Semana passada nós iniciamos a série Plano sobre : Um Mapa para Sermos Santos! Novamente gostaria de ressaltar sobre o nosso grande Santo Doutor da Igreja São Francisco Sales.

            Muitos shows de TV vem com esta idéia, de pegar alguma coisa muito velha e reformar deixando algo muito bonito e restaurado. Tomando nossa série, e lembrando um pouco da semana passada lembre-se de que não fomos formados sem um objetivo. Nossa vida não é sem propósito. Nossas vidas importam. O que nós escolhemos importa. Nossa vida importa. Para isso precisamos ter um grande O quê para passar a vida assim! Tendo um enorme o quê, vamos precisar de um grande como ! Este como é o plano. Deus nos criou para sermos Santos. Nós precisamos  de um MAPA!

            São Francisco Sales nos ensina que a vida de um cristão necessita de uma Estratégia. Seja quem você é e o seja bem! Antes do o quê precisamos do QUEM, antes de nos lançarmos ao objetivo, precisamos de autoconhecimento! Se nós não alcançarmos nossa identidade antes, não chegaremos ao plano. Precisamos antes de tudo tomarmos consciência de que somos filhos de DEUS!

            São Francisco Sales nos ensina sobre a verdadeira devoção e a falsa devoção. Quem tiver o coração de homem terá o homem por completo. Assim quando encontramos verdadeiramente com Jesus, encontramos com o único e verdadeiro amor. Para isso, nós somos chamados a sermos não somente um novo Quem, mas adquirimos um Novo Porquê!

            Simon Sinek um grande escritor moderno em seu livro Comece com um grande porquê, ele nos chama atenção para muitas empresas que iniciam bem seu caminho, mas vão perdendo o foco, porque tem muita ânsia do O quê e não alcançam o Porquê da sua produção, ou do seu produto! Ele diz que as grandes organizações e empresas procuram o circulo do ouro. Exemplo é a Apple, ele não diz apenas que faz bons computadores, seus produtos são fáceis de usar e eles tem grandes clientes. Mas eles vão a mais no porquê, Apple quando se apresenta se apresenta dizendo que ela acredita que seus produtos são capazes de mudar o Status quo das pessoas. Eu tenho um iPhone, um Ipad um Mac book, e não interessa o preço, eu sou capaz de comprar porque eles me dão algo maior que o próprio produto, este é o porquê desta empresa. Eles são bons eletrônicos, são fáceis de usar e são muito bem desenhados. Você gostaria de ter algo assim! Este é o porquê, a pessoa irá dizer Eu tenho um Apple.

            Quando as coisas estão muito difíceis depois de anos caminhando com uma empresa, é difícil você saber o porquê de continuar caminhando nisso.

            Uma pessoa vai envelhecendo e é uma pessoa de verdadeira fé, não teme a morte, as vezes pode até se entristecer em deixar seus filhos e netos, mas não teme a morte. Pois a vida tem sentido.

            Exemplo bem ilustrativo da vida de um cristão é comparar com uma Maratona. Os melhores maratonistas dizem que há um ponto após os vinte kms que se chama em inglês: Hit the Wall ( bater no muro), onde vem o pensamento de não saber se vão conseguir vencer os outros 21kms. A pergunta que vem é, o que importa se eu não terminar. Caso a pessoa não tenha um verdadeiro porquê de terminar vai desanimar. Um ser humano pode batalhar com qualquer o quê, se ele tiver força o suficiente em um Porquê!

            Mark Twain certa vez escreveu que o ser humano tem duas datas muito importantes e sua vida: A data do seu nascimento e o dia em que descobre o porquê!

            Porquê eu fui feito? Para Amar a Deus que me criou e hoje ouvimos no Evangelho de São Mateus 22:34. Jesus nos apresenta o grande Porquê! Fomos feitos para Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. Como é incrível saber isso! Tudo se torna diferente quando tomamos consciência disso! Sabendo disso eu deveria estar no local certo fazendo o que é certo. Assim deveria ser a minha e a sua vida. Cada momento seria momento da verdadeira vida. Não porque eu controlaria tudo, mas eu teria controle  absoluto sobre o Porquê eu estou fazendo.

            São Inácio de Loyola nos ensina que nós deveríamos fazer tudo como se fôssemos os únicos responsáveis. Já pensou nisso? Isso é dar novo propósito a tudo, é ressignificar nossa vida com o novo Porquê!

            São Paulo hoje ensina aos Tessalonicenses e para nós que quando encontramos Jesus, não podemos mais voltar às coisas velhas, as companhias erradas, enfim coisas que não mais nos preenche. Contudo, nós somos chamados a viver uma vida com novos propósitos.

            São Francisco Sales disse que há  três chaves para a Santidade: – Pergunta a Jesus para estar contigo, oferecer tudo ao Senhor como Sacrifício, oferta de amor e como presente e Aceitar tudo o que acontecer . Assim nós conseguimos dar novo propósito na nossa vida. Então: Perguntar, Oferecer e Aceitar!!!

            Então cada momento na nossa vida a partir de agora, passa ser um Sacrifício entregue ao Senhor! Cada momento passa ser um Sacramento! Assim se torna um Santo! Com um novo PORQUÊ! Um presente da Amor!

 

Oração: Abbá Pai. Eu desejo de todo coração caminhar neste caminho de Santidade com o seu auxilio. Quero hoje perguntar ao Senhor para esta comigo, oferecer tudo o que sou, que tenho, que estou fazendo naquele momento e aceitar todas as alegrias e as dores que virão naquele dia, mas que são sacrifícios de Amor ao Senhor, assim eu desejo de coração ter sempre o significado claro do PORQUÊ eu dia e noite renovo meus votos para a santidade, porque o Senhor é o abrigo e o meu amparo, o que caminho está seguro em suas mãos!   Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.

O que você tem feito com o que recebeu?

