futuras gerações da América se não tiverem um grande grau de virtude não terão liberdade que  perdure.

            O que estes radicais hoje fazem no Brasil e nos Estados Unidos é uma ameaça a história, para reinventá-la de forma vazia. Uma figura simbólica que está ali não é uma pessoa perfeita, mas uma pessoa que fez algo que contribuiu para que hoje as pessoas tenham um país mais livre. Um anarquista deveria sim, derrubar um monumento se ele já tiver algo maior que aquela figura que ali está representada. Qualquer animal adestrado com um martelo pode destruir uma estátua, mas apenas o Ser humano e sua criatividade pode fazer uma igual ou mais bonita. É fácil destruir mas muito duro construir. John Adams estava dizendo que as futuras gerações deveriam ser procurar serem melhores do que eles foram, para honrar o sangue derramado pelos seus libertadores. Você pode querer mudar o regime de um país livre, mas somente vai conseguir mudar em Tiranias e Totalitarismo, pois fora da República não há liberdade, pois não é construída por pessoas virtuosas que buscam sempre a verdade na fé.

            A Constituição dos EUA foi feita com base em pessoas com princípios morais e religiosos ( John Adams). Completando este pensamento temos Cristian Smith, ele é sociólogo da Universidade da Carolina do Norte, e fez um estudo bastante atual fazendo pergunta ao redor do pais para jovens e universitários a respeito de: – Como estes jovens tomam decisões baseados em princípios morais? A idade variou de   18 a 28 anos. Ele e sua equipe ficaram chocados. Cerca de 66%, dos jovens não tiveram condições de responder sobre questões morais. Eles não tiveram categorias ou habilidades para tomar decisões morais. Categorias sobre o que é certo ou errado, bom ou mal, eles não conseguiam aprofundar neste assunto. Falta de habilidade, seria perguntaram a uma jovem como você chegou a esta conclusão, ela responde que apenas teve um pressentimento sobre aquilo.  Lembre -se que assim, parece que não há Rei em Israel, ou seja, muitos nos Estados Unidos e Brasil vivem desta maneira. Todos fazem as coisas como lhes parecem frente aos seus olhos. Ser um povo virtuoso, significa que primeiro nós em primeiro lugar precisamos urgente nos tornar pessoas não bonzinhas, mas virtuosas, pessoas que buscam melhorar a cada dia , ter opinião formada sob coisas importantes que tem consequência nas nossas vidas e dos outros. Liberdade requer Virtude.

            São Paulo aos Romanos nos diz hoje, que nós não somos guiados pela carne, não somos guiados pelas paixões. Nós não recebemos o espirito de escravidão e sim de adoção. Como filhos adotivos temos parte no Reino, e devemos protegê-lo com toda força. Nós pertencemos a Deus e ao seu Reino que dita as regras, e estabelecer o Reino na terra requer a virtude que leva a liberdade.

            Alexis de Tocqueville escritor francês quinze anos após a Independência dos Estados Unidos, escreveu uma obra chamada A Democracia na América. Qual era o segredo da Independência da América,  ter sido mais pacífica do que a Revolução Francesa, que foi uma caos e  que trouxe muitas mortes. Em resumo o que ele descobriu nos Estados Unidos: – Eu pensei que a grandeza da América era porque eles tinham grandes portos e rios caudalosos para navegar, mas não era por isso. Eu pensei então que era pelos campos férteis e florestas e não era. Em minas e metais preciosos e não era por isso. Então eu pensei que era pela sua Democracia e sua Constituição, mas não era por isso. Finalmente eu entrei nas Igrejas da América e na maneira como os americanos expressam a sua fé. América é grande porque é Boa. América almeja por ser boa, e almeja por ser Grande. Segunda parte do triângulo, diz que a Virtude Requer Fé! Eu busco a Deus e ele responde. Ninguém pode se importar comigo mas Ele se importa comigo. Há um Deus no céu em que minhas escolhas importam para Ele. Liberdade requer Virtude e Virtude requer Fé e Fé requer Liberdade. Nossas escolhas devem ser em Deus sempre livres.

