Uma iluminadora lição a partir da Tradição dos Padres do Deserto também conhecidos como Padres do Oriente

 

Os oito maus pensamentos, na tradição dos Padres do Deserto, correspondem, no seu sentido, aos nossos sete pecados capitais. Eles nos lembram que o pecado se insinua ao coração através de um pensamento.

Essa tradição espiritual distingue cinco graus de tentação:

–                A Sugestão

–                A Conversa

–                O Combate

–                O Consentimento

–                A Paixão

 

Exemplificando: Imagine uma carteira caída no chão.

  • O primeiro grau: Pela sugestão eu percebo que a carteira esta cheia de dinheiro. “Quantas coisas que eu poderia fazer com esse dinheiro”.
  • O segundo grau: Pela conversa em vez de fugir da tentação começo a conversar com ela. “ Seria melhor eu do que algum viciado, que vai gastar tudo em droga, bebida, jogo, etc.
  • Chego então ao terceiro grau: o Combate com a tentação. “Eu deveria levá-la à delegacia, mas o que eles vão fazer? Não vão ficar eles com o dinheiro? Pego ou não pego?. A tensão neste grau é a mais elevada: os sentimentos em conflito colidem entre remorso e desejo.
  • Quarto Grau: o Consentimento. “ Vou pegar pronto!” Do ponto de vista da fé, o pecado só acontece neste INSTANTE; antes, era apenas tentação e discernimento. Agora, eu DECIDI. E, mesmo que alguém mais malandro me roubasse nesta mesma hora a carteira, o meu pecado já teria acontecido: eu já pequei por pensamento ao tomar aquela decisão.
  • O Quinto e ultimo Grau: A Paixão. Se eu me acostumar a ceder a tentação, não haverá mais freio contra as transgressões futuras: eu serei escravo da minha fraqueza.

 

 

Todo este processo pode ser desencadeado por qualquer um dos 8 maus pensamentos que os Padre do Desertos identificam como sendo:

–                A Gula

–                A Luxúria

–                A Avareza

–                A Ira

–                A Tristeza

–                A Preguiça

–                A Vanglória

–                A Soberba

 

Como vemos não é tão fácil virar suas vítimas: é preciso atravessar vários estágios antes de cair na armadilha. Daí a Sabedoria antiga do Provérbio: Antes de se deixar levar pelo impulso, conte até DEZ. Melhor ainda : Conte até CEM.

 

monte gargano

 

Vivemos num tempo onde as pessoas confundem Alegria com outra coisa que parece a mesma coisa, mas é diametralmente oposta, Euforia. Euforia é algo que vem de fora. Por mais que tentemos repor a Alegria por Euforia vamos nos deparar com algo que jamais será capaz de nos preencher. Alegria vem de dentro. Neste país quantas pessoas que dizem católicas estão tristes nos dias de hoje, e nossa Fé é tudo sobre Alegria, daí vem o termo Beato, quer dizer Alegre, que deveria ser o mesmo que dizer: -Você é alegre então deveria estar explicito que você é Católico. Alegre o mundo com a sua Alegria, e Jesus nos prometeu, que a Minha Alegria seja vossa para que a vossa seja completa (João 15:11). E também: No mundo terei muitas tribulações, mas Eu venci o mundo! (João 16:33).

As pessoas hoje tentam o tempo focar no que é negativo quando alguém te pergunta como vai a vida? Há pessoas que se escondem atrás destes aspectos negativos e também as máscaras de estarem sempre alegres! Pois muitas vezes uma pessoa se esconde atrás de uma falsa alegria para não ser excluída de um grupo social. Tem medo de que se não estiver alegre em todos os  momentos, as pessoas irão embora e a deixarão para trás.

Não se pode viver sem sofrimento, sem dor, sem perda, sem agonia, sem tudo aquilo que se chama Alegria frágil. Mas em tudo isso podemos escolher pela Alegria. Quando nestes momentos tão difíceis podemos deixar as pessoas nos amar mais. Muitas pessoas nestes momentos tentam se afastar de todos. Isso é um erro.

