Conheça as principais orações a Nossa Senhora que são indulgenciadas, saiba como rezá-las e quais as normas para adquirir as indulgências.

Há várias orações, algumas que muitos de nós rezamos todos os dias, a Nossa Senhora que são enriquecidas com indulgências. Vamos conhecer a maioria dessas orações, mas antes é importante sabermos o que são as indulgências e para que servem. Indulgência é a remissão, diante de Deus, da pena temporal – devida pelos pecados já perdoados quanto à culpa no sacramento da Confissão – que devidamente dispostos e em certas e determinadas condições, alcançamos por meio da Santa Igreja Católica. Enquanto dispensadora da redenção, a Igreja distribui e aplica, com sua autoridade, o tesouro das satisfações e dos méritos de Jesus Cristo e dos Santos.

A indulgência concedida em uma oração pode ser parcial ou plenária, conforme nos livra, parcial ou plenamente, da pena devida pelos nossos pecados. Além disso, as indulgências, parciais ou plenárias, podemos sempre aplicar aos defuntos, por modo de sufrágio, especialmente às almas do purgatório. Dessa forma, compreendemos que as indulgências são de suma importância para a remissão das penas devidas pelos pecados cometidos. Podemos aplicá-las a nós mesmos e também àquelas pessoas que partiram desta vida, pelas quais podemos e devemos rezar e aplicar as indulgências. Pois, as almas do purgatório não podem mais alcançar a remissão das penas devidas pelos seus pecados por si mesmas.

Receba o conteúdo deste blog gratuitamente em seu e-mail.

Orações a Nossa Senhora enriquecidas com indulgências1

Anjo do Senhor (Angelus Domini) – Rainha do Céu (Regina Caeli)

Anjo do Senhor (rezado nos Tempos: Comum, Advento e Quaresma)

V/. O anjo do Senhor anunciou a Maria.

R/. E ela concebeu do Espírito Santo.

Ave Maria…

V/. Eis aqui a serva do Senhor.

R/. Faça-se em mim segundo a vossa palavra.

Ave Maria…

V/. E o Verbo se fez homem.

R/. E habitou entre nós.

Ave Maria…

V/. Rogai por nós, santa Mãe de Deus,

R/. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos: Derramai, ó Deus, a vossa graça em nossos corações, para que, conhecendo pela mensagem do Anjo a encarnação do vosso Filho, cheguemos, por sua paixão e cruz, à glória da ressurreição. Por Cristo, nosso Senhor. Amém2.

Rainha do Céu (rezado no Tempo Pascal)

Rainha do céu, alegrai-vos, aleluia!

Pois o Senhor que merecestes trazer em vosso seio, aleluia.

Ressuscitou, como disse, aleluia.
Rogai a Deus por nós, aleluia.

V/. Alegrai-vos e exultai, ó Virgem Maria, aleluia!

R/. Porque o Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia!3

Oremos: Ó Deus, que vos dignastes alegrar o mundo com a ressurreição do vosso Filho, concedei-nos por sua Mãe, a Virgem Maria, o júbilo da vida eterna. Por Cristo, nosso Senhor. Amém4.

Concede-se indulgência parcial ao fiel que piedosamente recitar estas orações, de acordo com o Tempo Litúrgico. Conforme louvável costume, estas orações se recitam de manhã, às 6 horas, ao meio-dia e à tarde, às 18 horas.

Ladainha Lauretana ou Ladainha da Santíssima Virgem

Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, ouvi-nos.

Jesus Cristo, atendei-nos.
Pai celeste que sois Deus, tende piedade de nós.

Filho, Redentor do mundo, que sois Deus, tende piedade de nós.

Espírito Santo, que sois Deus, tende piedade de nós.

Santíssima Trindade, que sois um só Deus, tende piedade de nós.

Santa Maria, rogai por nós.

Santa Mãe de Deus, rogai por nós.

Santa Virgem das Virgens, rogai por nós.

Mãe de Jesus Cristo, rogai por nós.

Mãe da divina graça, rogai por nós.

Mãe puríssima, rogai por nós.

Mãe castíssima, rogai por nós.

Mãe imaculada, rogai por nós

Mãe intacta, rogai por nós.

Mãe intemerata, rogai por nós.

Mãe amável, rogai por nós.

Mãe admirável, rogai por nós.

Mãe do bom conselho, rogai por nós.

Mãe da Igreja, rogai por nós.

Mãe do Criador, rogai por nós.

Mãe do Salvador, rogai por nós.

Virgem prudentíssima, rogai por nós.

Virgem venerável, rogai por nós.

Virgem louvável, rogai por nós.
Virgem poderosa, rogai por nós.

Virgem clemente, rogai por nós.

Virgem fiel, rogai por nós.

Espelho de justiça, rogai por nós.

Sede de sabedoria, rogai por nós.