           

 

            O que nós temos feito com o nosso tempo. Qual o seu objetivo para o tempo de hoje? Muitas vezes nós nos deparamos com esta pergunta, e é muito pertinente em todas as fases de nossas vidas. A vida é assim, nós fazemos nossos planos continuamente , contudo muitas vezes não damos conta de realizar.

            Temos nossa juventude, nosso tempo de trabalho e nossa aposentadoria. Isso é muito importante quando se trata de entender o tempo das nossas vidas. Quando iremos dirigir, quando iremos casar e para onde iremos fazer nossa formação profissional e onde e como iremos trabalhar e depois de muitos anos a nossa aposentadoria. Pessoas fazem planos para viver cem anos. O problema é que a vida não é tão assim. Novos fatos acontecem em nossas vidas, fatos inesperados, decisões precipitadas, escolhas erradas e tudo pode mudar.

            Tudo isso converge para uma questão maior: – O que eu tenho feito com  o que eu tenho recebido?

            Muitas pessoas vão pensar imediatamente em responder através do seu curriculum vitae. Isso não é profundo, vem comigo.

            David Brooks, renomado professor da Yale,  em seu livro O Caminho para o Caráter nos faz pensar em duas coisas: Virtudes curriculares versus Virtudes de Elogio. Virtudes curriculares são as virtudes que nós passamos quase toda nossa vida cultivando. São as que nós levamos para nosso trabalho. Então são as virtudes que nós temos feito, desde a nossa formação estudantil básica, até nossa pós-graduação e nossas vitórias ou na vida profissional ou na vida acadêmica ou em ambas. As Virtudes do Elogio são mais profundas. São aquelas que os presentes irão se lembrar no seu Funeral. O quanto nós fomos corajosos, bondosos, homens e mulheres de fé, carinhosos, gentis, caridosos, pois estas virtudes irão apontar que tipo de relacionamento eu e você formamos!

            Todas as nossas formações escolares nos levam para formar as virtudes curriculares. Todos os nossos dias nós nos ocupamos em sua maioria pelas virtudes curriculares. Tudo isso nos remete para Que tipo de pessoa eu quero me tornar! O que eu quero ser?

            Há um tempo atrás uma mulher postou uma foto de seu esposo no chão do banheiro ao lado de sua filha de treze anos, no momento onde ela não conseguia manter nada em seu estomago. Ele não era médico, mas era Pai. Depois de passar um tempo ali e depois dois dias no hospital, sua esposa postou esta foto e fez o comentário: – Reze para um marido que passe seu tempo cuidando de sua filha, quando ele não tem nada para fazer ali, a não ser estar ao lado. Reze por um marido que coloque sua esposa e seus filhos em primeiro lugar mas não a Deus. Deus está sempre em primeiro lugar. Que acorde sua família as 6:30 no Domingo para ir a Igreja, pois no sábado levanta as 6:30 para o futebol. Se pode acordar para o futebol, pode acordar no Domingo para levar sua família para a Salvação. Esta é uma virtude do Elogio.

            Nós temos que ter a visão alargada, quando chegar este tipo de pessoa. Por isso temos que ter um Plano!

            Nós não queremos andar no escuro, mas temos que ter um plano. Um exemplo simples, você bate um bolo com um plano, com uma receita.

            Qual é o plano?

            Nós precisamos de direção e mapa para atingir nosso objetivo. Para isso temos que ter algo como um MAPA RODOVIÁRIO. 

            David Brooks parafraseando Amedeo Cencini diz que existe um espaço humilhante entre o meu eu atual e o meu eu ideal (desejado). Você olha outra pessoa e vê aquela pessoa super generosa, prestativa, caridosa e você olha para onde você se encontra agora e vê esta distância. A verdade sobre cada um de nós é que mesmo usando os nossos dons como temos usado, ainda não alcançamos o que deveríamos alcançar. O que nós temos feito com o que nós temos recebido? Eu ainda não sou aquela pessoa que eu deveria ser. Por que? Bem, porque nós temos uma visão limitada e não temos um plano. Quando nossa visão é pequena tudo fica meio desintegrado.

            Um dia desse eu presenciei dois irmãos discutindo sobre o uso de máscara. Interessante, pois a discussão se tornou muito exagerada, opiniões fortes, temperatura alta, dois pontos de vista totalmente opostos. Ao final da discussão foi como se nada tivesse acontecido. Que maturidade, pois suas opiniões contrárias não mudam a maneira de um ver o outro.  Isso é uma visão alargada. São muito mais coisa que os une do que os separa. Mas no mundo normalmente não é assim, pois o opiniões diversas acabam trazendo divisões. Como vemos isso na Política, na Igreja e infelizmente nas famílias .

            Sobre nossas vidas, e como importante é nós escolhermos bem nossos representantes, pois o país em que vivemos não é nada sem a existência de cada um de nós. Nós devemos nos colocar sim, como cidadãos que honram nossos direitos como Cristãos e dizer que a nossa opinião, o nosso voto é importante , SIM! Não delegue a ninguém a sua obrigação, pois ninguém terceiriza a felicidade.

            Por isso uma visão estreita leva a desintegração, que leva as discórdias que leva a divisão. Necessitamos de cristãos comprometidos como os valores cristãos para fazer valer a nossa representação segundo os princípios e os nossos valores na nossa cidade, no nosso Estado e no nosso País.

            Tomas Merton era ateu que se converteu e se tornou uma referência entre os Monges Cistercienses do mundo todo. Certa vez ele andava em Nova Iorque com um amigo, eles estavam discutindo e Lex seu amigo perguntou, qual é o seu plano, qual a seu desejo para sua vida? Thomas Merton poderia ser um homem notório pelo seu curriculum, por toda a sua formação, mas ele responde: – Eu quero ser um bom católico. Lex vira para Thomas e diz: – Você falou errado, você deveria desejar de todo o coração ser SANTO!

