A Verdadeira grandeza está em ser capaz de se livrar do que você não necessita. Fique com a essência.

                  É fácil cair na  poderosa tentação de medir grandeza de acordo com os padrões do mundo. E quando nós podemos  ver como os outros vão bem e o que eles têm  realizado, podemos cair facilmente na COMPARAÇÃO, ciúme, despeito, cobiça e  inveja.

                  Não podemos temer que não sejamos plenos, suficientes porque outrem tem mais. Esse é um grande engano, que nós teimamos em cair, mesmo quando dizemos que assumimos seguir o nosso GOAT.

                  Quando analisamos este termo GOAT, é inevitável não remetermos aos Jogos Olímpicos, pois existem certos atletas que escreveram, que escrevem e que escreverão seus nomes na Lápide dos notáveis. Um atleta que desafiou as críticas foi há quase 100 anos atrás foi Eric Liddell. Eric Liddell apesar de ser na época considerado o mais rápido do planeta nos 100 metros e 200 e revezamento, apenas ganhou uma medalha de ouro porque recusou as outras, pois ele correria e ganharia, mas seu coração estava acima das medalhas. O que mais chamou a atenção do mundo não foi o que ele ganhou mas o que ele deixou de ganhar, pois fez a sua opção, e sua opção era: Para competir no Domingo, dia do Senhor eu me recuso a correr. Mesmo a assim ele é GOAT. Ele desejava ser Missionário Cristão depois que parasse de competir. Sua grandeza não foi o que ele ganhou mas o que ele teve a coragem e a liberdade interior para deixar de lado por algo em sua convicção maior. Ele tinha liberdade interior suficiente para realizar algo de impacto exterior.

                  Nós não seremos grandes a menos que possamos fazer algo interiormente maior, que é deixar de lado, deixar para trás as coisas que o mundo enaltece por algo muito maior.

                  Baseado nesta reflexão, vimos Jesus chamar os seus discípulos para algo muito maior e de uma forma extremamente radical ele aponta que se um olho, uma mão ou qualquer outro pedaço do nosso corpo nos leva ao descaminho, melhor cortá-lo. Isso serve de uma forma muito concreta ao nosso interior. O que em nós hoje é obstáculo para fazer o que Eric Liddell fez? Vamos ainda mais profundo. Quando colocamos certas formas nas palavras e as tornamos algo maior que, melhor que, e assim vai, vamos implicitamente escrevendo a palavra COMPETIÇÃO e competição leva diretamente a COMPARAÇÃO. Comparação é um veneno pois se ele tem mais eu tenho menos, se ele é mais ovacionado eu sou menos, se ele é mais amado eu sou menos, se ele é notável eu sou menos e se ele é especial eu não sou . Isso tem um poder destrutivo forte dentro do nosso inconsciente.

                  Voltamos novamente as Sagradas Escrituras, onde no Livro dos Números 11: 25, o Senhor chega para Moisés ( o grande GOAT do Velho Testamento) e diz que 70 outros do povo de Deus tinham começado e Profetizar e os de perto de Moisés, como Josué, se aproximam e começam a murmurar contra o que estava acontecendo temendo que Moisés deixasse de ser o GOAT, e Moisés os adverte chamando a atenção acima do que eles estavam julgando e agradecendo a Deus que não somente eles pudessem profetizar mas que todo o povo de Deus pudesse. Moisés prossegue demonstrando a eles que a grandeza dele dada por Deus, não significava que outros não pudessem ter. O brilho dos outros nunca apagarão o seu brilho se esse brilho vem de Deus. Eles demonstraram aí ciúmes, despeito, porque achavam que assim Moisés não seria mais especial, assim pensa os pagãos que não conhecem a Deus.

                  A partir desse fato é apropriado diferenciar Ciúmes, cobiça e Inveja. Ciúme ou cobiça é querer o que o outro tem. Alguém possui alguma coisa que eu quero, isso é cobiçar. Inveja é se entristecer pelo o que outro tem. Inveja é obscura e faz quem a sente depressiva. Cobiça é desejo, mas inveja é tristeza o que é muito grave. Cobiça faz a pessoa pensar que nunca tem o suficiente, mas a Inveja faz a pessoa pensar que se a pessoa não tem o que o outro tem, a pessoa se sente que não é suficiente, que não é especial.

                  Como se livrar da inveja e da cobiça? Aqui vai a dica. A cura para a cobiça é GRATIDÃO e a cura para a Inveja é ADMIRAÇÃO. A cura é sempre é um movimento positivo. Não é o que você não tem mas é o que tem.

                  Curar a inveja também vem algo bem profundo. Admirar o outro, e como isso se dá! A admiração é algo que se sente de forma muito rápido admirando o que o outro representa ou alcança, ou seja admirar o brilho dos outros e se ALEGRAR.

                  Todos esses dois movimentos não tira nada de quem sente. Imagina um altar repleto de velas brilhando ao mesmo tempo. Tirar uma vela não muda o brilho das outras.

