Para começarmos esta reflexão de hoje, gostaria de falar um pouco sobre esta pessoa: Rubin Carter, conhecido como Hurricane (Clifton, Nova Jersey, 6 de maio de 1937 – Toronto, 20 de abril de 2014) foi um boxeador peso médio norte-americano no período entre 1961 e 1966, conhecido por travar uma longa disputa judicial após ser preso por assassinato. No auge de sua carreira foi falsamente acusado de triplo homicídio. Sem nenhuma prova foi preso. Quando ele se apresenta na prisão estava vestido de um terno de grife, relógio de ouro, anel de diamante e quando chega na prisão ele pergunta pelo responsável dizendo: – Olhe, eu não vou ficar preso aqui e não vou ser tratado como prisioneiro. Ele ainda disse:- Olha aqui, eu vou ficar morando neste lugar tentando dar o meu melhor, não foram vocês que me colocaram aqui, mas eu quero deixar claro que eu vou apenas morar aqui, até isso tudo acabar. Ele passou 19 anos de sua vida preso injustamente e a própria Justiça americana após 19 anos o declarou totalmente inocente. Ele jamais fez qualquer sinal de desejar  diminuir sua pena, pois  dizia que se o fizesse estaria se declarando culpado, então ele permaneceu em silêncio aguardando a sua soltura. Hurricane disse que não queria que vocês tomassem nada do que é meu, principalmente minha liberdade! Sua vida foi retratada em filmes e na música, como Hurricane, de Bob Dylan, e em The Hurricane, protagonizado por Denzel Washington, numa antológica versão adaptada ao cinema.

            Sua vida foi também mencionada no Livro Obstáculos no Caminho de Ryan Holiday, onde ele fala sobre Estoicismo. O que vem a ser Estoicismo: – Doutrina fundada por Zenão de Cicio (335-264 a.C.), e desenvolvida por várias gerações de filósofos, que se caracteriza por uma ética em que a imperturbabilidade, a extirpação das paixões e a aceitação resignada do destino são as marcas fundamentais do homem sábio, o único apto a experimentar a verdadeira felicidade (O estoicismo exerceu profunda influência na ética cristã).

            São Paulo neste Domingo nos fala sobre viver bem tanto na abundância quando na penúria, e isso o faz diferente do Estoico Hurricane que se resignou ao que vivia, muito nobre isso, mas Paulo iria falar sobre ter em meio a tudo isso, Alegria. Alegria é saber onde ele colocava sua esperança, em Jesus. Isso é muito maior que apenas uma resignação, é um Objetivo maior a ser alcançado, e o melhor, a certeza de que não estamos sozinhos.

            Existe uma certa diferença entre Estoicismo e Indiferença Cristã. Como também existe diferença entre Indiferença Cristã e Indiferença moderna. A Indiferença Cristã é aqui demonstrada nesta Carta de São Paulo ( Fl 4:12). Ele diz que tinha alegria em meio a abundância ou a carestia. Esta Indiferença Cristã nos difere em muito do ser humano moderno. O homem moderno apresenta um Ferida de Indiferença que nada é capaz de trazer alegria. Como é comum dizer hoje em dia: – Eu não quero saber, eu não ligo para isso! São Paulo pode claramente demonstrar como viver no mar da abundância do mundo e ter alegria! Hoje o homem moderno não consegue viver na abundância do mundo e ter alegria, pois falta o essencial. Nós nos achamos neste época, nesta idade buscando algo e nos sentindo vazios.

                                                                                              

            Elie Wiesel nasceu em 1928, em Sighet, Transilvânia, na época Hungria, hoje parte da Romênia. Aos 15 anos, juntamente com sua família, foi mandado para o campo de concentração de Auschwitz (Polônia). Sua mãe e sua irmã mais nova foram mortas nas câmaras de gás, enquanto Elie foi mandado para outro campo, de Buchenwald, junto com seu pai, que acabou morrendo de fome. Depois da guerra, Wiesel foi estudar em Paris, onde se tornou jornalista. Em seu livro Night ( Noite) ele relata a sua vida em meio ao campo de concentração caminhando nos corredores da morte. Muzelman é um tipo de

Pessoa que tinha sido tão esvaziado pelo terror, que não tinha mais sentimentos dentro de si. Tão vazio que não tinham mais lugar para a palavra sofrimento. Sem medo algum da morte. Indiferença neste caso, causada pela dor deste mundo. Ou seja Sem diferença. A palavra acima  também descrevia este povo como Não humanos ( walking dead ). Trauma faz isso.

            Trauma pode tirar tudo do sentimento de uma pessoa. Outro tipo de Trauma que pode causar a mesma coisa é o Trauma do Conforto! O conforto tem feito muitos cristãos dormentes. Muito apropriada esta comparação. Conforto causado por Distrações. Não é necessário estar em um campo de concentração  para experimentar esta sensação do Walking Dead. O conforto traz isso. Nós não podemos ser constantemente entretidos e permanentemente distraídos , pois nos tornamos totalmente INDIFERENTES. Qual foi a última vez que você assistiu um programa e terminou nele ou em um filme? Sempre vem aquela fala: – Qual é  o próximo? Neste momento onde os filmes já foram vistos e revistos, vamos procurando outras coisas!  No final, você vai passando com o controle e tem a sensação de que tudo é a mesma coisa. Indiferença!

            Reflita comigo, assim como os Muzelman andavam pelo campo de concentração sem que nada os mudasse, nada os alegrava, nada os preenchia, hoje andamos pelos entretenimentos e temos a mesma sensação de tudo é igual. O bom e o ruim tendo a mesma graça.