Universidade de Berkeley Califórnia, fez um estudo que conclui sobre a alegria frágil. Porque muitos americanos acham que devem se mostrar que estar sentido feliz sempre, mas na verdade é carregada de euforia e não uma amostra natural de alegria, pois é auto focada, as pessoas se perguntam o tempo todo, eu sou feliz? Mas euforia, de novo, quer dizer de fora para dentro e não de dentro para fora. Desta forma conclui que os Americanos precisam aprender a ser alegres.  Alegria cristã é diferente.  Assim nós católicos somos chamados a sermos realmente alegres. A sensação firme de que somos amados e temos claro que o vivemos aqui hoje faz parte de um caminho, e que chegaremos a algum lugar onde tudo isso não existirá mais. Somente o que o ser humano tem sede para continuar perseverante é ter certeza de que é amado. Ser aceito incondicionalmente. Somente Deus pode dar esta aceitação incondicional, por isso o fruto desta certeza é a Alegria. Alegria é fruto do Espirito Santo. Quando o Evangelho do ultimo domingo nos diz sobre São João Batista dizendo: Converta-se e dê bons frutos de conversão. Quais são os frutos da conversão!? Alegria. Alegria. Alegria. A Alegria vem da Fé! (Papa Bento XVI). O homem só pode aceitar a si mesmo quando ele aceita que é amado por outro. A  existência humana é frágil.  Na Nossa vida quando é exposta aos que deveriam nos amar e não fizeram, se vê como esta existência é frágil.

Conversão significa que eu tiro o sentido do meu viver  em algo que está me destruindo e eu me direciono em outra direção que me trará vida. Como neste tempo é importante repetir novamente: Seja feita a Vossa Vontade. A alegria virá instantaneamente. Claro que alguém de fora da fé pode te desafiar questionando:   – Se   eu for a confissão vou me sentir melhor! Então se pode responder: – Não sei se vai se sentir melhor, mas com certeza vai ser uma pessoa melhor.

Todos os sentimentos negativos podem tocar a sua alegria, mas não podem destruí-la. Lembre-se no dia em que Jesus nasce em Belém, que Alegria para toda a criação, mas não foi sem grande ameaça.  O  Rei daquela área queria matar o bebê! Com toda esta tristeza, ameaça, violência, deixou de ser NOITE FELIZ? Não. Pois a fé consegue ver a mão de Deus conduzindo tudo, o que é o oposto a Alegria frágil. O que é o oposto, a esta Alegria frágil se chama Antifrágil. Muito mais do que resiliente, do que robusto, do que resistente. Antifrágil, seria como uma vacina que faz com que o nosso corpo se torne Antifrágil a uma doença, por vezes mortal. Pois a vida neste mundo é um Navio de Batalha, Antifrágil e não um Cruzeiro. Por isso nós católicos temos que assumir em nós pela força do Espirito Santo, uma Alegria Antifrágil. Deste modo somos enviados ao mundo para uma grande provação, tristeza, sofrimento, perdas, dores, decepções, mas nada disso pode tirar nossa Alegria Antifrágil. Como chegar lá? Em todas as circunstancias proclame: – Seja feita a Vossa Vontade. Pois proclamemos que somos amados incondicionalmente. Em tudo seja louvado o Santo Nome do Senhor. Por mais que as batalhas na nossa vida estejam tão sangrentas, quase sem enxergar um palmo na frente do nosso rosto…, Mas a palavra é sempre esta: Seja feita a Vossa Vontade.

Para se chegar em tudo como atletas do Céu ou da terra, precisamos Amar o Processo que nos faz atletas da terra e do céu, perserverança, resiliência, treinos contínuos, metas, projetos e execuções. Da terra são os Gold Medals, medalhas de ouro, do Céu se chamam Santos. Pois são capazes de trazer a Alegria Antifrágil ao mundo.

