DUNGA-PHN-E-THALLES-ROBERTO

Hoje, passeando pelo portal Canção Nova, encontrei um vídeo muito bonito. Um encontro de comunhão, entrevista inédita com Dunga e Thalles Roberto juntos! Tenho certeza que Deus, se alegra ao ver seus filhos se unindo. 

Para que todos sejam um, assim como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, para que também eles estejam em nós e o mundo creia que tu me enviaste. Dei-lhes a glória que me deste, para que sejam um, como nós somos um: eu neles e tu em mim, para que sejam perfeitos na unidade e o mundo reconheça que me enviaste e os amaste, como amaste a mim.” (João 17, 21-23)

 

Assista na íntegra a entrevista realizada pelo Play Canção Nova:

Louvado seja Deus!

Entendendo o ecumenismo

Pela abrangência e importância do tema “ecumenismo“, fiz uma breve pesquisa e partilho uma entrevista realizada com Pe Paulo Ricardo, que pode auxiliar na compreensão.

Vale a pena ouvir: “O que é ecumenismo? (Padre Paulo Ricardo)

Rumo a Unidade

CAPA-CATECISMO§820 A unidade, “Cristo a concedeu, desde o início, à sua Igreja, e nós cremos que ela subsiste sem possibilidade de ser perdida na Igreja católica e esperamos que cresça, dia após dia, até a consumação dos séculos”. Cristo dá sempre à sua Igreja o dom da unidade, mas a Igreja deve sempre orar e trabalhar para manter, reforçar e aperfeiçoar a unidade que Cristo quer para ela. Por isso Jesus mesmo orou na hora de sua Paixão, e não cessa de orar ao Pai pela unidade de seus discípulos: “… Que todos sejam um. Como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, que eles esteja me nós, a fim de que o mundo creia que tu me enviaste” (Jo 17,21). O desejo de reencontrar a unidade de todos os cristãos é um dom de Cristo e convite do Espírito Santo

§821 Para responder adequadamente a este apelo, exigem-se:

  • uma renovação permanente da Igreja em uma fidelidade maior à sua vocação. Esta renovação é a mola do movimento rumo à unidade.
  • a conversão do coração, “com vistas a viver mais puramente segundo o Evangelho”, pois e a infidelidade dos membros ao dom de Cristo que causa as divisões;
  • a oração em comum, pois “a conversão do coração e a santidade de vida, juntamente com as preces particulares e públicas pela unidade dos cristãos, devem ser consideradas a alma de todo o movimento ecumênico e, com razão, podem ser chamadas de ecumenismo espiritual”;
  • conhecimento fraterno recíproco,
  • a formação ecumênica dos fiéis e especialmente dos presbíteros;
  • diálogo entre os teólogos e os encontros entre os cristãos diferentes Igrejas e comunidades;
  • a colaboração entre cristãos nos diversos campos do serviço aos homens.

§822 A preocupação de realizar a união “diz respeito à Igreja inteira, fiéis e pastores”. Mas é preciso também “ter consciência de que este projeto sagrado, a reconciliação de todos os cristãos na unidade de uma só e única Igreja de Cristo, ultrapassa as forças e as capacidades humanas”. Por isso depositamos toda a nossa esperança “na oração de Cristo pela Igreja, no amor do Pai por nós e no poder do Espírito Santo”.

 

“Pois somente por meio da Igreja católica de Cristo, ‘a qual é meio geral de salvação’, pode ser atingida toda a plenitude dos meios de salvação. Cremos que o Senhor confiou todos os bens da Nova Aliança somente ao Colégio Apostólico, do qual Pedro é o chefe, a fim de constituir na terra um só Corpo de Cristo, ao qual é necessário que se incorporem plenamente todos os que, de que alguma forma, já pertencem ao Povo de Deus” (Decreto sobre o Ecumenismo, do Concílio Vaticano II)

Pra ouvir depois

download

Aproveite! Baixe em áudio a pregação “Eu vos convido a transfiguração” (Dunga)

[ MP3 ]

 

O amor de Cristo nos uniu! Até a próxima…

Que Deus te abençoe.
Um abraço.

 

Cleber dos Santos Rodrigues
@CleberRodrigues
Comunidade Canção Nova