            SÃO FRANCISCO DE SALES,  conhecido como o formador de Santos. Doutor da Igreja, escreveu tantas coisas maravilhosas. Sangue nobre, da família Sales e seus castelos franceses, renunciou a tudo para viver a humildade e ser santo. São João Bosco em sua homenagem batizaria a sua Ordem de Salesianos. Uma grande obra deste santo é o livro que deveria ser  o nosso de cabeceira, chamado Filotéia, que nada mais é do que sua direção espiritual a outra santa, Santa Joana Francisca de Chantal. No lugar onde no livro está escrito Filotéia, coloque seu nome. Verás o quão profundo se pode ir, na meditação diária desta obra incrível.  Ele dizia: – Seja o  que você é  e faça tudo bem! Este é o principio único.

            Quem é você? Quem você se tornará ? No Evangelho de hoje, fariseus ( inimigos dos romanos ) e saduceus ( amigos dos romanos) se uniram para desafiar Jesus e pegá-lo em uma armadilha. Jesus responde como uma pergunta :- De quem é a imagem na moeda?  Eles responderam de César. Pois é, os dois grupos tentaram fazer a pergunta ser Política e Jesus a transforma em pessoal. Então dê a César o que de César e a Deus o que é de Deus! A imagem que estava na moeda era de César e inscrição era Tibério César,  o Filho de Deus!

            A pergunta que não foi perguntada eu faço agora: – Qual é a sua imagem? A resposta está em Genesis: – Você foi feito a imagem e semelhança de Deus!

            Qual a inscrição está em você?: – Você foi marcado no Batismo na Cruz! Inscrito na Cruz, as palavras estão na sua alma : – Filho de Deus!

            O nosso mapa começa com uma segunda pergunta: – Lembre quem é você!

            Para nos tornarmos Santos precisamos começar com esta resposta. Imagem e semelhança de Deus. Nós fomos marcados pelo sinal da Cruz, e ali está inscrito em nós, Quem nos ama!

            Nós somos amados por Deus! Assim vamos dar nosso primeiro passo:- Lembre-se quem te ama! Lembre-se qual a inscrição está em você!  A carta de São Paulo aos Filipenses responde: – Para mim viver é Cristo, morrer é lucro!

            São Francisco Sales nos ensina que todos os dias quando nos vestimos para nossa vida, devemos dizer: – Bom dia Senhor obrigado por me vestir, obrigado por me nutrir, faça com que eu passe o dia todo com suas vestes e com seu alimento em mim!

            Nós não somos ainda o que deveríamos  ser, mas tudo o que falta ainda pode ser mudado, pela Graça! Nenhum de nós está caminhando neste mapa sozinho. Nós continuaremos caminhando com o Amor de Deus nos movendo!

 

Oração: Abbá Pai. Eu desejo de todo coração caminhar neste caminho de Santidade com o seu auxilio. Eu e você hoje precisamos nos entregar ao Senhor para que possamos colocar em prática a tudo a aquilo que foi nos infundido com dons e talentos. Hoje eu preciso determinar onde eu estou em minha vida e para onde vou. Seja Senhor meu guia, minha lâmpada que acesa me leva ao altar onde entregarei todos os meus dons quando o Senhor me chamar!   Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.

 

           

 

            Para começarmos esta reflexão de hoje, gostaria de falar um pouco sobre esta pessoa: Rubin Carter, conhecido como Hurricane (Clifton, Nova Jersey, 6 de maio de 1937 – Toronto, 20 de abril de 2014) foi um boxeador peso médio norte-americano no período entre 1961 e 1966, conhecido por travar uma longa disputa judicial após ser preso por assassinato. No auge de sua carreira foi falsamente acusado de triplo homicídio. Sem nenhuma prova foi preso. Quando ele se apresenta na prisão estava vestido de um terno de grife, relógio de ouro, anel de diamante e quando chega na prisão ele pergunta pelo responsável dizendo: – Olhe, eu não vou ficar preso aqui e não vou ser tratado como prisioneiro. Ele ainda disse:- Olha aqui, eu vou ficar morando neste lugar tentando dar o meu melhor, não foram vocês que me colocaram aqui, mas eu quero deixar claro que eu vou apenas morar aqui, até isso tudo acabar. Ele passou 19 anos de sua vida preso injustamente e a própria Justiça americana após 19 anos o declarou totalmente inocente. Ele jamais fez qualquer sinal de desejar  diminuir sua pena, pois  dizia que se o fizesse estaria se declarando culpado, então ele permaneceu em silêncio aguardando a sua soltura. Hurricane disse que não queria que vocês tomassem nada do que é meu, principalmente minha liberdade! Sua vida foi retratada em filmes e na música, como Hurricane, de Bob Dylan, e em The Hurricane, protagonizado por Denzel Washington, numa antológica versão adaptada ao cinema.

            Sua vida foi também mencionada no Livro Obstáculos no Caminho de Ryan Holiday, onde ele fala sobre Estoicismo. O que vem a ser Estoicismo: – Doutrina fundada por Zenão de Cicio (335-264 a.C.), e desenvolvida por várias gerações de filósofos, que se caracteriza por uma ética em que a imperturbabilidade, a extirpação das paixões e a aceitação resignada do destino são as marcas fundamentais do homem sábio, o único apto a experimentar a verdadeira felicidade (O estoicismo exerceu profunda influência na ética cristã).

            São Paulo neste Domingo nos fala sobre viver bem tanto na abundância quando na penúria, e isso o faz diferente do Estoico Hurricane que se resignou ao que vivia, muito nobre isso, mas Paulo iria falar sobre ter em meio a tudo isso, Alegria. Alegria é saber onde ele colocava sua esperança, em Jesus. Isso é muito maior que apenas uma resignação, é um Objetivo maior a ser alcançado, e o melhor, a certeza de que não estamos sozinhos.