            Tudo aquilo que hoje estamos vivendo desde março, seja doença,  o lockdown(isolamento), teorias da conspiração, uso de máscaras, engenheira social, enfim todas estas questões pairando por ai, este caos, violência, enfim o que é certo o que é errado. Eu moro aqui no Rio de Janeiro, então vem a pergunta: –  O que eu deveria fazer, além de viver através de opiniões na mídia social?   Irmão Brian, grande pregador católico americano, sempre é consultado quando há estas questões raciais, ele por ser negro tem uma opinião contrária aos BLM.  Suas palavras são muito sábias. Ele disse para mim e para você: – Você não precisa resolver isso, você não precisa ter todas as respostas. Eu devo me submeter a Jesus e me fazer a minha parte primeiro.

            Ao invés de dizer aos outros o que eles tem que fazer! Eu devo me fazer primeiro. Ao invés de dizer aos outros como eles tem que viver! Eu devo aprender a viver primeiro. A invés de me queixar dos meus lideres e governantes! Eu devo fazer minha parte primeiro. Antes de ficar seguindo tudo quanto é notícia, eu preciso fazer a minha parte primeiro. Ao invés ficar reclamando da Igreja! Eu preciso mudar primeiro. Antes de corrigir quem quer que seja, primeiro eu preciso me corrigir.

            Em um mundo onde não há um Rei, as pessoas fazem o que está a frente dos seus olhos, os nossos olhos estão fixos no Senhor! Nós submetemos tudo às suas mãos e ao seu cuidado , pois nós somos um tipo de povo que vive num mundo de caos, mas que antes de tudo precisamos nós sermos os primeiros e buscarmos sermos um povo Virtuoso, pois a Liberdade requer Virtude, Virtude requer Fé e Fé requer Liberdade e assim se fecha o Triângulo da LIBERDADE!

           

           

           

           

            Oração: Abbá Pai. Hoje estou aqui diante de ti, para consagrar meu país o Brasil e todos os países que buscam a viver a Liberdade e servir ao Senhor. Deus salve a América, Deus salve todo seu povo que agoniza perante tantas influências marxistas culturais e que tem assolado nos filhos e destruindo gerações. Senhor nós te pedimos que não deixe que caiamos nas mãos dos Inimigos que somente sabem roubar e escravizar. Nós somos seus Senhor e assim seremos até o fim! Amém

 

Este Video eu trago para vocês informações de qualidade sobre mitos e verdades com relação a uma possivel segunda onda que estaria acontecendo do outro lado do mundo e como evitar. Saiba mais, clique e entre no meu canal, se inscreva deixe seu like..

 

 

 

 

                                                                                  

            Muitas coisas nestes dias estão vindo à tona, nossas mentes estão aflitas e a pergunta que não quer calar: – Eu gostaria de saber quando tudo isso irá terminar? Quando eu voltarei ao trabalho? Quando eu poderei terminar meus estudos? Quando finalmente eu poderei fazer uma entrevista que foi adiada pela pandemia? Quando finalmente eu serei batizado, ou quando será meu matrimônio? Quando será minha formatura? Eu só queria saber , quando isto tudo irá acontecer!

            Porque que nós queremos saber? Muitos responderão, eu não sei , eu só queria saber! Mas porque se eu souber, eu não ficarei mais preocupado. Mas a questão é , você não precisa se preocupar!

            O fato de querermos saber continuamente, gera em todos algo muito sério, do ponto de vista mental que é ANSIEDADE! A preocupação que passa dominar nossas vidas. Recentemente vários estudantes demonstraram nesta epidemia que necessitaram de ajuda de profissionais de saúde mental, ou seja,  psicólogos e psiquiatras. Ansiedade é a supervalorização do perigo e subvalorização da esperança por ajuda neste perigo. Dentro desta pergunta sobre o que irá acontecer, vem as duas vertentes a supervalorização do perigo e a subvalorização da ajuda, assim se manifesta a ANSIEDADE GENERALIZADA.

