nascemos-na-simplicidade
Simplicidade ou frugalidade é a ausência de artifícios, extravagâncias e excessos de ordem material, social ou psicológica.

É grande a alegria e a felicidade que nós sentimos neste final de semana na casa do Senhor, onde o Senhor se manifesta, se revela e faz acontecer no nosso coração o novo. É bom compreendermos que o palácio real é acessível a todos que querem entrar nele. É muito bom, neste dia, em que nós celebramos Cristo o Rei do Universo compreendermos que o palácio real de Cristo é o palácio do Rei que é mais acessível para aqueles que querem se aproximar d’Ele.

Se preferir, baixe em MP3

Tem lugar para todo mundo no palácio real de Jesus, que é a casa de Deus onde nós estamos reunidos e o acesso ao Rei Jesus é liberado. Não tem ninguém para impedir você de chegar até Ele. O Rei do universo, Jesus, é acessível a todos nós, é acessível aos intelectuais e àqueles que não têm muito estudo. Eu estudei teologia, mas o conhecimento de Deus não está somente no intelecto, está muito mais na experiência. Talvez eu seja um grande conhecedor da teologia, mas não tiver feito uma experiência concreta com Jesus, será vã a minha teologia.

Nós podemos até nos lembrar de São Paulo. Depois que ele experimentou a Deus, ao Rei Jesus, ele disse: “Eu considero tudo isso que eu já vivi como lixo, porque agora sim eu fiz uma experiência que me tocou e mudou a minha vida.” É assim, as portas do palácio desse Rei, que hoje nós estamos celebrando, estão abertas para você que está aqui ou em casa entrar e fazer uma experiência com o Rei da glória, com o Rei do universo.

A porta está sempre aberta, basta você entrar e querer experimentar.

(Fonte: CN Eventos)


 

 Nota: Recentemente, publiquei aqui o testemunho do Adriano Moraes, tricampeão de rodeio e, mesmo não sendo meu estilo favorito de “esporte”, resolvi partilhar também a homilia acima, pois tem tudo a ver com o “clima” aqui na Canção Nova, pois neste final de semana, acontecerá um evento voltado para o público sertanejo. Um evento grande, mega estrutura, para dar nos chamar a atenção para as coisas simples (e não simplórias) da vida. Outro motivo, é que estamos chegando ao final do ano litúrgico e, no próximo domingo (23), celebraremos a “Festa de Cristo Rei”. Um reinado que não ostentou, mas simplesmente amou os mais pobres, os esquecidos, aqueles que não tinham com quem contar. Assim, hoje, recomendo que ouça essa homilia e, a partir dela, buscar em seu interior os caminhos para retomar a simplicidade em todas as áreas de sua vida. Acredite, no seu interior tem Deus.


Que Deus nos abençoe.

Cleber Rodrigues
Comunidade Canção Nova