A Virgem Maria é a Fôrma de Deus, na qual são moldados os santos.

Maria, a Fôrma de Deus

Nossa Senhora de Czestochowa, padroeira da Polônia.

A Santíssima Virgem Maria é a Fôrma de Deus, em latim forma Dei, na qual os santos são moldados. Nossa Senhora é um lugar santo, o Santo dos Santos1, onde os santos são formados e moldados à imagem e semelhança de Deus. “Santo Agostinho chama a Santíssima Virgem ‘Fôrma de Deus’, Fôrma própria para formar e moldar deuses: ‘Sois digna de ser chamada Fôrma de Deus’. Aquele que é lançado nesta Fôrma Divina depressa é formado e moldado em Jesus Cristo e Jesus Cristo nele. Facilmente e em pouco tempo será transformado em Deus, divinizado, pois é lançado no próprio molde que formou um Deus”2.

Receba o conteúdo deste blog gratuitamente em seu e-mail.

São Luís Maria nos ajuda a compreender a doutrina de Agostinho, ensinando-nos como os santos são moldados em Maria, a partir das duas formas que um escultor faz uma imagem: “1º) servindo-se de seu engenho, de sua fora, de sua ciência e dos instrumentos adequados para fazer essa figura de uma matéria dura e informe; 2º) pode lançá-lo numa forma. A primeira é demorada e difícil, e sujeita a muitos acidentes: muitas vezes basta um golpe de cinzel ou de martelo mal dado para estragar toda a obra. A segunda é rápida, fácil e suave, quase sem trabalho e sem esforço, contanto que o molde seja perfeito e reproduza o original, e que a matéria de que se serve, fácil de se manipular, não resista de maneira alguma à sua mão”3. Maria é este molde perfeito, que produz os santos, imagens perfeitas de Jesus Cristo. Porém, só se lança na Fôrma o que está fundido e líquido, ou seja, devemos destruir e fundir em nós o velho Adão, para que em Maria transformemo-nos no novo Adão4, que é Jesus Cristo.

Nossa Senhora formou Jesus Cristo, o Chefe dos predestinados, e ela também deve “formar os membros desse Chefe, que são os verdadeiros cristãos; pois uma mãe não forma a cabeça sem os membros, nem os membros sem a cabeça”5. Se queremos ser membros de Jesus Cristo, cheios de graça e de verdade, devemos ser formados em Maria, por meio da graça que nela habita em toda a plenitude. Maria é o molde vivo de Deus e dos santos. A Mãe da Igreja é chamada por Santo Agostinho, e é em verdade, o molde vivo de Deus. Pois, “foi nela somente que Deus feito homem foi formado ao natural, sem que lhe falte nenhum traço da Divindade; e é também somente nela que o homem pode ser formado em Deus ao natural, tanto quanto a natureza humana é disso capaz, pela graça de Jesus Cristo”6.

Luís de Montfort compara os diretores espirituais e as pessoas devotas que querem formar Jesus Cristo em si ou nos outros por meio de práticas diferentes da devoção que ensina a escultores que, confiando em suas habilidades, diligência e arte, dão vários golpes de martelo e cinzel numa pedra dura ou num pedaço de madeira mal polida, para fazer uma imagem de Jesus Cristo. Estes, “às vezes não conseguem representar Jesus Cristo ao vivo, quer por falta de conhecimento e experiência da pessoa de Jesus, quer por causa de um golpe mal dado, que estragou a obra”7. Mas, os que abraçam este segredo de graça, que é a consagração a Virgem Maria, são comparados, com razão, a “fundidores e moldadores que acharam a Fôrma tão bela de Maria, na qual Jesus Cristo foi natural e divinamente formado. Não confiando na sua própria habilidade, mas unicamente na excelência da Fôrma, lançam-se e perdem-se em Maria, para se tornarem o retrato vivo de Jesus Cristo”8.

Assim, conclui São Luís Maria: “Ó bela e verdadeira comparação! Mas quem a compreenderá? Desejo que sejas tu, meu querido irmão. Mas lembra-te que só se lança na fôrma o que está fundido e líquido. Isto quer dizer que deves destruir e fundir em ti o velho Adão, para que em Maria te transformes no novo”9. A Santíssima Virgem “Maria é o grande molde de Deus, feito pelo Espírito Santo, para formar ao natural um Homem-Deus pela união hipostática10, e para formar um homem Deus pela graça. Não falta a este molde nenhum traço da divindade; quem quer que nele se deixe manejar, nele recebe todos os traços de Jesus Cristo, verdadeiro Deus, duma maneira suave, proporcionada à fraqueza humana, sem muito trabalho e agonia; duma maneira segura, sem temor de ilusão, pois o demônio nunca teve e jamais terá acesso até Maria, santa e imaculada, sem sombra da menor mancha de pecado”11. Feliz da alma “bem manejável, bem desligada, bem fundida, e a qual, sem nenhum apoio em si mesma, se lança em Maria, e aí se deixa manejar pela operação do Espírito Santo!”12 Como é pura, divina e semelhante a Jesus Cristo a alma moldada na Fôrma de Deus! Nossa Senhora de Czestochowa, rogai por nós! Santo Agostinho, rogai por nós!

Referências:

1 Santo dos Santos: lugar mais sagrado do tabernáculo e também do Templo de Jerusalém, pois nele ficava a Arca da Aliança, onde Deus se fazia presente. Somente o Sumo Sacerdote podia entrar no Santo dos Santos, uma vez por ano, para fazer o sacrifício pelos pecados do Povo de Israel (cf. Lv 16, 34).

3 SÃO LUÍS MARIA GRIGNION DE MONTFORT. O Segredo de Maria. Lorena: Cléofas, 2010, 16.

4 Cf. SÃO LUÍS MARIA GRIGNION DE MONTFORT. Tratado da Verdadeira Devoção…, 2002, 221.

5 SÃO LUÍS MARIA GRIGNION DE MONTFORT. O Segredo de Maria…, 16.

6 Idem, ibidem.

7 SÃO LUÍS MARIA GRIGNION DE MONTFORT. Tratado da Verdadeira Devoção…, 2002, 220.

8 Idem, ibidem.

9 Idem, 221.

10 União hipostática: união das naturezas humana e divina em Jesus Cristo.

11 SÃO LUÍS MARIA GRIGNION DE MONTFORT. O Segredo de Maria…, 17.

12 Idem, 18.

4 Comentários

  1. Nossa Deus não tem forma, ele habita em luz inacessível ninguém jamais viu nem nunca vera diz a bíblia em Timóteo. Temo que vcs estejam muito equivocados quanto Maria ser a forma de Deus pois Jesus já existirá antes de Maria vir a existir. O que a Bíblia diz de tomarmos forma de Cristo é tomamos seus atributos de virtude em amor e seus atributos de espiritualidade e santificação.

  2. Jesus é o único cuja história não tem início no dia do nascimento nem no dia da concepção. Quando se fez carne, ele entrou no tempo e tornou-se visível, audível e palpável.
    “No princípio ‘era’ o Verbo, e o Verbo ‘estava’ com Deus e o Verbo ‘era’ Deus” (Jo 1,1). “Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, …” (Jo 1,3) e “o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai” (Jo 1,14).
    Ao se fazer carne, Jesus passou a ser “a imagem visível do Deus invisível” (Cl 1,15)! E ele fez carne, foi “formado” no ventre da virgem Maria.

  3. RODRIGO CARVALHO FONSECA

    Oh quão amável e doce é esta via que nos une a Cristo! Feliz dos servos que se utilizam desta “fôrma perfeita” para serem moldados à imagem e semelhança dO Nosso Senhor Jesus Cristo. De virtude em virtude, de graça em graça. Totus Tuus Mariae.

  4. MARIA GIZELMA CORDEIRO COSTA

    Foi por intermédio da Santíssima Virgem Maria que Jesus Cristo veio ao mundo, e é também por meio dEla que Ele deve reinar o mundo. Maria é a obra prima por excelência do Altíssimo, cujo conhecimento e domínio Ele reservou para Si. Maria é o Santuário, o repouso da Santíssima Trindade, em que Deus está mais magnifica e divinamente que em qualquer outro lugar do universo.Maria é a forma mais segura, mais rápida e mais fácil de se chegar a Jesus e, consequentemente a Deus!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com