            Dentro deste contexto preciso esclarecer um mito que existe, que criamos: – Saber igual a  segurança. Tem a sensação que isso nos traz paz. Estamos falando de Insegurança. Claro que nós precisamos saber das coisas para nos planejarmos melhor. Eu preciso saber qual a quantidade de pessoas que virão para uma festa, por exemplo, para que todos possam usufruir da festa e serem bem servidos.  Profissionais de esportes precisarão das datas de forma correta, pois seus treinamentos estarão ligados a quanto tempo lhes restam para ser prepararem de forma adequada.

            Saber é algo muito importante, mas eu preciso me planejar para realizar algo de forma adequada. Eu não preciso saber para ter paz, pois saber não é igual a segurança, pois este mundo não é seguro.

            Cristãos, nosso chamado não é para vivermos sem estresse, mas estarmos em meio a tantos combates podendo estar em paz, pois temos em quem confiar. Por isso nós somos chamados a não permitir que as coisas nos perturbem, mesmo que nós não conheçamos. O desconhecido não é para o católico uma ameaça. Para isso, nós precisamos de duas coisas: SERMOS CORAJOSOS E CONFIANTES.

            Uma coisa muito importante para nós pais nestes tempos modernos é: Não protegermos nossos filhos do mundo, mas tornarmos nossos filhos corajosos para enfrentarem o mundo! Não vamos fazer do mundo um lugar seguro, mas temos que fazer nossos filhos mais fortes e corajosos para enfrentar o mundo, que não é um lugar seguro.

            Deus fez a mesma coisa por nós. Ele criou este mundo bom mas não inquebrável. O mundo se tornou corrompido e inseguro. Não podendo mais fazer este mundo seguro, nos fez mais corajosos , fortes e destemidos.  A Bíblia inteira é cheia de exemplo de pessoas corajosas, destemidas que ouviram a Voz de Deus e foram à luta. Dentre todas estas figuras, alguém muito especial ouviu o chamado e se pôs em ação, Maria a Virgem Santíssima. Pense Maria ouvindo o Anjo. A pergunta que ela faz :- Como isso se dará? O Anjo explica: – O Espirito de Deus virá sobre você  e você conceberá e dará a luz a um filho e será chamado Jesus. Maria simplesmente se coloca a serviço do Pai e da história de Salvação. FIAT, faça-se em mim conforme a Vossa Vontade! Maria é uma mulher cheia de coragem, cheia de confiança em Deus. Mesmo sabendo de tudo o que iria acontecer com Ela, jamais temeu! Maria não agiu com um de nós que iria perguntar tudo que iria acontecer, para responder. Ela simplesmente disse SIM! Isso foi o suficiente. Ela não se perturbava com o desconhecido porque ela era corajosa e confiante (  do grego com fé).

            Hoje Jesus diz: – Eu sou o BOM PASTOR! Eu conheço as minhas ovelhas e elas me conhecem, elas ouvem a minha voz e me seguem! Será que eu e você ouvimos a voz do Pastor todos os dias e fazemos o que Ele está nos pedindo? Quantas vezes nós caímos nesta armadilha de querer saber para ter segurança e Deus está nos chamando para caminharmos com confiança mesmo naquilo que não conhecemos bem ou nada.

            Cristão não precisa saber onde eu te colocarei diz o Senhor, mas Eu estarei contigo até o fim e isso é o suficiente!

            Deus nos deu a voz pela Igreja e pela Palavra, Ele já falou muito para nós sabermos o que fazer e ainda ficamos ansiosos para saber. A gente pode não saber o que virá mas nós podemos saber o que acontece agora!

            Nós não precisamos saber o que vai acontecer mas entender o que acontece agora. Muitos querem saber o que virá para certamente estragar tudo. Nós frequentemente tomamos a decisão errada e falhamos. Imagine se soubesse o que iria acontecer, iríamos falhar ainda mais.

            Na vida de discernimento ouvimos histórias sobre jovens que são chamados para vida consagrada. Certa vez um jovem universitário após muitas orações, retiros, direções e discernimentos entrou para a Vida Consagrada. Algum tempo discerniu através de orações, direções e retiros  que ali não era o seu lugar. Voltou a vida anterior e novamente veio uma crise muito séria sobre sua vida com  um não religioso. Ao final ele concluiu: – Senhor, mesmo eu não entendendo nada de qual caminho o Senhor quer para mim, eu vou seguir o caminho que o Senhor está traçando para mim agora, porque um dia eu vou chegar lá, onde o Senhor preparou para mim aquilo que é melhor para a minha vida! O mais importante não é o que na verdade eu serei, mas o que eu serei vocacionado e deveria exercer com um homem virtuoso e isso é o suficiente.