                  O cuidado para não deixar que esses vícios entre em nós, tanto a cobiça quanto a inveja, faz algo extraordinário, pois se não vivemos assim, todas as pessoas para nós se tornam uma AMEAÇA. Sem admiração ou gratidão nós corremos o risco de passar por essa vida em constante perigo de sermos menos. Nós sempre encontraremos em nossa vida quem tem algo a mais que nós. Precisamos nos livrar desses vícios. Para sermos capazes de nos livrarmos de tudo. Grandeza começa de ter liberdade para se livrar desses vícios.

                  Nós temos uma grande vocação para ser grande. Então porque nós nos comparamos, porque temos medo de nos livrar disso, ou melhor daquilo que não precisamos. Deus sabe quem somos e confia em nós. Ele nos chama para sermos grandes.

                  Há somente uma razão segundo São João da Cruz para não sermos Santos, porque não queremos. Isso cai perfeitamente na Palavra quando Jesus alerta sobre se algo de nós impede que possamos ir para o céu, que cortemos isso, e o que isso está dizendo agora, claro, pois se há alguma coisa em nós que para nós é preciso que nos livremos disso, é isso que nos impede de sermos grandes e sermos livres verdadeiramente.

                  Para nos livrarmos dessas coisas interiores que nós temos tanta dificuldade, devemos fazer  duas coisas:

         –        Seja Paciente com você mesmo

         –        Seja duro com seu meio ambiente, com seu meio onde vives.

                  Todos os santos fizeram isso. Muitas vezes há relacionamentos que não deveriam estar nos escravizando assim. Isso inclui  tudo que nos tira  do caminho do céu, podendo ser dentro da sua casa, como pai ou mãe que te induz ao descaminho, ou irmão, ou amigo, ou relacionamento.

                  Um estudo feito em uma universidade americana em pessoas que passam horas ouvindo músicas que induzem a ira, induzem a raiva ou ao ódio e substituindo por músicas calmas por duas semanas, concluíram que ao final desse período todos experimentaram estar mais calmos. Assim é que o quer dizer ser Duro ou implacável com seu meio ambiente.

                  Jesus se livrou de suas habilidades, seu conhecimento, sua força física, suas realizações, sua autoridade, tudo na Cruz, para a liberdade minha e sua.

                  O momento em que Jesus se torna Grande foi no momento em que se livra de tudo. Lembra de Eric Liddell, que ao se tornar missionário ficou preso em prisão de guerra no Japão, e na fila da morte ele ia trocando com as pessoas que estavam na fila. Por isso ele se tornou um GOAT.

                  Na segunda carta de São Paulo aos Coríntios 2Cor 10. Ele proclama que Jesus revelou a Paulo, que o Poder de Deus se realiza na fraqueza do homem. Quando sou fraco Ele é forte em mim.

                  Quando estou em Cristo não sou fraco nunca mais. Eu sei que o Senhor me faz forte. Não desista de você pois Jesus nunca desistiu.

                  Oremos: Abbá (Pai) Amado, eu te peço hoje, retire de mim  toda a Inveja e toda a Cobiça e ciúme. Não deixe que eu me perca me comparando com o que os outros realizam ou o que os outros conseguiram e ou conseguem no dia de hoje. Senhor eu sei que minhas limitações e minhas fraquezas me impedem de ser livre, por isso vem com sua graça oh Senhor me fortalecendo e me iluminando o caminho que eu tenho que seguir. Sim, Senhor, me faça ter paciência comigo e ser ao mesmo tempo implacável com meu meio ambiente, o meio em que vivo e as pessoas com quem eu convivo e os hábitos degradantes que me fazem cair. Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém

 GOAT, ambição altruísta é o que nos move  

Ambição envolve o desejo pelo RISCO. Ambição altruísta é o desejo pelo risco da perda do seu lugar para o bem de alguém.

Grandes líderes não são aqueles que impõe sua autoridade sobre seus súditos. Grandes líderes são aqueles que, com Cristo, colocam a si mesmos, junto com seus dons, a serviço dos outros. Eles não têm medo de perder sua posição, porque não tem o que perder.

Empresas feitas para vencer

Para iniciarmos essa formação de hoje, gostaria de apontar um livro Best Seller, cujo autor, Jim Collins, se popularizou. O livro se chama Good to Great( Empresas feitas para vencer).

Sua equipe se espalhou pelos Estados Unidos pesquisando 1400 empresas, com a finalidade de concluir quais empresas foram criadas para vencer. Como analisar uma empresa que está funcionando dentro da normalidade ou sem muita expressão; e fazer dela uma referência?

Dessas 1400 empresas, eles somente encontraram potencial em 11. Ao analisarem essas 11 empresas, puderam constatar que todas elas poderiam valer, ao menos, três vezes o valor das concorrentes. Uma chegou a valer 10 vezes o valor de mercado, comparado com as concorrentes.

