Se nós fôssemos sábios pensaríamos o futuro, nos planejaríamos para ele. E se nós fôssemos ainda mais sábios, nós seríamos capazes de abandonar aqueles planos quando fossem necessários serem deixados para trás.

            Quantos de nós médicos em algum tempo da nossa vida, especialmente quando recebemos o chamado mesmo, a conversão, temos o desejo do coração de servir a Deus, cuidando fisicamente e espiritualmente de pessoas miseráveis. Eu tive esta experiência anos atrás cuidando dos acolhidos pela Fraternidade Toca de Assis e também junto as Irmãs Servas da Caridade de Madre Teresa de Calcutá. Esta experiência marca profundamente a vida de cada um de nós, pois ali, na pessoa do pobre, do miserável, do antes indigente, podemos adorar o Cristo que sofre. Claro que neste tempo você fica em dúvida se Deus quer que você vá pelo mundo a terras mais distantes para servir aos mais necessitados. Contudo, o discernimento vem com a maturidade espiritual e você vê que não é por aí. Os nossos planos são incertos, por isso Deus tem os planos certos para cada tempo na nossa vida. Deus faz com que eu olhe para os que estão a minha volta e cuide de cada um como seu corpo Místico.

            Falando em planos, uma estatística americana recente demonstra que apenas 26% dos alunos que graduam em uma Faculdade vão realmente atuar na área em que eles se formaram. Todo este investimento, todo este esforço e de repente tudo muda.  Alguém pode dizer. Eu tenho um plano mas tudo mudou.

            Dando sequência na nossa série INSEGURO, nada mais pertinente que abordar este assunto de planos incertos. Por exemplo. Nós começamos nossa vida no ensino fundamental, depois ensino médio e depois vamos para a faculdade para alcançarmos nossos sonhos, a carreira que tanto sonhamos para trabalhar naquilo que sonhamos. Veja que é um passo atrás do outro e assim por diante. De repente você termina a faculdade e o caminho, o trilho chega ao fim, o próximo passo será Incerto e inseguro. Neste momento de insegurança você pensa que talvez tivesse esperança e coragem no seu plano, mas agora o que vem a seguir? Claro que temos sempre que ter um plano, é bom termos um plano. Um famoso lutador de boxe das antigas dizia, que ele tinha sempre um plano para determinada luta, e este plano mudava quando tomava o primeiro golpe no rosto. O golpe no rosto meus caros é uma palavra chamada REALIDADE! Realidade é dura. Eisenhower dizia que, somente quando se chega na batalha que se descobre que um plano é inútil, mas é indispensável. Planejamento é indispensável. Todo General sabe o significado da palavra FLOG OF WAR – Névoa da guerra ( do alemão Nebel des Krieges – criada pelo general PRUSSIANO – Carl Von Clausewitz) é a incerteza das experiências imprevisíveis das batalhas.  No meio da batalha há muitas variáveis que não dá para abraçar tudo e controlar. Mesmo assim é necessário se mover.  Depois de se planejar e se mover, você deve avançar nas sombras das incertezas, das inseguranças.

            Não é porque o plano original não funciona como você desejaria que o plano estava errado. Não significa que era uma decisão errada. Não era o passo errado. Talvez este lugar que você está agora é o lugar que Deus te trouxe  para te formar e te purificar e preparar para o próximo passo.

            Nós temos na Leitura deste Semana, Estevão que foi escolhido juntos com mais seis para servir as pessoas vulneráveis e pobres. Ele então é ordenado Diácono. Ele foi designado para uma função  e o curioso é que movido pelo Espírito Santo, Estevão vai ao templo e faz uma das pregações mais estarrecedoras dos atos dos Apóstolos. Todos nós sabemos o que aconteceu depois, ele foi condenado e apedrejado fora dos muros e neste lugar estava Saulo que mais tarde seria Paulo! Estevão foi ordenado para uma coisa, mas foi chamado para outra função determinada desde o principio pelo próprio Senhor da Messe.

            Não é porque  você  decidiu e discerniu que é imutável, ou que já está resolvido. Não, é importante perseguir no plano, no processo.

            Padre Walter J. Ciszek em seu livro He leadath Me, descreve sua epopeia, deixando os Estados Unidos em meio a Segunda Grande Guerra e indo para a União Soviética através da Polônia para evangelizar o povo Russo comunista. Após dez dias na Polônia foi capturado pelo Exército Russo, sendo tachado de Espião do Vaticano e mandado para o Gulag, onde ficou preso por 23 anos nos campos de concentração da Sibéria. Father Ciszek revela a força de se sustentar na oração, recebendo todos os dias documentos para negar a sua fé, e sob tortura continuava ter que assinar e renegar a sua fé. Quanta dor, quanto sofrimento. Ciszek olhava em sua volta , com seus planos iniciais todos destruídos, lembrou que o que havia planejado na verdade tinha acontecido. Ele era o  único guerreiro que Jesus tinha para levar o Evangelho aos sedentos da Misericórdia do Senhor naquele inferno.

            A vida é insegura. Para ser um bom cristão é necessário manter um discernimento contínuo, ser capaz de se adaptar a realidade nova que se apresenta, pois por detrás desta nova realidade está a Vontade de Deus, que eu somente descobrirei, se der o próximo passo. Nós precisamos aprender a deixar os nossos planos para trás, para abraçar os novos de Deus, para não cair nas armadilhas da lamúria, do ressentimento e da amargura. Father Ciszek nos ensina isso, ao invés de se revoltar passou a enxergar as coisas com os olhos de Jesus, e não se economizou quando o assunto era levar a Palavra de Deus aos renegados, excluídos e torturados, assim como ele.

            Nenhum plano sobrevive com o primeiro contato com o Inimigo, assim como nenhum plano sobrevive ao contato com a Realidade. O que importa é,  o quanto o Comandante é capaz de se adaptar a nova realidade, para passar através desta batalha, desta derrota, desta decepção, deste ressentimento.

            Hoje você pode estar passando por isso por estar em um trabalho ou em uma situação que não é que você desejaria,  tudo bem, como você vai fazer para passar através desta situação? Muitas pessoas sentem assim quando estão em um trabalho que não é o que desejava, mas cabe a você olhar para frente e para o alto, a fim de superar.

            No campo dos relacionamentos, você hoje pode estar olhando para trás e vendo o quanto errou, o quanto bagunçou a vida dos outros, dos pais, dos irmãos, do namorado(a), da noivo(a), esposa, marido enfim. É preciso encarar isso de frente para superar, ou para uma reconciliação com o outro e consigo mesmo ou para o próximo relacionamento não carregar os erros do anterior.

            Todo pai ou mãe sabe o quanto dá de si para os filhos e quantas vezes na vida vamos nos confrontar com as decepções. As pessoas que mais nos machucam são as mais próximas e o que fazer para não deixar que isto se perpetue para o resto da vida? Nós ensinamos a fé aos nossos filhos desde pequeno e agora quantos de nós estamos vendo nossos filhos nem se interessando pelas coisas Sagradas? Quanto dói o coração do pai e de uma mãe temente a Deus ver os filhos indiferentes ao Senhor? Infelizmente eles voltarão pela Dor e quanto dói em cada um de nós assistindo impotentes?

            Pelo fato de não termos mais o plano nas nossas mãos, quanta insegurança brota em cada um de nós. Para vencermos tudo isso precisamos pegar a Palavra deste Domingo, onde São Tomé pergunta a Jesus, mostra-nos o Caminho Senhor. Mostra-nos o Pai! E Jesus responde: – Eu sou o Caminho! Ou seja Eu sou o PLANO!  Mesmo que vocês tenham planos maravilhosos, planos santos, veja, neste mundo de Insegurança e Incerteza EU SOU O PLANO, EU SOU O CAMINHO, VERDADE VIDA! Ninguém ( sem exceção), ninguém vai ao Pai sem antes passar por MIM! Tenha esperança em MIM! O Plano de Deus  para nós não é faça isso e receba aquilo, não, o Plano dele é, ANDE EM MEU CAMINHO para que os outros ao verem vocês, verão a MIM!

            Mesmo no meio da escuridão, do luto, do choro profundo, mesmo no meio de toda tribulação, se estivermos com o Senhor, teremos o Plano certo e o nosso coração estará em Paz! Jesus é o Caminho, Ele é o Plano. Onde nós estivermos estaremos seguros , mas  se estivermos com Ele.

           

            Oração: Abbá Pai. Venha sobre mim o Vosso Santo Espirito. Endireita meus caminhos. Eu creio que o Senhor tem os planos que são melhores para mim. Quantas vezes fazemos tantos planos e teimamos neles, por isso te peço Senhor, ensina-me a discernir o que o Senhor tem para Mim, guia-me pelos seus Caminhos. Dá-me sempre um coração Adorador, Coração disposto a te obedecer e seguir os seus passos para que um dia eu seja totalmente conformado com a Sua vontade em Mim.  Batiza-me com Seu Santo Espírito, faça-se em mim nova todas as coisas. Derrama sobre nós a Sua Infinita Misericórdia! Amém.

 

                                                                                  

           

           

            Nós estamos vivendo um tempo onde a primeira pergunta  que todos fazemos é que: – QUANDO ISSO TUDO VAI ACABAR? QUANDO A MINHA VIDA VOLTARÁ AO NORMAL?

            Hoje diante da nossa meditação começaremos fazendo um paralelo com a Coleção de livros que deu a J.R.R. Tolkien o prêmio de melhor obra literária do século passado. Sim. Senhor dos Anéis ou em inglês The Lord of the Rings. Quantos de vocês já leram os livros ou assistiram a trilogia do cinema. O fato é que esta pérola literária nos serve muito para meditarmos hoje.

            A história fictícia se passa numa Europa Fictícia há muitos anos atrás criada por Tolkien. No início as cenas se passam dentro uma região chamada de Shire( condado), onde os habitantes chamados Hobbits viviam. Os Hobbits acreditavam em paz e viviam em comunidade compartilhando seus bens. De repente chega a noticia para eles que o mundo não era mais seguro como eles achavam que era. Suas vidas já não estavam mais em segurança. Dois personagens aparecem como protagonistas, Frodo
Baegins e Sam. A mensagem que Frodo recebe é : – Você tem que deixar sua casa. Frodo iria partir mas seus amigos o acompanham, Sam é o mais próximo. Eles a partir daí vão passar quase o tempo todo fora de casa. Eles passam a viver a partir daí num mundo que não era mais a casa deles e mais ainda, um mundo que era inseguro e ameaçador.

            Hoje nos deparamos com dois personagens. Cléofas e o outro discípulo ( poderia ser a esposa Maria de Cléofas, contudo eu convido você a colocar o seu nome). Eles voltavam para casa, para um lugar chamado Emaús. Eles caminhavam e discutiam entre si como está nas Escrituras. Que tipo de conversa eles teriam entre si? Total desolação, seu herói havia morrido de forma humilhante, pregado em uma cruz. Para eles, tudo havia acabado. Talvez eles estivessem naquele momento pensando: – Vamos voltar para casa. Queremos estar em casa. Queremos nossa vida de volta ao normal.

            Como estaríamos nós, se tivéssemos presenciado tudo aquilo? E hoje como estamos nós, recolhidos em casa e vendo o tempo passar: – Queremos voltar a rotina, queremos voltar ao trabalho, aos estudos enfim, a vida. Queremos ir e vir sem sermos importunados! Queremos ver nossos amigos. Queremos voltar ao altar do Senhor, Queremos voltar a Igreja. Queremos voltar a ilusão da segurança! A ilusão de que normalidade é segurança!

            Dando prosseguimento a nossa formação sobre INSEGURANÇA, há momentos da nossa vida em que aprendemos que segurança é uma ilusão e certeza uma miragem. Porque normalidade é insegurança. Voltemos ao Senhor dos Anéis, Frodo várias vezes se sente tentado em voltar para casa, quando se depara com o mal, com a violência, com  traição, com ameaça, com criaturas ameaçadoras.

            Cléofas hoje deseja voltar para casa, de volta a normalidade de sua casa e falsa sensação de segurança.  Ele procura em sua vida as fontes de sua segurança. Nossa sensação de segurança está ligada ao nossos resultados ( prognósticos). Eu estarei em paz se determinadas coisas acontecerem, se meu salário vier , se minha saúde estiver ok, se meu teste para Covid der IGG positivo! Quando os estudantes estão na semana de prova, pensão que estarão em paz quando as provas terminarem. Quantas pessoas colocam certos questionamentos no condicional:  – Eu só serei feliz SE, eu só ficarei alegre SE…Contudo um dia entenderemos que enquanto estivermos colocando nossa segurança nos resultados, nossa vida permanecerá INSEGURA! Tudo, felicidade, fé,  alegria, paz e vida se torna condicional , portanto insegura!

            Para os cristãos o que é normal para o cristãos? O normal para os católicos é nunca estar em casa, por isso a palavra Paróquia que vem do grego e significa morada à beira do caminho, pois estamos sempre a caminho, da vida eterna!

            Como cristãos nós nunca devemos  dizer que as coisas precisam mudar para que eu tenha alegria ou felicidade. Nós podemos dizer isso mas precisamos acrescentar duas palavras: – EM MIM! Por isso São Pedro vai dizer que devemos viver com muito empenho em nossas coisas e vidas para vivermos comprometidos com as coisas do céu. Para os discípulos de Emaús faltava uma coisa. Eles disseram que eles tiveram fé mas não tinham mais. Neste momento vamos ver que a fé deles era fraca e pior,  era baseada em resultados. AS coisas não aconteceram como eles estavam planejando então a fé deles ficou ameaçada.

            Os discípulos confundiram esperança com desejo. Eles desejavam que Jesus fosse reinar da maneira que eles pensaram. Eles eram otimistas e as coisas não aconteceram da maneira que eles planejaram. Cristãos prestem atenção, verdadeiros cristãos não são otimistas. Ser um otimista é ter uma visão positiva sobre a vida, contudo otimismo pode te fazer morrer, especialmente neste tempo de pandemia. Deixe me explicar melhor com esta história breve: – Certa vez o Almirante James Stockdale ao cumprir sua missão em um bombardeio no Vietnã foi atingido e seu avião abatido. Ferido foi capturado. Esta foi uma das prisões mais longas da história  desta guerra. Foi mantido em campo de concentração e torturado além de ter ficado em solitária por 4 anos, torturado todos os dias. Anos depois em uma entrevista de TV alguém perguntou, qual a diferença aos que sobreviveram e os que não sobreviveram, qual seria a explicação para isso? – James respondeu, fácil, os que não sobreviveram foram o otimistas. Então replicaram: – Então o Senhor pensa que os que pensam positivamente não sobrevivem, otimistas! Ao que James responde: – Os otimistas são aqueles que quando são capturados fazem planos como, estar em casa na semana santa, ou primeiro de maio, sete setembro, natal, semana santa e assim vai e ao acúmulo das frustações vão sucumbindo. Otimismo não é esperança. Esperança não é baseado em resultado ou prognóstico. Esperança não é feito de pensamento positivo. Esperança é baseado em uma pessoa, em Deus! Esperança é acreditar em uma pessoa perdurando por toda  sua vida. É a certeza daquilo que ainda não aconteceu! Esperança é assumir que Deus está a sua direita por toda sua vida.

            Estamos caminhando em um tempo de incertezas e desesperanças. Neste momento podemos separar o joio do trigo, os que creem e os que não!. Deus caminha com aqueles que Nele depositam sua fé e esperança. Com Deus podemos caminhar num mundo que está sempre mudando junto a Alguém que nunca muda!

            Jesus abre as Escrituras para Cléofas e para mim e vai revendo tudo desde o principio para que eles revendo tudo possam entender Quem Ele é! Lembre-se o que Eu fiz e agora entenda o que Eu faço. Vocês jamais pensem que vocês Caminham sozinhos! Você nunca mais andarão sozinhos! Você jamais estarão em casa, mas jamais estarão sozinhos! Aqueles que esperam são aqueles que caminham! Aqueles que esperam são aqueles que agem, movem! Pois Esperança é a virtude da ação!  Isso não é  desejo, desejo eu sento e espero, como muitos estão fazendo e querendo fazer mais agora. Otimismo eu sento e espero as coisas boas acontecerem. Esperança é diferente, Esperança é a virtude da ação, por isso cheio de esperança os cristãos faziam acontecer porque o Espirito Santo agia através deles.

            Esperança não se importa com os resultados, pois há sempre um movimento a ser feito. Mesmo quando tudo está perdido, a Esperança nunca se vence. Neste mundo de insegurança você não está sozinho e não caminha sozinho.

            Frodo e Sam. Frodo é aquele que carrega o anel e o mantem até o fim. Frodo faz relembrar Jesus carregando a Cruz até o fim e Sam o Cirineu. Em um momento Frodo está muito cansado, exasperado, já tinha passado por tantas coisas , provações e tribulações e se vira para Sam e diz: –  Eu não posso fazer isso Sam. Sam responde: – Eu sei, nós não deveríamos estar aqui! Quantas vezes nós repetimos esta frase. Sam: – Quantas coisas más acontecem, como a vida pode voltar o normal depois de tudo isso. Mas vai chegar um dia em que o sol vai brilhar e iluminar toda a terra, e então vamos entender o porquê. Frodo vai dizer: – Sam, há uma coisa muito boa neste mundo para termos esperança. Claro que Tolkien como católico deixaria implícito que o Bom é Jesus. Nós não caminhamos sozinhos.

            Nós teremos esperança até o fim. Chegará um dia em que esperança não existirá pois não será necessária. Este momento chegará para cada um de nós. Neste momento veremos Deus face a face. Após  toda esta insegurança que se chama mundo, nós estaremos com o Senhor  e então poderemos finalmente descansar pois estaremos na nossa casa, morada eterna!

           

 

           

                       

Oração: Abbá Pai. Hoje eu quero te pedir, venha em mim refazendo tudo o que foi se desfazendo ao longo de toda a minha vida. Senhor, só tu podes me tocar com este Amor que vai  me curando e cicatrizando feridas que muitas vezes eu já tinha desistido de ter algum alento, quanto mais uma cura! Sim, Senhor lava toda a iniquidade que habita em mim! Jesus eu quero ser todo seu Senhor! Faz-me fiel no Teu Amor! Jesus manso e humilde de coração, fazei o meu coração semelhante ao Vosso! Derrama sobre nós a Sua Infinita Misericórdia! Amém.

           

 

           

 

 

           

 

 

 

 

            Uma das maiores revelações cristãs para o mundo é o Sermão da Montanha. Neste sermão Jesus revela a verdade dos nossos corações. Nós precisamos da LEI. Ele quer que sejamos livres pela Lei. Não quer abolir a Lei. Mas fazer o nosso coração semelhante ao Dele. Para que isso aconteça devemos assumir nossa responsabilidade, agir e abraçarmos e dependermos da força que Ele nos dá.

           

            Hoje gostaria de partilhar com vocês um assunto muito atual. Quão facilmente eu e você  quebramos as regras e burlamos a lei! Pois é, um exemplo comum eu diria sobre Leis de trânsito. Necessitamos que alguém nos puna seja presencialmente ou eletronicamente para sentirmos a dor da punição. Pois precisamos da Lei. A velocidade indicada é 80km e andamos a 100Km. No pedágio a velocidade é 30 e queremos passar a 40km, aviso de escola e ficamos torcendo para que não seja horário escolar, o que jogaria a velocidade lá embaixo. Quanta liberdade sentimos quando após sermos parados na estrada e o policial rodoviário nos diz , que nós poderíamos estar até 92km mas  não 100km. Que sentimos um liberdade nesses doze km a mais que está sendo sugerido nas placas.

            Quando o assunto é criminologia, interessante estudo feito nos Estados Unidos mostrou que aumentar a austeridade da pena não reduz criminalidade. O que melhora os índices de controle é o criminoso perceber que pode ser preso. O ato de ser apanhado e punido, não importa quão austera ela seria. Então não é a pena menor ou maior que determina e sim o medo de ser pego naquele limite. Todos temos um coração assassino, criminoso. Mesmo se eu obedecesse a todos os semáforos do mundo, há uma coisa dentro de mim que é fraqueza , que me faz avançar o sinal, por isso eu posso dizer que tenho um coração propenso a algo fora da lei. Eu quebraria a lei até eu ter a segurança de que eu não serei pego.

            No sermão das montanhas, Jesus discorre sobre as cinco Antíteses. Lembram de que Ele diz: Mt 5: 17-37

37Seja o vosso ‘sim’: ‘Sim’,
e o vosso ‘não’: ‘Não’.
Tudo o que for além disso vem do Maligno.
Palavra da Salvação.

 

            Quando Jesus fala sobre tudo isso e menciona os fariseus, Ele fala pois os Fariseus eram os que viviam obedecendo meticulosamente a Lei. Jesus quer dizer que a regra não é obedecer apenas a Lei, o objetivo é ter o Coração igual do Pai.

            Lembrando de novo, temos um coração criminoso e desta forma, quebramos a Lei continuamente. Sem Ele , sem o Espírito Santo não temos nada de Santos! Deus não quer que sejamos acorrentados na Lei, mas livres pois Se amamos cumpriremos a Lei naturalmente. Quantas vezes o nosso coração ao invés de amar nosso irmão, condenamos e não vemos o  mal que temos dentro do nosso coração, no mínimo faríamos pior do que ele  fez. Isso determina o que temos dentro de nós. Temos um coração machucado e ferido, e precisamos do Senhor para amar e ver nossos irmãos com liberdade de coração, ver com Jesus significa ver lá no interior e não através de aparências e condenações frívolas.

            Nós olhamos para outra pessoa e desejamos ela, no modo de usá-la. Pior ainda EU FARIA SE EU PUDESSE! Nós temos um coração capaz de quebrar o que de mais importante temos em nossa vida que é um Juramento de Matrimônio ou um Celibato! Este coração que é criminoso que é capaz de manipular pessoas, enganar as pessoas, romper alianças. Então, todos os que a Palavra de Deus é um Fardo Pesado, segundo João Paulo II, tem um coração ferido e machucado capaz de quebrar todas as Leis que seria para os libertar, e quebrando os faz escravos e servos das consequências. A única razão para que a Lei para mim é um problema porque eu desejo violar a lei! Mas Jesus hoje quer anunciar um coração que pode ser convertido, liberto não forçado, ser restaurado a partir do Coração do Pai.

            Voltando então para o que fazer diante do nosso coração criminoso, como fazer para transformar este coração num coração semelhante ao do Pai. Para que isso aconteça devemos assumir nossa responsabilidade, agir e abraçarmos e dependermos da força que Ele nos dá.

            Nós não podemos mudar as circunstâncias. Muitas vezes não podemos também mudar as consequências do que foi escolhido. Nós somos responsáveis pelas nossas escolhas. Não podemos mudar as circunstâncias mas podemos escolher o que nós escolhemos. O que nós escolhemos será nos dado. Ter responsabilidade para permanecer no Amor e na Lei . Dizer não a morte e escolher a Vida. Nós não podemos escolher como uma pessoa nos trata, mas sim como  responder.

            Quantas vezes nós agimos de forma incontrolável, agressiva e inconsequente com alguém, mas temos uma chave para resolver isso, antes da próxima Missa, se volte para o seu irmão e se reconcilie então vá louvar a Deus. Não deixe este coração criminoso voltar a existir. Peça perdão, se humilhe. O Orgulho nos mantém longe do perdão. Pare e peça perdão. Diga que sente muito por ter sido motivo daquele ato impensado.

            Quais são as fontes da suas tentações? Todos nós de alguma forma reconhecemos quais são essas fontes e se livrar delas é um bom começo para se fortalecer no combate da responsabilidade e prevenção de novas quedas. Talvez para você hoje seja as suas companhias, suas redes sociais, enfim, as avenidas que te levam aos erros. Livre-se delas e serás livre. Tudo que te leva a tentação de quebrar as regras e a lei, livre-se. Então, a Sabedoria divina vai te dizer nestas situações: – Seja paciente com você mesmo, não desista de tentar e tentar,  seja implacável com seu meio ambiente, com o seu ao redor. Eu me conheço, eu sei onde eu caio, então seja paciente contigo. Não deixe seu meio te controlar.

            Purifique seu viver. Você mesmo sabendo que seu telefone, seu tablet, seu computador, seus apps, tudo isso pode ser o caminho das tentações, seja implacável, em usar apenas para seu trabalho e para seu dia a dia, não deixando que estes caminhos venham nas horas inesperadas, decida por agir e não por ser passivo diante das possibilidades de violar a Lei.

            Sempre diga a Verdade! Sempre diga a verdade ou ao menos nunca MINTA! Quem está sob a verdade toma a responsabilidade. Ação é viver na verdade.

            Ao final, muitos de nós sentimos que não temos força para mudar tudo isso. A força não é nossa, a nossa força vem do quanto nos abrimos ao Senhor, Ele diz: O Poder e Bondade só vem de DEUS! Sozinho não temos nada disso. Santo Agostinho sentindo que desejava mudar de vida, mas não tinha força para isso ouviu uma voz de criança dizendo a ele para abrir a Palavra. Ele obedece e abre a Palavra em 1 Corintios   onde São Paulo abre os olhos daquela comunidade para que não agisse se não conforme a luz do Dia.

            Estas três ações, podem mudar o coração criminoso e assassino para um coração que obedece, que age como um coração Livre , como coração igual ao Pai.

 

Oração: Abbá Pai. Abra nossos corações Senhor para que possamos converter estes corações semelhantes ao Seu. Sem ti não somos nada, sem o seu Amor, sem sua Unção. Tira de nós tudo aquilo que não é de ti, coloca em nós tudo aquilo que te imita, vem Senhor em socorro das nossas fraquezas. Para que o nosso Sim, seja Sim e o nosso Não , Não! Dai-nos um Coração igual ao Teu! Amém

           

 

           

 

 

           

 

 

 

 

 

         O Espírito Santo prometido nos dá muitos dons, mas poucos são mais poderosos e profundos do que o Dom da  PAZ!

         Quando estamos vivendo em meio aos acontecimentos deste mundo, e as peças que a vida nos prega, nos decepcionamos com as pessoas que nos magoou, se tornando nossos inimigos. Outro exemplo, nas Universidades e Escolas onde se têm a oportunidade de se morar dentro do alojamento estudantil. Algo que no Brasil se tornou muito complicado nos últimos anos. Mas em anos mais saudáveis, muitos estudantes optavam por essa forma de moradia. Morando em ambiente comum, se deve ter o respeito  um pelo  outro, por onde o outro se aloja e respeitar seus limites e dos outros. Mas é muito comum haver brincadeiras entre os colegas, que muitas vezes passam do limite em termo de respeito. Há sempre as brincadeiras de mau gosto que acabam atrapalhando a convivência e ao invés de fazer as amizades universitárias serem para sempre, se semeia ali a inimizade. No coração dos que sofrem as Inimizades são para sempre, caso não se cultive  o perdão, onde se estabelecem tréguas, cessar fogo. Mesmo diante desta realidade, você nunca mais confia naquela pessoa que fez uma brincadeira não muito legal contigo. Você terá sempre uma guarda alta para com ela!

         Passando tudo isso para o campo espiritual, estamos num tempo de meditar a Paz,  o maior de todos os Dons do Espírito : A PAZ! A paz é para nós a Trégua de Deus para conosco! A trégua para sempre. Existem os Dons do Espírito, tais como : Sabedoria, fortaleza, ciência, profecia, línguas, piedade, enfim e os grandes Dons: Amor, Alegria e PAZ!

         A Paz é o poder nuclear dos Dons do Espírito. Paz não é ausência de conflito ou de batalhas, Paz é a trégua! É trégua porque estamos entre Inimigos continuamente. Até Jesus Cristo vir, nós estávamos perdidos em nossos pecados, ou seja, nas mãos dos nossos acusadores, e quem no acusa é sempre nosso Inimigo. Jesus na Cruz é a Trégua, é a nossa liberdade. Ele disse: – SE Eu não vos libertar não sereis verdadeiramente livres!

         Jesus em suas primeiras palavras disse : Eu  não sou seu inimigo. Todas as vezes que Jesus se aproximava após sua Ressurreição dos seus discípulos, Ele dizia: – A Paz esteja com vocês! Esta é a trégua. E ainda diz: -Todo aquele que possui o Espírito Santo me pertence. Todos os que estão longe do meu Espírito continuam meus inimigos. Jesus disse Eu não sou Inimigo e eles mesmo assim o crucificaram, pois se colocaram na posição de Inimigo.

         A paz não é ausência de conflito. Paz é  estar em posição estável  com o que  Jesus tem. Jesus sabe o que Ele Tem. Ele sabe que ele tem. Ele tem o que

Ele necessita . Ele sabe que Ele tem o que Ele necessita!

         Em João 14: Ele diz aos seus discípulos na última ceia:- Paz eu deixo para vocês. Minha Paz eu vos dou! Não é a paz do mundo mas a minha Paz! O que ele está dizendo!  Ele está dizendo que essa paz nos dá: Saber o  que ele tem. Ter  o que necessita. E saber que tem o que necessita!  Jesus sabia que mesmo após Ele estar entregando a verdadeira paz a todos eles, Ele seria entregue aos Inimigos, Ele seria traído, Ele seria morto e crucificado! Mesmo assim Ele continua em Paz, pois esta Paz não se altera! 

         A palavra para essa paz é Confiança! Jesus no Getsêmani mesmo sofrendo e suando sangue, sua Paz não se abalou! Quem recebe o Espírito Santo não sente que nada abala sua Paz! Esse é o grande fruto do Espírito Santo! Essa Paz vem na confiança absoluta ao PAI!

         Quando nós recebemos o Espírito Santo, como diz São Paulo Romanos2, nós recebemos não somente a trégua, o cessar fogo do Pai conosco, mas a Reconciliação! Na Cruz Jesus assume em toda a nossa carne, mente e espírito todo o nosso pecado, para que em se fazendo tudo isso nos desse a veste nova, o vinho novo, um  ser novo em nós. A paz vem e nos transformamos em uma nova criatura, tudo o que é velho passou! Eis que faço nova todas as coisas! Somente da boca de Deus é possível não somente ouvir tudo isso mas testemunhar que tudo isso é real e está acontecendo nesse momento na sua e na minha vida se de coração aberto pedirmos:- Vinde Espirito Santo, Vinde Espírito Criador!!!Faz morada em mim! Eu preciso desta paz para continuar meu caminho em direção ao céu, onde não haverá mais choro, nem sofrimento porque tudo passou! E Deus será tudo em todos.

         Enquanto aqui, caminheiros, em missão nessa grande batalha que é a vida, precisamos do Espírito Santo que nos vivifica, nos fortalece e nos faz vitoriosos com Ele! Não precisamos estar num monte isolado para sermos inundados por esta Paz, pois podemos estar no meio do mundo em Paz, sendo Luz para o mundo!

         O que é Pentecostes? Pentecostes é  receber o Acesso ao PAI! O que  você pode ter neste momento é Acesso livre ao Pai das Misericórdias! Eu sou médico e meus filhos quando chegam no meu consultório não precisam ficar na sala de espera. Todos têm acesso a minha sala. Esta comparação é precisa para o que significa ter acesso ao Pai! Onde você mora? Você mora na casa do Pai, ou você vive na sala de espera? Quantas vezes o Pai chega como agora e  te vendo na sala de espera  te chama: – O que você meu amado está fazendo na sala de espera? – Venha aqui, entre, você pertence a essa Casa, a Minha Casa, a Casa de Deus, a Casa do PAI!

         Pertencer a Deus, significa pertencer ao Coração do Pai e ser revestido e inundado pela Paz que não passa! Pelo poder da Cruz o Senhor declarou a trégua com os seus, e pela Cruz derramou sobre nós a Paz que o mundo não tem! Assim Ele restabeleceu a Paz! E de agora em diante: Você tem acesso ao Pai: Você sabe o que você tem. Você Tem  o que você  necessita. E  você sabe que tem o que necessita!

         Porque a partir do Pentecostes somos Um com Ele!

        

        

Oremos: Abbá (Pai) Amado, hoje eu quero Senhor, receber os Dons do Espírito Santo. Na verdade eu sei que quando fui batizado(a), eu recebi o Espírito Santo e não sou mais seu inimigo. Mas neste dia eu necessito de uma nova Efusão do Seu Santo Espírito para que eu venha a ser aquilo o que o Senhor quer de mim, por isso Vem Espirito Santo, oh Vem Espirito Criador! Vem curar as minhas feridas, fecundar me com nova Vida, vem Curar me com o seu Amor e me Dar a Sua Paz! Que essa Paz eu possa tê-la de hoje em diante até o dia de contemplar com a Vossa Face! Vem Senhor nesse dia me curar, me libertar com a sua infinita Misericórdia, pois eterno é o seu Amor, e eterna é a Sua Misericórdia

Amém!

 

 

 

 

 

                        Nós estamos em uma batalha, contudo nosso primeiro INIMIGO está mais próximo do que nós poderíamos imaginar. A fim de ganhar a verdadeira liberdade e conseguirmos a vitória, nós precisamos conhecer esse inimigo para dizer NÃO a ele, renunciá-lo.

                       

            Dando sequencia a nossa série de formações sobre estar atrás das linha inimigas, hoje falaremos sobre onde realmente está o nosso pior inimigo. Desde que fomos crianças e adolescentes quantas vezes fomos levados a fazer coisas que temos vergonha hoje, até fazemos algumas piadas, mas na verdade, no fundo do nosso coração, hoje sabemos que o que fizemos era muito errado. Essas pessoas tiveram tanto poder sobre nós para nos levar a esses enganos. Certa vez um amigo levou outro que não enxergava direito, mas confiava nele, a pular de uma altura de 5 metros sem saber e quase o pior aconteceu. Outra coisa comum é passar uma garota e ouvirmos coisas sobre alguém que não era verdade, mas que nos fizeram imaginar. Como isso nos faz entrar em situações, em certos tipos de problemas que até hoje vão repercutir em nossas vidas. Quem então é esse inimigo? Esse Inimigo esteve ao nosso lado durante todo esse tempo. Eu tenho uma notícia para você, ele não é seu pior inimigo!

            O Inimigo não é externo. Os Espartanos nunca perguntavam onde quantos eram seus inimigos, mas ONDE ELES ESTAVAM! Dizendo isso eles completavam, pois é lá que nós iremos! Venham comigo!

            As Escrituras nos ensinam que todos nós teremos três INIMIGOS a combater seguindo a Jesus: – O demônio, o mundo e a carne, ou seja nós mesmos! Todos nós fomos feitos para sermos bons, mas somos decaídos, todos herdamos o pecado original. Somos o nosso pior Inimigo! Inimigo não é distante. Inimigo vem da Palavra LATINA ( não amigo). Não precisa ser alguém nos atacando, nos odiando, nos destruindo, mas simplesmente alguém perto que não é nosso amigo, ou melhor que não nos ajuda a cumprirmos nossa missão, que não nos ajuda. Que facilmente nos trai!

            São Paulo aos Filipenses vai  dizer que todos os cristãos em batalha,  alguma coisa acontece causada pelos inimigos da Cruz de Cristo. São Paulo vai dizer que tenhamos cuidado com os Inimigos da Cruz de Cristo. Ele segue dizendo que o deus deles é a barriga. Isto quer dizer que eles decidem pelo Conforto do que pela Cruz.

            Pense na sua vida agora, o mais importante é batalha ou conforto? O que eu estou fazendo da minha vida são coisas somente do mundo, então estou sempre Distraído, distraído da minha missão. Mente ocupada de coisas inúteis, tudo que tem o fim em si mesmo.  São Paulo em Romanos 7 diz que o que ele faz ele não entende. Ele não faz o que ele quer mas faz o que ele odeia, porque o pecado atua nele. Ele faz o mal que não quer fazer e não faz o bem que ele tem consciência que deveria fazer.  Todo cristão sabe o que é verdade. Uma das coisas mais importantes na vida do cristão e não confiar em si mesmo e sim em Deus, 100%. O porquê disso é que muitas vezes eu não sou meu amigo, eu me torno meu inimigo. São Felipe Neri, São Padre Pio em suas orações nos ensinaram pelas orações deles a dizer: – Bem sabeis quão facilmente eu te abandono, Senhor, eu te traio Senhor, Fica comigo Senhor!

            Então vem a pergunta: – O que eu faço com um mal amigo que eu não consigo me livrar dele? O que eu faço? Ele está em mim o tempo todo! Por isso eu preciso conhecer meu pior inimigo, ou seja, a mim mesmo! E a segunda coisa é aprender a dizer Não a ele, ou seja a mim mesmo. Daí vem o renuncie a si mesmo!

            Precisamos aprender a expandir o nosso conhecimento interior. A quaresma  nos ajuda a criar mais espaço em nós através do jejum e da penitência. Por isso é tão importante combater a distração. Eu gostaria de sugerir a todos nessa Quaresma que pudessem fazer duas coisas: – Primeira: Jejum alimentar, Segunda : Jejum de Distrações (Mídia social).  Com isso aumenta o espaço em sua vida e daí se inicia o grande processo do combate as distrações, não somente para ouvir a voz de Deus mas a voz de si mesmo.  A oração em silêncio, aumenta profundamente nosso espaço. Como é profícuo orar e combater pensamentos não amigáveis, pensamentos inúteis, distrações desnecessárias, preocupações com o que nunca vai acontecer! Eu preciso aprender a ficar em silêncio comigo mesmo!

            Qual são os meus obstáculos para viver uma verdadeira vida cristã? Quanto maior os planos de Deus em nós maiores os obstáculos. É fácil se sentir intimidado pelo Inimigo que vive em nós. É fácil ficar deprimido, desencorajado, ficar triste e ter pena de si mesmo.

            Para ilustrar como devemos ter perseverança e estratégia, trago o exemplo de Tommy Caldwell e seu desafio de escalar ( El Capitain’s  Dawn Wall) que fica na Califórnia. Tom criou em seu próprio quintal simuladores para um determinado local da escalada, impossível para todos que tentaram.  Tom não é alpinista qualquer, ele é  o Alpinista (mão livre), um exemplo ao mundo sobre superação de algo impossível, pois existe um espaço intransponível, e ele descobriu um certo atalho que na verdade o fazia ter de descer naquele paredão para tomar a subida novamente e conseguiu.

            Tome como esse exemplo e tome a decisão de lutar continuamente sem desistir. Nunca tenha pena de si mesmo. Você somente irá conseguir se lutar até o fim. Nossa fraqueza nos leva a Deus. Tenha paciência consigo mesmo, perdoe a si mesmo, mas nunca tenha pena de si mesmo.

            São Paulo em 2Cor 12 diz que tinha uma ferida que o fazia cair, e o que fazer? Então Jesus responde: – Minha graça te basta. Meu poder é perfeito para sua fraqueza. Não perca um minuto tendo pena de você mesmo.

            Conheça a si mesmo, diga não a si mesmo , mas não sem estratégia. Lembre dessa escalada com o objetivo de chegar até o topo. Isso não será em vão, acredite em Cristo , creia que Ele te fará achar um atalho que te levará  a ultrapassar o que para muitos era impossível. Mas não sem sua luta, não sem sua capacidade de se expor a Deus e clamar, vem em socorro da minha fraqueza, da minha incapacidade, pois em Ti encontro minha Força e a Vitória. Pois vencerei minha tendência de buscar o conforto ao invés da Cruz.

            Eu preciso conhecer e dominar a mim mesmo, e tomar a decisão de aumentar o espaço dentro de mim, e ter coragem para permanecer nesse espaço. Essa semana, nós ouvimos Abrão sendo chamado e aterrorizado por ter que ficar naquele lugar. Contudo Abrão ficou lá! Significa, ele confiou no Senhor, teve coragem de permanecer!

            Quanto mais nós nos conhecemos menos temos confiança em nós.  Mas o bom Cristão tem confiança em Jesus 100%.

            Esse série nos ensina a escalar, a superar nossos medos, mesmo atrás das linhas inimigas, sabendo do Porquê estamos lutando! Lutamos pelas promessas de Cristo Jesus. Por isso estamos aqui. A liberdade da vida Eterna!

           

           

            Oremos: Abbá (Pai) Amado, eu necessito me conhecer cada vez mais e nessa Quaresma é o tempo favorável. Sim eu preciso assumir em mim que ao me conhecer eu confio cada vez menos em mim e mais no Senhor! Pois do Senhor vem toda a minha fortaleza e salvação. Do Senhor me vem toda a estratégia para achar os caminhos mesmos os mais desafiadores! Eu confio pois é o Senhor que sustenta todas as coisas. Que Ele cresça e que eu diminua no Senhor Jesus.  

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém