Atrás das linhas inimigas, nós nos encontramos em constante batalha com o inimigo de Deus. Satanás é real e deve sempre ser combatido. Precisamos resistir ao Mal. Ao Cristão tem sido dado as armas para o combate a fim de vencermos com força, pois a força vem do próprio Deus!

 

 

            Em 1884 ao final da Celebração Eucarística o Papa Leão XIII teve uma grande visão, como se fosse um êxtase e a visão que teve foi aterrorizadora. A visão desse velho homem projetava 100 anos à frente o que veríamos e estamos vendo nos dias de hoje. Um século marcado por perseguição e morte de milhões de cristãos por todo o mundo. Satanás coloca fogo sobre a terra, o aumento do seu poder sobre o mundo coloca o inferno sobre a  terra, Apocalipse 12:10. Setenta milhões de cristãos foram mortos de lá para cá, morte por professar a fé em Jesus Cristo. Fora os milhões de mortos não nascidos, talvez chegaríamos a um número ainda mais avassalador.  E esse mistério é chamado o mistério da Iniquidade!

            Em 1984 nos EUA os Estados do norte começaram um grande trabalho de combate para identificar e suspender aqueles que , dentro da própria Igreja, estavam abusando de menores. Em 2004 todos os Estados dos EUA seguiram o exemplo do norte. Pense como o demônio invadiu até os lugares onde deveria ser combatido. Hoje temos alguns casos mas nada comparado a essa época.

            Papa Leão XIII então recomenda uma oração poderosa que deveria ser rezada ao final de todas as Missas no mundo todo, a Oração de São Miguel Arcanjo. Por quê? Porque temos que ter  a certeza que todo católico saiba que estamos em meio a uma batalha e não conseguiremos vencer sem as armas necessárias a vitória e a nossa renovação a cada dia da Confiança que Deus está ao nosso lado e por isso seremos vitoriosos. Nós temos que ter a consciência que estamos em batalha dentro de nós e fora de nós.  Estamos nesse tempo falando muito sobre nossas batalhas interiores, porém hoje é dia de falarmos sobre as exteriores.

            Batalhas exteriores enfrentamos todos os dias. O inimigo está sempre a nossa frente com seus disfarces. Na Palavra de Deus é chamado por Jesus de Assassino e Mentiroso, o sedutor o enganador. Muitos exemplos poderia dar aqui hoje, com respeito aos diversos graus de escravidão que nós filhos de Deus acabamos pela sedução sendo envolvidos pelo inimigo, das contaminações, opressões às possessões. Há diversos livros por exemplo do Padre Gabriel Amorth que conta com detalhes essas situações e quanto trabalho um Sacerdote tem em atendimentos de libertação e exorcismos a fim de libertar essas pessoas. Mas lembre-se que todos os buracos que caímos somos nós mesmos que cavamos. O inimigo não pode agir em nós sem a nossa permissão, mas infelizmente nossas fraquezas, nossas estimas caídas, nossas decepções, nossos entendimentos errados sobre a morte, nossas curiosidades demasiadas, nossas concupiscências e nosso pecado original , nosso orgulho e ganância, inveja, ressentimentos.  Essas brechas que deixamos e a partir desse instante ficamos escravos e como escravos a serviço do príncipe desse mundo com nos narra São João.

            Muitas dessas situações de aparente contaminação na verdade são meras manifestações psiquiátricas e devem ser identificadas e tratadas. Mas muitas não são, e dessa forma devem ser tratadas por quem tem autoridade nessa área, ao invés de rejeitadas. NO filme O Ritual essa situação é bem descrita e disso que eu trato hoje.

            Como resistir ao inimigo que o mundo paira sobre? São Paulo nos ensina na carta aos Efésios, Capitulo 6, sobre a Armadura do Cristão. EF 6-10. Ele nos entrega as armas e as armaduras do cristão e nos adverte quem é o nosso inimigo, que paira pelos ares, para fazer perder as almas.

            Sun TZU, no seu livro A ARTE DA GUERRA, o maior best seller militar da história ele escreve que: – Se você conhece você e o seu Inimigo, tenha certeza que mil batalhas existirão e mil vitórias terás, nunca temerás o resultado. Agora, se você se conhece e não conhece seu inimigo, para cada batalha vencida terás uma derrota. Por final, se você não se conhece e não conhece seu inimigo, não importa o quanto lute, perderás todas as batalhas.