            Tudo isso nos remete ao Evangelho de hoje. O Rei convida todos para uma festa Real. Isso é maravilhoso sempre. Você receber um convite Real, poder se arrumar para ir saborear da melhor música, da melhor comida,  da melhor bebida e das melhores companhias e simplesmente ignorar! Todos que ignoram são indiferentes. As desculpas são várias, eu tenho minha fazenda para cuidar, meus negócios, meu home office, enfim, indiferença. No mundo atual, todos nós estamos sendo convidados para este grande banquete e queremos insistir em entretenimento, em distração e por isso ignoram o grande convite para o grande banquete! Todos dizem: Eu tenho coisa para fazer!

            Nós nem estamos sendo indiferentes porque não achamos diferença entre o ruim e o bom, mas porque estamos dormentes, anestesiados por toda esta onda contínua de nos fazer distrair!

            Elie Wiesel diz que a pior coisa para um ser humano é a INDIFERENÇA! Porque indiferença não é o começo de um processo mas o fim do mesmo! É pior do que o ódio, porque ódio você pode combater. Você não sabe como combater Indiferença porque não consegue perceber como se tornou assim.

            A Indiferença moderna é hoje o Câncer dos Cristãos! Entre numa Missa ou numa Cerimônia, tudo muito Sagrado, mas as pessoas estão no telefone, ou seus telefones estão nas mãos das crianças e as mesmas estão em outro lugar menos pisando o Sagrado.

            Indiferença e Apatia estão tomando conta dos Cristãos e este câncer tem se espalhado pelo mundo!

            As pessoas precisam acordar para a realidade que está se espalhando pelo mundo. Os Cristãos se acostumaram assistir as celebrações pela TV ou pela Web e agora não estão tendo mais ânimo para voltar aos locais Sagrados! Isso é um absurdo, mas é real. A desculpa está nas regras, nos cuidados mas isso está arraigado na Indiferença.

            É necessário uma crise para colocar todo este povo de volta para a Igreja.

            Jimmy Fallon, um dos apresentadores de televisão mais bem pagos do mundo, amigo de todos poderosos, uns anos atrás sofreu um acidente em sua casa, que quase resultou em uma amputação de seu dedo. Levado ao hospital na sua cidade ( Nova Iorque) foi operado e ficou 10 dias na UTI. Neste período, alguém que era totalmente indiferente a uma vida religiosa ( Judaica) teve a chance nesta crise de ler Viktor Frankl ( O sentido da vida), e testemunhou depois o quanto este livro o levou ao caminho de volta a uma busca pela fé.  Jimmy disse que não poderia ser indiferente aos acontecimentos e sofrimentos do mundo, o que o próprio Elie Wiesel defendeu durante toda a sua vida.

            C.S.Lewis em seu livro o Problema do Sofrimento r narra que é fácil ser indiferente ao prazer mas não a dor. A Dor está ali, ela  insiste conosco em nossa consciência. A dor é um Megafone através do qual Deus fala conosco sobre o mundo. Sim, é um instrumento terrível, mas às vezes é o que é necessário.

            Muitas vezes nós somos indiferentes, precisamos deste momento de sofrimento, porque as respostas são sempre, eu tenho coisa para fazer, eu estou ocupado, agora não ou talvez depois. Mas a dor nos traz para o agora!

            Quantos de nós neste momento estão  negociando a vida eterna com coisas do agora. Eu achei um programa novo, ou um filme novo na TV  e então agora eu não posso mas quando der eu vou. Quanto desta coisas estão possuindo nossas mentes e nossos corações ao invés das verdadeiras coisas do alto que nos remete a Deus e toda a Sua Abundância. A lei do aqui e do agora para entreter e para distrair.

            Nós estamos ficando indiferentes para o Melhor pelo bom. Queremos trocar o Melhor por qualquer coisa. Nós fomos chamados para o Grande Banquete Real e estamos trocando constantemente por isso! Por nada !

            Esaú entrega a Jacó por comida, a sua posição nobre de ser o primogênito e toda a sua herança. Nós estamos fazendo como Esaú. Estamos indo para o Banquete Real sem o Traje requerido no convite. Não estamos vivendo como uma pessoa que valoriza estar naquele banquete. Nossa vida não condiz como os Ensinamentos de Cristo. Estamos Indiferentes. Não estamos sabendo a diferença entre o Melhor e o bom. A indiferença está nos matando.

            São Paulo ao final vai finalizar dizendo tudo sobre o que é e sempre será  a Indiferença Cristã, ou seja, viver em todas as circunstâncias sabendo que Posso tudo posso Naquele que me fortalece! O Segredo é : – Tudo o que eu faço na abundância ou na fome, eu faço por Jesus. Quando eu tenho coisas para fazer , eu faço em Jesus! Quando eu não tenho coisa para fazer eu repouso em Jesus!

            Assim eu posso ter Alegria não importando qual a circunstância da vida eu esteja vivendo neste momento! Renegue a  partir de hoje esta indiferença moderna, esperando apenas a morte e pior deixando de participar do grande banquete e ainda tendo medo, muito medo da morte. Jesus já venceu a morte e muitos estão com medo do que já foi vencido!

            Contigo Jesus, caminhar nesta vida não há diferença se o Senhor estiver comigo!