QUE A ALEGRIA DO SENHOR SEJA A VOSSA FORÇA (NEEMIAS 8:10)

 

fotogrupopadrepiodespedidaguido9

Os Primeiros Passos

É assim a Geração dos que buscam vossa face o Senhor (salmo 23(24)

 

Como diz o salmista: – É assim a Geração dos que buscam vossa face o Senhor (salmo 23(24), pois então. Em muito pouco tempo estávamos muito unidos, nos falando o tempo todo, Guido me convidando para seus eventos, o Terço com Dr. Ribamar no Colégio Sto. Agostinho no Leblon, depois um grupo de oração num Condomínio em São Conrado.

Assim se iniciava um contato pela Palavra, quanto pelos livros, quanto pelas orações. Eu ouvia como um aluno atento, para depois partilhar com Dom Felipe meu diretor espiritual no Colégio São Bento.

Assim éramos chamados para visitar pacientes acamados em casa, em leitos de cti, em quartos de hospital. Muitas pessoas não entendiam o que iriamos fazer, pois chegávamos a pedido da família, que vinha ao nosso encontro, mas muitos destes pacientes eram pacientes de outros médicos da minha especialidade, que ficavam a princípio apreensivos, mas depois viam a gente tirar a Palavra de Deus, a água benta, o óleo bento e clamar o Senhor no Poder do Espirito Santo. Alguns colegas até ficavam de curiosos, e depois vinham comentar com a gente. Jesus adorava se manifestar nestas horas, fazia os pacientes melhorarem muito rápido, principalmente quando os médicos tinham uma posição bem anticristã, bem pagã, bem debochada. A partir deste encontro muitos viriam partilhar conosco algo que começava brotar no coração. Eu estava ousando muito, e algumas vezes partilhava com meu diretor espiritual, se aquilo não era um pouco demais, mas ele sempre me perguntava como ficava meu coração no final das contas, eu dizia que ficava bem, então ele acrescentava, então era o Senhor que desejava aquela ação.  Milagres…AH Milagres, eu já estava presenciando vários. Quando li a primeira vez Jesus está vivo do Padre Emiliano Tardif, canadense, eu disse para mim mesmo, isto é isto que eu quero presenciar, e ser canal para muitos presenciarem. O Poder do Espirito Santo se manifesta nos corações doces. Várias vezes quando voltávamos destas missões, eu me emocionava muito, vendo como a gente era pequenino e Jesus se manifesta tão profusamente através dos nossos atos, Sem mim nada podeis fazer(João 15:5).

Um dia solicitei ao Guido que fosse comigo ver o Pároco da Santa Margarida Maria, Padre Moreto em um hospital da cidade, no CTI. Daí ele estava com câncer e muito mal no CTI. Fomos num sábado, inclusive o plantonista era católico e bem fervoroso. Naqueles dias Guido tinha feito com  sua família em casa a Quaresma de São Miguel. Como todos sabem pode-se colocar o sal junto à imagem de São Miguel neste tempo para ficar exorcizado, fruto da Quaresma. O interessante que ao fazer a Novena, eles colocavam um sal. Mas a quaresma tinha acabado, o Guido costumava devotamente recitar o Rosário de São Miguel continuamente. O prato estava em frente à imagem sem nada, e à medida que o Guido ia rezando, o sal ia brotando. Ao provar tinha um gosto tão sublime, não parecia sal comum. Parecia o sal que brota de uma imagem de Nossa Senhora de Fátima que de vez em quando vem ao Rio. Enfim, pegamos o sal e levamos ao Hospital Quinta D`or. Entramos no CTI falamos com os colegas que iríamos rezar pelo Padre Moreto,  e eles autorizaram, inclusive dizendo que não tinham mais esperanças no controle do choque, ou seja isto se dá quando um paciente grave tem sua pressão arterial ajudada pelo que chamamos de aminas vasoativas, e o Padre tinha todas as aminas correndo na veia e nada, a pressão continuava baixa. Começamos a orar, colocamos um pouco do sal na boca dele, e intensificamos a oração suplicando pela presença do Santo Anjo, e o milagre aconteceu…A pressão do Padre começou a subir, o plantonista foi desligando as aminas e no final ainda teve de fazer algo para baixar. Ele dizia, milagre. Louvamos muito a Deus por isto . Saímos muito entusiasmado por isto. A secretária do Padre chorava já o encomendando, quando dissemos a ela seu rosto se transformou. Nunca mais ele precisou de aminas para subir a pressão e em quatro dias teve alta do CTI para o quarto lúcido. No quarto, ele me pediu que fizesse um grupo de oração na paróquia para interceder por ele e por todos os doentes a partir daquele dia. Foi assim que nasceu o RUAH, o grupo de todas as segundas na Santa Margarida Maria na Lagoa. Eu e o Guido começamos o grupo, lugar de muitas experiências místicas fortíssimas, curas e libertações. O grupo já nasceu com oitenta fiéis e só crescia.

