Conheçamos a antiga tradição de rezar o Rosário da Virgem Maria com cláusulas meditativas dos mistérios de Jesus Cristo.

Toda oração do Rosário já é em si uma Lectio Divina ou leitura orante das Sagradas Escrituras, mas aquele que é enriquecido por cláusulas alusivas ao mistério contemplado acentua esse aspecto da oração. A este respeito, guiado pelo espírito do Concílio Vaticano II de voltar às fontes de inspiração de toda vida cristã, disse o Papa Paulo VI a toda a Igreja: “É coisa conhecida que, exatamente para favorecer a contemplação e para que a mente estivesse sempre em sintonia com as palavras, se costumava outrora – e tal costume conservou-se em diversas regiões – ajuntar ao nome de Jesus, em cada Ave-Maria, uma cláusula, que chamasse a atenção para o mistério enunciado”[1].

Conheçamos a antiga tradição de rezar o Rosário da Virgem Maria com cláusulas meditativas dos mistérios de Jesus Cristo.

Fra Angelico (1387-1455) Saint Peter Martyr Triptych 1428.

Em 2002, o Papa São João Paulo II também valorizou a tradição de realçar o nome de Cristo, acrescentando ao Rosário uma cláusula evocativa do mistério que meditamos:

É um louvável costume, sobretudo na recitação pública. Exprime de forma intensa a fé cristológica, aplicada aos diversos momentos da vida do Redentor. É profissão de fé e, ao mesmo tempo, um auxílio para permanecer em meditação, permitindo dar vida à função assimiladora, contida na repetição da Ave-Maria, relativamente ao mistério de Cristo. Repetir o nome de Jesus – o único nome do qual se pode esperar a salvação (cf. At 4, 12) – enlaçado com o da Mãe Santíssima, e de certo modo deixando que seja Ela própria a sugerir-no-lo, constitui um caminho de assimilação que quer fazer-nos penetrar cada vez mais profundamente na vida de Cristo[2].

Inscreva-se e receba o conteúdo deste blog gratuitamente em seu e-mail.

As cláusulas e a meditação dos mistérios do Rosário

A fim de favorecer a contemplação e para que a mente concorde com a voz, os pastores e os teólogos sugeriram diversas vezes restabelecer o uso da cláusula, uma antiga estrutura do Rosário que, aliás, nunca desapareceu completamente.

A cláusula, que se harmoniza bem com a índole repetitiva e meditativa do Rosário, consiste numa proposição relativa que segue o nome de Jesus e relembra o mistério contemplado. Uma cláusula correta, fixa para cada dezena, breve no enunciado, em conformidade com as Sagradas Escrituras e a Liturgia, pode ser uma ajuda válida e oportuna para a recitação meditativa do Santo Rosário[3].

Como não podemos prestar atenção a tudo ao mesmo tempo, a oração em cláusulas não só liberta da necessidade da dar atenção a cada uma das palavras recitadas, mas também pode ajudar a superar o costume de colocar intenções em cada dezena, o que é válido, mas pode desviar a atenção do mistério meditado.

Um excelente exemplo do Rosário com cláusulas é o subsídio que nos é oferecido pela Família Cartusiana, um verdadeiro tesouro conservado em sua vida e tradição. Os Cartuchos nos oferecem três fórmulas do Rosário segundo a tradição das cláusulas, das quais apresentamos a mais simples e fácil de assimilar:

Rosário das Cláusulas nos países nórdicos

Mistérios Gozosos

Pai nosso…

1. Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois Vós entre as mulheres e bendito é o fruto de vosso ventre, Jesus, – a quem, sem deixar de ser Virgem, concebeste do Espírito Santo. – Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém. (Repete-se 10 vezes).