                      Oração: Abbá Pai. Senhor da Messe Rei dos Reis, Senhor dos Senhor, neste dia eu quero entregar todo o meu ser. Tudo que tenho e sou. Entrego Senhor todos meus passo, todos em Ti Jesus! Não me deixes navegar pelos inebriantes caminhos da Distração e da prazer pelo prazer. Faça com meus olhos estejam atentos sempre a Ti. Sim, Senhor como o Povo de Israel, quero andar quando a nuvem andar e repousar quando ela estaciona. Sendo assim, meu traje estará sempre deslumbrante para o seu Banquete porque estarão refletindo a sua Glória em mim, Deus dos Exércitos!   Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.

 

 

 

Como estou?

 

 

            David Brooks é um colunista do New York Times e recentemente publicou um artigo que fala um pouco sobre, como cada um de nós pode olhar uma situação e agir ou não! Ele conta a história real de uma cantora de pop rock e seu melhor amigo que também era da banda. Um dia eles estavam indo para um show e de repente o produtor ligou e disse que o show havia sido cancelado. A razão do cancelamento se deu pois, houve uma denuncia na internet que este cara havia enviado uma foto indecente  para uma fã  e que havia viralizado, se tornando algo bastante impróprio. Apesar do cara ter se retratado com ela e negado tudo, ela levou a situação a sério, foi para o facebook e escreveu um textão dizendo o quanto isso era sério, e que ele não fazia mais parte da banda. Pois bem, tudo na sua vida ficou arruinado e ele perdeu emprego, contatos e estava em uma condição bastante deprimente.

            Dois anos depois acontece algo parecido com ela. Esta história foi revelada quando a cantora ainda estava no High School(ensino médio), e que também envolvia foto dela e outra pessoa e que rapidamente viralizou, ela se tornou motivo de ódio das pessoas em sua volta e foi demitida da banda. Ela foi abandonada, discriminada e condenada à solidão. Sua carreira não existia mais. Ela disse que se sentia como um monstro. O Podcast que David Brooks mencionava finaliza com a entrevista do garoto que escreveu o post sobre a Cantora revelando tudo e levando-a a ruina. E David perguntou: – Como você se sente sobre isso ? – O Garoto respondeu: – Bem, me sinto incrivelmente prazeroso em destruí-la. Eu não ligo para o que aconteceu com ela. Eu não ligo se ela está viva, morta ou o que quer que seja.

            A pergunta para nós hoje é: – Como nos sentimos quando lemos tudo isso ? Como nós olhamos tudo isso ? Assim começamos nosso segundo capítulo da série: Como eu me pareço ? Como eu vejo as coisas ?

            Hoje, podemos responder a tudo isso de acordo com São Paulo aos Coríntios: – Não nos conformemos com este mundo mas mudemos a nossa maneira de pensar e reagir. Nós precisamos olhar o mundo como cristãos! Aprendamos com Chuck Wilson, grande evangelizador americano, figura carimbada nos presídios de segurança máxima dos EUA, respeitado por todos. Não importando onde ele estiver, a primeira pergunta que ele faz é: – O que é para você Cristianismo ? Muitos respondem que é Religião, uma filosofia…Ele diz: – Cristianismo é uma Visão do Mundo! Pois muda toda a nossa maneira de pensar e de ver o mundo.  Isso é importante pois A VISÃO DETERMINA NOSSO DESTINO! Se eu olho o mundo como o mundo, eu vou terminar condenando como o mundo faz, excluindo, porque se eu excluo eu retiro a minha opção de amar. Agora se eu olho o mundo como Cristo ( cristianismo) então eu acabarei observando e olhando e agindo como ELE.  Então como  eu olho, como eu me comporto quando há uma situação como esta acima ? Quando alguma pessoa faz alguma coisa errada como eu me comporto em relação a isso ? Eu me excluo, eu digo que isso não tem nada a ver comigo, ou que aquela pessoa merece pagar olho por olho dente por dente, ou pior ainda, em tempos de mídia social, eu tiro minhas conclusões condenatórias baseadas nos comentários ou críticas. Cada um deles tem a tentação de olhar para os exemplos acima e tratá-lo como NINGUÉM.

            Corinto antes da evangelização de Paulo era uma cidade do pecado, tipo como chamamos hoje Vegas. Eles contudo foram chamados  a uma tremenda conversão. Onde abunda o pecado superabunda a graça.  Paulo chega na cidade e ao  chegar encontra-se em  uma das comunidades um rapaz tendo um relacionamento com a esposa do pai dele. Paulo levanta a voz e diz: – Vocês não estão fazendo nada com relação a isso ? Parecia que todo mundo estava achando que aquilo era normal. Alguém faz alguma observação como se o cara fosse assim  mesmo, e tudo que ele fizesse se justificava pelo jeito dele. Não, não, Paulo se levanta e adverte . Quando nós olhamos algo errado perto de nós, e não falamos nada, muitas vezes estamos agindo assim porque NÃO É NOSSA RESPONSABILIDADE! Como assim ? Nós como Cristãos, não podemos olhar as coisas como  o mundo as olha. Não, nós somos  um povo que tem Mestre e este se chama Jesus e Ele não quer que nós vivamos uma vida como se a eternidade não existisse, ou como se nós fossemos politicamente corretos, quando devemos denunciar o que está errado. Quando não fazemos nada, estamos tratando aquela pessoa que está no erro como NINGUÉM! É tratá-los com desprezo.