Um dia me lembro de que um rapaz de uns trinta e poucos anos entrou porta adentro da Igreja, e o Guido estava pregando, ele entrou violentamente, ao chegar perto do grupo ficou paralisado por uns dez minutos, de repente se prostrou, e saiu lentamente.

O carisma do Guido de Libertação crescia a  cada dia. E o Senhor estava conosco sempre, nos impulsionando, nos convidando a buscar águas mais profundas.

Formação

 

Muitas pessoas pensando no que acontecerá após a morte, derramam uma teoria platônica de que o corpo é a prisão da alma, então depois que morremos nós simplesmente seremos nós, então seremos livres , sem morte, não vai ser mais homem ou mulher, ou alto ou baixo, então fazem uma visão angelista deste momento, mas nós Católicos não acreditamos nisso, pois no Credo todos domingos nós cremos Nós somos materialistas, nós cremos na RESSURREIÇÃO DA CARNE ( CORPO), nós somos nosso corpo e nosso corpo é nosso. Jesus é o que cremos, ele Ressuscitou e se apresentou aos apóstolos com o mesmo Corpo. É claro que é um corpo ressuscitado, ou seja glorificado, então o corpo é totalmente obediente à Alma. Por isso que ele se apresenta  aos apóstolos simplesmente passando pela parede, pois estas são habilidades da alma. Há tantas qualidades destas características do corpo  que assusta quando não conhecemos nossa fé. Mas São Padre Pio, São Bento, e Santa Teresa, como poderiam estar em lugares ao mesmo tempo. Pois pela graça do Espirito Santo e pela Obediência a Deus e por Cristo Jesus, e claro através do Poder do Espirito Santo este Santos desafiaram a Física. Pois o corpo era totalmente obediente a alma.

Quando morrermos temos o nosso Juízo Particular, e continuaremos sermos nós, e no Juízo Final, o Reino Dos Céus nosso Corpo será Glorificado, o mesmo corpo, lembre-se que Jesus comeu peixe, pão com os discípulos. Ou seja, o  mesmo corpo mas Glorificado.

Após nossos 40 anos de idade nós somos responsáveis de como nosso Rosto se mostra. Lembre-se de Madre Teresa, seu rosto, quem pode dizer que seu rosto era belo segundo os  moldes deste mundo fútil, mas ao olhar para ela alguém continuava a ficar do mesmo jeito, todos olhavam para ela e viam algo maior, pois transpirava o Amor. Pense na vida eterna, como ainda mais será gloriosa na presença de Deus.

