Saiba por que o Ano Mariano é um tempo extraordinário para praticarmos a devoção dos primeiros sábados, em reparação ao Imaculado Coração de Maria.

Há algumas semanas, publicamos um artigo sobre a reparação ao Imaculado Coração da Virgem Maria como um dos “Três propósitos para 2017, o Ano Mariano”. Na oportunidade, apresentamos o jubileu dos 300 anos de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, que motivou o Ano Nacional Mariano, e os 100 anos das aparições de Nossa Senhora do Rosário de Fátima como razões para praticar essa devoção, tão querida por Jesus Cristo e pela Virgem Maria. Ademais, dissemos que essa devoção, praticada nos primeiros sábados, tem como finalidade a reparação das ofensas cometidas contra o Imaculado Coração.

Saiba por que o Ano Mariano é um tempo extraordinário para praticarmos a devoção dos primeiros sábados, em reparação ao Imaculado Coração de Maria.

Imaculado Coração de Maria

Hoje, queremos retomar o tema com mais algumas razões que fazem dessa devoção muito oportuna em nosso tempo, especialmente neste Ano Mariano. A Santíssima Virgem alertou-nos para os perigos que estariam presentes em nossos dias, em várias de suas aparições. No entanto, nelas Nossa Senhora também prometeu a sua presença materna, a sua proteção, para as pessoas que a ela recorrerem com fé e devoção. Devido a esse auxílio materno, há uma batalha espiritual entre ela e a serpente, profetizada desde o princípio (cf. Gn 3, 15). Consequentemente, em nossos dias, o Imaculado Coração de Maria está sendo ultrajado mais do que nunca, por isso, precisa de reparação. Ademais, o próprio Jesus Cristo é ofendido pelas ofensas contra sua Mãe Imaculada e deseja essa devoção reparadora.

Receba o conteúdo deste blog gratuitamente em seu e-mail.

As aparições da Virgem Maria e a reparação ao Imaculado Coração

Em algumas de suas aparições pelo mundo, Nossa Senhora e o Senhor Jesus Cristo manifestaram o desejo de seus Sagrados Corações que essa devoção reparadora fosse praticada e difundida. A mais conhecida é aquela anunciada nas aparições da Senhora do Rosário em Fátima, Portugal. Em 13 de Junho de 1917, na segunda aparição de Nossa Senhora, Lúcia, Francisco e Jacinta presenciaram a primeira grande manifestação do Imaculado Coração de Maria. Os três pastorinhos viram Nossa Senhora com um coração na mão, cercado de espinhos, que pareciam cravados nele. Sem que a Santíssima Virgem dissesse nada, os pastorinhos compreenderam que aquele era o Imaculado Coração de Maria, ultrajado pelos pecados da humanidade, que queria reparação.

No dia 10 de Dezembro de 1925, em Pontevedra, na Espanha, Nossa Senhora apareceu apenas a Irmã Lúcia e revelou em que consiste a devoção dos primeiros sábados, em reparação das ofensas cometidas contra o seu Imaculado Coração. Pouco tempo depois, o Sagrado Coração de Jesus apareceu a Irmã Lúcia e disse que deseja essa devoção ao Coração Imaculado de sua Mãe Santíssima.

No dia 6 de agosto de 1936, Nossa Senhora das Graças apareceu a duas meninas, Maria da Luz e Maria da Conceição, no Sítio da Guarda, situado no distrito de Cimbres, na cidade de Pesqueira, no estado de Pernambuco. Nessas aparições, a Mãe de Deus revelou às duas meninas os perigos que estavam por vir ao Brasil através do Comunismo, se o povo não fizesse oração e penitência. Para saber mais a respeito da razão dessas aparições, o Padre perguntou a Nossa Senhora através das crianças: “Quais as devoções que se devem praticar para afastar esses males?” A Santíssima Virgem respondeu: “Ao coração de Jesus e a mim”[1]. É importante lembrar que Nossa Senhora tinha o Menino Jesus nos braços e que, em Fátima, na segunda aparição aos pastorinhos, ela apareceu ao lado do Menino. Quase que repetindo as mensagens de Fátima, Nossa Senhora dizia aqui no Brasil que, “para se evitar o castigo, é preciso rezar o Santo Rosário, fazer penitência, ter devoção ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria”[2].

As ofensas contra o Imaculado Coração em nossos dias

Em Fátima, nosso Senhor Jesus Cristo apareceu a Irmã Lúcia e revelou-lhe o motivo de serem cinco os Sábados da devoção reparadora ao Imaculado Coração de Maria:

Minha filha, o motivo é simples: são 5 as espécies de ofensas e blasfêmias contra o Imaculado Coração de Maria:

1 – As blasfêmias contra a Imaculada Conceição;

2 – Contra a Sua virgindade;

3 – Contra a Maternidade Divina, recusando, ao mesmo tempo, recebê-La como Mãe dos homens;

4 – Os que procuram publicamente infundir, nos corações das crianças, a indiferença, o desprezo, e até o ódio para com esta Imaculada Mãe;

5 – Os que A ultrajam diretamente nas suas sagradas Imagens.

Eis, Minha filha, o motivo pelo qual o Imaculado Coração de Maria Me levou a pedir esta pequena reparação; e, em atenção a ela, mover a minha misericórdia ao perdão para com essas almas que tiveram a desgraça de A ofender[3].

Estas 5 espécies de ofensas e blasfêmias contra o Imaculado Coração de Maria se fazem hoje presentes no mundo inteiro. Entretanto, no Brasil estas ganham proporções alarmantes devido à educação laica, às ideologias materialistas e ao fenômeno do crescimento das igrejas protestantes, de modo particular aquelas menos ortodoxas.