            Todos nós recebemos nosso anjo da guarda no momento da nossa concepção ( São Tomas de Aquino). Nosso Anjo é mais poderoso que qualquer inimigo que tenhamos em nossa vida, muito mais poderoso até mesmo que o príncipe das trevas. Não se trata da luta entre Jesus e o mal, pois Jesus sempre vence, Ele está acima de toda a Criação e os anjos decaídos também são criaturas de Deus, Jesus é Deus. Então comece sempre seu dia e termine com a Oração do Santo Anjo.

            Todos os anjos decaídos tiveram a chance servir a Deus, pois foram criados como criaturas com grandes dons por Deus. Eles se rebelaram e se tornaram inimigos das coisas de Deus e as coisas que Deus ama, e claro nós os quais Deus ama. Por isso estamos em constante batalha. Deus ama a cada um de  nós acima de tudo que existe na natureza, aumentando ainda mais o ódio do tentador. Por isso ele tenta nos destruír todos os dias. Todos os dias tentando quebrar nosso relacionamento com Deus.

            Boa notícia, se você tem uma vida de relacionamento, vida de oração com Deus, não tenhais medo de nada, pois já tem se revestido constantemente com a armadura do Cristão e todas as suas armas poderosas de alto poder de  destruição do império do mal.

            No Evangelho de São João, capítulo 8, Jesus diz que o ladrão vem somente para roubar, matar e destruir. Rouba nossa paz, nossa alegria, nossos sonhos, nossas realizações. Voltando no início da nossa série quaresmal, lembrem-se de que uma das armas que o mal tenta contra todo o  filho de Deus é fazê-lo ficar Sozinho e Desconhecido.

            O inimigo é o mentiroso, como Jesus assinala. Ele te faz ter dúvidas sobre o amor de Deus. Sabemos em Genesis capítulo 3, onde a serpente começa a seduzir Eva, não perguntando se ela acreditava que Deus existia, mas se era verdade que ela não poderia comer daquela árvore do conhecimento, ou seja, o inimigo fez a redução de todas as árvores do paraíso, aquela que quem comesse morreria. E então a serpente continua, não você não morrerá, você  será como Deus, e Deus não quer que você seja como Ele. Pense na mentira e enganação, pois Deus nos fez sua imagem e semelhança, claro que ele quer que sejamos como Ele, Sede santo com vosso Pai é Santo! O mentiroso nos fez acreditar o contrário.   Como nós fazemos isso em nossa vida em ao caminharmos para a Confissão não confessarmos o profundo que precisa ser confessado porque duvidamos que Deus é bom.

            Pense na Leitura em João 8, quando uma mulher é acusada e humilhada. O Inimigo não somente à acusa, mas ele diz: Olha quem você é!

            Lembre que ao nosso favor sempre vem nosso advogado, nosso defensor. Ao nosso favor vem o Espírito Santo, o Paráclito, aquele que vem nos defender. Espírito Santo revê nossos pecados para que possamos confessar e não ficar naquele lugar nos auto acusando, mas nos faz colocar nas mãos de Deus para que a culpa seja retirada. Espírito Santo não ataca a nossa identidade, Ele diz: –  Eu sei quem você  e você não é isso. No momento da paixão Jesus diz: Você é culpado disso, contudo Eu irei morrer por você! Tomou sobre si as nossas culpas. Por suas chagas fomos curados e libertos.

           

Não importa o tamanho do ataque que você esteja sofrendo hoje, responda com orações simples com o coração direcionado a Deus. O Rosário é uma arma poderosíssima conra todo ataque do mal.

            Nós não devemos orar apenas por nós mesmos, mas por todos que estão a nosso redor. Por isso todas as orações vem no plural. Oremos uns pelos outros. Lembre-se que temos a armadura e o escudo. A armadura nos protege individualmente, mas o escudo protege quem está ao nosso redor.

            Os Espartanos eram indivíduos da Grécia antiga que desde meninos aprendiam a arte de luta. Graças a eles quantas guerras a Grécia venceu. A unidade de guerra ensinava a unir os escudos para a defesa contra as flechas dos inimigos. Para eles se algum guerreiro perdesse o capacete deveria pagar por ele, mas não havia nenhuma punição porque o capacete protegia o guerreiro individualmente, sem danos colaterais. Agora se o Guerreiro espartano perdia o escudo, era executado, porque o escudo protegia os outros.

