Neste dia queria compartilhar com vocês sobre a Divina Misericórdia. Nós vivemos em mundo atual repleto de inseguranças, o mundo é inseguro, ao invés de nos escondermos atrás das nossas covardias e máscaras, coloquemos como sempre os Cristãos fizeram, as mãos estendidas para servir alguém que neste momento está precisando da nossa presença. Dentro deste mundo inseguro, a Misericórdia de Deus é ESTÁVEL!  Não temais, pois Eu venci o mundo diz o Senhor hoje para mim e para você!           

           

            Hoje gostaria de partilhar com você algo que talvez você jamais parou para pensar sobre isso, e quantos cristãos agora estão longe da sua prática religiosa, porque erraram, porque o inimigo trouxe uma culpa às suas costas e parece que não há mais saída. Eu digo não! Tudo que foi recordado como diz São João, através dos Evangelhos e Atos e as demais cartas foram recordadas para você! Quanta alegria quando vemos uma alma que ao procurar a Misericórdia descobre que todos os seus pecados de toda a sua vida, é apenas uma gota no Mar da Misericórdia do Senhor! Eu quero não a Justiça mas a Misericórdia. Quantas vezes nós chegamos na Igreja e nos colocamos naquela posição de que os demais lá da frente são santos, e nós não. Para todos aqueles que hoje acham que Deus não está dia e noite se preocupando com você e achando uma maneira de te trazer de novo para os braços Dele eu vou contar uma história.

            Helena Kowalska Faustina  nasceu  em 1905 na Polônia marcada pela 1ª Grande Guerra. A Europa estava devastada pela Guerra. Quando ela tinha sete anos sentiu que Deus a queria para viver mais perto Dele, ou seja, para ser uma Freira Conventual. Contudo antes ela serviu com empregada doméstica. Ela teve três anos de estudo apenas. Um dia Helena estava em uma festa e de repente teve a visão de Jesus entrando na festa dela (16 anos), com roupas normais e chegando perto dela Ele disse: – Helena quanto tempo você vai me excluir?   Helena disse toda confusa que o mundo estava todo inseguro, todo incerto e ela também se encontrava no meio daquilo tudo muita confusa, ainda não sentia hora de deixar tudo para trás e entrar no convento. Depois de três anos Helena finalmente foi para o convento.

            Através desta mulher Deus confiou o seu grande mistério de Amor pela humanidade. Deus a escolheu, como diz a Palavra no ventre da sua mãe eu já te conhecia. Helena Kowalska iria se tornar Santa Faustina. No meio daquela confusão em que se encontrava a Polônia quase que Faustina perde a oportunidade de ser para o mundo um canal infinito da graça, Graça sobre Graça!  Tudo isso por conta da Insegurança.

            Hoje nós estamos vivendo neste mundo de tanta insegurança. Não temos mais segurança para viajar , para andar por aí, de repente ceifaram nossa liberdade, aqui um ponto, porque nós permitimos. Lembre-se que na vida as coisas acontecem porque nós criamos ou permitimos.

            Quantas pessoas passaram a vida toda trabalhando de sol a sol, batalhando e juntando dinheiro, investindo e poupando para sua terceira idade. Hoje se encontra com tantas perdas que ao olhar para trás se interroga se tudo isso valeu a pena! Tudo isso porque nada disso nos traz Segurança, nem emprego, nem investimento, nada, nada a não ser ter saúde para as batalhas diárias e ter onde colocar verdadeiramente sua esperança.

            Olhem para os atletas que estão neste tempo todo sem terminar suas temporadas. Quantos seriam o melhor atleta do país ou do mundo, e este ano passaram em branco, desconhecidos. Tudo inseguro!

            Insegurança com trabalho, quantos desempregados agora. Este vírus é apenas mais uma doença, mas na verdade o que nós não queremos ver é que a insegurança vem da presença constante da morte em nossa vida . Contudo somente em momentos como este nós prestamos mais a atenção o quanto a vida é frágil. Insegurança.

            Em qualquer lugar que nós colocamos nossa segurança neste momento se FOI!

            Esta insegurança revela que a Segurança é uma ilusão, certeza é uma  ilusão. Nossos sonhos e planos são facilmente ceifados. Insegurança. Nossa força, nossos talentos,  nosso poder podem ser reais e algumas vezes se vão! Algumas vezes nossa paz passa e nossa fé fica frágil. Quantas vezes nossa segurança pode ser perdida em um momento, em um clique?

            Este mês que entra vamos discutir sobre Insegurança. Falarei sobre vida e não sobre epidemia, vamos deparar como a  Certeza é uma ilusão e  como segurança é uma ilusão. Então vamos caminhar daqui em diante discorrendo sobre a Vida ser insegura! Contudo certeza possa ser normal e segurança possa ser normal. Para isso entraremos no: E se, no mundo de insegurança   tivermos esperança que perdure mesmo em meio a tantas baixas e perdas? E se no mundo de insegurança nós pudermos ter Alegria no meio das Dores? E se tivermos Fé que possa ser forjada no meio de tanta provação e adversidade? E se tivermos Paz mesmo num futuro de tanta incerteza, uma paz que passa todo o entendimento? Caríssimos, eu vos apresento  o Catolicismo! Desde o início dos primeiros cristãos, nós chamávamos nossa Religião de O CAMINHO! Acho que seria ótimo de vez em quando nós nos relembrarmos com muito afinco que tudo começou quando Filipe pergunta a Jesus: – Mestre mostra-nos o caminho. E Jesus responde – Eu sou o CAMINHO, a VERDADE e a VIDA!  Carissimos no meio de toda esta insegurança eu vos apresento a nossa identidade: – SEGUIMOS O CAMINHO há 02 mil anos e iremos através Dele até o fim, Ele tem nome: Jesus! Vinde vós que estais cansados, amedrontados e fatigados e Eu vos aliviarei ( Ninguém disse isso a não ser Jesus).