Como permanecer nessa situação por 15 anos? Qual o segredo de sucesso sustentado? Essas empresas tinham em comum, bons produtos, estratégias corretas de produção, cuidados contínuos com os seus empregados, mantendo-os incentivados em trabalhar nelas. Todas tinham grandes LÍDERES. Cinco delas tinham CINCO líderes, absolutamente, incríveis; e com características semelhantes: ambição inacreditável e desejo indomável.

Hoje, quem no meio dos jovens, se for claro e bem esclarecido do caminho do saber e do empreender,  quer ter uma vida mediana? Ninguém! Todos aqueles que se empenham em entrar em uma Universidade, buscam ser alguém na vida. E não tem nada de errado nisso. A maioria quer ser notável e, alguns, ser GOAT em suas áreas de atuação.

Deus sonha alto em cada um de nós

Isso não é anticristão. Muitos se confundem ao fazer uma leitura superficial da Palavra de Deus e acham que Deus espera que sejamos medíocres, resignantes etc. Mas, não! Deus sonha alto em cada um de nós e se nós trilharmos o caminho de uma carreira ou de uma empresa bem sucedida, respeitando os valores cristãos, é benção de Deus para fazermos o bem a quem necessita. Cada um no plano que Deus escolheu para cada um de nós.

Esse raciocínio precisa ser bem entendido, se Jesus é o GOAT, então, Ele deseja que nós sejamos como Ele. E, ser como Ele é, é buscar fazer a vontade do Pai. E, a vontade do Pai está em buscarmos dar o nosso melhor em tudo o que fizermos e, se isso gera riqueza, que saibamos o que fazer com ela de uma maneira cristã.

                  O mundo mede ser GOAT, como falamos anteriormente assim:  

         –        Ter habilidades incomuns;

         –        Fazer muitas coisas;

         –        Muita autoridade, influência, posição social;

         –        Todo mundo o reconhece.

Todos os líderes do livro de Jim Collins tinham em comum o reconhecimento, a notabilidade pelas realizações. Todos tinham as características acima. Nós, como Cristãos, podemos ter, de maneira coerente e de um lado positivo, a palavra ambição.

Ambição trouxe o homem a construir cidades, levou as pessoas a desenhar tecnologia, projetos de recuperação de águas limpas… Então, temos dois tipos de ambição, sendo a primeira: a ambição pessoal ou egoísta, essa leva o mundo às guerras. A segunda é a ambição altruísta, que leva o ser humano a se doar em tudo, desde suas riquezas aos seus dons, o leva a ser como Santa Catarina de Drexel. Santa conhecida como a Santa do índios americanos e que fazia parte de uma das 10 famílias mais poderosas dos Estados Unidos. 

Há, ainda, um terceiro tipo de ambição que seria – SEM AMBIÇÃO – que é tão diabólica quanto a egoísta, pois muitos estão vivendo neste país uma geração de gente sem ambição, gente sem desejo para o risco, gente sem desejo por fazer as coisas crescerem, gente sem desejo de fazer as coisas mudarem.

Geração dos Loosers

Todos sabem que se arriscarem podem vir a perder e isso é diabólico, pois o medo de ganhar faz as pessoas ter vocação para a derrota, ou seja, uma geração de derrotados, em inglês : loosers. Pessoas que têm medo de risco e de ousar.

A geração dos Loosers tem uma característica, é uma geração de críticos. É fácil perceber, olhando alguma postagem, algum comentário mais desafiador, algo político, leia o que vem após. Francamente, somando tudo não se tem um, que realmente valha a pena ler.

O criticismo é uma marca na pessoa que sofre de falta de ambição. Quem tem medo de produzir, medo do risco que isso possa ter, vai naufragar no fracasso de não evoluir em nada na sua ideia, na sua empresa, no seu empreendedorismo.

Ted Roosevelt (presidente americano do início do século passado), certa vez, ao discursar sobre os rumos de seu país, em que ele sentia que havia muita gente criticando loucamente as medidas que eram implementadas para fazer o país crescer com as crises e as políticas de Guerra, ele disse: “As críticas eu não dou crédito algum, eu só posso ouvir daquele que realmente está dentro da arena, molhado em sangue, suando suas lágrimas”.

Não há realização sem luta, não há sucesso sem muitos erros, não vitória sem muitas batalhas e balanço entre perdas e ganhos. E, assim, a conquista são daqueles que se entregam nos campos de batalhas e tomam os riscos em suas veias. Isso tem o valor. Mesmo se eles perderem, eles perdem dando de si o melhor, desejando ser o melhor.

O grande Mestre morto de forma humilhante

Jesus, nas Escrituras, diz pela segunda vez que Ele iria para Jerusalém e seria crucificado; o que os discípulos fizeram? Ninguém levantou a mão para tomar o risco com Ele, porque tinham medo de perder a posição que tinham conquistado ao longo dos três anos de vida pública com aquele que arrastava multidões. Para eles, era um escândalo o grande Mestre ser morto daquela forma humilhante.