Neste Ano Mariano, no qual comemoramos o Jubileu de 300 anos de Aparecida, recordamos as inúmeras ofensas contra o Santuário Nacional e a sagrada imagem da Imaculada Conceição, encontrada nas águas do Rio Paraíba do Sul. Além disso, lembramos as contínuas afirmações de que Nossa Senhora não é imaculada; de que ela não permaneceu virgem; de que não é Mãe de Deus; e de que são cristãos, mas não a tem por mãe. Mais lamentável ainda é o fato de que muitas pessoas incitam a indiferença, o ódio, o desprezo para com a Santíssima Virgem. Igualmente lamentáveis são os ultrajes contra as sagradas imagens, a falta de devoção, de respeito e até mesmo o vandalismo contra as capelas e oratórios dedicados a Santíssima Virgem, bem como as suas imagens.

O derramamento de sangue profetizado para o Brasil

Em uma das suas aparições em Pernambuco, Nossa Senhora estava diante de algumas pessoas, dentre elas as videntes. Havia quem acreditasse nas aparições, mas também aquelas pessoas que não criam e insultavam aquele lugar. Então, um rapaz atirou uma pedra contra o local das aparições, para indicar às pessoas presentes onde estas aconteciam. As videntes viram que a pedra atingiu a mão de Nossa Senhora. Viram também que sua mão sangrou e que ela estava com o semblante muito triste. Ao ser questionada sobre o significado daquele sangue em suas mãos, Nossa Senhora disse: “O sangue que correrá no Brasil”. Depois, perguntaram-lhe se a perseguição seria grande em todo o Brasil, ao que ela respondeu: “Sim”[4]. Perguntaram também se o Comunismo viria para o Brasil. Nossa Senhora respondeu que sim e que a perseguição seria quase como o massacre de católicos na Espanha, onde somente de Cartagena 61 mártires estão em processo de canonização.

Podemos pensar que esta é uma realidade muito distante e que não acontecerá aqui no Brasil. Realmente pode ser que não aconteça uma guerra civil como na Espanha ou no México. Todavia, a ideologia Comunista, que se transformou em Marxismo Cultural, já está presente no Brasil há muito tempo. Particularmente mais visível nestes últimos anos, há algum tempo vemos o crescimento: do número de divórcios; de famílias desestruturadas; da ideologia de gênero; do feminismo; do aborto; da corrupção; da criminalidade; das drogas; da prostituição.

Todo esse movimento tem gerado a desestruturação da sociedade e o aumento assustador do número de mortes violentas em nosso país. No Brasil há mais mortes que em países que estão em guerra, como o Iraque. Mais de 200 mil pessoas assassinadas em nosso país entre 2008 e 2011. Recentemente tivemos vários massacres em presídios em vários estados. Há também um crescente número de vítimas nas disputas por terras. A criminalidade igualmente tem feito muitas vítimas no embate dos ladrões, traficantes, usuários de drogas contra policiais, juízes, advogados. O número de crimes por motivos banais também tem crescido assustadoramente. Tudo isso sem contar o massacre sangrento que acontece ainda no ventre de muitas mães que – movidas pelo pensamento materialista, pelo feminismo, pela cultura de morte – praticam o aborto como se estivessem matando uma coisa dentro delas, e não um ser humano. Há ainda um número incontável de abortos ocultos, que acontecem quando as mulheres usam anticoncepcionais ou DIU, que impedem o óvulo fecundado, que já é uma vida humana, de unir-se ao útero da mulher.

Assim, neste Ano Nacional Mariano nós temos motivos mais que suficientes para nos conscientizar de que a devoção a Virgem Maria e a reparação ao seu Imaculado Coração são de suma importância. Tendo em vista a crise econômica, política e social que vivemos, podemos pensar que a medida mais urgente para nós hoje é a reorganização do país. No entanto, mais uma vez Nossa Senhora Aparecida quer nos ajudar a compreender que precisamos nos voltar para a devoção mariana, rezar o Rosário e fazer penitências, reparar as ofensas contra seu Coração Imaculado e entregar a ela o futuro de nosso país. Não desanimemos diante do cenário quase que apocalíptico que se apresente diante de nossos olhos em nossos dias. Pois, Nossa Senhora do Bom Sucesso disse que “quando tudo parecer perdido, será o início do triunfo da Santa Igreja”[5] e do seu Coração Imaculado. Quatro séculos depois, a Virgem Maria, em Fátima, confirma: “Por fim, meu Imaculado Coração triunfará”[6].

Links relacionados:

TODO DE MARIA. A devoção aos Corações de Jesus e de Maria.

TODO DE MARIA. Nossa Senhora e a Nova Ordem Mundial.

TODO DE MARIA. Nossa Senhora das Graças e o Comunismo.

Referências:


[1]   ANA LÍGIA LIRA. O Diário do Silêncio.

[2]  SACRALIDADE. Os 3 grandes castigos!

[4]  ANA LÍGIA LIRA. Op. cit.

[5]  PADRE MANUEL SOUZA PEREIRA. Vida admirável de Madre Mariana de Jesus Torres.

[6]  CONGREGAÇÃO PARA A DOUTRINA DA FÉ. A Mensagem de Fátima.


Natalino Ueda é brasileiro, católico, formado em Filosofia e Teologia. Na consagração a Virgem Maria, segundo o método de São Luís Maria Grignion de Montfort, explicado no seu livro “Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem”, descobriu o caminho fácil, rápido, perfeito e seguro para chegar a Jesus Cristo. Desde então, ensina e escreve sobre esta devoção, o caminho “a Jesus por Maria”, que é hoje o seu maior apostolado.

1 Comentário

  1. etivaldo santos lima

    temos que levar essa mensagem a maior numero de pessoas possivel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com