            Os primeiros cristãos logo após a Ressurreição de Jesus experimentaram tudo isso e venceram. Como eles poderiam ter paz num mundo cheio de guerras e tormentos e perseguições? Como ter alegria se os irmãos ao redor morriam a cada dia de várias causas. Eles não tinham nada tangível para contar naquela época. Eles tinham a solução. Eles viviam em comunidade que constantemente Celebravam a Eucaristia, seja abertamente ou nas catacumbas. Eles viviam em oração e sem oração não tomavam decisões e repartiram seus bens entre si. Tudo o que significava segurança naquela época eles abriram mão para compartilharem entre si e entre a lgreja que se formava. Três coisas são justas e memoráveis: – Posses , prestígio e propriedade, eles abriram mão de tudo. Tudo que para nós nos traz uma paz aparente eles abriram mão. No meio de uma incrível insegurança eles optaram por uma voluntária vulnerabilidade.

            Caríssimos, tudo isso parece tão impensável no tempo de hoje. Isso tudo para eles   foi causa de alegria. Calma aí ,o que eles sabiam naquela época que nós não sabemos hoje? Uma das coisas eles não esqueceram que segurança é uma ilusão e que os desafios e provações são  normais. Viver cada dia como o último. Insegurança é necessário. Não é apenas a regra mas é  necessário.

            Toda provação revela três coisas: – Revela quem somos , nos purifica e nos fortalece. Todo teste revela tudo o que aprendemos certo! Na vida é a mesma coisa. E toda provação é uma grande oportunidade de crescimento interior, onde nós precisamos ser cada vez mais fortes para enfrentar e derrotar os inimigos atuais. Hoje, temos o exemplo da doença e da dificuldade financeira. Teste vai revelar nossa saúde e também nossa capacidade de reação às dificuldades de administrar nossas finanças e assim superar os momentos difíceis. Quantas pessoas neste momento estão recordando o quanto vem desperdiçando dinheiro valioso ganho com tanto esforço, e que deveria na verdade ser fonte de socorro para os mais necessitados neste momento dentro e fora da sua família.

            Teste no purifica, pois neste momento vai revelar onde temos colocando nossa esperança! Ele revela a fonte da minha segurança e me dá a chance para mudar! Muitos tem colocado a paz na conta bancária, na saúde, nisso e naquilo e vem este teste e põe tudo a prova para purificar. Teste purifica a fonte da minha força. Neste momento que as pessoas voltam para a coisas de Deus, porque no meio de tantas falsas seguranças, foram colocando Deus de lado.

            Outra coisa que os primeiros cristãos sabiam! – a Resposta é : – Eles conheciam Jesus Cristo e isto bastava. Todos nós temos a vida no Seu Nome! A certeza do céu! Esta é a nossa única Segurança, no Nome de Jesus! Como Deus Ele é o único que te conhece. Jesus te ama  e Deus é Amor! A profunda verdade é : AMOR ! Não apenas isso , mas a MAIS ALTA FORMA DE AMOR: MISERICÓRDIA!  Misericórdia é o Amor que a gente não merece!

            Misericórdia é o amor que quando a gente merece menos, nós recebemos mais!

            Quando o assunto é relacionamento pessoal, nós dizemos que amamos alguém pelas qualidades que ela tem. Mas quando o assunto é misericórdia é quando nós menos merecemos! Quando a nossa força se foi que a misericórdia é dada.

            Quando merecemos menos é quando Deus deseja mais nos dar! Misericórdia é o amor quando menos merecemos. Não são nossas qualidades que atrai a Deus, e sim nossas falhas, fraquezas e nossas misérias. Nossos pecados que atrai o Amor de Deus na nossa direção. Deus sabe muito bem disso, mas nós esquecemos. Por isso os Padres do Deserto diziam: – A incompreensível Misericórdia!

            Quando Jesus ressuscita Ele vai visitar a todos aqueles que o tinha abandonado. A primeira palavra é Paz ( Eu perdoo vocês), a segunda Soprou o Espirito Santo sobre eles, e os envia, em João 20: – Deu a eles o poder de perdoar em Seu Nome os pecados e também de reter os que não se abrissem! Jesus os envia para levar a Misericórdia Dele aos quatro cantos da Terra! Jesus deu muita Autoridade a todos os apóstolos, através da Sua Misericórdia,  fortificou o coração de todos os Apóstolos.

            Por isso no meio de um mundo de Insegurança tanto tempo depois, quase dois mil anos, Jesus chama Helena, a improvável e confia nela a Mensagem necessária a este tempo até o final dos tempos. Helena se torna Irmã Faustina Kowalska. Jesus mantém visitas frequentes a Irmã Faustina. Diga ao mundo sobre a minha Incompreensível Misericórdia dizia Jesus. No meio deste mundo inseguro mostre a todos a minha Infinita Misericórdia. Não é a santidade deles, mas seus pecados, não são as suas virtudes mas as suas fraquezas e misérias, a todos que necessitam mais. Jesus disse: – Quanto maior o pecador mais direito ele terá a minha Misericórdia.

            São João Paulo II o grande, declarou há vinte anos atrás que o Domingo após a Páscoa seria o Domingo da Misericórdia e ele disse que foi o dia mais feliz de sua vida. Neste dia quem fizer uma Confissão contrita, receber a Eucaristia e fazer a oração pelo Papa receberá o perdão de todos os pecados. Sabemos da força também do Terço da Misericórdia. Esta oração é revestida do poder de abrir o céu a descer sobre seu povo a Misericórdia que o acompanhará por toda a vida e também no dia da morte.

            Jesus disse a Santa Faustina: A alma que rezar esta oração eu o encherei ao final com a minha paz e estará com ela no dia da sua morte.

            Esta oração rezada no momento da morte de alguém, Jesus prometeu estar com o Pai e o Espirito Santo e cobrirá esta alma com a  Sua Misericórdia.

            Finalmente temos o Quadro da Divina Misericórdia. Todo aquele que se prostra diante desta imagem em oração contrita não perecerá e também na hora morte. Neste está escrito: Jesus eu Confio em Vós!