Causa da nossa alegria, rogai por nós.

Vaso espiritual, rogai por nós.

Vaso honorífico, rogai por nós.

Vaso insigne de devoção, rogai por nós.

Rosa mística, rogai por nós.

Torre de David, rogai por nós.

Torre de marfim, rogai por nós.

Casa de ouro, rogai por nós.

Arca da aliança, rogai por nós.

Porta do céu, rogai por nós.

Estrela da manhã, rogai por nós.

Saúde dos enfermos, rogai por nós.

Refúgio dos pecadores, rogai por nós.

Consoladora dos aflitos, rogai por nós.

Auxílio dos cristãos, rogai por nós.

Rainha dos anjos, rogai por nós.

Rainha dos patriarcas, rogai por nós.

Rainha dos profetas, rogai por nós.

Rainha dos apóstolos, rogai por nós.

Rainha dos mártires, rogai por nós.

Rainha dos confessores, rogai por nós.

Rainha das virgens, rogai por nós.
Rainha de todos os santos, rogai por nós.

Rainha concebida sem pecado original, rogai por nós.

Rainha elevada ao céu, rogai por nós.

Rainha do sacratíssimo Rosário, rogai por nós.

Rainha da paz, rogai por nós.

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos Senhor.

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ouvi-nos Senhor.

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós.

V/. Rogai por nós, Santa Mãe de Deus,

R/. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos: Senhor Deus, nós Vos suplicamos que concedais aos vossos servos perpétua saúde de alma e de corpo; e que, pela gloriosa intercessão da bem-aventurada sempre Virgem Maria, sejamos livres da presente tristeza e gozemos da eterna alegria. Por Cristo Nosso Senhor. Amém5.

Com indulgência parcial é enriquecida a Ladainha Lauretana ou Ladainha da Santíssima Virgem.

Magnificat: a alegria da alma no Senhor

A minh’alma engrandece o Senhor e exulta meu espírito em Deus, meu Salvador;

Porque olhou para a humildade de sua serva, doravante as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez em mim maravilhas, e Santo é o seu nome!

Seu amor para sempre se estende sobre aqueles que o temem;

Manifesta o poder de seu braço, dispersa os soberbos;

Derruba os poderosos de seus tronos e eleva os humildes;

Sacia de bens os famintos, despede os ricos sem nada.
Acolhe Israel, seu servidor, fiel ao seu amor,

Como havia prometido a nossos pais, em favor de Abraão e de seus filhos para sempre.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Concede-se indulgência parcial ao fiel que recitar piedosamente o “Magnificat”.

Maria, ó Mãe da graça

Maria, ó Mãe da graça, ó Mãe da misericórdia, do inimigo defendei-me, na hora da morte acolhei-me!

Concede-se indulgência parcial ao fiel que recitar piedosamente a oração “Maria, ó Mãe da graça”.

Lembrai-vos (oração de São Bernardo a Nossa Senhora)

Lembrai-vos, ó piíssima Virgem Maria, que nunca se ouviu dizer que algum daqueles que recorreram à vossa proteção, imploraram vossa assistência, reclamaram vosso socorro, fosse por vós desamparado. Animado eu, pois, com igual confiança, a vós, Virgem entre todas singular, como a Mãe recorro; de vós me valho e, gemendo sob o peso de meus pecados, me prostro aos vossos pés. Não desprezeis as minhas súplicas, ó Mãe do Filho de Deus humanado, mas dignai-vos de as ouvir propícia e de me alcançar o que vos rogo. Amém.

Concede-se indulgência parcial ao fiel que recitar piedosamente a oração “Lembrai-vos”.

Novena da Imaculada Conceição

Concede-se indulgência parcial ao fiel que assistir devotamente a novena pública que se faz antes da solenidade da Imaculada Conceição.

Ofícios breves

O ofício breve da Santíssima Virgem Maria e o ofício da Imaculada Conceição são enriquecidos com indulgência parcial.

Rosário (Terço) de Nossa Senhora

A Santa Igreja concede indulgência plenária, se o Rosário for recitado na igreja, na capela, no oratório, ou em família, na comunidade religiosa, ou em piedosa associação; concede indulgência parcial quando rezado em outros lugares e circunstâncias. Para a lucrar indulgência plenária com a oração do Rosário, determina-se o seguinte:

1. Basta rezar a terça parte do Rosário, ou seja, um Terço, mas devemos recitar as cinco dezenas juntas;

2. A nossa oração vocal deve ser acompanhada da piedosa meditação dos mistérios do Rosário;

3. Na recitação pública, devemos anunciar os mistérios a serem meditados, conforme o costume aprovado do lugar; na recitação privada, basta que unamos a meditação dos mistérios com a oração vocal;

4. Entre os orientais, que não praticam esta devoção, os Patriarcas podem determinar outras orações em honra da Santíssima Virgem Maria6, que receberão as mesmas indulgências.