            A intercessão nada mais é do que unir todos nossos escudos e avançar nossa linhas de frente e com o Senhor vencer todas as batalhas até o dia do nosso chamado.

            A partir de hoje, todas as vezes que fores a Missa, lembre-se de que a Eucaristia te restaura de todas as suas feridas para que ao sair, você esteja com todas as suas forças renovadas para as batalhas diárias que você e eu temos que enfrentar, querendo ou não, acreditamos ou não. Quanto mais estamos junto do Senhor maior são as nossas batalhas, mas também as vitórias são muito maiores.

            Confissão nos faz voltar sempre ao primeiro amor com o Senhor. Somos absolvidos nossas faltas e culpas não existem mais, por isso a grande batalha que ocorre no momento da confissão, e o Sacerdote está ali , mas é Jesus que nos acolhe e nos absolve e vence o inimigo de nos acusar.

           

           

 

                                   

            Oremos: Abbá (Pai) Amado, hoje eu preciso novamente ser lavado no Seu Sangue Senhor. Purificar minhas faltas e minhas culpas. Retirar do meu coração tudo que possa ser motivo de ser acusado pelo inimigo. Eu desejo estar livre para estar em ordem de Batalha com todos os Anjos a fim de participar de todas as batalhas que o Senhor me incumbir , com a certeza que o Senhor está ao meu lado e a vitória é certa.

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém

 

 

 

 

 

 

                        Embora todos nós batalhamos com diferentes pecados e tentações, temos por último o mesmo inimigo: O ORGULHO. Orgulho é um camelão e pode se transfigurar em muitos caminhos e formas diferentes. Finalmente, o orgulho fará de tudo para te manter em algo diferente de Deus e por conseguinte te afastar da Casa do Pai. Dizer a verdade…e ouvir a Voz do Pai…é o caminho que nos fará deixar para trás as misérias que nos impede de ao chegar a casa do Pai, podermos entrar. Venha para dentro.

 

            O que acontece conosco quando somos repetidamente parados pela Polícia pois de alguma forma estamos dirigindo de forma imprópria? O que faz com que nós repetidamente caímos nos mesmos erros?  Por que algumas vezes nós nos sentimos excepcionalmente especiais e quebrar as regras? As leis do trânsito não são particulares mas para todo cidadão que dirige em tem uma carteira de motorista. O que me faz me sentir excepcional para dirigir acima da velocidade, passar sinal vermelho, é o que tem dentro de mim!

            Bem estamos nos caminho para a reflexão sobre Atrás das linhas Inimigas. Recordando: – Falamos que estamos em Batalha Espiritual. O Inimigo quer fazer de cada um de  nós Sozinhos ( isolados e desconhecidos). Depois refletimos sobre não procurar fora de nós e sim dentro de nós onde está nosso pior inimigo. Por último para  crescermos precisamos ser treinados em sermos fortes e guerreiros.

            Nós podemos ter diferentes lutas e diferentes tentações mas todos nós temos o mesmo inimigo e esse Inimigo se chama ORGULHO.

            Tomemos como exemplo o Evangelho do Filho Pródigo ( Lucas 15). Perfeito. Nessa Parábola há dois irmãos com histórias muito distintas e diferentes mas o mesmo INIMIGO. O filho mais velho escolheu o dever, a lealdade, o trabalho e o estar em casa, viver de forma sóbria. O filho mais novo, escolheu tudo de forma oposta. Vidas diferentes com opostas escolhas.  Contudo os dois tinham o mesmo Inimigo. Este Inimigo tem roubado mais pessoas do que podemos imaginar. O inimigo afeta os filhos. Tem roubado mais gente de alegria, amor, paz e relacionamentos. Ele se chama ORGULHO!