            Lembre-se que a Misericórdia de Deus é infinita mas o tempo da Misericórdia não! Não há ninguém neste mundo que não foi redimido pela Sacrifício de Cristo na Cruz mas nem todo mundo será salvo. Pois haverão muitos que não aceitarão a Misericórdia.

            Todos os que se recusam a ir à Confissão, se recusam a receber a Misericórdia de Jesus. Jesus deseja  dar a Sua Misericórdia! Não espere muito tempo, pois este mundo não é seguro. Vivemos num tempo de muita insegurança.

            Jesus está perguntando para mim e para você neste momento: – Quanto tempo ainda eu tenho que esperar para que você me  entregue totalmente  seu coração?

            Neste tempo de inacreditável insegurança temos a Infinita Misericórdia ao meu e ao seu alcance! Em que temos colocado nossa segurança? A minha proteção está no Senhor que fez o Céu e a Terra! Oh Sangue e Água que jorraram do coração de Jesus , Eu CONFIO EM VÓS! DEUS SANTO DEUS FORTE DEUS IMORTAL, TENDE MISERICÓRDIA DE NÓS E DO MUNDO INTEIRO! AMÉM

           

                       

Oração: Abbá Pai. Hoje eu quero te pedir, venha em mim refazendo tudo o que foi se desfazendo ao longo de toda a minha vida. Senhor, só tu podes me tocar com este Amor que vai  me curando e cicatrizando feridas que muitas vezes eu já tinha desistido de ter algum alento, quanto mais uma cura! Sim, Senhor lava toda a iniquidade que habita em mim! Jesus eu quero ser todo seu Senhor! Faz-me fiel no Teu Amor! Jesus manso e humilde de coração, fazei o meu coração semelhante ao Vosso! Derrama sobre nós a Sua Infinita Misericórdia! Amém.

           

 

           

 

 

           

 

 

 

 

         O Pai tem proferido sua declaração, cabe a nós responder ao seu chamado, ou seja, de coração darmos a nossa resposta.

         Todo o Cristianismo se resume a uma questão: – Deus tem permissão para te AMAR?

         Nós temos uma mania de complicar as coisas. Quando o assunto é Cristianismo aí sim nós complicamos ainda mais. Honestamente falando sobre isso vemos como muitos de nós não alcançaram o cerne da questão. Caríssimos podemos resumir em uma questão e uma pergunta. Reflita comigo!

         Os países quando são dominados por outro, no caso aqui no Brasil éramos uma colônia portuguesa. No dia sete de setembro de 1822 foi declarada nossa Independência. Declarar a independência não quer dizer que você é imediatamente independente. O Brasil precisou lutar para que a Independência se concretizasse e assim os Estados Unidos e outros países até hoje. Outro exemplo é um cara que fica falido e vai para rua e grita: – Eu estou falido! Não significa que gritando você pode juridicamente estar.

         Declarar livre não significa que você é ou está livre! Uma coisa é dizer outra e inteiramente diferente é Viver assim!

         Voltando ao início da nossa reflexão , qual é a pergunta que todo cristão deve ter em mente todos os dias! – Deus está te perguntando hoje:

         – Você Me dá permissão para te amar do jeito que você é?

         Esse é o amor de Deus, não importando todos os piores atos que eu e você tenhamos cometido em nossa vida toda. Esta é a grande diferença entre céu e inferno, vida e morte. Deus está hoje aqui te fazendo esta pergunta que ele faz todos os dias e só depende de nós darmos a resposta!

         Nós evitamos dar a resposta, nós adiamos a resposta, nós dizemos que quando formos melhores, quando ficarmos mais velhos! E Deus nos repreende hoje, nesse momento, e ao perguntar: – Agora? Hoje é o dia! Chegou a hora!

         Esta é a Declaração de Deus para conosco! Declaração de Amor! E  a resposta certa é: Sim, Pai , Eu dou permissão para que Senhor me ame Agora! E assim nós demonstramos que nós confiamos Nele!

         Em Harvard há um professor que todo primeiro dia do Semestre ele chega para sua turma e faz a seguinte questão antes mesmo de se apresentar: – Bom dia, se você hoje morresse, chegasse diante dos portões do paraíso e se apresentasse para Deus Pai, o que você responderia a Ele se a pergunta fosse essa: – Porque razão eu te deixaria entrar hoje?

         Quantas pessoas iriam responder: – Porque eu sou uma boa pessoa. Sim comparável a quem? Hitler, Stalin …Mas você e eu  nem somos bons assim! Sabe por quê? Porque comparando com o que nós poderíamos ser, não somos nem de perto tão bons quantos poderíamos e deveríamos ser, do que fomos feitos para ser.

         Outros responderiam: – Nós seguimos os mandamentos. Mas numa reflexão melhor vemos que nem aqueles que nós achamos que seguimos, realmente seguimos.

         Quantos de nós hoje estamos mais preocupados em Glória, glória dos homens, vanglória, ostentação do que de coração darmos a resposta certa: – Quem se glorie que se glorie no Senhor! São Paulo nos ensina praticamente  em todas as suas cartas sobre os perigos de nos gloriarmos e não remetermos a glória ao Rei da Glória!

         Quantas vezes São Paulo que foi reconhecido por ser uma pessoa irrepreensível, publicamente se declarava o pior dos pecadores. São Paulo foi açoitado pelos judeus cinco vezes com 39 chibatadas, pelo fato de pregar publicamente sobre Jesus Cristo o único Senhor e Salvador. São Paulo foi expulso de tantas e tantas cidades e sinagogas e jogado de penhascos. Tudo isso por amor a quem? Por estar falando em nome de quem? Falando de Jesus Cristo e mesmo assim não se vangloriava de suas provações.

         Quem somos nós para nos gloriarmos e dizermos por que estamos na Igreja servindo somos melhores que os outros. Deveríamos estar na Igreja sendo melhores para os outros assim fiéis seguidores do Cristo Ressuscitado.

