Como compreender a mediação da Virgem Maria e a única mediação de Jesus Cristo?

A Virgem Maria e a mediação de Jesus CristoA mediação da Virgem Maria está intimamente ligada a única mediação de Jesus Cristo junto ao Pai. Há um só mediador entre Deus e os homens: “Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e a humanidade: o homem Cristo Jesus, que se entregou como resgate por todos” (1 Tim 2, 5-6a). “Mas a função maternal de Maria em relação aos homens de modo algum ofusca ou diminui esta única mediação de Cristo; manifesta antes a sua eficácia” (Constituição Dogmática Lumen Gentium, 60). A solicitude materna da Mãe de Deus pela humanidade se expressa através da sua mediação nas Bodas de Caná: “Eles não têm vinho!” (Jo 2, 3b).

Receba o conteúdo deste blog gratuitamente em seu e-mail.

A mediação junto ao seu Filho, único mediador entre Deus e os homens, “manifesta concretamente esta maternidade nova, segundo o espírito e não somente segundo a carne, ou seja, a solicitude de Maria pelos homens, o seu ir ao encontro deles, na vasta gama das suas carências e necessidades” (Carta Encíclica Redemptoris Mater, 21). Nossa Senhora coloca-se como “mediadora, não como uma estranha, mas na sua posição de mãe, consciente de que como tal pode – ou antes, ‘tem o direito de’ – fazer presente ao Filho as necessidades dos homens. A sua mediação, portanto, tem um carácter de intercessão: Maria ‘intercede’ pelos homens. E não é tudo: como Mãe deseja também que se manifeste o poder messiânico do Filho, ou seja, o seu poder salvífico que se destina a socorrer as desventuras humanas, a libertar o homem do mal” (Idem, ibidem).

A Igreja sabe e ensina que “todo o influxo salvador da Virgem Santíssima sobre os homens se deve ao beneplácito divino e não a qualquer necessidade; deriva da abundância dos méritos de Cristo, funda-se na Sua mediação e dela depende inteiramente, haurindo aí toda a sua eficácia; de modo nenhum impede a união imediata dos fiéis com Cristo, antes a favorece” (Constituição Dogmática Lumen Gentium, 60).

A mediação da Virgem Maria está intimamente ligada à sua maternidade, por isso, possui um carácter especificamente maternal. Isso a distingue da mediação das outras criaturas que, de diferentes modos e sempre subordinados, participam na única mediação de Cristo, ainda que também a mediação de Maria permanece subordinada. O influxo salutar da mediação materna de Maria “é apoiado pelo Espírito Santo, que, assim como estendeu a sua sombra sobre a Virgem Maria, dando na sua pessoa início à maternidade divina, assim também continuamente sustenta a sua solicitude para com os irmãos do seu Filho” (Carta Encíclica Redemptoris Mater, 38).

Depois da Ascensão do seu Filho Jesus (cf. Lc 24, 51), a maternidade de Maria permanece na Igreja enquanto mediação materna. Como no Cenáculo em Jerusalém (cf. At 1, 14), a Virgem Santíssima permanece intercedendo por todos os seus filhos, cooperando na obra salvífica do Redentor do mundo. Esta mediação materna de Maria na economia da graça perdura sem interrupção, até à consumação perpétua de todos os eleitos. “Com a morte redentora do seu Filho, a mediação materna da serva do Senhor revestiu-se de uma dimensão universal, porque a obra da Redenção abrange todos os homens. Assim se manifesta, de modo singular, a eficácia da única e universal mediação de Cristo ‘entre Deus e os homens’. A cooperação de Maria participa, com o seu carácter subordinado, na universalidade da mediação do Redentor, único Mediador” (Idem, 39).

4 Comentários

  1. RosângelaLima Ohse

    È lindo saber tudo isso,e ter certeza do amor de Maria por todos nós humanos, tão necessitados da misericórdia de nosso Deus e do amor infinito de NossoSenhor Jesus Cristo. Obrigada nosso Deus de amor.

  2. berenice alves da silva

    ela e a minha mãe

  3. berenice alves da silva

    e lindo saber que ainda tenho uma mãe que olha por nois e tem misericordia de todos nois nosso senhor jesus cristo obrigado por tudo amem

  4. Nao vi apoio biblico nenhum. Este escritor nao citou a biblia como referencia. Mera depuração da palavra de Deus. Quando maria disse: faltou o vinho, cristo disse, mulher a minha hora ainda nao é chegada ( ele deixou claro q ele é o Senhor da festa e das nossas vidas, nao havia necessidade da intercessão dela) Cristo esta no controle de tudo. Lembrando q maria disse: fazei tudo o q ele vos disser: cristo disse vinde a mim, Entao vamos a cristo e parem de idolatrar maria. No livro de romanos cap 8 verso 27, a palavra de Deus dis q o divino Espírito Santo intercede por nós. No capítulo 8 de romanos versiculo 34 dis q cristo intercede por nós. Por isso todas essas explicaçoes q foram dadas sao meras palavras de homem e nao de Deus. Abram seus olhos, pois esse escritor sempre dis em suas referências que é de acordo com a CARTA ENCILICA e nao de acordo com a biblia(isso nos mostra q é mais uma deturpaçao da palavra).

Deixe uma resposta para RosângelaLima Ohse Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com