            O orgulho é visto no filho mais novo, onde o pecado o tirou de casa, o pecado o afastou para longe das coisas do Pai. O orgulho o manteve longe , distante, afastado da Casa do pai. Ele ficou envergonhado. Ele tomou consciência do que ele fez. Ele se compara com a casa do pai onde tinha tudo e olhou para onde ele tinha ido. Ele então passa a ficar super envergonhado de encarar o que ele tinha feito, e de receber a misericórdia, de ser amado. Isso é ORGULHO. Ele fica distante porque a vergonha e a culpa o mantém longe. Ele só toma a decisão quando ao olhar para si descobre que se ele permanecesse naquele lugar, iria morrer. Então, quando se trata de morte e vida, vem a tentativa de superação do que o mantinha à distância.  Quantas  pessoas ficam sem confessar por anos por vergonha dos seus pecados. Escolhem ficar a distância do que entrar. Escolhem o inferno à Casa do Pai. Imaginem algo assim! Como isso é insano, mas acomete a todos nós. Todo mundo que faz algo errado se esconde, e quem mantém no esconderijo é o ORGULHO! Então por isso temos o mesmo Inimigo em comum. Não há maior Alegria desse Pai que avista o filho à distância voltando para a casa. Tudo naquele momento favorecia que o Pai estivesse muito feliz em receber seu filho nos braços, não importando em que estado desumano ele se encontrava. A única coisa que não estaria fazendo o coração do Pai estar totalmente feliz era o seu Filho mais velho!!!!

            A exceção era o Filho mais velho. O Pai ama o filho mais novo mas também o filho mais velho! O filho mais velho se torna irado. Ira é quando alguém diretamente te machuca e você se enfurece. Ressentimento é quando você culpa alguém por algo que aconteceu contigo ou pelo seu estado atual. Nesse caso o filho mais velho não estava ressentido porque aconteceu algo com ele, mas porque alguém ganhou alguma coisa e não foi ele, o fiel, o leal, o presente, o braço direito. Alguém ganhou alguma coisa que ele considerava que fosse dele.

            O filho mais velho então em seu coração acusa o Pai, de ter acolhido o filho de volta para casa depois de tudo o que ele tinha gastado e faz do filho fiel um escravo, ou seja, puro RESSENTIMENTO. Esta palavra transfere então a culpabilidade para alguém sendo que na verdade o problema estava com ele, com o próprio filho mais velho! Esse filho prefere ficar do lado de fora, ressentindo do que entrar na casa do Pai e celebrar com todos. O que o mantém fora é alimentado pelo ORGULHO.

            Todos os dois filhos têm diferentes experiências mas o mesmo Inimigo. Os dois filhos habitam nos nossos corações. Prestem atenção. O filho mais novo por tudo o que ele havia feito não merecia o perdão do Pai. O filho mais velho acreditava que todo o seu trabalho bom não valia de nada. O filho mais novo foi convencido pelo pecado de que não havia para ele misericórdia. O filho mais velho não conseguia enxergar Misericórdia, apenas merecimento. De cada lado  consequências diferentes, Vergonha e do  outro Ressentimento. De um lado desencorajamento e inferioridade e do outro Presunção. Agora fica bem claro que por trás de todas essas faces está um só Orgulho! Eu preciso de você mas não o tenho, e do outro lado, eu te tenho mas não preciso de ti. Olha o que o Orgulho faz. Qual o remédio para tudo isso? A HUMILHAÇÃO! Dizer a verdade é a humilhação, não é timidez que é falsa humilhação. Humilhação não é somente falar a verdade é falar e falar a profunda Verdade! A Verdade Plena que está  no que os filhos falam, mas o lado da Verdade que o PAI FALA! Deixe o Pai falar! Ele diz ao filho mais novo;- Você é o meu filho, e você estava morto e agora está vivo! Sobre o filho mais velho: Tudo o que meu é seu, você também é o meu filho! Venha para Dentro!

            A grande frase ao final é : VENHA PARA DENTRO! Essa é  a Misericórdia que está acima de tudo e é a força do Pai que destrói o inimigo e seu orgulho.

            Hoje faça um movimento de através da confissão voltar para a casa do PAI! Faça tirar de dentro do seu coração tudo o que  tem te mantido fora da casa do Pai! Venha para Dentro e tome seu lugar onde somente você pode ocupar!

            Venha para Dentro! Não deixe te manter fora da Casa do Pai, que é para onde todos nós devemos dar a nossa vida para estar! Pois quem perder a vida por Ele  a ganhará na eternidade!