         A RESPOSTA DE DEUS ATRAVÉS DE SÃO PAULO :- CRISTO ME AMA, DEUS ME AMA E DEU A VIDA POR MIM!  Porque Deus me ama por isso devo entrar no céu, pela Sua Misericórdia. Jesus não morreu por causa de mim, Mas Ele morreu por MIM!.

         Quantas vezes em minha vida eu tenho passado diante da Cruz de Cristo e tenho me atentado a isso? – Meu Senhor, o Senhor me Ama Demais!!!

         Após nós entendermos, tudo passa a fazer sentido. O Senhor se esvaziou por mim em sangue e água na Cruz! Uma amor incontestável, inesgotável!

         Uma coisa é declarar independência outra coisa é fazer valer essa liberdade. Uma coisa é Deus declarar o seu Amor por nós outra é darmos permissão para que Ele nos Ame do jeito que somos e estamos agora!

         No ano de 33 DC,  o Pai DECLAROU a cada um que habita sobre o mundo todo o seu Amor ! Cabe a cada um de nós dar a permissão para que Ele nos ame. Em caso positivo, todas as vezes que você for a Igreja, for a Confissão, for a Missa ao receber a Eucaristia você dará a sua resposta verdadeira dando permissão para que Ele te ame do jeito que você é HOJE!

        

        

         Oremos: Abbá (Pai) Amado, hoje eu quero Senhor, professar a minha fé em ti! Hoje eu quero nesse dia declarar o meu amor por ti Senhor. Sim Senhor eu creio na Sua Misericórdia infinita vindo ao meu encontro nesse momento onde Eu te dou livre acesso ao meu coração, Eu dou te dou permissão plena para me amar do jeito que sou hoje, aqui e agora. Vem Senhor nesse dia me curar, me libertar com a sua infinita Misericórdia, pois eterno é o seu Amor, e eterna é a Sua Misericórdia

Amém

 

 

 

Chegamos ao final da nossa série e hoje devemos meditar sobre nosso último Inimigo: O MUNDO. Se eu vivo de forma a simplesmente seguir a multidão, eu estarei louvando e bendizendo Jesus no Domingo de Ramos e Crucificando o mesmo Cristo Jesus na sexta feira da Paixão. Esse mundo não é um amigo, quem não é meu amigo é meu INIMIGO. Esse mundo não é amigo de um Cristão. Vejam essa semana: Sri Lanka, Nova Zelândia, França, Bélgica, Indonésia ,China, Líbia e por aí vai. São diversas formas de outras religiões que nos odeiam e ainda os controlados por partidos comunistas que também nos odeiam e querem nos destruir! Qual o motivo desse ódio? Jesus vai dizer nas leituras que meditamos na Semana Santa: – Meu Reino não é desse mundo, se fosse meu Pai mandaria Seus Anjos para me defender. São João acrescenta: O mundo jaz sobre o Maligno!  O Inimigo de Deus é uma Pessoa que vimos bem na última meditação, o Rei das Mentiras, o assassino, o mentiroso ( Killer and Lyer).

            Quando lemos a Paixão, ficamos profundamente chocados. Vamos nos perguntando, como isso pode acontecer? Ler e reler a Paixão de Cristo e assistir o filme Paixão de Cristão nos remete a um momento da história da humanidade que vai dividir antes e depois desse acontecimento! Antes e Depois de Cristo divide a nossa história. A que ponto chega a maldade, a mentira, o ódio humano…Só que não! Eles não estavam a sós. Por trás de tudo isso, de toda maldade, de toda mentira está o Príncipe desse mundo, o Maligno, Satanás ou ainda o Diabo do grego o Divisor ( diabulos).

            Quantas vezes estamos no meio de um evento totalmente fora do contexto. Quantas vezes estamos no meio da batalha e não nos damos conta! Quantas pessoas nesse final de Semana Santa, o maior acontecimento da nossa Fé, simplesmente reservaram um momento para celebrar a Páscoa. O Tríduo Pascal é para o Católico o cerne de toda a Salvação e as Leituras do Sábado à noite vão narrar do Gênesis a Ezequiel e os Evangelistas como se deu tudo isso!

            Toda essa série foi um caminho para contar a vocês quem é o nosso Inimigo. Primeiro somos  nós nosso primeiro inimigo, o segundo é Satanás e o terceiro o MUNDO! Isso não é paranoia, isso é real. Estamos em meio às batalhas e esses três são os grandes Inimigos dos Cristãos!

            Começando hoje por apontar, que é claro os Cristãos são perseguidos em todos os continentes e muitas dessas perseguições estão sendo ignoradas pela grande Mídia. Fazem um escândalo por uma pessoa que não representa nenhum valor real para a sociedade e não fazem nenhum alarde quando centenas de pessoas são dizimadas num momento de pura oração e comunhão com Deus, sem nenhuma arma física para se defender a não ser clamar a Deus a Misericórdia pelos algozes. Meus Deus, estamos vivendo num momento histórico onde as estatísticas batem recordes de mortes por professar a fé em Jesus Cristo, em nenhum momento da história isso havia acontecido! E porque o Mundo não noticia? Por que ele não é nosso amigo! Estamos atrás das linhas Inimigas e o Inimigo é implacável dia e noite tentando nos destruir! Vigiai e orai! Revestir da Armadura do cristão para que não se deixe sucumbir! Deus é maior que tudo isso, mas precisamos estar ligados Nele dia e noite para sermos também.

