Aleluia, aleluia, aleluia. Serás chamado, ó menino, o profeta do Altíssimo: irás diante do Senhor, preparando-lhe os caminhos (Jo 1,7; Lc 1,17).

joao-batista

Viva São João! Anualmente, no dia 24 de junho, a Igreja celebra a Natividade de São João Batista. Não se trata somente de mais uma data comemorativa no calendário litúrgico. Mas, precisamos perceber que nesta data, ainda que, na verdade, a maioria das pessoas nem saibam o que, de fato, estão celebrando, que nós cristãos tomemos consciência de que nós devemos honrar, venerar e reconhecer a grandeza é João Batista, porque entre os nascidos de uma “mulher”, como diz Jesus, não houve ninguém maior do que São João Batista: um modelo de missionário.

Um homem olhando para uma multidão e apontando para Jesus.

Em São João Batista, vemos um modelo de vocação, para configurarmos a nossa: preparar o povo para receber Jesus Cristo. De vida simples e austera (no vestir e no comer). João foi formando um grupo de pessoas e, sua missão, era preparar o coração destas pessoas. Ele próprio batizou Jesus e que, do Céu, veio o Espírito Santo, o qual apresentou: “Eis o Cordeiro de Deus!”

Feito isso ele desaparece e encaminha as pessoas para Jesus. Assim, o missionário deve ter a consciência que o centro deve ser Jesus Cristo. O evangelizador leva as pessoas para Deus e não para si, pois, colocar-se ou colocar as pessoas no lugar de Deus é idolatria. Mas, talvez você me pergunte: como saber se estou preparando o caminho do Senhor? Eis a dica: verificar se as pessoas estão se aproximando, cada vez, mais de Jesus e dos sacramentos.

“Esse é o papel do evangelizador: favorecer o encontro e sair de mansinho!” (Padre José Augusto)

João Batista tinha consciência de sua pequenês e afirmava: “Sou apenas uma voz que clama do deserto”. O papel do missionário é ser apenas uma “isca”. O evangelizador é aquele que usa todos os dons para favorecer o encontro pessoal com Jesus. É preciso muito cuidado e discernimento para não nos acharmos sendo “o caminho, a verdade e a vida” É preciso falar de Jesus para as pessoas e levá-las ao encontro com Ele e não sermos o pedágio. Quando uma pessoa não é formada por Jesus Cristo, qualquer sopro de “ideologia” arrasta.

No momento, em que cumpriu sua missão – e Jesus ficou conhecido – João Batista morreu decapitado e todos passaram a seguir o novo Mestre. A única pessoa que devemos, de fato, sentir falta é de Jesus Cristo. Saudades sim, idolatria não! Como celebrar este dia sem superstição? “Nós devemos honrá-lo também com a nossa santidade de vida, com a vontade de viver para sermos também profetas de Deus, anunciarmos Deus no mundo que parece celebrar o Senhor, mas, ao mesmo tempo, Ele parece estar tão distante para todos”, exortou Padre Roger Araújo em homilia.

São João Batista, rogai por nós.
 Ouça agora a pregação: “Preparai o caminho do Senhor” (Mons Jonas Abib)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Oração do dia

Ó Deus, que suscitastes são João Batista a fim de preparar para o Senhor um povo perfeito, concedei á vossa Igreja as alegrias espirituais e dirigi nossos passos no caminho da salvação e da paz. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. São João Batista, rogai por nós.

 


 E você, qual sua experiência com São João Batista? Escreva abaixo.


Que Deus nos abençoe.
Até a próxima.

Cleber Rodrigues
Comunidade Canção Nova