            Deus envia seus profetas e os capacita para quando vir o Mal, denunciá-lo. O que nós como Profetas, pois batizados que somos, devemos sim tomar responsabilidade pelas coisas de Deus e denunciar o Mal. Ezequiel o profeta, deveria publicamente denunciar o Mal, pois sua motivação era a Justiça. Deus diz a Ezequiel que denuncie constantemente as obras do maligno pois se não, as outras pessoas irão ver as obras e achar que é normal. Irmãos e irmãs olhe para o Brasil hoje. Quantas pessoas fazendo coisas erradas com o povo brasileiro. Enganando, caçoando da cara de pessoas de bem, criando histórias difamatórias, liberando bandidos para a rua, prendendo pessoas de bem, atropelando a verdadeira ciência em favor de implantação de estratégias de medo e assim poderem trazer a pacificação falsa. Meus irmãos, pense se todo batizado brasileiro, consciente da moral e do direito, com a missão de denunciar as obras do maligno, se se pusessem a proclamar nas praças o que está acontecendo, nós teríamos a nação mais abençoada do planeta.

             Em Gálatas 2, Paulo adverte Pedro que vivia nos meios dos gentios ( pagãos) agora convertidos e quando chegavam os Judeus convertidos Pedro ficava meio enrolado com relação a comida e outras coisas. Paulo vai dizer : – Não! Somos um só povo, Jesus ensinou que deveriam ser irmãos e irmãs sem distinção. São Paulo diz: – Eu Publicamente critico Pedro face a face! Pedro estava dando mau exemplo publicamente e desta forma Paulo o corrige também. Para que todos soubessem qual é a regra, pelo bem da Justiça. Fazendo isso ele não estava se desfazendo de Pedro, mas sim, se ele estivesse ignorando Pedro.  Há também a segunda fonte da responsabilidade :- Relacionamento.  Se seu irmão (alguém que tem relacionamento contigo) pecar contra você, corrige particularmente. Muitas vezes nós fazemos tudo, menos isso. Levamos nossos problemas para os outros e não resolvemos com aquele que é  a nossa responsabilidade ( relacionamento). Assim não somente irmãos, colegas de trabalho, filhos, ainda mais, na nossa vida conjugal. Como é importante ouvir a palavra de um esposo ou da esposa: – Não me amola! Sim amolar, é tornar o instrumento cortante reto, preciso e cortante! Sim, nas correções das imperfeições vamos corrigindo quem amamos.

            Então o primeiro passo é pessoal e privado para correção. Caso não funcione, precisamos de mais alguém para esta conversa.  A maioria de nós, quando não funciona de modo particular e pessoal, tendemos a agir com se a pessoa fosse ninguém, ou seja, para mim  chega, não é mesmo! Então, não é o que Jesus diz: – Chame alguém de confiança para esta conversa.  Quantas vezes casais necessitam trazer alguém de fé para uma conversa sincera, pois vale a pena brigar por este relacionamento e não um com o outro. Seja persistente. E se não funcionar, traga para a Igreja! Trazer para Igreja significa oferecer tantos caminhos na Igreja que pode agir em cada um, grupo de oração, Missa, Direção Espiritual , Adoração e por aí. Não existe vencedor, existe vitória no relacionamento. Isso pode ser aplicado dentro do Prolife, não apenas luta para evitar o Aborto mas para derrotar toda a indústria do aborto.       

            Quando estamos lutando por alguém e o que estamos fazendo está machucando mais a outra pessoa do que a nós é hora de pararmos,  pois estamos fazendo alguma coisa errada.

            São Tomás de Aquino diz que: Talvez quando alguém apresentar uma pessoa para você, que tem o mesmo problema que você, Ele diz: – Quando Deus enviar alguém assim em sua vida, aprenda a não julgar a pessoa, a não condenar a pessoa, mas crescer com ela.  Pense nisso, nós somos fracos e miseráveis no mesmo problema que a outra pessoa, então que eu saiba crescer com ela, para juntos podermos nos livrar destas fraquezas que nos leva as nossas frequentes quedas, e convide esta pessoa a se arrepender contigo.

            Jesus termina dizendo apesar de  tudo isso, se você já fez tudo, foi paciente e persistente, foi compassivo e no final nada funcionar, é o risco de tudo isso. Mas você fez o que era para ser feito, pois existe o limite do outro sempre.

            Muitas vezes nós ficamos tristes com todos aqueles que tentamos e não trouxemos para dentro, Jesus vai dizer que devemos tratá-los como gentios e cobrador de impostos, não que Jesus não amasse a todos, mas eles preferiram ficar do lado de fora. Então a grande pergunta hoje é : – De que lado você deseja ficar hoje, de dentro ou de fora ?

            Como eu me pareço? Mesmo no meio do mal, eu olho para a Pessoa e não para o pecado! Como eu luto ? Como Cristãos,  nós lutamos pela pessoa. Para vencer com a  pessoa!

           

           

            Oração: Abbá Pai. Como eu me pareço hoje para o Senhor, meu Deus? Hoje eu te peço que me ensine a não julgar, a não ficar nas aparências e saber quando oportuno denunciar as obras do Mal. Não deixes que eu me torne omisso, em tantas coisas erradas que tem assolado nossa família, nossa cidade, nossa nação e nosso planeta. Que eu diminua e que o Senhor cresça em mim! Que cada passo que eu der na direção do meu irmão seja para maior honra e glória de ti Senhor!  Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.

 

 

            TUDO QUE É BOM NA NOSSA VIDA VEM DE DEUS. ELE É A FONTE DE TUDO. ELE DEVE ESTAR ACIMA DE TUDO PARA CADA UM DE NÓS!