            Hoje tome consigo o seu ambiente, sua Universidade. Veja quantos professores são neutros, outros anticristãos nos acusando de tudo citando de forma totalmente enviesada a idade Média e apontando os erros da Igreja. Nenhuma obra de ensino, caridade, artes, as próprias Universidade, de suporte físico, mental e espiritual é citado em todo esse tempo. E ainda os professores que são Cristãos e professam, como são poucos. Tente você se posicionar como Cristão e defender os valores e a Vida do Nascituro, veja como você será contestado, contestado ainda por pessoas que defendem bravamente os animais mas não os seres humanos no ventre materno. Thomas Woods, aluno brilhante de Harvard e hoje Catedrático da Columbia University em seu livro : O Catolicismo e a construção do mundo Ocidental, esclarece muitas coisas que todo batizado deveria ter na ponta da língua para quando o mundo vier com suas acusações ter a segurança que somente a Verdade nos traz.

            Quantas pessoas na própria sala de aula diz: – é por isso que eu odeio a Igreja Católica! E você pensa: Meu Deus eles me odeiam também. Claro somos uma Igreja feita por seres humanos. A Igreja é santa mas é formada de pecadores e por isso somos fadados a cometer enganos. Então pensamos, se a Igreja fosse e nós também perfeitos no que fazemos e testemunhamos todos iriam nos AMAR? E se Converter? Claro que não! O mundo não vai nos amar nunca! Nessa última Semana nos ouvimos tudo o que o MUNDO fez ao Melhor SER HUMANO que já passou por esse mundo, não por outro mundo, mas por esse aqui! O que esse mundo fez a DEUS ! Mesmo se a Igreja não tivesse nenhuma ferida, nenhuma mancha o mundo não seria nosso amigo, porque quando Deus enviou seu Único Filho para todo aquele que crer tivesse a vida eterna ( JOAO 3,16), o mundo o CRUCIFICOU da pior maneira possível e suportável a um ser humano.

            Nós amamos as pessoas, mas mesmo assim estamos no mundo onde não somos amados, ou pior somos odiados. Jesus disse : O mundo vos odeia pois me odiou primeiro. No Domingo de Ramos cantaram HOSANAH e na sexta feira gritaram: Crucifica-o! Esse é o mundo.

            Nesse dia gostaria de convocar a todo Cristão que assuma sua Cristandade e não tenha vergonha ou medo de ficar ao lado de Jesus! Testemunhe Jesus, diga sempre que você sabe quem te amou por primeiro e você não quer ficar do lado inimigo, do mundo, mas de CRISTO!. Você quer ser a Luz que ilumina as trevas.

            Franz Alzstaguer era um agricultor austríaco, que em meio a dominação nazista, ao ser forçado a receber dinheiro e se alistar no exército nazista, mesmo com sua família, mulher e filhas, levanto-se  testemunhou:- Eu não tomo decisão baseado em ter família, mas em fazer aquilo que é o certo. Por isso me recuso a me aliar aqueles que não são contra o que é certo, santo e justo. E foi executado após ser torturado. Ele é aquele que no Domingo cantou o Hosanah e na sexta feira ficou ao lado da Cruz!

            Isso não quer dizer que vamos nos isolar do mundo. Estamos no mundo mas não somos do mundo.  No mundo nós nos posicionamos nos valores cristãos de forma mais frequente. Vamos aos lugares que as pessoas vão mas vamos preparados para o que vamos encontrar.

            Ser cristão é se POSICIONAR ao lado de Jesus não importando onde e com quem estiver!

            Em alguns lugares da China hoje é proibido celebrar Missa. Então os padres celebram nas madrugadas de forma escondida. Um dia os soldados souberam e vieram prender o dono da casa que tinha permitido a celebração em sua casa. Durante quatro semanas ele foi interrogado e torturado( tortura chinesa), das formas mais grotescas que um ser humano pode suportar, para denunciar onde o padre morava e quem ele era. Ele resistiu e ao final foi liberado para morrer, mas Deus o fez se recuperar e tomar sua família imigrando para os Estados Unidos. Ao ser entrevistado ele disse que o pensou o tempo  todo: – Como ele poderia entregar aquele que trazia Eucaristia não somente para sua família, amigos, parentes e para a todos os que tinham sede do Senhor? Esse homem era um herói eucarístico. Após 2 anos nos Estados Unidos, vivendo o sonho americano ele foi trabalhando cada vez mais, enriquecendo cada vez mais e deixando de participar da Eucaristia frequentemente, até mesmo das festas, pois o Inimigo não podendo matá-lo na China, resolver seduzí-lo com as coisas e com o dinheiro fazendo com que num país livre para ir a Igreja todos os dias, ele deixasse de permanecer ao lado de Jesus.

            Nós vivemos a vida toda atrás das linhas INIMIGAS. Eu preciso permanecer em Jesus. Pois se eu viver como o mundo vive, como todos os meus colegas que preferem as coisas do mundo, viver e partilhar com pessoas que somente pensam em coisas e dinheiro, eu não chegarei ao Reino do Céu. Por isso eu preciso Permanecer no AMOR! Permanecer em CRISTO! O mundo não é meu amigo e portanto os amigos do mundo não são meus amigos. Amigo de verdade é aquele que me aponta para o Céu!

            Convido vocês a partir de hoje a permanecer em Cristo! Permaneça em Cristo e  na próxima Missa que participar Professe o CREDO como se fosse a primeira vez! Saiba que muitos morreram enquanto professavam essa Fé, essa oração! Reflita sobre cada palavra do Credo! Eu ao final diga :- EU SOU DE CRISTO! O MUNDO NÃO ME FARÁ NEGAR MEU AMOR PELO SENHOR! Hosanah no Domingo e ao Lado do Senhor na Sexta Feira da Paixão testemunhando que Ele me amou por primeiro, Jesus eu confio em Vós!

