Conheçamos a extraordinária história da composição do tradicional hino mariano Regina Caeli.

O Regina Caeli ou Regina Coeli, que em português significa: “Rainha do Céu”, é um hino medieval dedicado a Nossa Senhora, composto em latim, que tradicionalmente é rezado ou cantado às 6, às 12 e às 18 horas durante o Tempo Pascal. O Regina Coeli substitui a oração mariana do Angelus, que é rezada nos outros tempos litúrgicos do ano, nos mesmos horários.

O autor do Regina Caeli é desconhecido. Porém, segundo atesta uma antiga tradição, esse belíssimo hino mariano teria sido composto pelos anjos. Continue lendo…

Conheçamos três belíssimas orações de consagração e de reparação ao Sagrado Coração de Jesus.

A consagração e a reparação ao Sagrado Coração de Jesus são devoções que têm uma longa tradição na Igreja Católica. São João Eudes (1601-1680), primeiro teólogo que tratou da devoção ao Sagrado Coração de Jesus, dizia que: “O Coração augusto de Jesus é uma Fornalha de Amor que espalha seu fogo e suas chamas por todos os lados, no Céu, na Terra e em todo o universo”[1].

Conheçamos três belíssimas orações de consagração e de reparação ao Sagrado Coração de Jesus.

Sagrado Coração de Jesus

No século XVII, nosso Senhor Jesus Cristo apareceu a Santa Margarida Maria Alacoque (1647-1690) e, muito triste, queixou-se: “Mas, em paga, eu não recebo da maior parte dos homens senão ingratidão”[2]. Esta piedosa queixa de Jesus parece ecoar até os nossos dias, pois são muito poucos os homens que amam o Sagrado Coração de Jesus como Ele deseja ser amado.

Jesus Cristo é Deus e quer a nossa amizade e o nosso amor não por causa de uma carência afetiva, porque é infeliz ou lhe falta alguma coisa, mas porque Ele quer dividir sua felicidade plena e eterna conosco. Sendo assim, somos chamados a nos consagrar ao Sagrado Coração de Jesus e a desagravar as ofensas cometidas contra Ele, para o nosso próprio bem e de toda a humanidade. Continue lendo…

Conheçamos quatro belíssimas orações de São Padre Pio a Virgem Maria e rezemos a ela com as palavras deste grande santo.

São Padre Pio de Pietrelcina era devoto fervorosíssimo da Virgem Maria, que chamava carinhosamente de Mamma (Mamãe). Padre Pio, como é mais conhecido, rezava continuamente a Nossa Senhora, pedindo as graças de que é dispensadora, suplicando a sua intercessão, o seu cuidado materno.

Conheçamos quatro belíssimas orações de São Padre Pio a Virgem Maria e rezemos a ela com as palavras deste grande santo.

São Padre Pio de Pietrelcina beija a imagem da Virgem de Fátima.

As orações deste grande Santo são frutos de uma profunda intimidade com Deus, como podemos perceber em suas palavras:

Assim que me ponho a rezar, logo sinto o coração como que invadido por uma chama de amor; essa chama não tem nada a ver com qualquer chama deste baixo mundo. É uma chama delicada e muito doce, que consome e não causa sofrimento algum. Ela é tão doce e tão deliciosa, que o espírito prova sua complacência e permanece saciado, mas sem perder o desejo – oh Deus! –, algo que me parece maravilhoso e que talvez jamais consiga compreender, a não ser na pátria celeste[1].

Depois de conhecer um pouco a vida de oração de São Pio de Pietrelcina, vejamos quatro de suas orações dirigidas a Virgem Maria, que providencialmente temos acesso graças ao seu Epistolário, ou seja, às suas cartas: Continue lendo…

Rezemos a Quaresma de São Miguel Arcanjo e a oração a Nossa Senhora intitulada “Augusta Rainha dos Céus”.

Neste Ano Nacional Mariano, especialmente dedicado a Nossa Senhora, rezemos a Quaresma de São Miguel Arcanjo e a oração “Augusta Rainha dos Céus”. No dia 15 de agosto, dia da Solenidade da Assunção de Nossa Senhora[1], inicia-se a tradicional devoção conhecida como “Quaresma de São Miguel Arcanjo”. Trata-se de um período de 40 dias de oração (excluídos os domingos), que termina no dia 29 de setembro, na Festa dos Santos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael.

Rezemos a Quaresma de São Miguel Arcanjo e a oração a Nossa Senhora intitulada “Augusta Rainha dos Céus”.

São Miguel Arcanjo

Os santos anjos são todos servos da Virgem Maria, a Rainha de todos os anjos e santos. Por isso, todos os seus filhos, devotos, servos e consagrados podem ter devoção a esses nossos santos protetores contras as maldades e as ciladas do demônio. Como incentivo a essa devoção a São Miguel Arcanjo, indicaremos como fazer as orações. Além disso, tendo em vista que estamos nesse Ano Mariano especialíssimo, no qual comemoramos os 300 anos de Aparecida e os 100 anos de Fátima, recomendamos que rezemos também a belíssima oração a “Augusta Rainha dos Céus”, revelada pela própria Virgem Maria ao Bem-aventurado Padre Luís-Eduardo Cestac, no dia 13 de Janeiro de 1864[2]. Continue lendo…

Porque vós sabeis que não é por bens perecíveis, como a prata e o ouro, que tendes sido resgatados da vossa vã maneira de viver, recebida por tradição de vossos pais, mas pelo precioso sangue de Cristo” (1 Pd 1, 18).

Julho é o mês dedicado ao Preciosíssimo Sangue de nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual fomos resgatados da escravidão de Satanás. Na Liturgia anterior à reforma feita pelo Papa Paulo VI celebrava-se a festa do Preciosíssimo Sangue de Cristo no dia 1º de Julho. Apesar de suprimida do calendário litúrgico, está prevista a celebração da Missa votiva ao Preciosíssimo Sangue de Cristo.

A devoção ao Preciosíssimo Sangue de Cristo remonta aos inícios da Igreja Católica. No entanto, o Preciosíssimo Sangue de Cristo passou a fazer parte do calendário litúrgico somente nos últimos séculos.

“Porque vós sabeis que não é por bens perecíveis, como a prata e o ouro, que tendes sido resgatados da vossa vã maneira de viver, recebida por tradição de vossos pais, mas pelo precioso sangue de Cristo” (1 Pd 1, 18).

O encontro de Jesus com Maria na subida do Calvário.

O Papa Bento XIV (1740-1748) ordenou que fossem compostos a Missa e o Oficio em honra ao precioso Sangue de Jesus. No século seguinte, a Missa do Preciosíssimo Sangue de Cristo foi finalmente foi estendida a toda a Igreja, por decreto do Papa Pio IX (1846-1878). No século XIX, São Gaspar de Búfalo propagou esta piedosíssima devoção e se tornou conhecido como “Apóstolo do Preciosíssimo Sangue”. Em 1815, o Santo fundou a Congregação dos Missionários do Preciosíssimo Sangue (CPPS). Em 2001, o Papa São João Paulo II, em sua Carta Apostólica Angelus Domini, convidou-nos a meditar acerca do valor infinito daquele Sangue, do qual “uma só gota pode salvar o mundo inteiro de qualquer culpa”[1] (Hino Adoro Te devote, de Santo Tomás de Aquino). Continue lendo…

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com