           

            Não sei se vocês conhecem a história de Andrew Hyde. Pois bem, Andrew Hyde escreveu um livro onde ele diz viver o extremo minimalismo. Ele tem em sua bagagem 15 itens apenas e prova que é possível viver assim e viajar ao redor do mundo. Tirando sua conta bancária, é claro, o restante ele não tem nada que o ancore. Tudo está na  sua mochila. Ele vive muitas vezes das coisas que outras pessoas dão para que ele viva bem.

            Quantas vezes em nossas vidas temos tantas coisas inúteis. Pense comigo, nesta quarentena como nós nos deparamos com os excessos, e não sei você, mas eu doei muitas coisas que não tem mais nenhuma função na nossa casa, e nisso vemos utensílios e vestuário. Porém quantas coisas em nossas vidas estão por ali porque nós estamos de alguma forma presos a elas. Não é tão mal assim, ter coisas que gostamos, mas estarmos apegados, eis a questão do excesso.

            Quanto mais nós crescemos mais coisas nós temos, e quanto mais coisas nós temos, descobrimos QUE TEMOS MUITO MAIS A PERDER.

            Há também pessoas em  nossas vidas que são valorosos para nós. Pessoas que tem nos amado e temos o risco de perdê-las.

            Como somos abençoados de termos um pai e uma mãe. São pessoas que sempre nos amaram, e mesmo que você nunca tenha sentido este amor, por razões outras que não é ponto hoje para a gente falar. Um pai e uma mãe, quando seguram seus filhos a primeira vez nos braços, entendem que jamais pensaram que um dia iriam amar tanto uma criaturinha tão adorável. Carne da sua carne, sangue do seu sangue. Um filho, uma filha são bênçãos!

            Entre os maiores mandamentos está Amar e Honrar Pai e Mãe. Porém Jesus vai dizer nas Escrituras, quem amar mais pai e mãe mais do que a Mim não é digno de Mim! Uhaul! O que é isso? Jesus na verdade está estabelecendo o lugar Dele! Todos os dons de Deus que Ele nos deu são fantásticos e devem ser honrados, mas Ele é o maior de Todos! Não existe maior poder entre um relacionamento que entre Pais e filhos, contudo acima disso está o relacionamento entre Deus e seu Povo!

            No Evangelho Jesus diz sobre isso. Eu sou a fonte de tudo aquilo que você ama! Todas as pessoas que você ama na sua vida, Ele nos deu!  Todos são dons e bênçãos. Tudo o que nós amamos vem de Deus, pois Ele nos amou por Primeiro! Por isso Ele é a razão de tudo que temos a perder. Deste modo, nós temos que a Amar mais o Doador ou o Criador do que as pessoas e a criação. Esta é a sua Missão e sua Razão.

                        SE Jesus é apenas algo a mais na nossa vida é a mesma coisa que dizer que Ele não é nada na nossa vida. Nós todos temos alguma coisa para perder . Se Jesus não é tudo, nós já o perdemos.

            Num tempo futuro, quando Jesus não é o nosso acima de tudo, aos poucos vamos perdendo tudo o que Ele nos deu. Nossa idade passa e o Dom da Juventude em nós já se foi.  A vida é assim, vamos passando a vida e deixando coisas para trás que já não fazem parte da nossa vida. Nossa energia se foi. Nossa possibilidade das coisas que vem pela frente já foi, nossa saúde, muitos de nós mesmo antes desta pandemia, já tínhamos doenças adquiridas. Vivemos às custas de remédios e procedimentos cirúrgicos. Nossa independência, nossa habilidade e nossa mobilidade, tudo isso vai se apagando com o tempo. Nossas amizades e nossos familiares de repente morrem e nós os perdemos.

            Todos nós somos batizados em Cristo,  somos batizados na morte de Cristo! Na Cruz! Nós assim morremos em Cristo para ressuscitar com Ele . São Paulo disse que nós não temos nada a perder, pois morremos com Cristo.

            Quando encontraremos Cristo de novo? Na sua segunda vinda ou na nossa ida para Ele. Acho que as duas coisas estão mais perto do que nunca. Todos os fenômenos em nossa volta, toda esta engenharia social, todo distanciamento inclusive agora nas celebrações, tudo  tudo para nos afastar uns dos outros e assim termos menos chance de amar ao próximo como a nós mesmos. Jesus é o mesmo ontem, hoje e sempre. Ele se apresenta ao povo de Deus e diz que antes de  Salomão , Eu Sou!

            Precisamos ter bem claro em nossas vidas a quem devemos Amar sobre todas as coisas. Quem tem fé em Cristo crê que tudo vai certo. Claro, se cremos em Cristo sabemos que será um presente para nós quando Ele nos chamar para junto do Pai! Precisamos estar preparados para entregar a Deus tudo o que Ele nos deu! O que são os 15 itens que deveríamos cultivar em nós, abrindo mão de se apegar do resto? Sim, não deixe de identificar item por item e no final dizer: – Jesus meu tudo!

            A chave de tudo não é fé mas AMOR!  Busque conhecer Jesus profundamente para quando você se aproximar Dele sentir seu coração arder de Amor! Como a Profetiza Ana no templo: – Eu derramo meu coração diante do trono do Deus Altíssimo! Não é somente Fé, mas Alegria, pois vivendo intensamente o Amor em Jesus mais a Alegria brota do coração, mesmo diante de uma doença grave, de uma situação de restrição… Jesus não é apenas um dom, uma benção, mas ELE É TUDO! Assim não teremos nada a temer e nada a perder!