            Existe uma certa diferença entre Estoicismo e Indiferença Cristã. Como também existe diferença entre Indiferença Cristã e Indiferença moderna. A Indiferença Cristã é aqui demonstrada nesta Carta de São Paulo ( Fl 4:12). Ele diz que tinha alegria em meio a abundância ou a carestia. Esta Indiferença Cristã nos difere em muito do ser humano moderno. O homem moderno apresenta um Ferida de Indiferença que nada é capaz de trazer alegria. Como é comum dizer hoje em dia: – Eu não quero saber, eu não ligo para isso! São Paulo pode claramente demonstrar como viver no mar da abundância do mundo e ter alegria! Hoje o homem moderno não consegue viver na abundância do mundo e ter alegria, pois falta o essencial. Nós nos achamos neste época, nesta idade buscando algo e nos sentindo vazios.

                                                                                              

            Elie Wiesel nasceu em 1928, em Sighet, Transilvânia, na época Hungria, hoje parte da Romênia. Aos 15 anos, juntamente com sua família, foi mandado para o campo de concentração de Auschwitz (Polônia). Sua mãe e sua irmã mais nova foram mortas nas câmaras de gás, enquanto Elie foi mandado para outro campo, de Buchenwald, junto com seu pai, que acabou morrendo de fome. Depois da guerra, Wiesel foi estudar em Paris, onde se tornou jornalista. Em seu livro Night ( Noite) ele relata a sua vida em meio ao campo de concentração caminhando nos corredores da morte. Muzelman é um tipo de

Pessoa que tinha sido tão esvaziado pelo terror, que não tinha mais sentimentos dentro de si. Tão vazio que não tinham mais lugar para a palavra sofrimento. Sem medo algum da morte. Indiferença neste caso, causada pela dor deste mundo. Ou seja Sem diferença. A palavra acima  também descrevia este povo como Não humanos ( walking dead ). Trauma faz isso.

            Trauma pode tirar tudo do sentimento de uma pessoa. Outro tipo de Trauma que pode causar a mesma coisa é o Trauma do Conforto! O conforto tem feito muitos cristãos dormentes. Muito apropriada esta comparação. Conforto causado por Distrações. Não é necessário estar em um campo de concentração  para experimentar esta sensação do Walking Dead. O conforto traz isso. Nós não podemos ser constantemente entretidos e permanentemente distraídos , pois nos tornamos totalmente INDIFERENTES. Qual foi a última vez que você assistiu um programa e terminou nele ou em um filme? Sempre vem aquela fala: – Qual é  o próximo? Neste momento onde os filmes já foram vistos e revistos, vamos procurando outras coisas!  No final, você vai passando com o controle e tem a sensação de que tudo é a mesma coisa. Indiferença!

            Reflita comigo, assim como os Muzelman andavam pelo campo de concentração sem que nada os mudasse, nada os alegrava, nada os preenchia, hoje andamos pelos entretenimentos e temos a mesma sensação de tudo é igual. O bom e o ruim tendo a mesma graça.

            Tudo isso nos remete ao Evangelho de hoje. O Rei convida todos para uma festa Real. Isso é maravilhoso sempre. Você receber um convite Real, poder se arrumar para ir saborear da melhor música, da melhor comida,  da melhor bebida e das melhores companhias e simplesmente ignorar! Todos que ignoram são indiferentes. As desculpas são várias, eu tenho minha fazenda para cuidar, meus negócios, meu home office, enfim, indiferença. No mundo atual, todos nós estamos sendo convidados para este grande banquete e queremos insistir em entretenimento, em distração e por isso ignoram o grande convite para o grande banquete! Todos dizem: Eu tenho coisa para fazer!

            Nós nem estamos sendo indiferentes porque não achamos diferença entre o ruim e o bom, mas porque estamos dormentes, anestesiados por toda esta onda contínua de nos fazer distrair!

            Elie Wiesel diz que a pior coisa para um ser humano é a INDIFERENÇA! Porque indiferença não é o começo de um processo mas o fim do mesmo! É pior do que o ódio, porque ódio você pode combater. Você não sabe como combater Indiferença porque não consegue perceber como se tornou assim.

            A Indiferença moderna é hoje o Câncer dos Cristãos! Entre numa Missa ou numa Cerimônia, tudo muito Sagrado, mas as pessoas estão no telefone, ou seus telefones estão nas mãos das crianças e as mesmas estão em outro lugar menos pisando o Sagrado.

            Indiferença e Apatia estão tomando conta dos Cristãos e este câncer tem se espalhado pelo mundo!

            As pessoas precisam acordar para a realidade que está se espalhando pelo mundo. Os Cristãos se acostumaram assistir as celebrações pela TV ou pela Web e agora não estão tendo mais ânimo para voltar aos locais Sagrados! Isso é um absurdo, mas é real. A desculpa está nas regras, nos cuidados mas isso está arraigado na Indiferença.

            É necessário uma crise para colocar todo este povo de volta para a Igreja.

            Jimmy Fallon, um dos apresentadores de televisão mais bem pagos do mundo, amigo de todos poderosos, uns anos atrás sofreu um acidente em sua casa, que quase resultou em uma amputação de seu dedo. Levado ao hospital na sua cidade ( Nova Iorque) foi operado e ficou 10 dias na UTI. Neste período, alguém que era totalmente indiferente a uma vida religiosa ( Judaica) teve a chance nesta crise de ler Viktor Frankl ( O sentido da vida), e testemunhou depois o quanto este livro o levou ao caminho de volta a uma busca pela fé.  Jimmy disse que não poderia ser indiferente aos acontecimentos e sofrimentos do mundo, o que o próprio Elie Wiesel defendeu durante toda a sua vida.

            C.S.Lewis em seu livro o Problema do Sofrimento r narra que é fácil ser indiferente ao prazer mas não a dor. A Dor está ali, ela  insiste conosco em nossa consciência. A dor é um Megafone através do qual Deus fala conosco sobre o mundo. Sim, é um instrumento terrível, mas às vezes é o que é necessário.