        

                                   

            Oremos: Abbá (Pai) Amado, hoje eu quero de todo coração voltar para a Casa do PAI, para onde sou vocacionado desde minha concepção a pertencer! Desde meu Batismo eu fui vocacionado ao Céu, então hoje quero suplicar que vença em mim todo o Orgulho que tem me mantido longe da Sua Casa oh Misericordioso Pai! Senhor eu necessito hoje vencer através de desfazer em volta do meu coração tudo o que me impede de entrar! Pois através da confissão eu volto à Casa do PAI! E haverá muita alegria no céu pois eu retornei, ao toque da trombeta, não porque eu sou merecedor mas por que a Sua Misericórdia me abraçou e me deu túnicas novas e o seu Anel!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém

 

 

 

                  Neste primeiro Domingo da Quaresma de 2018, a Igreja nos convida a refletirmos sobre a Visão de São Marcos sobre os Quarenta dias no Deserto e as tentações de Cristo. São Marcos não é tão rebuscado nesta batalha quanto Lucas ou Mateus, ele costuma ir direto ao ponto e com uma mensagem bem poderosa também.

                  Marcos relata que o Espirito dirige Jesus ao Deserto. Por que? Olhemos não somente a sua origem Espiritual e também totalmente humana, e por isso é tentado. Através de suas tentações vemos a sua natureza humana demonstrando todas as nossas tentações. Outra figura importante no texto é que Jesus está entre a feras selvagens e o Anjos o servia! Segundo os Antigos Padres da Igreja, nós somos um microcosmo do Universo. Anjos ( imateriais) e animais selvagens ( matéria),traduzem este microcosmo em nós. Seres humanos são híbridos ambos matéria e espirito, corpo e alma. Nós necessitamos o tempo todo desta união e no nosso melhor, na nossa magistral harmonia representamos estas duas realidades em harmonia.

                  Quando ouvimos uma música com Coro e orquestra, sentimos a união desta duas realidades, anjos e coisas materiais. Outras realidades como  os esportes, os olímpicos, neste momento os de inverno, observamos estas duas realidades virem a tona. Ainda outro exemplo são as irmãs de Madre Teresa nas ruas de Calcutá, acolhendo os sofredores de Rua em sua totalidade, com alegria, com sorriso, com doçura tocando as condições tenebrosas materiais, trazendo a luz da caridade em sua essência.

                  Nós seres humanos somos chamados a trazer as realidades espirituais e materiais em perfeito senso e sermos luz para o mundo que toca as duas realidades.

                  Nesta realidade vem a palavra pecado, do alemão sünde, do inglês         sin, que faz com estas duas realidades sejam quebradas.   Pecado sempre       se relaciona com Divisão. Esta divisão que      separa a realidade material e      a espiritual. São Paulo dizia que       havia uma batalha dentro dele entre o   material e o espiritual,      emocional e carnal e por isso durante a          Quaresma,    identificarmos nossos pecados é primordial para que         possamos   alcançar uma ascese de verdade.

                  Um dos marcos desta nossa essência pecadora é isolar os perigos das     extremidades da nossa existência, como Freud descrevia com a vida pelo prazer, beba hoje, porque amanhã vai morrer de qualquer jeito. O perigo         dos hedonismos, da vida pelo prazer. Muitas pessoas vivem desejando viver    apenas pelo lado material, ou seja pelo lado animal, mas o resultado disso é o vazio e a depressão pois não se pode preencher o coração apenas com o lado material das coisas, a balança tenderá para um lado só, vida de playboy. Nós precisamos nos alimentar do alimento dos anjos, do nosso lado espiritual em  equilíbrio com o material em harmonia. Os animais podem viver pelo seu lado material, mas seres humanos não! Nós necessitamos para nossa alma, nossa mente, alimentos espirituais. Também viver pelo lado espiritual apenas, puramente espiritual leva ao dualismo, puritanismo e que não é capaz de preencher o coração do ser humano. O corpo, o lado animal é necessário, sexualidade vivendo com dignidade é sagrado. Portanto o equilíbrio precisa existir para o ser humano ser pleno.

         Voltando a Marcos, a primeira tentação é sobre o lado animal, carnal do ser humano, e as outras duas sobre o lado espiritual. A lição que tiramos de como Jesus suplanta todas as tentações é o equilíbrio entre os animais selvagens e servido pelo anjos, assim é o equilíbrio. Jesus é o balanço perfeito de tudo o que nós procuramos nesta vida e Ele nos ensina como vencermos as tentações e vencermos a nós mesmos para estarmos entre os animais selvagens e os anjos sendo a imagem e semelhança de Deus! Dominando-os!