           

           

           

 

                       

 

                                   

            Oremos: Abbá (Pai) Amado, hoje eu quero Senhor, professar a minha fé em ti! Abandonar-me inteiro em teu Amor! Pois se amo e quero me entregar por ti, aqui estou! Seduziste-me Senhor e eu me deixei seduzir! Não há nada nesse mundo que possa me separar de ti e do Seu Amor! Dá me Senhor a Graça de enfrentar todos os dias revestidos da Oração e da Eucaristia os meus três Inimigos com bravura e serenidade para que ao final dos meus dias eu tenha a certeza do Céu!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém

 

 

 

 

 

 

                        Embora todos nós batalhamos com diferentes pecados e tentações, temos por último o mesmo inimigo: O ORGULHO. Orgulho é um camelão e pode se transfigurar em muitos caminhos e formas diferentes. Finalmente, o orgulho fará de tudo para te manter em algo diferente de Deus e por conseguinte te afastar da Casa do Pai. Dizer a verdade…e ouvir a Voz do Pai…é o caminho que nos fará deixar para trás as misérias que nos impede de ao chegar a casa do Pai, podermos entrar. Venha para dentro.

 

            O que acontece conosco quando somos repetidamente parados pela Polícia pois de alguma forma estamos dirigindo de forma imprópria? O que faz com que nós repetidamente caímos nos mesmos erros?  Por que algumas vezes nós nos sentimos excepcionalmente especiais e quebrar as regras? As leis do trânsito não são particulares mas para todo cidadão que dirige em tem uma carteira de motorista. O que me faz me sentir excepcional para dirigir acima da velocidade, passar sinal vermelho, é o que tem dentro de mim!

            Bem estamos nos caminho para a reflexão sobre Atrás das linhas Inimigas. Recordando: – Falamos que estamos em Batalha Espiritual. O Inimigo quer fazer de cada um de  nós Sozinhos ( isolados e desconhecidos). Depois refletimos sobre não procurar fora de nós e sim dentro de nós onde está nosso pior inimigo. Por último para  crescermos precisamos ser treinados em sermos fortes e guerreiros.

            Nós podemos ter diferentes lutas e diferentes tentações mas todos nós temos o mesmo inimigo e esse Inimigo se chama ORGULHO.

            Tomemos como exemplo o Evangelho do Filho Pródigo ( Lucas 15). Perfeito. Nessa Parábola há dois irmãos com histórias muito distintas e diferentes mas o mesmo INIMIGO. O filho mais velho escolheu o dever, a lealdade, o trabalho e o estar em casa, viver de forma sóbria. O filho mais novo, escolheu tudo de forma oposta. Vidas diferentes com opostas escolhas.  Contudo os dois tinham o mesmo Inimigo. Este Inimigo tem roubado mais pessoas do que podemos imaginar. O inimigo afeta os filhos. Tem roubado mais gente de alegria, amor, paz e relacionamentos. Ele se chama ORGULHO!

            O orgulho é visto no filho mais novo, onde o pecado o tirou de casa, o pecado o afastou para longe das coisas do Pai. O orgulho o manteve longe , distante, afastado da Casa do pai. Ele ficou envergonhado. Ele tomou consciência do que ele fez. Ele se compara com a casa do pai onde tinha tudo e olhou para onde ele tinha ido. Ele então passa a ficar super envergonhado de encarar o que ele tinha feito, e de receber a misericórdia, de ser amado. Isso é ORGULHO. Ele fica distante porque a vergonha e a culpa o mantém longe. Ele só toma a decisão quando ao olhar para si descobre que se ele permanecesse naquele lugar, iria morrer. Então, quando se trata de morte e vida, vem a tentativa de superação do que o mantinha à distância.  Quantas  pessoas ficam sem confessar por anos por vergonha dos seus pecados. Escolhem ficar a distância do que entrar. Escolhem o inferno à Casa do Pai. Imaginem algo assim! Como isso é insano, mas acomete a todos nós. Todo mundo que faz algo errado se esconde, e quem mantém no esconderijo é o ORGULHO! Então por isso temos o mesmo Inimigo em comum. Não há maior Alegria desse Pai que avista o filho à distância voltando para a casa. Tudo naquele momento favorecia que o Pai estivesse muito feliz em receber seu filho nos braços, não importando em que estado desumano ele se encontrava. A única coisa que não estaria fazendo o coração do Pai estar totalmente feliz era o seu Filho mais velho!!!!

            A exceção era o Filho mais velho. O Pai ama o filho mais novo mas também o filho mais velho! O filho mais velho se torna irado. Ira é quando alguém diretamente te machuca e você se enfurece. Ressentimento é quando você culpa alguém por algo que aconteceu contigo ou pelo seu estado atual. Nesse caso o filho mais velho não estava ressentido porque aconteceu algo com ele, mas porque alguém ganhou alguma coisa e não foi ele, o fiel, o leal, o presente, o braço direito. Alguém ganhou alguma coisa que ele considerava que fosse dele.

            O filho mais velho então em seu coração acusa o Pai, de ter acolhido o filho de volta para casa depois de tudo o que ele tinha gastado e faz do filho fiel um escravo, ou seja, puro RESSENTIMENTO. Esta palavra transfere então a culpabilidade para alguém sendo que na verdade o problema estava com ele, com o próprio filho mais velho! Esse filho prefere ficar do lado de fora, ressentindo do que entrar na casa do Pai e celebrar com todos. O que o mantém fora é alimentado pelo ORGULHO.

            Todos os dois filhos têm diferentes experiências mas o mesmo Inimigo. Os dois filhos habitam nos nossos corações. Prestem atenção. O filho mais novo por tudo o que ele havia feito não merecia o perdão do Pai. O filho mais velho acreditava que todo o seu trabalho bom não valia de nada. O filho mais novo foi convencido pelo pecado de que não havia para ele misericórdia. O filho mais velho não conseguia enxergar Misericórdia, apenas merecimento. De cada lado  consequências diferentes, Vergonha e do  outro Ressentimento. De um lado desencorajamento e inferioridade e do outro Presunção. Agora fica bem claro que por trás de todas essas faces está um só Orgulho! Eu preciso de você mas não o tenho, e do outro lado, eu te tenho mas não preciso de ti. Olha o que o Orgulho faz. Qual o remédio para tudo isso? A HUMILHAÇÃO! Dizer a verdade é a humilhação, não é timidez que é falsa humilhação. Humilhação não é somente falar a verdade é falar e falar a profunda Verdade! A Verdade Plena que está  no que os filhos falam, mas o lado da Verdade que o PAI FALA! Deixe o Pai falar! Ele diz ao filho mais novo;- Você é o meu filho, e você estava morto e agora está vivo! Sobre o filho mais velho: Tudo o que meu é seu, você também é o meu filho! Venha para Dentro!