            Muitas vezes nós somos indiferentes, precisamos deste momento de sofrimento, porque as respostas são sempre, eu tenho coisa para fazer, eu estou ocupado, agora não ou talvez depois. Mas a dor nos traz para o agora!

            Quantos de nós neste momento estão  negociando a vida eterna com coisas do agora. Eu achei um programa novo, ou um filme novo na TV  e então agora eu não posso mas quando der eu vou. Quanto desta coisas estão possuindo nossas mentes e nossos corações ao invés das verdadeiras coisas do alto que nos remete a Deus e toda a Sua Abundância. A lei do aqui e do agora para entreter e para distrair.

            Nós estamos ficando indiferentes para o Melhor pelo bom. Queremos trocar o Melhor por qualquer coisa. Nós fomos chamados para o Grande Banquete Real e estamos trocando constantemente por isso! Por nada !

            Esaú entrega a Jacó por comida, a sua posição nobre de ser o primogênito e toda a sua herança. Nós estamos fazendo como Esaú. Estamos indo para o Banquete Real sem o Traje requerido no convite. Não estamos vivendo como uma pessoa que valoriza estar naquele banquete. Nossa vida não condiz como os Ensinamentos de Cristo. Estamos Indiferentes. Não estamos sabendo a diferença entre o Melhor e o bom. A indiferença está nos matando.

            São Paulo ao final vai finalizar dizendo tudo sobre o que é e sempre será  a Indiferença Cristã, ou seja, viver em todas as circunstâncias sabendo que Posso tudo posso Naquele que me fortalece! O Segredo é : – Tudo o que eu faço na abundância ou na fome, eu faço por Jesus. Quando eu tenho coisas para fazer , eu faço em Jesus! Quando eu não tenho coisa para fazer eu repouso em Jesus!

            Assim eu posso ter Alegria não importando qual a circunstância da vida eu esteja vivendo neste momento! Renegue a  partir de hoje esta indiferença moderna, esperando apenas a morte e pior deixando de participar do grande banquete e ainda tendo medo, muito medo da morte. Jesus já venceu a morte e muitos estão com medo do que já foi vencido!

            Contigo Jesus, caminhar nesta vida não há diferença se o Senhor estiver comigo!

                      Oração: Abbá Pai. Senhor da Messe Rei dos Reis, Senhor dos Senhor, neste dia eu quero entregar todo o meu ser. Tudo que tenho e sou. Entrego Senhor todos meus passo, todos em Ti Jesus! Não me deixes navegar pelos inebriantes caminhos da Distração e da prazer pelo prazer. Faça com meus olhos estejam atentos sempre a Ti. Sim, Senhor como o Povo de Israel, quero andar quando a nuvem andar e repousar quando ela estaciona. Sendo assim, meu traje estará sempre deslumbrante para o seu Banquete porque estarão refletindo a sua Glória em mim, Deus dos Exércitos!   Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.

 

     

            Nesta semana gostaria de conversar com vocês a respeito do quão importante para cada um de nós ter a percepção do que  significa sermos Ramos desta grande Videira que é Jesus. O agricultor é o Senhor e a cada um nós é confiado darmos frutos e frutos bons. Não conseguiremos dar estes frutos se não for pela Graça do Senhor, o grande Agricultor.

            Uma história que ilustra bem tudo isso começa nos anos 50. Naquela época surgem duas super promessas do basquetebol, Jack  Twyman nascido e crescido em Pittsburgh que passou pelos mesmos problemas de Michael Jordan no ensino fundamental, quando foi cortado do time. Mas já no Ensino Médio se tornaria um fenômeno. Logo seria contratado para Cincinatti e iria se juntar a Maurice Stokes, outra lenda. Eles foram os recordistas de arremessos de três pontos, rebotes enfim diretamente para o Hall of Fame dos grandes de todos os tempos no basquete. No final 1958 no jogo final da temporada normal, Maurice Stokes sobe em uma jogada e se desequilibra caindo de cabeça no chão. Ele se recupera e continua no jogo. Porém, no jogo de volta em Minneapolis Maurice  se torna extremamente violento e internado.   Pouco tempo depois  ficaria paralisado com  apenas os reflexos superiores preservados, como o  piscar. Ele passara a se comunicar apenas pelos olhos, pelas piscadas. Hoje  sabemos que ele sofreu de Concussão( Encefalopatia pós trauma esportivo). Jack seu grande amigo e companheiro assume o cuidado de seu amigo, pois a família de Maurice não tinha condições. Naquela época NBA não era como agora, os jogadores tinham uma  segunda profissão para se sustentarem. Jack era vendedor, era casado e tinha filhos. Mesmo assim ele cuidou de Maurice, claro que abriu uma fundação para receber as doações  e assim poderia arcar com as despesas de Maurice. Também ele desenvolveu um sistema de letras que Maurice pudesse através dos olhos piscar na palavra certa e assim se comunicar. Durante os restantes doze anos de Maurice , Jack não somente se tornou seu tutor mas o visitava e cuidava de tudo, inclusive seu funeral. Certa vez perguntado em uma entrevista Jack respondeu: – Alguma coisa deveria ter sido feita, ninguém estava lá para fazer, exceção da minha pessoa. Eu estava lá.

            Olhando para tudo isso nos perguntamos se Jack está sobrecarregado com tudo isso, ou mesmo Maurice estava esgotado por tudo aquilo que ele passou. Contudo algo maior os guiava nesta jornada, que não os fazia se sentir esgotados com tudo isso. O que nos faz ficar esgotado em muitas situações tal como esta é :- Ansiedade.

            Muitos de nós neste momento estamos vivendo a ansiedade de ter que dar conta de muitas coisas. Hoje aprendemos no Evangelho que o Proprietário da Vinha convoca vinhateiros para sua vinha. Ele então dá ordens para os encarregados para tudo que era necessário ser feito. Dá todas as condições técnicas para  cuidar desta vinha, fazer crescer e colher os frutos. Quantas coisas nós hoje temos que fazer e quantas coisas nos faz sentirmos ansiosos. Imagine nós Cristãos, quantas responsabilidades temos para darmos frutos e como é fácil ficarmos ansiosos.