Quantas vezes nós temos a mesma vergonha de levantar a mão e perguntar algo que não entendemos, pois temos medo do risco do vexame que essa pergunta possa nos trazer. Optamos pelo nosso não entendimento, mais uma vez, uma atitude de perdedor: “Se eu levantar minha mão eu posso perder o meu lugar”.

Por isso, Jesus provoca seus apóstolos, porque todos queriam a ambição que é diabólica e egoísta. Quem iria tomar o lugar de Jesus ou a falta de ambição, mas Jesus provoca neles que o foco deve ser a ambição altruísta, desejar ser o maior com Ele dentro de cada um, sendo Cristo que faz as coisas e, para isso, o Senhor em todos os tornariam grandes.

Quanto mais Eles desejassem ser grandes dentro do Reino do Pai, deveriam ser GOAT para dar a vida pelo Evangelho. Seriam já grandes aqui, em Cristo, para levar a boa nova aos pobres. E o caminho era esse: o GOAT era o que serve; o que colocasse toda a sua ambição ao serviço dos outros. Sem desejarem ser GOAT, não iriam conseguir apresentar a Misericórdia ao mundo. Jesus toma então o que é ser GOAT e reenquadra os seus apóstolos e diz: “É maior quem serve”. É maior quem apresenta a sua ambição altruísta a serviço de muitos; quem perde a vida pelo nome d’Ele!

Incrível humildade

Jim Collins pontuava as empresas em níveis: sendo o nível 4 para as boas; nível 5 para as mais que excelentes. Em todas que obtiveram nível 5, além das características de uma grande empresa e de seus líderes, esses tinham uma característica em comum: Incrível Humildade. Eles não somente sabiam liderar, mas sabiam servir. Eles colocavam as qualidades para servir aos seus funcionários.

Como hoje eu posso usar meus dons para servir os outros? Como usar minha ambição altruísta para servir aos outros? Que não seja para minha autopromoção ou autoambição, mas para que os outros tenham em mim uma fonte inspiradora da minha ambição altruísta colocada em prática através da doação.

Jesus pega uma criança e diz quem recebe a mim como essa criança, está comigo. Uma criança não tem ambição nem posição para guardar, nem status. Quem não tem status e não tem nada a perder, quem não tem nada a perder pode colocar tudo em risco.

Quem não tem o que perder não faz cena, não se preocupa com os riscos, com o que os outros pensam, com perder sua posição, seu lugar ou seu status.

Jesus é o GOAT, deixa todo o seu status para viver conosco. Ele deixa tudo, coloca tudo em risco por uma chance de resgatar, nem que fosse apenas um de nós! Jesus vem ao nosso encontro e, se estivermos naufragando, Ele vem com seu amor até as profundezas do oceano, para nos trazer de volta à tona e nos ressuscitar. Não há escuridão, não há profundidade, não há nada escondido às Mãos de quem salva.

A ambição altruísta de Deus vem para glorificar cada obra desenhada por Ele. Cada um de nós foi feito nessa vocação do amor, e, para o que nos faz mover a cada dia e a cada instante, o Amor Misericordioso diz “vem” e nos faz desejar o Céu!

Oremos

Abbá (Pai) Amado, eu te peço que reforce, em mim, todas as minhas virtudes e faça submergir as minhas vicissitudes. Senhor, reforce em mim a ambição altruísta e retire de mim todo sentimento de ambição egoísta. Dá-me, Senhor, a graça de sonhar sempre muito alto, além de tudo, onde está Deus e realizar Seus planos em mim. Senhor, dá-me o que necessito em minhas funções e lideranças, para ser aquele que sabe servir e levar a Boa Nova pelo exemplo e não somente pelo discurso. Que o meu coração tenha a busca incessante para ser em ti o GOAT!

Pai, em Tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém

 

 

SÉRIE GOAT – O MAIOR DE TODOS OS TEMPOS

 – PARA SER O MAIOR, SE DOE

 

                  O desejo de ser visto e ser reconhecido está escrito profundamente no coração de todo ser humano. Mas uma pessoa é a melhor porque um grande número de pessoas a reconhece ?  Jesus revela que a verdadeira grandeza está quando uma pessoa se doa para alguma coisa ou por algo muito maior, e quando é capaz de renunciar a sua vida para Ele e para o Seu Evangelho. Isso não significa auto proteção ou expressão mas significa auto doação.

                  Hoje nós podemos dizer alguns nomes em qualquer lugar e todos irão saber quem é: Comecemos por Pelé, figura extraordinária do futebol e na sua sequência vem Zico, Maradona, Zidane, Messi, Cristiano Ronaldo, Neymar e outros no futebol. Quando mudamos para o vôlei lembramos dos heróis brasileiros de tantas olimpíadas e seus mestres, dentre eles Bernardinho. Quando vamos para natação lembramos Michael Phelps o mais recente herói americano e tantos outros de tantos esportes.

                  Quando mudamos para música: Michael Jackson, Justin Bieber, Ariana Grande, Celine Dion, Elton John, pois eu falo no mundo todo. Claro que no Brasil temos alguns fenômenos explosivos atuais na música como Marília Mendonça, Thiaguinho,   e assim vai.