Salve, Rainha

Salve, Rainha, mãe de misericórdia, vida, doçura e esperança nossa, salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva; a vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas! Eia, pois, advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre! Ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem Maria7.

Concede-se indulgência parcial ao fiel que recitar piedosamente a oração “Salve Rainha”.

Santa Maria, socorrei os pobres

Santa Maria, socorrei os pobres, ajudai os fracos, consolai os tristes, rogai pelo povo, auxiliai o clero, intercedei por todas as mulheres: sintam todos a vossa ajuda, todos os que celebram a vossa memória.

Concede-se indulgência parcial ao fiel que recitar piedosamente a oração “Santa Maria, socorrei os pobres”.

O culto aos Santos

A Igreja concede indulgência parcial se, no dia da celebração litúrgica de qualquer Santo, recitarmos em sua honra a oração tomada do Missal, ou outra aprovada pela autoridade eclesiástica. Por isso, nas diversas celebrações litúrgicas da Santíssima Virgem Maria, podemos recitar devotamente as suas orações próprias e lucrar indulgências.

À vossa proteção (Sub tuum paesidium)

À vossa proteção recorremos, santa Mãe de Deus; não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita8.

Concede-se indulgência parcial ao fiel que recitar piedosamente a oração “À vossa proteção”.

Assista ou ouça programa do Padre Paulo Ricardo sobre as “Indulgências”:

As condições necessárias para lucrar indulgência parcial e plenária

Quando rezamos as orações enriquecidas de indulgência parcial, em estado de graça ou, pelo menos, arrependidos dos nossos pecados, a Igreja concede-nos uma remissão da pena temporal no valor satisfatório correspondente à obra que realizamos. Através dessas orações, podemos adquirir indulgência parcial várias vezes ao dia.

A indulgência plenária só pode ser adquirida uma vez por dia. Para adquirir esta indulgência, precisamos fazer uma das orações enriquecidas com indulgência plenária e cumprir três atos de piedade: a confissão sacramental; a comunhão eucarística; e a oração nas intenções do Santo Padre. Além disso, é necessário que rejeitemos todo apego ao pecado, qualquer que seja, até mesmo ao pecado venial. Se falta essa plena disposição de romper com todo o pecado, ou não cumprimos as três condições acima mencionadas, a Igreja concede-nos apenas a indulgência parcial.

As três condições para lucrar a indulgência plenária não precisam ser realizadas no mesmo dia. Estas podem ser cumpridas antes ou depois da oração indulgenciada. No entanto, convém que a comunhão e a oração nas intenções do Sumo Pontífice sejam no mesmo dia que fizermos a oração. Quanto à confissão sacramental, com uma podemos adquirir várias indulgências plenárias. Todavia, para cada indulgência plenária são necessárias uma comunhão e as orações nas intenções do Sumo Pontífice. Essas orações, podemos cumprir plenamente recitando, nas intenções do Papa, um Pai-nosso e uma Ave-Maria. Mas, é permitido que recitemos qualquer outra oração, conforme nossa piedade e devoção, desde que a rezemos nas intenções do Pontífice Romano9.

A Santa Igreja concede-nos as indulgências para que alcancemos mais facilmente a redenção eterna e também para que ajudemos as almas do purgatório a entrar no Reino dos Céus. Por isso, rezemos as orações indulgenciadas, com as disposições exigidas: amemos a Deus, detestemos os pecados, confiemos nos méritos de Jesus Cristo e firmemente acreditemos na grande utilidade que para nós representa a comunhão dos Santos.

Ó Virgem Maria, Mãe da Igreja, rogai por nós!

Natalino Ueda, consagrado a Jesus por Maria.

Links relacionados:

PADRE PAULO RICARDO. Como fazer uma boa confissão.

PADRE PAULO RICARDO. Projeto Segunda Morada.

TODO DE MARIA. A Virgem Maria, Vaso cheio da graça de Deus.

TODO DE MARIA. O programa Ofício da Imaculada Conceição.

Referências e notas:

1 PRESBÍTEROS. Manual da Indulgências: normas e concessões. As orações indulgenciadas foram todas extraídas do Manual de Indulgências, exceto a Ladainha Lauretana.

2 Miss. Rom., dom IV do Adv., coleta.

3 Cf. Lit. Hor., ord. Temp. pasc., após compl.

4 Miss. Rom., comum da B.V. Maria 6, temp. pasc., coleta.

6 Exemplo: entre os bizantinos, pode-se rezar o hino “Akathistos” ou o ofício “Paraclisis”.

7 Lit. Hor., no final das completas.

8 Lit. Hor., no final das completas.

1 comentário

  1. São orações valiosas. Rezemos com fé e amor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com