            Ansiedade nunca diz respeito ao presente. Sempre está ligado ao Futuro imprevisível e ao Imutável passado.

            Ansiedade não contribui nada com este momento e pior nos rouba deste presente. Todas as pessoas ansiosas guardam sentimentos de raiva, ressentimentos ,  ira e ódio, não estão experimentando nada negativo ligados ao presente, mas ao futuro e ao passado.        

            São Paulo em suas cartas aos Filipenses ele diz que eles não deveriam em momento algum ficar ansiosos. Ele escreve esta carta da prisão. Mas ele insistia não fiquem ansiosos. Ele sabia bem do que estava falando mesmo na situação mais difícil da vida.

            Muitos de nós vivemos este E SE, ansiedade é muito E SE. Coisas no futuro, se eu vou ou ser operado, se eu vou ou não obter este emprego, este concurso. Ansiedade é isso.  Nós somos máquinas de produzir ansiedade. Exemplo simples é um jovem que convida uma amiga para sair ou para ir a baile de formatura. Quanta ansiedade isso provoca, se a menina vai ou não aceitar. Mas raramente pensamos E se ela disser sim! Seria tão bom. Mas não, ficamos presos a ansiedade e as consequências de estar no futuro sofrendo e preocupando ( sofrer antes ).

            Muitas vezes pedimos algo a Deus no futuro  e já vamos sofrendo com antecedência se Deus disser não, sofreremos, e se Deus dizer sim ficaremos muito empolgados, sim das duas formas a ansiedade nos consome. Nós de alguma forma sofremos.

            Outras vezes ficamos presos ao passado. E se não tivéssemos avançado a velocidade, e se tivéssemos escolhido outra carreira, e se, e se…

            Um pesquisa da Universidade do Texas ( Austin), demonstraram com as imagens do passado e as histórias do passado sem serem finalizadas trazem tanto mal a saúde. Pessoas que não conseguem se libertar das amarras do passado, vivendo a ansiedade do E SE, acabam por andar em ciclos e não progredirem na vida. Isso São Paulo está nos ensinando hoje. Saibam fechar os ciclos das suas vidas. Quando alguém junto de nós morre, precisamos como Cristãos fechar este ciclo. Deixar a pessoa ir. Não há mais nada a fazer com este passado. Outra questão que muitos acabam ficando presos, são relacionamentos que se romperam e o quanto isso traz de doença a estas pessoas que não fecham este tipo de ciclo. Fica sempre a poeira do E SE, de alimentar de falsas esperanças que a outra pessoa irá voltar, que tudo será como antes. O passado precisa ir como as águas que correm por debaixo da ponte e tem seu caminho. Jamais retornarão.

            Quando sabemos escrever todas estas coisas e reconciliar com todas estas coisas, vamos dando nomes as coisas e elas vão perdendo a força em nós, a isso se chama em Psicologia de Redução. Precisamos escrever, descrever todas emoções e sentimentos que isso nos causou, e ver que chegamos onde estamos devido a tudo que nos aconteceu. Que bom, podermos enxergar com Sabedoria tudo isso, e crescer com isso. Não mais E SE. A Psicologia nos ensina que nosso cérebro muitas vezes vê o fogo e nos diz não vá ao fogo. Mas a Sabedoria nos ensina a dominar o fogo. E assim sermos donos do nosso interior.

            São Paulo diz que não devemos ter ansiedade. Mas faça em todo tempo entregar sua vida ao Senhor, em  ação de graças ao Senhor  e confiar totalmente em Cristo! Colocamos Jesus em tudo no passado, no presente e no futuro! Seu coração estará assim totalmente no Alto! Que Jesus reine em toda sua vida!

            Quanto recebemos todas as funções do Senhor da Vinha no nosso dia a dia, não devemos ter comportamento de Ansiedade, por que? Porque nós não somos o Dono da Vinha, A Vinha é do Senhor! Portanto seja o que fizermos, se fizermos com Cristo nosso dia todo, ao final de tudo entregando tudo para Ele, por Ele e  com Ele, nada nos causará Ansiedade. Quem está em Jesus não deve temer os perigos da Ansiedade, pois diz o Salmista: – Não teme receber notícias más pois nas mãos do Senhor seu coração está tranquilo( Salmo 111:7).

            No livro de 2Samuel 23:7 , vemos Sema que se arrisca atrás das linhas Inimigas dos Filisteus, dá de tudo de si, e realiza a sua Missão para o Rei Davi. Quantas pessoas hoje estão diante da notícia em meio a Gravidez de que a bebê que virá terá alguma anomalia, que irá falecer logo após nascer. Quantos podem pensar em interromper esta gravidez, mas muitos pais dirão sim a esta realidade e dar o tempo que Deus permitir para ter em seus braços como pais até o dia da partida. Por que? Porque sabem que esta vinha não é deles. Esta vinha é do Senhor!

            Jack Twyman, doze anos após dar o seu sim, viu seu amigo  Maurice ter um infarto e com 32 anos partir para o Senhor. Perguntado sobre ter sua vida tão próxima do amigo irmão, se não foi muito pesado para ele carregar esta cruz por tanto tempo. Jack respondeu prontamente: – Eu desejaria que fosse mais cinquenta anos. Quando nos prostramos na Presença do Senhor e nos rendemos ao seu comando, o Senhor da Vinha confia que nós cuidaremos bem da sua vinha até o fim. Entregar a vida para o Senhor da Vinha não somente entregar o passado irreversível ou ao futuro imprevisível , mas se colocar no Domínio e nos braços do Senhor, nas Asas do Senhor!