            Concluindo eu e você já sabemos o suficiente para viver bem e sabiamente AQUI E AGORA! Que possamos ser corajosos neste mundo tenebroso e confiantes, neste mundo Inseguro, pois temos um Bom Pastor! Cabe a nós não ficarmos longe para sempre podermos ouvir a Sua Voz!

           

Oração: Abbá Pai. O Senhor é o meu Pastor não me falta coisa alguma. Senhor como Pai, um Pai zeloso, sabes muito bem quantas vezes eu te abandono, fico longe passando a não ouvir a Sua voz! Eu sei também que o Senhor sempre fala baixo, para que eu possa ouvi-lo sempre em silêncio. Senhor, pelos braços de Maria que eu seja sempre reconduzido a sua presença como uma ovelha ao Seu Redil. Jesus acalma minha alma, retira de mim toda Ansiedade e todo o desejo de saber todas as coisas, faça-me corajoso e confiante na Sua Palavra que nunca falha e nunca tarda. Batiza-me com Seu Santo Espírito, faça-se em mim nova todas as coisas. Derrama sobre nós a Sua Infinita Misericórdia! Amém.

 

                                                                                  

           

           

            Nós estamos vivendo um tempo onde a primeira pergunta  que todos fazemos é que: – QUANDO ISSO TUDO VAI ACABAR? QUANDO A MINHA VIDA VOLTARÁ AO NORMAL?

            Hoje diante da nossa meditação começaremos fazendo um paralelo com a Coleção de livros que deu a J.R.R. Tolkien o prêmio de melhor obra literária do século passado. Sim. Senhor dos Anéis ou em inglês The Lord of the Rings. Quantos de vocês já leram os livros ou assistiram a trilogia do cinema. O fato é que esta pérola literária nos serve muito para meditarmos hoje.

            A história fictícia se passa numa Europa Fictícia há muitos anos atrás criada por Tolkien. No início as cenas se passam dentro uma região chamada de Shire( condado), onde os habitantes chamados Hobbits viviam. Os Hobbits acreditavam em paz e viviam em comunidade compartilhando seus bens. De repente chega a noticia para eles que o mundo não era mais seguro como eles achavam que era. Suas vidas já não estavam mais em segurança. Dois personagens aparecem como protagonistas, Frodo
Baegins e Sam. A mensagem que Frodo recebe é : – Você tem que deixar sua casa. Frodo iria partir mas seus amigos o acompanham, Sam é o mais próximo. Eles a partir daí vão passar quase o tempo todo fora de casa. Eles passam a viver a partir daí num mundo que não era mais a casa deles e mais ainda, um mundo que era inseguro e ameaçador.

            Hoje nos deparamos com dois personagens. Cléofas e o outro discípulo ( poderia ser a esposa Maria de Cléofas, contudo eu convido você a colocar o seu nome). Eles voltavam para casa, para um lugar chamado Emaús. Eles caminhavam e discutiam entre si como está nas Escrituras. Que tipo de conversa eles teriam entre si? Total desolação, seu herói havia morrido de forma humilhante, pregado em uma cruz. Para eles, tudo havia acabado. Talvez eles estivessem naquele momento pensando: – Vamos voltar para casa. Queremos estar em casa. Queremos nossa vida de volta ao normal.

            Como estaríamos nós, se tivéssemos presenciado tudo aquilo? E hoje como estamos nós, recolhidos em casa e vendo o tempo passar: – Queremos voltar a rotina, queremos voltar ao trabalho, aos estudos enfim, a vida. Queremos ir e vir sem sermos importunados! Queremos ver nossos amigos. Queremos voltar ao altar do Senhor, Queremos voltar a Igreja. Queremos voltar a ilusão da segurança! A ilusão de que normalidade é segurança!

