Conheça a história de Michele Ferrero, criador das conhecidas marcas “Nutella” e “Ferrero Rocher”, e a sua devoção a Nossa Senhora de Lourdes.

Ao aproximar-se o Natal de nosso Senhor Jesus Cristo, conhecer a história de Michele Ferrero e sua filial devoção a Nossa Senhora de Lourdes é muito inspirador. Nascido em 1924, Ferrero era considerado o Willie Wonka[1] da vida real. O bilionário era dono da marca de chocolates que leva seu sobrenome, o homem mais rico da Itália, o 4º mais rico da Europa e ocupava a 22ª posição no ranking mundial em 2014, segundo a revista Forbes[2]. O empresário tinha uma fortuna avaliada em 20,5 bilhões de euros.

Conheça a história de Michele Ferrero, criador das conhecidas marcas “Nutella” e “Ferrero Rocher”, e a sua devoção a Nossa Senhora de Lourdes.

Nossa Senhora de Lourdes

O império de Ferrero era composto por cerca de 20 fábricas e suas vendas anuais chegavam a passar dos 10 bilhões de dólares. Em 14 de Fevereiro de 2015, dia de São Valentim – dia dos namorados em vários países, em que é costume dar chocolates de presente – faleceu Michele Ferrero, o mais bem-sucedido empresário no ramo de doces e bombons da Itália, deixando a companhia nas mãos de seu filho Giovanni. Michele Ferrero, homem muito bem-sucedido nos negócios, tinha um “segredo”: era muito devoto de Nossa Senhora de Lourdes e a ela atribuía o sucesso de seus empreendimentos e as suas riquezas.

Receba o conteúdo deste blog gratuitamente em seu e-mail.

Um homem inteligente e trabalhador

Michele Ferrero, filho de chocolateiros de Alba, comuna italiana da região do Piemonte, na Itália, não se fez rico com malabarismos econômicos, manobras confusas ou ilegais. Ele simplesmente continuou com a tradição familiar, aplicando muito trabalho e inteligência, e também depositando suas esperanças em Nossa Senhora.

Em 1949, faleceu Pietro Ferrero, seu pai, e Michele continuou o trabalho iniciado por ele no ramo de chocolates. A partir de 1957, começou a investir no mercado exterior, expandindo seus negócios em toda a Europa, na América do Sul, na Ásia e na Austrália. Nessa mesma época, investiu também em novos produtos.

Em 1964, Michele melhorou uma fórmula de seu pai e criou o conhecido chocolate “Nutella”. Nos anos 80, lançou o famoso chocolate “Kinder Ovo”, que hoje é uma linha com vários produtos, e as linhas “Ferrero Rocher”, “Mon Cheri”. Posteriormente, lançou também as conhecida pastilhas “Tic Tac”.

A companhia de Ferrero vendia o equivalente a 8 bilhões de euros por ano, sendo superada apenas pela gigante Nestlé, que possui um leque de produtos muito maior no setor de chocolates, biscoitos, cereais, bebidas e laticínios, num total de 27 produtos.

Assista ou ouça programa do Padre Paulo Ricardo sobre “A vida de São João da Cruz”:

Um homem devoto de Nossa Senhora de Lourdes

Embora bilionário, Ferrero era muito diferente do comum dos homens de sua classe social. Ele era “um ativo devoto de Nossa Senhora de Lourdes, a quem atribuía a vertiginosa ascensão de sua empresa, segundo a Fundação Cari Filii”[3]. Todas as manhãs rezava a Virgem de Lourdes, confiando-lhe sua empresa. Como sinal de sua devoção e confiança, na entrada de cada uma das 20 fábricas do grupo Ferrero existentes no mundo, Michele mandou colocar uma coluna com a imagem de Nossa Senhora de Lourdes. Na entrada dos escritórios do Grupo, também exigia que houvesse sempre uma imagem da Virgem.

Segundo o jornal britânico The Guardian, a marca “Rocher”, que significa rocha em francês, é uma alusão à pedra da gruta de Massabielle, onde Nossa Senhora apareceu para Santa Bernadette Soubirous[4]. Um fato que também demonstra a importância desse produto para Michele é que o chocolate “Ferrero Rocher” é o único produto da Companhia que leva o nome da família.

Em tempos em que há muitas críticas ao capitalismo, Michele Ferrero foi um exemplo vivo de que ninguém é ruim por ser rico, e que a riqueza é dada por Deus para fazer o bem, como fazia este grande homem de Deus. Todo ano, ele organizava uma peregrinação de seus empregados franceses ao Santuário de Lourdes, onde ele próprio costumava presidir a procissão das velas no final do dia. Ferrero também levava os altos diretores de sua holding para participar do ato religioso, invocando a intercessão de Santa Bernadette perante Nossa Senhora. Outra prova da importância da devoção mariana para Ferrero é o testemunho de Giuseppe Rossetto, que foi prefeito da cidade de Alba durante dez anos. Segundo ele, “as estratégias do grupo se debatiam entre terços e orações”[5].

Ferrero era muito reservado, não concedia entrevistas e há muito poucas fotos dele em jornais, revistas e na Internet. Mas, em uma de suas raríssimas declarações públicas, Michele atribui o sucesso de sua empresa a Nossa Senhora de Lourdes: “O sucesso da Ferrero é mérito da Virgem de Lourdes. Sem ela, nós pouco podemos”[6].

Conheça a história de Michele Ferrero, criador das conhecidas marcas “Nutella” e “Ferrero Rocher”, e a sua devoção a Nossa Senhora de Lourdes.

Michele Ferrero

Um homem de caridade

Giovanni Ferrero, filho mais velho de Michele, deixou sua carreira de escritor para garantir a continuidade da companhia, que emprega cerca de 36.000 pessoas em todo o mundo.

Na Itália, as greves são frequentes, mas em suas fábricas elas não existiam. Os funcionários, sempre gentilmente tratados, se negavam a entrar em greve. O fato é impressionante e demonstra o respeito e a confiança dos trabalhadores para com a pessoa de Ferrero e a sua Companhia. Outro fato surpreendente é que Michele queria que sua Empresa fosse uma família, por isso recusou que ela fosse listada na bolsa de valores[7].

Em 1983, Michele Ferrero criou a “Fundação Piera, Pietro e Giovanni Ferrero”, que leva o nome de sua esposa e de seus filhos. A Fundação proporciona vários benefícios, não somente para seus funcionários e ex-funcionários, mas também para o público em geral:

Na esfera do apoio social, a Fundação Ferrero oferece assistência médica e social aos ex-colaboradores que trabalharam continuamente para o Grupo por pelo menos 25 anos. A Fundação promove iniciativas educacionais, criativas, e recreativas para seus ex-colaboradores. No setor cultural, por outro lado, promove atividades nas áreas de arte, ciência, história, e literatura, através da organização de convenções, conferências, seminários, e exposições[8].

Na proximidade do Natal, o testemunho de vida de Michele Ferrero nos inspira ainda mais a fé, a esperança, e a caridade. Que seu exemplo de devoção a Nossa Senhora nos ajude a nos preparar, não somente para a celebração do Natal, mas também para a segunda vinda de Jesus Cristo e a sua vinda ao cotidiano de nossas vidas. Que seu exemplo também nos ajude a sermos verdadeiros devotos da Santíssima Virgem e a fazermos grandes coisas por amor a Deus e ao próximo.

Louvado seja Deus pela vida deste grande homem, que silenciosamente fez o bem, que ajudou a suprir as necessidades materiais e espirituais de tantas pessoas. Rezemos a Virgem de Lourdes, para que Michele Ferrero, se não estiver, um dia esteja na Jerusalém celeste, diante da Santíssima Trindade, da Virgem Maria, de todos os anjos e santos!

Nossa Senhora de Lourdes, rogai por nós!

Links relacionados: 

TODO DE MARIA. A mensagem de Nossa Senhora de Lourdes.

TODO DE MARIA. Maria e as três vindas de Jesus Cristo.

TODO DE MARIA. Um homem transformado pelo Rosário.

Referências:


[1]  Willie Wonka é um dos principais personagens do livro do escritor Roald Dahl, que deu origem ao clássico filme “A Fantástica Fábrica de Chocolate”, que foi produzido primeiramente em 1971 e ganhou uma nova versão em 2005.

[5]  IPCO. Op. cit.

[6]  Idem, ibidem.

[8]  FERRERO. Fundação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com