Glória ao Pai…

2. Ave Maria,… Jesus, – a quem levaste, ó Virgem, em tua Visitação. – Santa Maria…

3. Ave Maria,… Jesus, – a quem, sempre Virgem, deste à luz em Belém. – Santa Maria…

4. Ave Maria,… Jesus, – a quem apresentaste, ó Virgem, no Templo. – Santa Maria…

5. Ave Maria,… Jesus, – a quem encontraste, ó Virgem, no Templo. – Santa Maria…

Mistérios Luminosos

1. Ave Maria,… Jesus, – a quem São João batizou no Jordão. – Santa Maria…

2. Ave Maria,… Jesus, – que por tua mediação transformou a água em vinho bom. – Santa Maria…

3. Ave Maria,… Jesus, – que anunciou ao povo o Reino dos Céus com os seus discípulos. – Santa Maria…

4. Ave Maria,… Jesus, – que foi transfigurado no Tabor diante dos seus discípulos. – Santa Maria…

5. Ave Maria,… Jesus, – que na última ceia, deu o seu Corpo aos discípulos. – Santa Maria…

Mistérios Dolorosos

1. Ave Maria,… Jesus, – que por nós suou sangue. – Santa Maria…

2. Ave Maria,… Jesus, – que por nós sofreu a flagelação. – Santa Maria…

3. Ave Maria,… Jesus, – que por nós foi coroado de espinhos. – Santa Maria…

4. Ave Maria,… Jesus, – que por nós levou a cruz às costas. – Santa Maria…

5. Ave Maria,… Jesus, – que por nós morreu crucificado. – Santa Maria…

Mistérios Gloriosos

1. Ave Maria,… Jesus, – que ressuscitou dentre os mortos. – Santa Maria…

2. Ave Maria,… Jesus, – que subiu aos Céus. – Santa Maria…

3. Ave Maria,… Jesus, – que enviou o Espírito Santo. – Santa Maria…

4. Ave Maria,… Jesus, – que te elevou à Glória, ó Virgem. – Santa Maria…

5. Ave Maria,… Jesus, – que te coroou, ó Maria, nos Céus. – Santa Maria…

Fonte: UM CARTUCHO. O Rosário Das Cláusulas: Uma lectio orante com Nossa Senhora.

Baixe o “Rosário das Cláusulas nos países nórdicos” em formato .pdf.

Links relacionados:

TODO DE MARIA. A origem do Rosário de Nossa Senhora.
TODO DE MARIA. A oração do Rosário em grupo e em família.
TODO DE MARIA. Como rezar o Terço ou Rosário mariano?

Referências:


[1]  PAPA PAULO VI. Exortação  Apostólica  Marialis  Cultus, 46.
[2]  PAPA SÃO JOÃO PAULO II. Carta Apostólica  Rosarium Virginis Mariæ, 33.
[3]  Cf. Diretório sobre piedade popular e liturgia – Princípios e orientações.


Natalino Ueda é brasileiro, católico, formado em Filosofia e Teologia. Na consagração a Virgem Maria, segundo o método de São Luís Maria Grignion de Montfort, explicado no seu livro “Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem”, descobriu o caminho fácil, rápido, perfeito e seguro para chegar a Jesus Cristo. Desde então, ensina e escreve sobre esta devoção, o caminho “a Jesus por Maria”, que é hoje o seu maior apostolado.

2 Comentários

  1. Bom dia meu irmão, a paz de Cristo e o amor de Maria!!!

    Estou com uma dúvida sobre os exercícios espirituais preparatórios à consagração total. as orações tem que ser recitadas durante o dia ou se tem que ter um horário específico? No meu caso estou nos 12 dias preliminares…

    • Natalino Ueda

      Caro Tiago,
      Salve Maria!
      Sobre os exercícios espirituais preparatórios à consagração total, as orações podem ser feitas em qualquer horário do dia ou da noite. O importante é, desde já, ter uma atitude de entrega total a Virgem Maria. Dessa forma, certamente ela lhe ajudará a preparar-se bem para fazer a consagração.
      Deus o abençoe!
      Natalino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com