 

 

                 

Oremos: Abbá (Pai) Amado, eu te peço hoje, o dom da Temperança, do estar em equilíbrio entre corpo e alma, seguindo os seus passos e rejeitando o pecado em mim. Sim, Senhor, somos pecadores mas essencialmente vocacionados para a Santidade e a Santidade está em se derramar nas mãos do Pai, que nos auxilia em nossas tentações mais humanas, e por isso eu clamo:  Pai em tuas mãos entrego meu Espirito!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Liberta-me, Restaura-me Senhor!  Amém

 

                  Muitas pessoas passam suas vidas como impostores em suas próprias vidas. Cada cristão, com muita frequência será tentado a deixar que a graça e o poder de Deus fique apenas na pele, na superfície, não mais profundo do que isso. Para esta Quaresma você pode escolher em uma Prática Quaresmal que alcançará seu coração…Todo o caminho até o profundo da RAIZ do seu coração!

                  Muitos de vocês já devem ter ouvido sobre Frank Abagnale Jr. do filme: Prenda-me se for capaz, onde Frank aos 13 anos de idade foi desafiado, após seus pais se divorciaram entre escolher entre qual dos dois ele escolheria viver. Ele se recusa a viver com ambos e sai correndo da Corte, e nunca mais viu seus pais. Ele começa sua vida então falsificando tudo para sobreviver, desde identidade, passaporte, enfim tudo para sobreviver. Ele se tornou um Impostor. De piloto da Pan AM até médico e depois advogado. Quando ele tinha 28 anos ele foi preso. Todo mundo achava que a vida dele era glamorosa, mas ele revelou que dos 15-19 anos  chorava todas as noites! Chorava todas as noites pela solidão.   Ele  era um impostor, um ninguém e então ninguém sabia quem era ele abaixo da pele. Por isso ele se sentia tão miserável e tão solitário.

                  Por que estamos neste tempo de Quaresmal?  O que é preparar para penitência, para acordar, para passar da superfície e ir até a raiz? A Maioria de nós age como se fosse um Impostor, um Frank, eu sou um falso na minha própria vida. Eu passo tanto tempo na minha superfície e tão pouco dentro de mim, tocando na minha Raiz. Ouse ultrapassar a profundidade de sua pele!

                  Rasgue seu coração e não suas túnicas. Sua túnica é  apenas a pele e não a profundeza da sua vida. As cinzas significam apenas o que está dentro do coração, dentro da nossa consciência e da nossa alma e não da pele.

                  Um exemplo histórico e bíblico deste ato que traz o âmago da Quaresma à tona é a história de Esther. Esther se torna a primeira esposa do Rei entre muitas. O Rei decide exterminar o povo judeu, o povo de Esther. Sua família clama por sua decisão e Ela se veste de cinzas, retira dela tudo que pudesse fingir ser sua beleza e se torna um com seu povo. Ela vai ao interior da Raiz de sua existência e vai até o Senhor, seu Deus! E diante Dele, sem suas máscaras e suas exterioridades,  ela é instruída a mudar o coração do Rei!

                  Assim precisamos ir até o Encontro do Pai! Ir até todos os nossos pontos mais profundos que precisam ser revelados e tocados pelas mãos do Senhor!

                  Deus está me chamando a ir até as minhas profundezas para retirar de mim tudo que me faz ser um Impostor!

                  Dê acesso a Deus em seu coração! Pergunte a você mesmo: – O que ainda me faz um impostor? E o que eu preciso dar acesso a Deus em meu coração?

                  Eu preciso ser eu mesmo quando encontrar o meu Senhor! Preciso entregar meu coração em sua totalidade para ser transformado!

                  Frank Abagnale ao final se arrepende, cumpre sua pena, depois  se casa e se torna pai de três filhos e se foram quarenta anos, tirando tudo nele que fosse  impostor. Em sua totalidade  ele se tornaria  aquele que deveria desde o inicio existir, para ser verdadeiramente conhecido pelos seus filhos e sua esposa.

                  Eu tenho a certeza que este tempo Quaresmal Deus está me convidando e te convidando para fazer o mesmo, ir às Nossa entranhas e nos revelar por inteiro.

                          

                  Comecemos com Apocalipse 3:8:  “Conheço as tuas obras: eu pus          diante de ti uma porta aberta, que ninguém pode fechar; porque,        apesar de tua fraqueza, guardaste a minha palavra e não renegaste o           meu nome.” 

