Hoje, 16 de julho, a Igreja celebra o dia de Nossa Senhora do Carmo.

A Igreja celebra a festa de Nossa Senhora no Carmo nesse dia 16 de julho.

O nome “Carmo” corresponde ao Monte do Carmo ou Monte Carmelo, em Israel, onde o
profeta Elias se refugiou.
A palavra “Carmo” ou “Carmelo”; significa jardim.
No século XII, um grupo de eremitas reunia-se no Monte Carmelo, na Palestina, Terra Santa,
ao lado da Fonte de Elias. Eles veneravam o profeta Elias, que tinham como patriarca deles, e
a Virgem Maria, que era venerada com o título de Bem Aventurada Virgem do Carmo. Devido
ao lugar, esse grupo foi chamado de carmelitas e ali eles construíram uma pequena capela
dedicada a Senhora do Carmo ou Nossa Senhora do Carmelo.
Nesse período começaram a ser perseguidos pelos mulçumanos e, desta maneira, se espalha
a Ordem do Carmelo.
Quando chegaram na Europa, elegeram São Simão Stock, carmelita que vivia na Inglaterra,
como superior geral deles.
São Simão vendo a Ordem dos Carmelitas ser perseguida e prestes a não existir mais, recorria
a Nossa Senhora do Carmo, pedindo a Ela Seu socorro.
No dia 16 de julho, enquanto rezava o terço, Nossa Senhora do Carmo, rodeada de anjos,
apareceu a São Simão com um Escapulário na mão e disse a ele: “Recebe, meu filho, este
escapulário da tua Ordem, que será o penhor do privilégio que eu alcancei para ti e para todos
os filhos do Carmo. Todo o que morrer com este Escapulário será preservado do fogo eterno”.
Após esta aparição de Nossa Senhora do Carmo a São Simão, a Ordem do Carmelo começou
a florescer na Europa e em vários lugares do mundo, permanecendo firme até os dias de hoje.
O uso do escapulário é um sinal de confiança em Nossa Senhora do Carmo. Todo aquele que
o usa, é coberto com a proteção e as graças da Virgem do Carmo, mas não é, nem nunca foi
um amuleto. De acordo com o Concilio Vaticano II, o Escapulário é um Sacramental, um sinal
sagrado, obtendo efeitos de proteção da Igreja Católica. Não é carta-branca para pecar; é uma
lembrança para viver de maneira cristã, e assim, alcançar a graça duma boa morte. É uma
realidade visível que nos conduz a Deus.
Santa Tereza dizia que: portar o escapulário, era estar vestida com o hábito de Nossa Senhora.
Ao notarmos os fatos ocorridos, podemos constatar que de tudo Deus tira um bem e Nossa
Senhora está sempre a cuidar de Seus filhos. Com a perseguição à Ordem do Carmelo,
ocorreu também sua difusão por vários lugares e, assim, sua devoção, suas práticas, tudo o
que podiam ensinar, toda evangelização necessária foi levada a outros povos para que se
encontrassem com Cristo e com a Virgem Maria.
Nossa Senhora estava sempre presente, cuidando de tudo e impedindo que a Ordem deixasse
de existir.
Sejamos como São Simão Stock que, com sua confiança em Deus e em Nossa Senhora, não
deixou de recorrer a Ela, que prontamente atendeu as suas súplicas.
Recorramos sempre à Virgem Mãe de Deus e Nossa Mãe, que está sempre conosco e pronta a
cuidar de nós em nossas necessidades.
Nossa Senhora do Carmo, rogai por nós!

Oração a Nossa Senhora do Carmo

Senhora do Carmo, Rainha dos anjos, canal das mais ternas mercês de Deus para com os
homens. Refúgio e Advogada dos pecadores, com confiança eu me prostro diante de Vós,
suplicando-Vos que obtenhais a graça que necessito, ( pede-se a graça). Em reconhecimento,
solenemente prometo recorrer a vós em todas as minhas dificuldades, sofrimentos e tentações,
e farei de tudo que ao meu alcance estiver, a fim de induzir outros a amar-Vos, reverenciar-Vos
e invocar-Vos em todas as suas necessidades.
Agradeço as inúmeras bênçãos que tenho recebido de Vossa mercê e poderosa intercessão.
Continuai a ser meu escudo nos perigos, minha guia na vida e minha consolação na hora da
morte. Amém.
Nossa Senhora do Carmo, Advogada dos pecadores mais abandonados, rogai pela alma do
pecador mais abandonado do mundo.
Ó Senhora, rogai por nós que recorremos a Vós!

Fontes:
www.cancaonova.com
www.misericordia.org.br
*Congregação dos Padres Marianos*

Plug-ins Sociais