Claro que este corpo será invulnerável! Não mais doença, não mais sofrimento, não mais morte por isso o corpo será glorificado. Todos nós poderemos ser abraçados pelo total poder do Amor de Deus. Todas as nossas fraquezas serão fortalezas, pois não mais seremos imperfeitos. E mesmo que não gostemos muito do que vemos hoje quando olhamos para o espelho, veremos a nós mesmos na vida eterna como Deus nos vê, como nos fez, totalmente conectados com a obediência do Pai. Nossas almas serão totalmente obedientes a Deus e assim nosso corpo. Estaremos todos sob A Autoridade de Deus. Por isso nossos sentidos serão totalmente dimensionados como Deus nos fez. Agilidade para deslocar, levitar, ver a distância, ouvir a distância, assim que é poder do nosso corpo Ressuscitado será capaz. Tudo isso não livro de ficção e sim a Teologia Católica, durante dois mil anos mergulhando na Palavra de Deus…São Tomas de Aquino no nos traz em LUMINOSITY descrevendo que Deus  em nosso corpo redimido poderá se apresentar aos olhos de Deus em nossa totalidade. Esta luz de glória que nos permite ultrapassar e entrar em Sua Gloria, e nos Glorificar, tudo de nós é agradável aos olhos de Deus, do PAI ETERNO. Lembre de Jesus que ainda aparece aos discípulos glorificado mais ainda com as chagas, pois estas Chagas foram Glorificadas e por elas jorram a Redenção da Humanidade.

Por isso temos saudade do Céu, caminhamos aqui mas nossa Casa é lá. Devemos lutar para que todos nossos irmãos possam olhar para o céu e compreender que tudo isso existe, por Jesus Cristo nos ensinou e nos ensina em todas as Missas de que temos uma Vide Eterna, que São Paulo disse aquilo que nossos olhos nunca viram, nossos ouvidos nunca ouviram e que não conseguimos imaginar realmente como será. Mas pela nossa escolha pelo céu ainda aqui nos levará após a nossa morte, para os braços do Pai, e aguardaremos  o Juízo Final, onde recuperaremos nosso corpo totalmente ressuscitado e glorificado.

Anuário Pontifício 2015 apontou crescimento no número de católicos no mundo, mas com variações no continentes

Da redação, com Rádio Vaticano

Os católicos batizados no mundo passaram de 1,115 a 1,254 bilhões, entre 2005 e 2013, o que representa um aumento de 12%, segundo dados do Anuário Pontifício 2015, divulgado nesta quinta-feira, 16.

No mesmo período, a população mundial passou de 6,463 a 7,094 bilhões. A percentagem de católicos batizados no mundo, portanto, representa 17,7% da população.

Os percentuais, no entanto, sofrem variações nos diversos continentes. A Europa, por exemplo, com um crescimento populacional tendendo ao declínio nos próximos decênios, observou um leve aumento dos batizados em 2013, totalizando 287 milhões; 6,6 milhões a mais em relação a 2005.

Na realidade africana, por sua vez, os católicos tiveram um incremento de 34%, passando de 153 milhões em 2005 a 206 milhões em 2013. O aumento deve-se, sobretudo, à elevação da presença dos fiéis batizados. Os católicos, que representavam 17,1% da população africana em 2005, oito anos mais tarde passaram a representar quase 19% da população no continente.

Na Oceania, a incidência de católicos batizados por cada cem habitantes permanece estável, não obstante em valores absolutos tenha observado uma leve queda.

O Anuário revela ainda um aumento do apostolado desenvolvido por bispos, sacerdotes, diáconos permanentes, religiosos não sacerdotes, religiosas professas, membros de institutos seculares, missionários leigos e catequistas. Também registrou um aumento do apostolado leigo.

Os sacerdotes apesar de um aumento geral na África e na Ásia, apresentam uma diminuição geral. Ao contrário dos diáconos permanentes e os religiosos não-sacerdotes que apresentam um real crescimento. Entretanto, as religiosas apresentam uma evidente diminuição.

A redação do Anuário Pontifício foi desenvolvida sob a coordenação do monsenhor Vittorio Formenti, encarregado do Departamento Central de Estatística da Igreja e do professor Enrico Nenna.