            A grande frase ao final é : VENHA PARA DENTRO! Essa é  a Misericórdia que está acima de tudo e é a força do Pai que destrói o inimigo e seu orgulho.

            Hoje faça um movimento de através da confissão voltar para a casa do PAI! Faça tirar de dentro do seu coração tudo o que  tem te mantido fora da casa do Pai! Venha para Dentro e tome seu lugar onde somente você pode ocupar!

            Venha para Dentro! Não deixe te manter fora da Casa do Pai, que é para onde todos nós devemos dar a nossa vida para estar! Pois quem perder a vida por Ele  a ganhará na eternidade!

        

                                   

            Oremos: Abbá (Pai) Amado, hoje eu quero de todo coração voltar para a Casa do PAI, para onde sou vocacionado desde minha concepção a pertencer! Desde meu Batismo eu fui vocacionado ao Céu, então hoje quero suplicar que vença em mim todo o Orgulho que tem me mantido longe da Sua Casa oh Misericordioso Pai! Senhor eu necessito hoje vencer através de desfazer em volta do meu coração tudo o que me impede de entrar! Pois através da confissão eu volto à Casa do PAI! E haverá muita alegria no céu pois eu retornei, ao toque da trombeta, não porque eu sou merecedor mas por que a Sua Misericórdia me abraçou e me deu túnicas novas e o seu Anel!

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém

 

 

 

 

 

 

 

                        DEUS TEM NOS DADO LIVREMENTE TANTAS COISAS…E NÓS SOMOS GRATOS. MAS PORQUE NÓS AINDA EXPERIMENTAMOS AS CONSEQUENCIAS DA ESCRAVIDÃO? DEUS NOS DÁ A CHANCE DE CRESCER EM CONFIANÇA DELE E NO SEU AMOR… E ELE NOS PERMITE CRESCER EM FORÇA E HABILIDADE COMO SEUS FILHOS…AUTÊNTICOS GUERREIROS!

                       

            Dando sequencia a nossa série de formações sobre estar atrás das linha inimigas, hoje falaremos sobre por onde anda nossa confiança.

            Você já parou para pensar durante sua vida, principalmente escolar e universitária,quantas com pessoas em nosso redor tem tanta facilidade de aprender coisas, ou ser naturalmente grandes esportistas. Por mais que você se esforce aquela pessoa tira notas acima de você. Por mais que você treine essa pessoa está sempre em sua frente. Muitos de nós pensamos que a pessoa não mereça, pois não estuda tira boas notas, vive na balada e chega primeiro do que a gente em uma competição de atletismo. A questão aqui não é que a pessoa não mereça, é que a pessoa não dá valor ao Dom que possui, não sabe como usá-lo, pois não valoriza.

            Quando o assunto é seguir Jesus, com tudo aquilo que Ele nos provê, com sua graça, sua força, sua coragem, porque ainda nós ainda temos medo das nossas batalhas? Lembre-se que na última semana falamos sobre sermos o pior inimigo de nós mesmos. Sim, posso falar por mim, que as piores coisas que aconteceram na minha vida, aconteceram por minha própria responsabilidade. Por que ainda eu e você vivemos atrás das linhas inimigas? Por que? Ao entender precisamos tomar a história do povo Israel. Para termos a liberdade que Deus nos dá é preciso LUTAR!

            Tomando como exemplo o povo de Israel, escravos,  sendo libertos do Egito. O plano A de Deus não era ficar com seu povo 40 anos no deserto, claro que não. Mas o que ocorreu? O povo após a passagem pelo Mar Vermelho foram até o Monte Sinai, onde recebem os mandamentos e Aliança e então partiram para  a Terra Prometida( Canaã) e Jerusalém, a Terra que o Senhor tinha prometido onde jorrava Azeite e Mel. Contudo seus guerreiros ao fazer o reconhecimento daquela terra voltaram amedrontados, pois já havia um povo lá habitando e eram muito mas fortes que eles , descendentes de Anakim( Num 13). Confiaram em suas próprias forças e fracassaram, eles viram Deus fazer todos os prodígios na Escravidão do Egito, tudo o que Deus fez para os tirar do Egito e eles fracassaram. O que Deus fez? Deus os tomou então para o Deserto para os treinar em confiança e força, para então retomar a Terra Prometida. Deus treinaria todos para a força e para a confiança, para luta e para a Guerra.

            Quando falamos sobre pessoas que ganham na loteria, 75% dos vencedores quebram em 5 anos. A razão para isso acontecer é que não se valoriza aquilo que não se conquista. É muito fácil um povo receber tantas coisas gratuitas de uma nação e não ter que lutar, pois irão se acostumar a não  trabalhar, a não lutar, a não buscar algo melhor e a se tornarem perdedores ou pior , indiferentes e preguiçosos e serão presa fácil de se manipular, pois sem saberem já estão escravos, já não tem mais vontades próprias, já se acostumaram à vida fácil, e isso é o que o tentador mais adora, é fazer os povo de Deus achar que a vida é fácil, que a vida pode ser vivida apenas na curtição, apenas na moleza e o maior erro, deixar as armaduras e as espadas de lado. Que grande engano, a vida é uma Luta e uma luta contínua para uma Vida Eterna gloriosa.

            Pense de novo nos que ganham na loteria e quebram e os que jogam constantemente na loteria estão sempre provando ao mundo que não sabem o valor do dinheiro.  Não sabem como usá-lo e mantê-lo. A propaganda da loteria é ótima, você não pode ganhar se não jogar. E está certo. Alguém tem que ganhar. Mas a lição aqui é, se você não sabe como usar uma coisa, você precisa ser treinado!!!