            Não importa o que ocorra em minha vida, o que ocorra em minha história, eu me rendo a ti Senhor da Vinha! Tudo o que tenho e sou, eu te ofereço.

            Padre Walter Shizek, ao se submeter à missão no território soviético foi preso e acusado de ser espião. Foi mandado para Sibéria para Gulogs e mesmo sendo um homem de uma força interior absurda e de uma saúde invejável como atleta, não conseguiu resistir as torturas diárias dos seus algozes e um dia assinou vários papéis renegando tudo em sua vida inclusive os seus votos em Jesus Cristo como Padre. Levado de volta para sua Solitária ali estava apenas ele e Deus. Neste momento ele pode experimentar uma das suas maiores experiências místicas com o Senhor, pois ele tinha se comportado como Pedro, mas Padre Walter não sabia é que até aquele momento ele tinha sido Padre para ele mesmo e não para a Vinha do Senhor. Ele experimentou a Misericórdia do Senhor quando ele menos merecia, e sentiu a parábola do filho pródigo ou do Pai Misericordioso em sua própria história. Naquele momento a Paz de Deus preencheu toda a sua cela e seu coração. Jesus dentro de sua cela mostra toda a sua vida e abre os seus olhos para sempre a profundidade do Amor de Deus!

            As coisas de Deus são simples, basta confiar. Nós é que complicamos tudo. A solução para nossa ansiedade demasiada é tomar consciência que a Vinha é do Senhor! Toda do Senhor e por isso nos rendamos toda as nossas ações ao Senhorio do Senhor!

           

            Oração: Abbá Pai. Senhor da Vinha, neste dia eu quero entregar todo os meus pensamentos, todo o meu passado e o meu futuro. Quero me render ao Seu Senhorio que vem e toma conta de tudo o que tenho e sou. Quero poder realizar dentro da sua Vinha todas as ações que o Senhor me incumbir. Diante de ti meu Deus eu entrego toda a minha história e todos os momentos em que eu quis agir por mim mesmo, agindo por minha própria conta, me afastando das sua ordens e me machucando e machucando os outros. Que a Sua Misericórdia venha sobre mim neste dia maravilhoso que o Senhor fez para nós!   Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.

 

Como eu me pareço 5?

     

            Se você pode escolher seus pensamentos então você mudá-los!

            No jardim da mente, nossos pensamentos estão sempre em crescimento. Alguns nós queremos outros não. Como jardineiros das nossas mentes, nós devemos pensar o que queremos pensar. Os pensamentos maus como ervas daninhas devem ser expulsos da nossas mentes, e permitir que a Palavra de Deus molde nossa maneira de ser!

            Recentemente saiu uma matéria sobre uma mulher que passou quase toda a sua vida lidando com dificuldade de visão. Sua acuidade visual era realmente muito precária em ambos os olhos e pela sua patologia foi escolhida para tentar um tipo novo de óculos. Para sua surpresa ao colocar os óculos pode ver tudo. Então ela ficou entusiasmada com o que tinha ocorrido, passou a andar pelos cômodos e de repente exclamou: – Isto é o que você vêem todo tempo?  Todos responderam : – Sim! De repente tudo aquilo que ela vinha de forma embaçada agora poderia claramente. Seu pai perguntou: – O que você está vendo na TV? Ela olhou e disse : – Poeira! Sim, ela interpretou ao pé da letra pois estava vendo de forma incrivelmente clara. Estes óculos mudaram a forma desta mulher ver todas as coisas!           

            Bem, nós estamos já na quinta formação sobre Como eu me pareço? Como Cristão não somos apenas um povo que acredita em certas coisas, que faz certas coisas, mas que sofremos a mudança da maneira de pensar: Metanóia! Agora vemos tudo de forma clara. Cristianismo muda toda a maneira de ver e entender as coisas do mundo! Nossa visão muda o nosso destino. Mudança de Mente ou Metanóia.  Hoje nós falaremos sobre nossa Mente, nossos pensamentos.

            São Paulo vai dizer que nós não devemos nos conformar com este mundo mas nos transformar, renovando nossa maneira de pensar e agir!

            Metanóia é mudar a maneira de pensar. Mudar o modo como pensamos. Podemos meditar sobre isso, imaginando o jardim que é a nossa mente. Nós somos jardineiros e vemos tudo crescer. Algumas ervas não queremos que estejam lá e outras que sim.

            Então podemos arrancar os pensamentos que não queremos que estejam lá e ficar com o que queremos, porque se nós podemos escolher nossos pensamentos então nós podemos mudá-los, mudar nossa mente.

            Carol Dweck em seu livro Mindset ( a nova psicologia do sucesso) descreva ideias fixas e ideias de crescimento. Todos temos estas idéias em nossas mentes e em certas áreas predominam umas sobre as outras. Exemplo de idéia fixa seria como eu sou! Idéia de crescimento é para onde estou indo.

            Quando eu estudava no ensino fundamental- médio e eu ficava muito frustrado às vezes quando não tinha tanta facilidade assim com geometria e ficava chateado vendo outros colegas terem tanta facilidade. Por muito tempo fiquei com esta idéia fixa que eu não era bom em matemática. O tempo passou e no último ano, me preparando para o Vestibular eu descobri que era bom em muitas áreas da matemática e que certas áreas eu não era tão bom.

            O que Carol fez foi um estudo em ensino fundamental.  Ela pegava dois grupos de alunos. Em um grupo ela dizia: – Puxa como vocês são bons nisso. E no outro grupo dizia: – Olhe vocês se são superesforçados nesta matéria.  O que ela descobriu foi que: Aumentando a dificuldade dos testes o grupo que se achava inteligente e bom naquilo, como desenvolveram uma idéia fixa de que eram realmente bons, tiveram dificuldade para lidar com a adversidade , enquanto que o outro grupo não. O que isso nos mostra é que o primeiro grupo que acreditava ser bom, descobriram que não eram bons o suficiente ou começaram a reclamar ou simplesmente desistiram, enquanto que o grupo dos esforçados, que acreditavam apenas no esforço, assumiam que não eram os caras, apenas aumentaram seus esforços e alcançaram seus objetivos. O Segundo grupo é o exemplo de ideias de crescimento ao invés do primeiro ( idéia fixa). O chamado MINDSET ou nos paralisa ou nos impulsiona a fazer o que é para ser feito. Mindset é a maneira com que nos vemos!   A mente fixa diz – Eu sou assim.  A mente de crescimento diz: Isto é onde estou!