                  Mas estamos falando de nomes que o mundo reconhece. Como é difícil ser um desses nomes, quando se é uma dessas pessoas e ter  de andar na rua normalmente. Todas as pessoas conhecem esses nomes , mas será que essas pessoas são GOAT? Isso significa a mesma coisa?

                  Continuando nossa série o Maior de todos os tempos em inglês: GOAT  ( O maior de todos os tempos). Para ser o maior de todos os tempos alguém deve ter essas características:

         –        Ter habilidades incomuns.

         –        Fazer muitas coisas

         –        Muita autoridade

         –        Todo mundo o reconhece

         Você pode ter 13000 pessoas te seguindo  no Instagram significa que você é o cara?  A pergunta é, você pode ser grande sem ninguém te conhecer?

                  Nós temos esse desejo de sermos vistos por todo mundo, de sermos grandes, de sermos reconhecidos e de sermos vistos.

                  Por outro lado,  você poderia estar em algum lugar que  desejasse que todo mundo te conhecesse  e ninguém te vê. Pense em alguém que criou uma página e depois de muito tempo vem para sua mãe e diz: -Mãe, minha página está aí já faz quatro semanas e não recebi nenhuma Curtida . Pense em como essa pessoa se sentiria.

                   Há pessoas que fazem algo pessoal como uma expressão de transmitir algo muito bom, postam e são atacados ou ainda pior, insultados. Esse é o preço de ser exposto. Hoje temos Rede Sociais que amplifica isso tudo. Você hoje mede quanto uma pessoa se importa contigo pelo número de curtidas que você recebe, mas isso será verdadeiro ou falso?  Quem pode saber?  Infelizmente muitos estão se medindo pelo número de curtidas que recebem a cada postagem, que tolice!

                  O que mais me impressiona é que uma pesquisa recente mostra que ser zoado, insultado e ofendido no que você posta é muito mais desejado do que não ser visto. Mas sempre foi assim, não?  Falem mal, mas falem de mim!

                  Falando para os jovens sobre ser conhecido, se torna bastante emblemático quando se sai do Ensino Médio e chega à  Faculdade. Você deixa sua vida em casa e está na Universidade, onde ninguém te conhece.  Você muda de cidade e vai para algo desconhecido. Eu vivi assim, quando deixei minha pequena cidade em Minas e vim para o Rio de Janeiro. Você é aquilo que está dentro de você, e isso se chama caráter. Não é o que o povo diz o que você é, mas aquilo que verdadeiramente são seus atos. Nesses momentos que você entende o que é ser ou não reconhecido. Contudo o tempo passa e pelos seus esforços e realizações você  passa a escrever a sua história mesmo num ambiente novo e que antes desconhecido passa ser novamente seu ambiente, sua praia.

                  Você é único, mas não é GOAT. Jesus certa vez perguntou aos seus discípulos :- O que Dizem o Povo que Eu sou?  Pedro se adiantou e disse:

          – Você é o GOAT ! Jesus então disse: Não diga aos outros sobre isso. Não diga a muitas    pessoas naquele momento, mas depois! Não é o que Eu sou! Pedro, você achava que ser grande e o maior é ser reconhecido por todo mundo! Nesse momento, Pedro, você sabe quem eu sou, mas não sabe o que é  ser  GOAT. Pedro não sabia o que Messias significava. O que os Judeus esperavam não era o que realmente o Messias deveria ser.

                  Ser grande não é ser reconhecido por todo mundo. É se renunciar e fazer tudo por Quem vê no Escondido! Ser grande não é ser amado por todos, porque os que tinham as Escrituras na mão, os que mais deveriam estar reconhecendo o Messias, não somente o rejeitaram mas o Crucificaram.

                  Todo  seguidor de Jesus em todo o tempo até hoje, seguiu se doando e fazendo tudo por aquele que é o Maior, o PAI!

                  Jesus então ensina que tudo o que Ele fazia era para a Glória do verdadeiro GOAT, o Pai!  Jesus andava conosco em sua humanidade, servia o tempo todo ao GOAT, ao Senhor de todos os tempos, ao PAI! Jesus em sua humanidade servia ao PAI em toda a sua divindade nos ensinando como nós humanos devemos fazer. Todo mundo que é realmente grande, serve alguém ou algo maior que ele mesmo.

                  Quando Pedro na sequência diz: –  Senhor isso não vai  te acontecer ,  nós vamos protegê-lo! A razão para isso é que em perigo nós todos pensamos como Pedro, pensamos em  proteção. Mas o segredo da verdadeira doação é se doar para Alguém muito maior que vem em socorro das nossas fraquezas.

                  Muitos de nós hoje deveríamos ser grandes, mas não o tornamos porque vivemos para o Aplauso, e eu estou falando para toda a Igreja. Muitos que deveriam ser servos inúteis querem se tornar celebridades, ou pior, até mesmo deixando de estar constantemente na presença do Senhor, em Adoração contínua. Pelos frutos conhecemos as árvores. Todos nós somos criados para coisas Grandes! Mas infelizmente damos nossos corações as coisas pequenas.