            O treino em confiança faz o povo crer que Deus está o tempo todo conosco em todas as nossas  batalhas e isso faz com que o povo tenha uma Confiança inquestionável em Deus. Como aconteceu com o Povo de Israel então? Bem o primeiro passo foi o Maná, que era providenciado todos os dias, apenas para um dia! Não durava mais que um dia. Quantos ficaram em dúvida tentando guardar para o outro dia, e Deus se manifestava alertando e renovando a promessa de estar no dia seguinte também. Outro voto de confiança e treinamento era a Nuvem ( Shekinah) que pairava sobre o povo de Israel e eles deviam se mover apenas quando a nuvem se movesse. E assim foi o treinamento de Confiança entre Deus e seu Povo escolhido.

            Quantos de nós seríamos tão livres e felizes vivendo apenas o HOJE. Movendo ou não caso a nuvem do Shekinah movesse. E se ela parasse, não importando por quanto tempo ficasse parada, daí nós  permaneceríamos. Quantos de nós nos preocupamos excessivamente com o amanhã. Deus está falando agora: Eu não partirei sem VOCÊ!

            Quantas vezes nós nos desesperamos por respostas, por certezas, e vamos voltando a escravidão. Voltando ao Povo de Israel, quantos começaram a murmurar dizendo que preferiam as coisas de graça, como a Água no Egito, peixes , os alimentos no Egito, a cama no Egito, mas todos se esqueceram que tudo isso estava ligado a ESCRAVIDÃO! Em nenhum momento esses rebeldes observaram a Graça de Deus, pois preferiram voltar a insegurança da Escravidão.

            Exemplo recente temos o Curdistão. Esse país enquanto parte da União Soviética, liderados por comunistas, foram dizimados, com mais de cem mil cidadãos mortos. Durante a Perestroika se tornaram livres. Como  livres eles teriam que tomar conta do país, reconstruir o país em todas as responsabilidades e trazer de volta a cidadania do próprio povo fazendo seu país um nação próspera. Quinze anos depois, uma pesquisa mostrou que a maioria dos cidadãos preferiam não terem sido libertos, ou seja, a maioria queria voltar a ser ESCRAVO, significa que queriam voltar a ser liderados por uma tirania perversa a serem livres e tomarem as responsabilidades de seu próprio país. Por que? Por que não queriam lutar!

            Quando somos treinados em confiança e luta fazemos as coisas acontecerem. Quantas vezes nós somos aborrecidos ou frustrados porque temos uma batalha que lutar. Pense nisso agora, quais são as batalhas que você precisa lutar hoje e que te traz frustração? Lavar uma louça, arrumar uma casa, fazer trabalhos complexos na faculdade, se preparar para um exame de motorista, fazer compras do mês, encarar um estágio, uma pós graduação, um mestrado, um doutorado, um exame para se tornar professor universitário, um casamento, ter filhos, lutar com uma doença curável ou incurável… E por aí vai.

            Quantas pessoas adiam a vida toda para ir a uma Confissão! Quantas pessoas escondem certos pecados durante anos a fim! Quantas pessoas ficam envergonhadas de ter que confessar o mesmo pecado muitas vezes! Quantas pessoas hoje estão escondendo seus pecados, suas fraquezas por medo de enfrentar suas batalhas, sabendo hoje que seu pior inimigo é você mesmo. LUTE!

            Toda luta nos faz mais fortes. O que não nos mata nos faz mais forte! Todos falam mas não refletem sobre isso.  Deus quer sempre mais de cada um de nós. Ele não nos quer escravos e sim Soldados, Guerreiros. Hoje Deus quer te fazer enxergar que Ele te quer Filho e Filha! Então Deus sendo Deus, seus filhos serão valentes Guerreiros que tem o Pai o Senhor dos Exércitos à frente!

            São Paulo nos fala hoje 1 Cor 10 nos alertando sobre a história do povo de Israel, que Deus fez tantos prodígios na vida do seu povo, com o Maná diário e o treino para vencer batalhas impossíveis. Hoje temos o Pão dos Anjos, o Pão do Céu, o Maná que nos capacita a toda e qualquer batalha em nossas vidas, na certeza de o Guarda de Israel nunca dorme e luta por nós. Ele nos treina em confiança todos os dias! Ele se maravilha com seus filhos que não fogem a luta, pois  a Confiança em Deus nos dá a certeza da vitória! Quantos de nós hoje precisam voltar à liberdade que o Senhor pode oferecer na Confissão: – tomar a decisão de mudar e confiar na confiança da Misericórdia e Graça do Senhor.  Tome a decisão por essa liberdade que se conquista na Luta!

            Façamos nossos propósitos de mantermos na luta de hoje em diante. Quaresma é um tempo perfeito para enxergarmos melhor a complexidade das nossas batalhas. Também é o tempo de se enxergarmos toda a força de Deus em nossas batalhas. Tempo de renovarmos nossa confiança! Todos os dias façamos a opção desse treino em confiança! Assim seremos fortalecidos em guerrear! Esse Dom ninguém poderá tirar de nós. Esse tempo de nos revelarmos os Filhos de Deus, não mais escravos do mundo!

         Oremos: Abbá (Pai) Amado, fortalece-me na Sua Confiança. Pai eu reconheço que muitas vezes tomo a atitude da sedução da escravidão, onde tudo me parece ser gratuito, tudo me parece ser gostoso, mas não só me tira das verdadeiras batalhas, como me enfraquece até me tornar um perdedor, um fraco. Não Senhor, eu quero e decido em meu coração ser treinado em Confiança, fortalecido em minhas batalhas, para um dia chegar a Glória do Céu, me alimentando com o Maná (Eucaristia) e sob sua Égide ( Shekinah) que me instruí a me mover ou ficar, na certeza de que o meu movimento acontece somente quando o Senhor me sinaliza.

Pai em tuas mãos entrego meu coração! Cura-me Senhor, Restaura-me Senhor!  Amém