            A mente fixa também diz: – Isso me descreve. Porém a mente em crescimento diz: – Isso me define agora. DR Dweck diz que  a maneira com que você se vê é a maneira com que você lida com a Vida! Sua visão determina seu destino!

            São Paulo na Segunda Carta aos Coríntios diz : – Pegue cada pensamento preso em você e o torne obediente a Cristo. Ou seja pensamento de escravidão, de vicio, de prisão e de cativeiro e o faça obediente a Cristo. Como eu faço isso? Eu preciso aprender o que eu quero pensar. Esta visão do Jardineiro e do Jardim ilustra bem tudo isso. Dentro deste Jardim da sua mente você é o jardineiro! Você escolhe o que deve continuar lá dentro crescendo e o que não deve mais ficar lá! Para que possamos remover de dentro do jardim as ervas daninhas precisamos começar a fazer a seguinte pergunta a nós mesmos!- Como isso veio parar aqui? Estes pensamentos em minha mente, como chegaram aqui?

            Muitas vezes eu digo a mim mesmo ao fazer certas coisas: – Eu sou muito idiota! Algumas vezes brincando comigo mesmo, outras vezes quando estou em meios a certas confusões mentais, ou nas quedas e falhas. Estas palavras me derrotam.

            Para certas pessoas, como os alcoólatras, muitas vezes estas palavras estão definindo-os quando recaem no vício.

            Algumas vezes nós precisamos fazer esta pergunta a nós mesmos sobre esta frase: – Quem plantou isso em mim? Foram meus pais, irmãos, professores amigos, parentes ?

            Vejam como o tentador fala através dos mais próximos colocando palavras que ficam nos atormentando por tanto tempo em nossas vidas. Elas ficam nos fazendo sentir como derrotados.

            Então nós devemos identificar estes pensamentos  e perguntar, de onde eles vem e o que eles estão fazendo aqui?

            Fazendo estas duas perguntas você estará fazendo algo muito bom em sua mente, como nos ensinava Santo Inácio de Loiola em seus Exercícios Espirituais. Ele dizia que se o pensamento te traz paz, te acalma e te faz se sentir bem, ele vem do Espirito Santo e portanto ele deveria ficar aqui, contudo, se o pensamento te traz desolação, inquietude, raiva, ira, te joga para coisas do passado que você já tinha superado, então ele não vem de Deus e portanto vem do tentador e deveria ser repreendido e retirado como uma erva daninha. Isso é claro não é fácil, é necessário tirar um tempo para estes retiros espirituais e com Jesus ir retirando passo a passo tudo aquilo que te traz nada em sua vida. Eu sei que muitas vezes foi plantado por pessoas próximas, como sua mãe ou seu pai, mas que não te traz nada a não ser idéias fixas de derrota.

            Uma forma muito eficaz de continuamente estarmos fazendo a limpeza das ervas daninhas no jardim da nossa mente é, identificar uma a uma e dizer:- Em nome de Jesus eu renuncio a mentira deste pensamento de menos valia, eu rejeito o pensamento de baixa estima, eu rejeito o pensamento de que eu sou um idiota.  Você precisa tomar posse da Autoridade da Jesus em você e assim ser a Mente de Cristo em você!

            Ter a mente de Cristo é se expor a Palavra de Deus nas Escrituras. Não somente ser exposto mas ser banhado na Palavra de Deus. Não é ter apenas informação mas Metanóia, mudar nosso Apetite, para as coisas do Alto e não do mundo. Assim muda a nossa imaginação e o  nosso apetite. Assim nós vamos tomando nossas decisões não mais baseadas em ansiedade e estresse mas em Sabedoria do Alto.

            Neste tempo onde as pessoas estão no poder e desejam ardentemente o poder para si, nós Cristãos conhecemos a Palavra e nos banhamos da Sabedoria que nos ensina que Jesus mesmo sendo Deus, se esvaziou do seu Poder e se tornou um conosco (Epifania), para que todos fôssemos salvos e por suas Chagas fomos curados, pois Ele tomou sobre si nossas transgressões. Em Liberdade Jesus fez tudo isso, sem ansiedade e sem estresse.

            Olhando para tudo isso como vemos que o nosso passado é importante, mas importante ainda mais é o nosso Presente! Os pensamentos do passado podem importar mas o que eu penso hoje, importa ainda mais. O que eu estou pensando agora é a resposta da pergunta agora. Agora é como eu me pareço, agora é como eu Estou! Metanóia.

           

           

           

 

           

            Oração: Abbá Pai. Eu desejo fazer contigo o caminho dos meus pensamentos. Sim Senhor, são muitos os pensamentos que me atormentam durante tantos anos de minha vida. Pensamentos de derrota, de menos valia, de autoflagelação, de mutilação, de fraqueza, e depressão. Hoje eu quero começar a limpeza do Jardim da Minha Mente junto Contigo. Quero oferecer todos os meus pensamentos  à Luz da Sua Sabedoria que ilumina tudo e me faz identificar e separar o que é o joio do trigo, o que presta do que não deve mais ficar aqui dentro de mim, me atormentando. METANÓIA! Diante do Seu Nome e do seu Sangue liberta-me Senhor, purifica-me Senhor! Que eu tenha em mim a sua Mente, banhado na Sua Palavra que é luz para os meus passos!   Obrigado Senhor, Louvado Seja Seu Santo Nome! Amém.