 

            Oração: Abbá Pai. Hoje estou aqui diante de ti, para te louvar e te amar e te glorificar, Senhor. Tu és o meu Senhor e meu Deus. O Senhor está acima de tudo em minha vida. Como muitas vezes é difícil em meio a tantos conflitos, batalhas diárias, preocupações ter o Senhor sempre em meus olhos, mas eu te Peço Senhor não deixeis que eu tire meus olhos do Senhor! Nestes tempos que são os últimos, Senhor, eu preciso de ti, pois se eu tenho o Senhor ante meus olhos eu não vacilarei! Amém

 

 

                                                                                  

            Caríssimos, hoje estamos vivendo um tempo semelhante, claro guardando as devidas proporções, ao Exílio na Babilônia. A diferença é que não fomos transportados para terras longínquas físicas, como os nossos irmãos judeus  foram  para a Babilônia, mas de certa forma sim, fomos transportados para nossas prisões. Babilônia era um lugar magnífico, onde tudo acontecia, sabemos dos Jardins Suspensos da Babilônia, considerada entre as sete maravilhas do mundo antigo.  Depois de 70 anos, Ciro determina aos Judeus, vocês agora podem voltar a Jerusalém. O que significava voltar para Jerusalém! Voltar ao Templo, pois somente em Jerusalém havia o Templo e somente no Templo era possível adorar o Senhor dos Senhores, o Rei dos Reis, o Senhor dos Exércitos, YEAWEH!. Na Babilônia não haviam mais sacerdotes ,portanto não havia mais onde Adorar o Senhor, e assim o povo foi ficando sem as dimensões do Sagrado em seus corações.

            Bem, após umas dez semanas mais ou menos, seremos também liberados para sairmos de casa, do exílio, para muitos, pela condições sócio econômicas, uma prisão, com pouco espaço e muita gente aglomerada. Contudo algo que aconteceu com os Judeus e acontece conosco hoje, muitos de nós irão se perguntar, para quê voltar? Muitos Judeus perderam a fé e voltar para Jerusalém seria sem propósito, para muitos hoje sair de casa não faz sentido, pois grande parte do povo que sofre hoje, não tem mais para onde ir!

            Nós vivemos num Exílio hoje, perdemos a liberdade de viajar, de andar livremente pelas ruas, exceto aqueles ligados aos bens essenciais, ir à praia, encontrar os amigos e o mais importante, fomos privados de irmos ao nosso local de profissão de fé. Nós Católicos fomos privados de  ir à Igreja, de Celebrar a Eucaristia fisicamente. Apesar das mais diversas formas de transmissão online, nada substitui estar dentro do Solo SAGRADO!. Fomos separados dos nossos Padres. Ficamos afastados dos nossos Sacramentos.

            E a partir de agora muitos lugares estão liberando a vida das pessoas. Assim poderemos voltar a nossa Igreja e estar fisicamente na Presença do Sagrado. Na Babilônia também foi assim, liberados para voltar apenas uma pequena parte da população dos hebreus voltaram para Jerusalém, a maioria ficou na Babilônia. Eles disseram que não tinham razão para voltar. Imagine você, vivendo na Babilônia e de repente se vê na posição de que Adorar a Deus no Templo em Jerusalém não era importante, que não valeria a pena voltar. Quantos jovens respondiam: – Pode haver razão para os  meus avós, meus pais, mas para mim, eu não tenho razão para voltar.

            Estamos aos poucos voltando e em breve voltaremos para as nossas Igrejas, e alguns irão se argumentar: – Pra que voltar? Eu vou a Missa por hábito. Isso porque meus pais me carregam para a Missa.

            Um estudo recente falando a respeito dos jovens talvez duas gerações para esta, respondendo ao questionário sobre o porquê de terem se afastado das coisas de Deus, especialmente após terem entrado na faculdade e inicio de vida cheia de trabalho responderam: – Não é por algum escândalo na Igreja que eu me afastei, eu me afastei e esta foi a resposta mais comum disparado, porque eu não encontro razão para isso!

            Uma situação de exilo como esta, aqueles que já estão meio afastados, ficaram muito mais, pois em casa, não acharam mais razão para  acompanhar celebrações online.

            Caríssimos, hoje o que precisamos trazer para estas gerações de descrentes, sem sentido na vida, é a RAZÃO por que nós cremos, e como é lógico crer. Isto não é um hábito, uma obrigação mas uma razão. Eu tenho que ser, mas o coração é a razão. Qual é a razão? Por que voltar?  A resposta simples é : Jesus! Continuando neste raciocínio vamos ver no início da vida pública Dele, quando os galileus levaram um homem paralisado em uma maca, não havia como entrar, fizeram uma manobra fazendo aquele homem e sua maca descerem pelo teto até à frente de Jesus. Jesus disse:- Seus pecados estão perdoados, e todos ficaram chocados pois somente Deus poderia perdoar os pecados, e bem ali o LOGOS ( o Verbo) se manifesta um com o Pai e o Espirito Santo, portanto, Jesus é Deus, o LOGOS. Ele demonstra que Ele é o que Ele diz que é ( Marcos:2). Jesus cura o paralítico.  Antes da Sua Paixão em João : 11, Jesus ressuscita Lázaro dos mortos. Quem poderia fazer isso a não ser Deus?  E claro, ainda estamos no tempo Pascal, tempo que celebramos a paixão, morte e Ressurreição de Jesus, onde tudo passa a fazer sentido na nossa existência ( Santo Agostinho).  Jesus prova na Ressurreição que Ele é quem Ele diz que é!  A marca histórica de sua Presença e a fundação da Igreja sobre Pedro o Primeiro Ministro do Reino de Deus! Conhecemos como Primado de Pedro! – Pedro tu és Pedra e sobre esta Pedra eu edificarei minha Igreja e as portas do inferno não prevalecerão contra ela! A cabeça é Cristo!

            Jesus hoje nas Leituras acalma e dá esperança aos Apóstolos: – Eu irei, mas não vos deixarei sozinhos. Eu vos enviarei o Espirito Santo que habitará em todo Batizado para que dê Testemunho do Reino de Deus.

            O Segredo de tudo isso, como São Paulo, é dizer: Eu encontrei Jesus e o Amei! (Santo Agostinho), que ainda diz tarde te amei! Jesus é fruto de um Encontro, de uma experiência e de uma certeza que a vida que vivemos aqui não é nem de perto o que nos espera na Vida Eterna.  Por que você deve voltar? Porque você O encontrou e O amou.

            Amor não é um sentimento é muito mais que um sentimento. É desejar o melhor para o OUTRO!

            Amar a Deus é obedecer ( dar a Deus o seu coração). Siga meus mandamentos. Faça isso em memória de MIM! Este é o meu corpo e meu sangue! Não é um hábito, não é uma obrigação, mas Ele me pediu para fazer isso! Por Amor, eu desejo sempre voltar ao Seu encontro. A melhor maneira de Amá-lo é fazer o que Ele me pediu para fazer!

            A GRANDE RAZÃO PARA VOLTARMOS PARA MISSA DOMINICAL E OS QUE TEM A CHANCE PARA MISSA DIÁRIA É : PORQUE A RAZÃO DO ENCONTRO É JESUS!

            Nós precisamos nos alimentar Dele, que se dá em corpo e sangue para nos restaurar. Caríssimos, quantos de nós neste tempo adoecemos, quanto de nós , eu em especial, tivemos que deixar nossas casas e encarar os hospitais a trabalho, quantos de nós percorremos ruas e avenidas vazias. Contudo em tudo isso, a Mão Dele esteve sobre nós, e em cada oração que fizemos por nossos e por quem nós cuidamos ou amamos, foi a Ele que entregamos.

            Nós não somos os primeiros povos a serem separados dos outros, que viveram no Exilio. Cristãos no Japão por 250 anos após São Francisco Xavier viveram sem Missa, sem Padres. Veja hoje na China e em tantos lugares no Oriente Médio e Índia, vivendo em exílio, sem local para louvar e adorar o Senhor. Contudo quando os localizamos eles professam exatamente porque são Católicos mesmo arriscando suas vidas.

            Todos os Cristãos que sobreviveram nas perseguições, professando o Amor a Jesus para nós hoje, é o exemplo de como nossa Fé precisa desta Razão, que se torna mais importante do que doença, política ou perseguição. Quem realmente encontrou Jesus, não tem medo mais da morte, e vive um Amor que ninguém no mundo pode dar.

            Finalmente que a lição do ser obrigado a ficar em isolamento traga a todos o Verdadeiro Sentido da LIBERDADE que deve ser defendida custe o que custar. Jesus sempre nos deu liberdade até para errarmos , mas para termos a certeza de que Ele sempre nos espera em seus braços para o Recomeço!

           

            Oração: Abbá Pai. Preciso de Ti, quero caminhar contigo e não mais andar sozinho, Eu preciso de Ti. Por isso Senhor venha sobre cada um de nós, retira-nos desta Babilônia da indiferença que temos vivido, desta ignorância ao Seu Chamado, restaura em cada coração o desejo de voltar a Jerusalém Celeste que é a Igreja Santa a qual ardemos o nosso peito ao entrar, de portas abertas como o Seu Sagrado Coração, para nos consolar, para nos Curar e para nos Libertar das falsas idolatrias.   Batiza-me com Seu Santo Espírito, faça-se em mim nova todas as coisas. Derrama sobre nós a Sua Infinita Misericórdia! Amém.

           

 

           

 

 

           

 

 

 

                                                                                  

            Muitas coisas nestes dias estão vindo à tona, nossas mentes estão aflitas e a pergunta que não quer calar: – Eu gostaria de saber quando tudo isso irá terminar? Quando eu voltarei ao trabalho? Quando eu poderei terminar meus estudos? Quando finalmente eu poderei fazer uma entrevista que foi adiada pela pandemia? Quando finalmente eu serei batizado, ou quando será meu matrimônio? Quando será minha formatura? Eu só queria saber , quando isto tudo irá acontecer!

            Porque que nós queremos saber? Muitos responderão, eu não sei , eu só queria saber! Mas porque se eu souber, eu não ficarei mais preocupado. Mas a questão é , você não precisa se preocupar!

            O fato de querermos saber continuamente, gera em todos algo muito sério, do ponto de vista mental que é ANSIEDADE! A preocupação que passa dominar nossas vidas. Recentemente vários estudantes demonstraram nesta epidemia que necessitaram de ajuda de profissionais de saúde mental, ou seja,  psicólogos e psiquiatras. Ansiedade é a supervalorização do perigo e subvalorização da esperança por ajuda neste perigo. Dentro desta pergunta sobre o que irá acontecer, vem as duas vertentes a supervalorização do perigo e a subvalorização da ajuda, assim se manifesta a ANSIEDADE GENERALIZADA.

            Dentro deste contexto preciso esclarecer um mito que existe, que criamos: – Saber igual a  segurança. Tem a sensação que isso nos traz paz. Estamos falando de Insegurança. Claro que nós precisamos saber das coisas para nos planejarmos melhor. Eu preciso saber qual a quantidade de pessoas que virão para uma festa, por exemplo, para que todos possam usufruir da festa e serem bem servidos.  Profissionais de esportes precisarão das datas de forma correta, pois seus treinamentos estarão ligados a quanto tempo lhes restam para ser prepararem de forma adequada.

            Saber é algo muito importante, mas eu preciso me planejar para realizar algo de forma adequada. Eu não preciso saber para ter paz, pois saber não é igual a segurança, pois este mundo não é seguro.

            Cristãos, nosso chamado não é para vivermos sem estresse, mas estarmos em meio a tantos combates podendo estar em paz, pois temos em quem confiar. Por isso nós somos chamados a não permitir que as coisas nos perturbem, mesmo que nós não conheçamos. O desconhecido não é para o católico uma ameaça. Para isso, nós precisamos de duas coisas: SERMOS CORAJOSOS E CONFIANTES.

            Uma coisa muito importante para nós pais nestes tempos modernos é: Não protegermos nossos filhos do mundo, mas tornarmos nossos filhos corajosos para enfrentarem o mundo! Não vamos fazer do mundo um lugar seguro, mas temos que fazer nossos filhos mais fortes e corajosos para enfrentar o mundo, que não é um lugar seguro.

            Deus fez a mesma coisa por nós. Ele criou este mundo bom mas não inquebrável. O mundo se tornou corrompido e inseguro. Não podendo mais fazer este mundo seguro, nos fez mais corajosos , fortes e destemidos.  A Bíblia inteira é cheia de exemplo de pessoas corajosas, destemidas que ouviram a Voz de Deus e foram à luta. Dentre todas estas figuras, alguém muito especial ouviu o chamado e se pôs em ação, Maria a Virgem Santíssima. Pense Maria ouvindo o Anjo. A pergunta que ela faz :- Como isso se dará? O Anjo explica: – O Espirito de Deus virá sobre você  e você conceberá e dará a luz a um filho e será chamado Jesus. Maria simplesmente se coloca a serviço do Pai e da história de Salvação. FIAT, faça-se em mim conforme a Vossa Vontade! Maria é uma mulher cheia de coragem, cheia de confiança em Deus. Mesmo sabendo de tudo o que iria acontecer com Ela, jamais temeu! Maria não agiu com um de nós que iria perguntar tudo que iria acontecer, para responder. Ela simplesmente disse SIM! Isso foi o suficiente. Ela não se perturbava com o desconhecido porque ela era corajosa e confiante (  do grego com fé).

            Hoje Jesus diz: – Eu sou o BOM PASTOR! Eu conheço as minhas ovelhas e elas me conhecem, elas ouvem a minha voz e me seguem! Será que eu e você ouvimos a voz do Pastor todos os dias e fazemos o que Ele está nos pedindo? Quantas vezes nós caímos nesta armadilha de querer saber para ter segurança e Deus está nos chamando para caminharmos com confiança mesmo naquilo que não conhecemos bem ou nada.

            Cristão não precisa saber onde eu te colocarei diz o Senhor, mas Eu estarei contigo até o fim e isso é o suficiente!

            Deus nos deu a voz pela Igreja e pela Palavra, Ele já falou muito para nós sabermos o que fazer e ainda ficamos ansiosos para saber. A gente pode não saber o que virá mas nós podemos saber o que acontece agora!

            Nós não precisamos saber o que vai acontecer mas entender o que acontece agora. Muitos querem saber o que virá para certamente estragar tudo. Nós frequentemente tomamos a decisão errada e falhamos. Imagine se soubesse o que iria acontecer, iríamos falhar ainda mais.

            Na vida de discernimento ouvimos histórias sobre jovens que são chamados para vida consagrada. Certa vez um jovem universitário após muitas orações, retiros, direções e discernimentos entrou para a Vida Consagrada. Algum tempo discerniu através de orações, direções e retiros  que ali não era o seu lugar. Voltou a vida anterior e novamente veio uma crise muito séria sobre sua vida com  um não religioso. Ao final ele concluiu: – Senhor, mesmo eu não entendendo nada de qual caminho o Senhor quer para mim, eu vou seguir o caminho que o Senhor está traçando para mim agora, porque um dia eu vou chegar lá, onde o Senhor preparou para mim aquilo que é melhor para a minha vida! O mais importante não é o que na verdade eu serei, mas o que eu serei vocacionado e deveria exercer com um homem virtuoso e isso é o suficiente.

            Concluindo eu e você já sabemos o suficiente para viver bem e sabiamente AQUI E AGORA! Que possamos ser corajosos neste mundo tenebroso e confiantes, neste mundo Inseguro, pois temos um Bom Pastor! Cabe a nós não ficarmos longe para sempre podermos ouvir a Sua Voz!

           

Oração: Abbá Pai. O Senhor é o meu Pastor não me falta coisa alguma. Senhor como Pai, um Pai zeloso, sabes muito bem quantas vezes eu te abandono, fico longe passando a não ouvir a Sua voz! Eu sei também que o Senhor sempre fala baixo, para que eu possa ouvi-lo sempre em silêncio. Senhor, pelos braços de Maria que eu seja sempre reconduzido a sua presença como uma ovelha ao Seu Redil. Jesus acalma minha alma, retira de mim toda Ansiedade e todo o desejo de saber todas as coisas, faça-me corajoso e confiante na Sua Palavra que nunca falha e nunca tarda. Batiza-me com Seu Santo Espírito, faça-se em mim nova todas as coisas. Derrama sobre nós a Sua Infinita Misericórdia! Amém.