Oremos: Abbá (Pai) Amado, eu te peço hoje, o dom da identidade e da identificação. Quem sou eu oh meu Senhor! Tira de mim tudo que me afaste de ti, e me faz penetrar nas profundezas da minha existência e ir na Raiz de todas as coisas que ainda não foram totalmente tocadas por Suas Mãos para serem transformadas  a Vossa Vontade, à Vossa Feição. Deixe-me afeiçoar-me de Ti e de Sua essência para que em mim não exista sequer uma raiz impostora, mas que todas minhas Raízes sejam transformadas pelo Vosso Santo Espirito, em um Homem Melhor para os outros, um profissional vocacional, um Cristão que exala seu Perfume continuamente, Um Servo Fiel e obediente, um verdadeiro sal para essa terra, este tempo, estes desafios que se temos o Senhor ao seu lado, sabemos nossa Missão e a nossa Missão é dar testemunho da sua Existência, da Sua Misericórdia e do seu Olhar que cura! Senhor nem que tudo isso me custe a vida nessa terra, mas o que eu mais desejo é a Vida Eterna e repousar em Seus Braços. Pai em tuas mãos entrego meu Espirito!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Liberta-me, Restaura-me Senhor!  Amém

Dr. Nasser e Guido

 

Para termos uma relação que preencha totalmente nosso coração, necessitamos de Amor mas necessitamos de algo fundamental: Confiança. Pois Aliança gera Confiança. Em um Matrimonio, podemos perguntar aos esposos: –  Você confia mesmo na sua esposa? Você confia no seu esposo? Não basta Amor, tem que haver Confiança!

Todos nós temos uma ferida nesta relação de confiança . Todos temos uma ferida nesta confiança com Deus. Este é o pecado original. Caso contrário confiaríamos de olhos fechados o tempo todo em Deus, e não é o que fazemos. Temos vergonha de Deus, temos nossos pontos de fragilidade. Quando a serpente tenta Eva no Jardim de Éden, ela pergunta se ela confiava realmente em Deus. No campo das ideias, onde o tentador prefere nos atacar, ele ataca o tempo todo corroendo nossa confiança em Deus. Quando ouvindo o inimigo de Deus nós aos poucos vamos matando a confiança em Deus em nosso coração. Todos os pecados a partir deste passam a ser por desobediência a Deus. A partir daí não confiamos mais em Deus. Nós ficamos quebrados porque dizemos em nossa mente, eu não sei se fizer isso Deus vai agir. Nossas feridas de confiança de Deus então escreve a Bíblia a partir deste momento. O resto de toda a historia de Salvação passa a ser uma Escola de Confiança, Escola de Restaurar a confiança do povo de Deus no Deus único.

Olhamos para a nossa perda de confiança em Deus e depois olhamos para nós e nos desencorajamos. Assim está o povo de Deus, em crise. Como isso pode ser restaurado?

Então vem Deus e envia seu Filho Único, o novo Adão para restaurar para sempre todas estas feridas de confiança entre seus amados e Deus.

Sta. Terezinha entrou para o Convento com 15 anos, e disse eu quero ser uma grande Santa como Santa Teresa D’Ávila. E ao ser corrigida pelo seu Confessor, ela corrigiu: Eu quero amar Jesus do melhor jeito possível que Ele possa ser amado. Esta frase não está apenas cheia de confiança ela está cheia de CORAGEM. Fazer desta Quaresma esta nossa Oferta!!!

Entendimento segue Obediência, Obediência segue Coragem, Coragem implica em Confiança!!!somente assim consegue-se olhar a nossa fraqueza. Deus está convocando todos os seus filhos a mover! Coragem vem de Coração (COR)….Força e plenitude do coração para restaurar o que foi quebrado na nossa origem. Somente poderemos alcançar a confiança em Deus novamente se chegarmos a estas pequenas coisas.

Esta é a Escola de Confiança, de verdade. A escola de Deus é a escola da Verdade – Confiança e da Coragem e de Cura.

Para esta semana da quaresma: Reze pedindo a Deus que possa amá-Lo ao máximo que você possa! E clamar pela Restauração da Confiança em Deus! Confiar em pequenas coisas, não somente nas grandes. Pequenos passos de Coragem! Caminhos do Céu!