            Dando prosseguimento a nossa formação sobre INSEGURANÇA, há momentos da nossa vida em que aprendemos que segurança é uma ilusão e certeza uma miragem. Porque normalidade é insegurança. Voltemos ao Senhor dos Anéis, Frodo várias vezes se sente tentado em voltar para casa, quando se depara com o mal, com a violência, com  traição, com ameaça, com criaturas ameaçadoras.

            Cléofas hoje deseja voltar para casa, de volta a normalidade de sua casa e falsa sensação de segurança.  Ele procura em sua vida as fontes de sua segurança. Nossa sensação de segurança está ligada ao nossos resultados ( prognósticos). Eu estarei em paz se determinadas coisas acontecerem, se meu salário vier , se minha saúde estiver ok, se meu teste para Covid der IGG positivo! Quando os estudantes estão na semana de prova, pensão que estarão em paz quando as provas terminarem. Quantas pessoas colocam certos questionamentos no condicional:  – Eu só serei feliz SE, eu só ficarei alegre SE…Contudo um dia entenderemos que enquanto estivermos colocando nossa segurança nos resultados, nossa vida permanecerá INSEGURA! Tudo, felicidade, fé,  alegria, paz e vida se torna condicional , portanto insegura!

            Para os cristãos o que é normal para o cristãos? O normal para os católicos é nunca estar em casa, por isso a palavra Paróquia que vem do grego e significa morada à beira do caminho, pois estamos sempre a caminho, da vida eterna!

            Como cristãos nós nunca devemos  dizer que as coisas precisam mudar para que eu tenha alegria ou felicidade. Nós podemos dizer isso mas precisamos acrescentar duas palavras: – EM MIM! Por isso São Pedro vai dizer que devemos viver com muito empenho em nossas coisas e vidas para vivermos comprometidos com as coisas do céu. Para os discípulos de Emaús faltava uma coisa. Eles disseram que eles tiveram fé mas não tinham mais. Neste momento vamos ver que a fé deles era fraca e pior,  era baseada em resultados. AS coisas não aconteceram como eles estavam planejando então a fé deles ficou ameaçada.

            Os discípulos confundiram esperança com desejo. Eles desejavam que Jesus fosse reinar da maneira que eles pensaram. Eles eram otimistas e as coisas não aconteceram da maneira que eles planejaram. Cristãos prestem atenção, verdadeiros cristãos não são otimistas. Ser um otimista é ter uma visão positiva sobre a vida, contudo otimismo pode te fazer morrer, especialmente neste tempo de pandemia. Deixe me explicar melhor com esta história breve: – Certa vez o Almirante James Stockdale ao cumprir sua missão em um bombardeio no Vietnã foi atingido e seu avião abatido. Ferido foi capturado. Esta foi uma das prisões mais longas da história  desta guerra. Foi mantido em campo de concentração e torturado além de ter ficado em solitária por 4 anos, torturado todos os dias. Anos depois em uma entrevista de TV alguém perguntou, qual a diferença aos que sobreviveram e os que não sobreviveram, qual seria a explicação para isso? – James respondeu, fácil, os que não sobreviveram foram o otimistas. Então replicaram: – Então o Senhor pensa que os que pensam positivamente não sobrevivem, otimistas! Ao que James responde: – Os otimistas são aqueles que quando são capturados fazem planos como, estar em casa na semana santa, ou primeiro de maio, sete setembro, natal, semana santa e assim vai e ao acúmulo das frustações vão sucumbindo. Otimismo não é esperança. Esperança não é baseado em resultado ou prognóstico. Esperança não é feito de pensamento positivo. Esperança é baseado em uma pessoa, em Deus! Esperança é acreditar em uma pessoa perdurando por toda  sua vida. É a certeza daquilo que ainda não aconteceu! Esperança é assumir que Deus está a sua direita por toda sua vida.

            Estamos caminhando em um tempo de incertezas e desesperanças. Neste momento podemos separar o joio do trigo, os que creem e os que não!. Deus caminha com aqueles que Nele depositam sua fé e esperança. Com Deus podemos caminhar num mundo que está sempre mudando junto a Alguém que nunca muda!