                  Por que temos potenciais para sermos grandes e não somos?  Porque  vivemos para o aplauso, para os números e para as curtidas. Damos de nós para coisas tão pequenas. Coisas pequenas não é se dedicar a família, filhos ou trabalho pois para eles nosso esforço é sagrado,  mas  são hobbies, distrações, assistir histórias de outras pessoas em mídia social, em fofocas, ou seja, ficar se preocupando com a vida alheia. Não perca tempo com essas distrações.

                  Exemplo de como vencer essas coisas vem do Hemisfério Norte, de uma pessoa renomada no mundo  com mais de cem milhões de livros vendidos, filmes feitos a partir dos seus livros, seu nome Nicholas Sparks! Um  dos maiores romancistas da nossa época, autor de: –  Diário de uma paixão, No seu olhar, Uma escolha por amor, Querido John, O Guardião, Uma carta de amor e tantos outros. Mas não é sobre livros que vamos falar agora. Ele poderia ser medido por tudo isso como um cara notável, mas não não não, nós podemos medir sua grandeza por esse fato, não sei se vocês sabem.  Quando  seu segundo filho Ryan, tinha 5 anos, foi com seu irmão mais velho ao médico. Tendo  acabada a consulta, o médico vira para Nicholas e sua esposa e pergunta: – Posso examinar Ryan?  Todos concordam e ele diz: –  Seu filho nunca proferiu uma só palavra em toda sua vida?  Isso não é normal. Ele não é apenas quieto ele tem um problema. Após exames neurológicos e otológicos descobriram que Ryan tinha Dislexia de Som ( Transtorno do Processamento Auditivo Central). Ele ouvia as coisas mas não processava. Não podia interagir com ninguém. Foi aí que vem o talento.  Certa vez sua mãe teve que viajar por uma semana e assim o fez. Seu pai  após estudar um ano sobre essa doença resolveu fazer isso.  Colocou seu filho sentado em uma cadeira com cintos de segurança. Em uma mão tinha a figura de uma maçã e da outra um doce. Perguntou a Ryan: – Eu quero que você diga Maça! Depois de 2 minutos Ryan estava aborrecido, 5 minutos começou a chorar , 10 minutos ficou furioso absurdamente, após 2 horas começou a falar AAAA, e 4 horas Ryan começou dizer Ap, e 6 hs após seu pai gentilmente repetindo durante mais todo esse tempo com seu filho conseguiu dizer Apple ( Maçã em inglês). Após todo esse treinamento, eles ligaram para sua mãe, e seu pai Nicholas Sparks disse: – Ryan tem algo importante a dizer pra você nessa ligação e Ryan disse: – Eu te amo mamãe! Nunca sua mãe havia ouvido a voz do seu filho nos seus cinco anos. Nicholas Sparks conhecido e notabilizado em todo o mundo, disse que  nada se comparava  ao que aconteceu nesses três dias ,podendo ressocializar seu filho que agora falava. Ao ser entrevistado disse: Nada em minha vida se pode comparar ao que através de mim Deus pode fazer e trazer de volta meu filho a vida, podendo usar sua voz agora para se comunicar com qualquer criança da sua idade. Mesmo se ninguém soubesse disso, essa seria sua maior realização.

                  Jesus disse: – SE você quiser me seguir renuncie a si mesmo. Não apenas sua família, seus amigos, seu trabalho, seus mais preciosos por Meu nome, essa é a pessoa que será a maior! Mesmo sem quem ninguém saiba, que ninguém reconheça, Jesus está dizendo eu Reconheço! Isso basta.

                  Por último duas histórias; a primeira sobre St. Thomas More. Um Homem memorável, um homem comum, não religioso que se tornou Santo. Um homem que se recusou ao Anglicanismo e foi morto em martírio. Algum tempo antes de seu martírio foi procurado por um rapaz que seria ser como ele, memorável. Seu nome era Richard Reach. St. Thomas disse a ele depois de um longa conversa: – Richard, para total desapontamento dele, você deveria ser um Professor , um bom professor! Richard responde: – Professor?  E Thomas repete: – Um bom professor!  Richard ainda argumenta: – Quem me conheceria, quem me reconheceria?   St. Thomas continua: – Seus estudantes o reconheceriam, sua família e principalmente Deus o reconheceria e perante a todos você seria notável! Isso basta! Você foi colocado no mundo para Auto doação! Mesmo que ninguém saiba! Deus sempre saberá e reconhecerá!