            Jesus abre as Escrituras para Cléofas e para mim e vai revendo tudo desde o principio para que eles revendo tudo possam entender Quem Ele é! Lembre-se o que Eu fiz e agora entenda o que Eu faço. Vocês jamais pensem que vocês Caminham sozinhos! Você nunca mais andarão sozinhos! Você jamais estarão em casa, mas jamais estarão sozinhos! Aqueles que esperam são aqueles que caminham! Aqueles que esperam são aqueles que agem, movem! Pois Esperança é a virtude da ação!  Isso não é  desejo, desejo eu sento e espero, como muitos estão fazendo e querendo fazer mais agora. Otimismo eu sento e espero as coisas boas acontecerem. Esperança é diferente, Esperança é a virtude da ação, por isso cheio de esperança os cristãos faziam acontecer porque o Espirito Santo agia através deles.

            Esperança não se importa com os resultados, pois há sempre um movimento a ser feito. Mesmo quando tudo está perdido, a Esperança nunca se vence. Neste mundo de insegurança você não está sozinho e não caminha sozinho.

            Frodo e Sam. Frodo é aquele que carrega o anel e o mantem até o fim. Frodo faz relembrar Jesus carregando a Cruz até o fim e Sam o Cirineu. Em um momento Frodo está muito cansado, exasperado, já tinha passado por tantas coisas , provações e tribulações e se vira para Sam e diz: –  Eu não posso fazer isso Sam. Sam responde: – Eu sei, nós não deveríamos estar aqui! Quantas vezes nós repetimos esta frase. Sam: – Quantas coisas más acontecem, como a vida pode voltar o normal depois de tudo isso. Mas vai chegar um dia em que o sol vai brilhar e iluminar toda a terra, e então vamos entender o porquê. Frodo vai dizer: – Sam, há uma coisa muito boa neste mundo para termos esperança. Claro que Tolkien como católico deixaria implícito que o Bom é Jesus. Nós não caminhamos sozinhos.

            Nós teremos esperança até o fim. Chegará um dia em que esperança não existirá pois não será necessária. Este momento chegará para cada um de nós. Neste momento veremos Deus face a face. Após  toda esta insegurança que se chama mundo, nós estaremos com o Senhor  e então poderemos finalmente descansar pois estaremos na nossa casa, morada eterna!

           

 

           

                       

Oração: Abbá Pai. Hoje eu quero te pedir, venha em mim refazendo tudo o que foi se desfazendo ao longo de toda a minha vida. Senhor, só tu podes me tocar com este Amor que vai  me curando e cicatrizando feridas que muitas vezes eu já tinha desistido de ter algum alento, quanto mais uma cura! Sim, Senhor lava toda a iniquidade que habita em mim! Jesus eu quero ser todo seu Senhor! Faz-me fiel no Teu Amor! Jesus manso e humilde de coração, fazei o meu coração semelhante ao Vosso! Derrama sobre nós a Sua Infinita Misericórdia! Amém.

           

 

           

 

 

           

 

 

                                                           JESUS REALIZOU TODO A VONTADE DO PAI NA SUA PAIXÃO, MORTE E RESSURREIÇÃO. SUA MISSÃO DE SALVADOR ESTAVA FINALIZADA. O CORPO DE CRISTO  NA TERRA AINDA CONTINUA ONDE ELE É A CABEÇA E NÓS O CORPO. NÓS SOMOS CHAMADOS A UNIRMOS O NOSSO SOFRIMENTO AO SOFRIMENTO DELE PELA SALVAÇÃO DO MUNDO. ELE NOS CONFIA ESTA MISSÃO, QUE PERMANECE INACABADA.       

           

            Estamos no final da série Desfeito. Nada melhor que meditarmos nesta formação sobre o mistério da Paixão, morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. Algo importante que Jesus, apenas no Evangelho teologal de São João vamos ler: – Tudo está terminado, ou tudo está realizado ou ainda TUDO ESTÁ CONSUMADO. Nada ficou de fora.Nada.

            Hoje em dia podemos ir até uma loja de departamento comprar um móvel em uma caixa que o interessante de tudo é montá-lo quando chegar em casa. Isso se tornou muito comum de uns tempos para cá. A cadeira, ou guarda roupa ou a cama está tudo ali, mas veio em partes e nós temos que montá-lo. Não é preciso colocar nenhum parafuso amais, está tudo ali. Nós juntos com a fábrica, eles por ter nos oferecido tudo em parte e nós por montarmos, temos a chance de participar da montagem final.

            Este mundo desfeito, como já falei nas outras formações, pelo nosso pecado original, nós temos um coração desfeito, quebrado, partido. Uma decisão quebrou ou rachou o mundo, e por esta escolha nós quebramos o mundo e a partir deste decisão nós vivemos a consequência. Nosso padrão no mundo é esta quebra, esta ruptura. Nosso padrão é a morte. Jesus veio desfazer o que foi quebrado e colocar tudo no seu devido lugar. Vencer a morte e ser soberano sobre a vida e a morte. Jesus veio destruir tudo que  nos destruía, veio matar o que nos matava.

            Nas leituras do Domingo de Ramos, Jesus permite aquilo que nos destrói vir sobre Ele. Ele permitiu. Então não devemos perguntar Por que? A pergunta certa por QUEM? Ele deixou que tudo isso acontecesse por VOCÊ! Cada passo que Jesus dá desde o Jardim das Oliveiras até a sua morte foi por mim e por VOCÊ! Algum dia você já parou para pensar sobre isso?

            Jesus no Jardim do Getsemâni  chega a suar sangue e está implícito ali, isso é por Eles. Ele é traído e passa por aquilo, e está implícito :- Isso é por José, por João, por Pedro, por mim e por você. Vai colocando seu nome na noite da humilhação na casa de Caifás e o som que ecoa é :- Isto é pela Maria, pela Joana, pela Madalena, por mim e por você, coloque seu nome, fale seu nome. Jesus não dorme a noite pelo imenso sofrimento e logo de manhã ele vai sendo torturado, flagelado, vai sendo coroado com uma coroa com espinhos pontiagudos, extremamente dolorosos, seu corpo já dissecado separando seus músculos de suas fáscias, sua pele dilacerada, sua face deformada e ferida, seu  couro cabeludo cravejado e rasgado pelos pregos, e tudo tudo tudo por mim e por você nisso, vai ouvindo:- Isso é por você José, por você Maria, por mim e por você. O preço dos nossos pecados caiu sobre Ele, por suas Chagas fomos Salvos, Libertos e Curados.

            São João Paulo II o grande, certa vez escreveu sobre este momento dizendo que: Há duas formas de Sofrimento o Físico e o Moral ! Sofrimento físico, lembrando a formação sobre Nick nascido sem pernas e braços, o cego de nascença,  e por aí vai. Sofrimento moral é aquele que quebra nosso coração, que nos faz sentir como se nosso peito se espremesse, um amargo ascendente na boca e uma sensação imensa de humilhação, ninguém se interessa por você , ninguém se importa com você, assim é o coração quebrado. Como vimos em outra formação, Marta e Maria experimentaram seu coração em pedaços com a morte de Lázaro. Sofrimento físico e moral. Neste dia Jesus permite que seu corpo seja levado ao extremo do Sofrimento Físico e ao extremo do Sofrimento Moral ( abandonado pelos seus mais queridos, humilhado sem ter ninguém que o defendesse perante as inúmeras acusações falsas).

            Além disso há os sofrimentos definitivos e os temporários. Sofrimento definitivo do ponto de vista teológico é se privar eternamente do bom, ou seja , inferno. Então a consequência do pecado é o sofrimento definitivo. No Evangelho da Paixão Jesus nos salva do sofrimento eterno e dirá: – Tudo está consumado! Nada mais há o que fazer, é para sempre! Ele vence a morte, Ele vence o que nos mantinha indefinidamente longe de Deus pelo pecado original. Não há mais o que fazer, Jesus fez tudo o que era  a sua missão. Desta forma não há o que Ele mais precise fazer, mas nós precisamos fazer a nossa parte. Deixar o amor incondicional nos amar. O nosso Sim é o que falta em toda a Salvação. Deixe o Senhor ser o Senhor da sua vida.

            Nós ainda vivemos num mundo quebrado. Jesus não removeu o sofrimento da nossa vida. Contudo Ele nos prometeu, Eu estarei convosco até o fim. Não tenhais medo. Eu venci o mundo. Então o que Jesus com tudo isso quis nos ensinar é que não há Sofrimento sem sentido. Ele dá o Sentido ao meu e ao seu sofrimento. Não  há coisa  mais desesperançosa do que viver neste momento sofrendo sem sentido. Mas todo Cristão é chamado a entender que todo sofrimento  é cheio de sentido. É a nossa cruz de cada dia, que nos iguala ao sofrimento de Cristo e com Ele está a nossa Salvação. Não é o quanto nós sofremos mas como nós sofremos. Sofrer com sentido é crescer e amadurecer a cada dia. Sofrimento neste sentido então é uma Oportunidade de participar da Paixão do Nosso Senhor! Tudo isso somente pode fazer sentido se abraçarmos a nossa Cruz por AMOR!

            Jesus é a cabeça da Igreja e nós o corpo. Saibamos então que partilhar o nosso sofrimento com Jesus é participar desta Salvação. Significa que a Missão de Cristo continua existir através de mim e de você. Jesus não removeu o sofrimento Ele reconfigurou, ele redimiu e transformou agora somos um com Ele.

            São Pedro vai falar que se alegrava em sofrer por amor a Jesus. São Paulo vai dizer aos Colossenses que Ele se regozijava em fazer parte dos sofrimentos de Cristo. Contudo João Paulo II interroga: – O que faltou nos sofrimentos de Cristo? – A resposta certa é : Nada. Então porque São Paulo escreve assim: – São João Paulo II responde: – Pois Jesus permite que nós coloquemos nossos ínfimos sofrimentos aos de Cristo, para participarmos deste grande missão de Amar até o fim! Jesus não necessita dos nossos sofrimentos, mas Ele nunca quis fazer nada disso sozinho. Ele desejou que a nossa parte ficasse inacabada, para concluirmos com Ele.

            Venerável Fulton Sheen certa vez escreveu: – O local de maior desperdício de sofrimento são os Hospitais e Sanatórios e asilos. Seus corpos estão sofrendo, estão purgando, estão necrosando, estão sangrando e as pessoas desperdiçando grande oportunidade de oferecer de coração seus sofrimentos pela salvação dos outros.

            Tomando este momento que nos remete aos hospitais e neste momento a Pandemia, lembremos de dizer como Jesus em sua Paixão: -Isso é por José , isso é por Maria, por você! Todo sofrimento físico e moral. Ofereça por alguém e se não vier a cabeça o nome de alguém oferte ao Senhor que sabe quem naquele momento necessita de conversão.

            Eu e você não podemos voltar no tempo e desfazer o que fizemos e machucamos tanto as pessoas, mas entregue a Deus, e peça: – Pai, eu entrego todo o meu coração ferido, partido e machucado, todo o meu sofrimento a fim de que Tu, que podes tudo, faça a sua obra.

            Neste mundo desfeito e quebrado Deus Pai está dizendo hoje para você: – Você é importante! Mesmo que o seu sofrimento seja pequeno e podemos pensar que não interessa para Deus, errado, isso sim interessa para Deus. Seja lá o que for, interessa para Deus. Deus confia em Você!!!

            Jesus nos deu um partícula de Sua cruz para que possamos oferece-la para salvação do mundo. Você e eu somos o Corpo de Cristo. Em nós Cristo sofre a paixão, morre e ressuscita e nos salva. Nada disso foi em vão. Tudo está consumado! Aleluia, Amém!

           

           

           

           

           

Oração: Abbá Pai. Hoje eu quero te pedir, venha em mim refazendo tudo o que foi se desfazendo ao longo de toda a minha vida. Senhor, só tu podes me tocar com este Amor que vai  me curando e cicatrizando feridas que muitas vezes eu já tinha desistido de ter algum alento, quanto mais uma cura! Sim, Senhor lava toda a iniquidade que habita em mim! Jesus eu quero ser todo seu Senhor! Faz-me fiel no Teu Amor! Jesus manso e humilde de coração, fazei o meu coração semelhante ao Vosso!