                  No Brasil especialmente bem perto de nós temos um grande exemplo, que gastou sua vida toda para os outros, a fim de que todos os que se aproximassem dele fossem imediatamente remetidos ao Evangelho, à Eucaristia, à Adoração e ao Senhor! Esse homem se fez pequeno para que Deus fosse grande nele! Padre , hoje Monsenhor Jonas Abib e toda a Sabedoria que Deus colocou nele até o presente momento para manter viva uma obra de Deus que ninguém jamais sonhou nesse país, em um momento que parecia que iríamos sucumbir com tantos Católicos debandando, com tantos jovens se perdendo, com tantas ovelhas se desgarrando, com tantas famílias se desfazendo, para esse tempo tão difícil Deus quis Padre Jonas e sua entrega, que trouxe vida onde a morte parecia imperar! A Canção Nova, obra fundada por ele hoje cobre o Brasil e as Américas e outros continentes, anunciando que Jesus é o único Senhor e Salvador, que não há Amor, se não há a Presença viva Dele!

                  Peço a Deus que possamos seguir os passos de Jesus e possamos ser Grandes onde Deus quer que sejamos Grandes, mesmo que somente ao Seu olhar realizemos Seus planos, pois Ele é o único que conhece o nosso Coração e vê no Escondido!

        Oremos: Abbá (Pai) Amado, eu te peço hoje , me faça ver onde em minha vida eu preciso assumir, me entregar a ti, e fazer grandes coisas! Faça com que eu consiga esvaziar de mim todo sentimento de orgulho, de vaidade que me atrapalha tanto em meu caminho. Pai Amado, Tu tens tido tanta paciência comigo e tem me sustentado neste caminho onde muitas vezes tenho procurado o glamour e o reconhecimento dos homens, e me esquecido que o verdadeiro reconhecimento precisa vir tão e exclusivamente de Ti, meu GOAT!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém

 

        

                  Quando nós ouvimos falar do nome Michael Phelps, acho que todas as pessoas que tem acesso aos meios de comunicação no mundo sabem quem é. Certo? Claro, o maior medalhista olímpico de todos os tempos. Ele tem VINTE E OITO medalhas olímpicas, sendo VINTE E TRÊS de ouro. A segunda pessoa mais premiada tem em toda a história das Olimpíadas,  NOVE medalhas. Ele é uma das pessoas que podemos classificar como: O Maior de todos os tempos (GOAT em inglês).  Há uma história interessante sobre Michael Phelps: – Um dia ele, sua esposa e seu amigo foram a um Starbucks, e deram seus nomes aos copos, mas o atendente sabendo quem ele era escreveu: – GOAT, Esposa do GOAT e amigo do GOAT.

                  Muitos de nós sentimos no coração, especialmente jovens, a quem eu me remeto, um desejo de ser mais do que somos, ou ainda, que nascemos para coisas maiores do que vivemos agora. Porque? Porque nós fomos feitos para coisas grandiosas.

                  O termo GOAT foi adicionado ao dicionário Inglês recentemente para homenagear alguém que é um super atleta, super gênio do esporte que pratica, com vitórias na NFL (Futebol Americano), o cara desse esporte, seu nome todos conhecem no Brasil pois ele é casado com uma brasileira, Gisele, seu nome TOM BRADDY.  T Braddy conseguiu a proeza de ser o único atleta desse esporte a ganhar 5 vezes o anel do Super Bowl, pelo mesmo time. Por isso seu nome inspirou a criação do termo GOAT.

                  Outros atletas hoje merecem esse termo: LeBron James, Serena Willams, Federer, e por aí vai.

                  O que na verdade seria GOAT, quais as qualificações para ser O maior de todos os tempos?

                  Iniciamos hoje  nossa série o Maior de todos os tempos em inglês: GOAT  ( O maior de todos os tempos). Para ser o maior de todos os tempos alguém deve ter essas características:

         –        Ter habilidades incomuns.

         –        Fazer muitas coisas

         –        Muita autoridade

         –        Todo mundo o reconhece, quer ouví-lo pois tem autoridade.

                  De acordo com o mundo e o dicionário essas são as qualificações para ser GRANDE.

                  Talvez não seja somente isso o que realmente importa. Após três anéis de Super bowl, Tom Brady disse: – Porque após três anéis eu ainda continuo insatisfeito, tem que haver algo maior para mim lá fora. E o repórter disse: – Qual a reposta? Ele respondeu : – Eu não sei.

                  Michael Phelps ainda foi pior, pois em 2014 ele se envolveu seriamente com o mundo das drogas, teve de ser internado, e após um tremendo esforço de toda equipe olímpica dedicada a esse tipo de situação conseguiu voltar. Ele sentia um vazio infinito no seu coração, quase  se matou com tanto vazio de saber que teria de abandonar as piscinas e não ser mais alguém que continuava ganhando. Ele se sentia miserável, inútil. E disse:- Eu tive uma crise de identidade.

                  De onde vem essa crise de Identidade? – Nós frequentemente cometemos esse erro de achar que nossa Habilidade traz nossa Identidade, que nossas Realizações trazem nosso Valor, e isso é um ledo engano.

                  Usando essas comparações com a vida de cada um dos alunos aos quais escrevo agora, que a pouco tempo estavam no Ensino Médio e agora estão na Universidade. Muitos eram lideres em equipes de matemática, de robótica, principalmente outros se dedicavam aos esportes, possuíam a camisa de titular do time, viviam com o time, viajavam com o time, vitórias e derrotas, e agora, amargam um banco de reserva, ou ainda do desconhecido, ou pior, por conta de lesão já não são mais úteis em equipes universitárias. Então se nós nos identificávamos com essas atividades e agora não podemos mais tê-las ou ter valor nelas, o que nós faríamos agora? SE eu ganho eu sou vencedor, seu perco um Perdedor, seu eu batalho sou uma vítima, se eu não sou escalado, se eu não me adequo as novas posições do time ou da equipe de estudo, eu me sinto um descartável, apenas mais um.

                  Onde está então o coração da GRANDEZA? A resposta está e não tenham dúvidas, ao observar e seguir os passos do verdadeiro GOAT , seu nome? Jesus, 2018 anos após e ainda celebramos seu nascimento, a história é contada antes e depois Dele. Não é questão de ser Cristão ou não, é um fato.

                  Mas vamos mais profundo, quando analisamos por exemplo um grande GOAT não somente da Teologia mais da Filosofia, um homem escrito no livro da história dos notáveis do mundo, Santo Agostinho vai dizer: – Tarde te amei, ou ainda, meu coração era inquieto enquanto não te conhecia!

                  Jesus possui todas as qualidades do GOAT: Ele faz todas as coisas bem. Suas habilidades de curar qualquer tipo de doença ou debilidade que se aproximava dele, seja cegueira ou surdez ou paralisias. Mas isso era muito mais do que habilidade, era sua Identidade. Isaias 37 anuncia a Identidade do Emanuel, como ele seria reconhecido, como a sua identidade seria revelada pela sua Habilidade: – Os surdos escutarão, os cegos verão e os coxos andarão! Jesus ainda dirá, lendo  a Profecia de Isaías Ele fecha o Livro Sagrado e diz: -Hoje se cumpriu esta Profecia.

                  As habilidades de Jesus não é o que importa mas a sua Identidade, Eu sou o Senhor! O que você faz não é nem de perto  Quem Você é! Jesus é o que Ele é porque é Ele é. Olhe para Jesus: Nunca leu um livro, nunca escreveu, nunca saiu de seu país, Jesus revelou toda a salvação em um raio de muitos poucos quilômetros comparado a tudo quanto nós já viajamos na vida. Jesus nasceu na pobreza, viveu na pobreza e morreu mais na pobreza ainda.

                  Jesus morreu numa aparente falha. Sua história é importante, mas é secundária, mas o que importa é sua Identidade, seu caráter.

                  O seu caráter é mais importante do que as coisas que você já realizou.

                  Quando observamos um livro ou filme, como é importante que os autores nos passem bem os caracteres dos personagens, isso é bastante relevante muito mais importante do que o livro por si só ou filme.  Isso é tão importante pois conseguimos inclusive apontar quando por alguma razão o personagem não faz algo que seja dele aquilo, que vai contra sua identidade.

                  Finalmente uma história para exemplificar e penso que cobre todas as ideias. CFG, estudante  universitário,  não nasceu cristão, não foi criado cristão mas se converteu ao final de sua adolescência e pediu para ser batizado na Igreja Católica. Após seu batismo ele se tornou realmente um verdadeiro católico. Seus atos se modificaram, suas palavras se modificaram, ele realmente parecia alguém que vivia, que tinha como identidade ser um homem ou filho de Deus.

                  Todas as vezes que as pessoas se aproximavam dele sentiam a presença de Deus. Todos seus amigos queriam ser como ele, e ele sempre dizia, torne você a sua a identidade, pois isso agrada a Deus. Ele aparece  um dia com câncer, câncer ósseo rapidamente progressivo que apesar de tudo, não viveu por muito tempo. Mas no tempo que ele teve, soube demonstrar a Identidade do verdadeiro cristão. Isso é o que importa. Habilidades vem e voltam, mas Identidade é para sempre. Por isso não importa o que você fez ou quantas coisas realizou, ou ainda, O que foi sua história, quais foram seus erros, mas o que importa é que o que você se tornou, a sua Identidade o seu caráter, que marca o coração de todos que por você passaram e puderam ser eternizados pelo seu coração e pela sua amizade leal.

                  Seja sempre você, não importa o que os outros possam dizer a seu respeito, pois apenas Deus conhece o seu coração e sabe quem você é, pois sua vida vale muito, não desperdice ou se perca achando apenas que você é o que você conquistou ou suas habilidades, mas seu Caráter. Aquilo que você é quando ninguém está te olhando.

                 

                 

        

                  Oremos: Abbá (Pai) Amado, eu te peço hoje , que deixe  tudo em mim que possa ser falsa identidade caia por terra, pois eu quero ser aquilo que o Senhor pensa de mim! Sim Senhor, eu não posso me identificar apenas com o que eu tenho ou com que  eu faço, mas com a minha verdadeira identidade, que é revelada pelo Seu Olhar que me identifica e mas dá forças para a partir de hoje me revelar. Obrigado Senhor!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém