Conheça o poder extraordinário da Virgem Maria e a eficácia sobrenatural do Santo Rosário contra os poderes do mal.

São Luís Maria Grignion de Montofrt nos ajuda a compreender o quanto a Santíssima Virgem Maria é temida pelos demônios e como o Santo Rosário é uma arma contra o mal. No seu livro “O Segredo do Rosário”, o Santo conta-nos dois casos de libertação do poder de Satanás, pelas mãos de Nossa Senhora, através da oração do Rosário.

Conheça o poder extraordinário da Virgem Maria e a eficácia sobrenatural do Santo Rosário contra os poderes do mal.

Lucas Valdés (1661-1725), A Virgem do Rosário, São Domingos e Santa Catarina de Sena, Museu de Sevilha.

O primeiro caso é de um albigense, possuído por legiões de demônios, que foi liberto pela intercessão de Maria Santíssima. O herege ficou endemoninhado porque havia atacado os santos mistérios do Rosário. Pela oração de São Domingos de Gusmão, o diabo se viu obrigado a confessar a verdade sobre a devoção a Virgem Maria e ao Santo Rosário. No segundo, uma mulher vendeu sua alma a Satanás e assinou um contrato com ele, com o próprio sangue. Mas, ela arrepende-se do mal que fez e recorreu a Mãe de Deus e apegou-se firmemente ao Rosário, para livrar-se das garras do demônio.

Receba o conteúdo deste blog gratuitamente em seu e-mail.

A pregação do Rosário e a possessão demoníaca

Certo dia, São Domingos pregava o Santo Rosário perto da cidade de Carcassona, na França, quando levaram a ele um albigense, possuído por Satanás. O Santo exorcizou o endemoninhado na presença de uma grande multidão de pessoas, que ouvia a sua pregação. Durante o exorcismo, São Domingos fez perguntas e obrigou os demônios a responder, com muito constrangimento. Entre muitas outras coisas, eles revelaram primeiramente que:

1- Havia quinze mil deles no corpo deste pobre homem, porque ele atacou os quinze mistérios do Rosário.

2- Eles continuaram a testemunhar que, quando São Domingos pregava o Rosário ele impunha medo e horror nas profundezas do inferno e que ele era o homem que eles mais odiavam em todo o Mundo, isto por causa das almas que ele arrancou dos demônios através da devoção ao Santo Rosário[1].

São Domingos colocou seu Rosário em volta do pescoço do possesso e ordenou que os demônios dissessem quem, de todos os santos nos Céus, eles mais temiam, e quem deveria ser mais amado e reverenciado pelos homens. Neste momento, os demônios soltaram um gemido inexprimível, tão assustador que a maioria das pessoas caiu por terra, desmaiou de medo. Usando da astúcia que lhes é própria, para não responder as perguntas, os demônios começaram a chorar de modo tão convincente que muitos da multidão começaram a chorar também, movidos por compaixão natural. Depois, os demônios falaram através da boca do albigense, com uma voz dolorida:

Domingos! Domingos! Tenha piedade de nós, nós prometemos que nós nunca o machucaremos. Você sempre teve compaixão pelos pecadores e aqueles que estão na miséria; tenha piedade de nós, pois estamos padecendo. Já estamos sofrendo tanto, por que você se compraz em aumentar as nossas penas? Não pode se dar por satisfeito só com o nosso sofrimento, sem ter que aumentá-lo? Tenha piedade de nós! Tenha piedade de nós![2]

São Domingos não demonstrou nem um pouco de compaixão por estes espíritos do mal e disse-lhes que não os deixaria enquanto não respondessem suas perguntas. Então, eles disseram que responderiam, mas em voz baixa, para que somente o Santo os escutasse. Domingos não concordou e disse que deveriam responder claramente e em voz alta. Ouvindo isso, os demônios ficaram calados e se negaram a responder, desconsiderando completamente as ordens de São Domingos. Então, ele ajoelhou-se e rezou a Nossa Senhora: “Oh, toda poderosa e maravilhosa Virgem Maria, eu vos imploro pelo poder do Santíssimo Rosário, ordene a estes inimigos da raça humana que me respondam”[3]Mal havia terminado a oração, o Santo viu uma chama ardente sair dos ouvidos, narinas e boca do possesso. Todos ficaram com muito medo, mas o fogo não causou nenhum mal a ninguém. Então, os demônios astutamente disseram:

Domingos, nós te imploramos, pela paixão de Jesus Cristo e pelos méritos de Sua Santa Mãe e de todos os santos, deixe-nos sair desde corpo sem que falemos mais, pois os anjos responderão sua pergunta a qualquer momento. E além do mais, não somos nós mentirosos? Então por que haveriam de crer em nós? Não nos torture mais; tenha piedade de nós[4].

São Domingos disse então a eles: “Pior para vocês, espíritos desgraçados e indignos de serem ouvidos”[5], depois ajoelhou-se e rezou Virgem Maria:

Oh, digníssima Mãe da Sabedoria, oro pelas pessoas aqui reunidas que já tinham aprendido como rezar a Saudação Angélica devotamente. Por favor, eu imploro, forçai vossos inimigos a proclamar a verdade completa e nada mais que a verdade sobre isto, aqui e agora, diante desta multidão[6].

A revelação dos demônios sobre a Virgem Maria e o Santo Rosário

São Domingos mal terminou a oração quando viu Nossa Senhora bem próxima de si, cercada por uma multidão de anjos. No entanto, as outras pessoas presentes não viram nem podiam ouvir Nossa Senhora. Então, ela bateu no homem possesso com um cajado de ouro que estava em seu poder e ordenou aos demônios que respondessem imediatamente ao seu servo Domingos. Vendo-se obrigados, os demônios começaram a gritar:

Oh, vós, que sois nossa inimiga, nossa ruína e nossa destruição, por que descestes do Céu só para nos torturar tão cruelmente? Oh, Advogada dos pecadores, vós que os tirais das presas do inferno, vós que sois o caminho certeiro para os Céus, devemos nós, para nosso próprio pesar, dizer toda a verdade e confessar diante de todos quem é que é a causa de nossa vergonha e nossa ruína? Oh, pobre de nós, príncipes da escuridão: então, ouçam bem, vocês cristãos: a Mãe de Jesus Cristo é todo-poderosa e ela pode salvar seus servos de caírem no inferno. Ela é o Sol que destrói a escuridão de nossa astúcia e sutileza. É ela que descobre nossos planos ocultos, quebra nossas armadilhas e faz com que nossas tentações fiquem inúteis e sem efeito.

Nós temos que dizer, porém de maneira relutante, que nem sequer uma alma que realmente perseverou no seu serviço foi condenada conosco; um simples suspiro que ela oferece à Santíssima Trindade é mais precioso que todas as orações, desejos e aspirações de todos os santos.

Nós a tememos mais que todos os santos nos Céus juntos e não temos nenhum sucesso com seus fiéis servos. Muitos cristãos que a invocam quando estão na hora da morte e que seriam condenados, de acordo com o nossos padrões ordinários, são salvos por sua intercessão.

Oh, se pelo menos essa Maria (assim era na sua fúria como eles a chamaram) não tivesse se oposto aos nossos desígnios e esforços, teríamos conquistado a Igreja e a teríamos destruído há muito tempo atrás; teríamos feito que todas as Ordens da Igreja caíssem no erro e na desordem.

Agora, que nós somos forçados a falar, também lhe diremos isto: ninguém que persevera ao rezar o Rosário será condenado, porque ela obtém para seus servos a graça da verdadeira contrição por seus pecados e por meio dele, eles obtêm o perdão e a misericórdia de Deus[7].

Depois de ouvir essas verdades sobre a Nossa Senhora e o Santo Rosário, Domingos de Gusmão rezou o Rosário com todos os presentes, bem devagar e com grande devoção. Então, algo maravilhoso aconteceu: a cada Ave Maria que eles rezavam, muitos demônios saíam do corpo daquele pobre homem, em forma de brasas acesas. Quando as legiões de demônios foram expulsas e o herege se viu totalmente livre, Nossa Senhora, sem aparecer visivelmente, deu sua benção aos féis ali reunidos, que se encheram de alegria. Muitos hereges que estavam presentes e outros que souberam do fato se converteram por causa da libertação desse possesso e entraram na Confraria do Santíssimo Rosário.

Assista ou ouça programa do Padre Paulo Ricardo sobre a “Memória de Nossa Senhora do Rosário”:

A história da mulher que assinou um contrato com Satanás

São Luís Maria conta que, em 1578, uma mulher francesa de Ambers vendeu sua alma ao diabo e assinou um contrato com ele, usando seu próprio sangue. Logo depois, ela se arrependeu e quis reparar o erro de vender sua alma ao demônio e assinar esse terrível contrato. Então, a mulher procurou um bom e sábio confessor, que lhe aconselhou a procurar um Sacerdote Dominicano chamado Henrique, que era o diretor da Confraria do Rosário naquela cidade, a fim de pedir que a atendesse e a ouvisse em Confissão.

A mulher foi ao encontro do Padre Henrique, mas não o encontrou. No seu lugar, estava o demônio, disfarçado de um Padre Dominicano. Este a repreendeu severamente e disse que perdesse a esperança, pois não receberia mais Deus Todo-Poderoso durante o resto de sua vida, e que não havia nenhum modo de receber de volta seu contrato. Estas palavras duras lhe causaram profunda tristeza, mas ela não perdeu as esperanças na misericórdia de Deus e procurou novamente o Padre Henrique. Entretanto, mais uma vez encontrou o demônio, que a repreendeu como antes. Mesmo assim, a mulher não desistiu e procurou o Sacerdote pela terceira vez. Enfim, pela Providência divina, encontrou o Padre Henrique, o Sacerdote que tanto procurou a fim de se confessar com ele. O Padre tratou-a com grande bondade, pediu a ela que se confiasse inteiramente à misericórdia de Deus Todo-Poderoso e que fizesse uma boa confissão.

O Dominicano recebeu a mulher na Confraria e lhe recomendou que rezasse o Rosário frequentemente. Algum tempo depois, enquanto o Padre Henrique celebrava a Santa Missa por aquela que vendera sua alma, a Santíssima Virgem forçou o Diabo a devolver o contrato que ela tinha assinado. Assim, a mulher foi totalmente liberta do poder de Satanás, pela autoridade de Nossa Senhora e por meio da devoção ao Santíssimo Rosário.

O Rosário e o vínculo espiritual com Maria

O Santo Rosário traz em si um vínculo espiritual com Nossa Senhora, que nos ajuda a permanecer unidos a Jesus, a assimilar os seus sentimentos e a nos comportar como Ele se comportava. “O Rosário é uma ‘arma’ espiritual na luta contra o mal, contra toda a violência, para a paz nos corações, nas famílias, na sociedade e no mundo”[8]Assim, se queremos vencer os poderes do mal, de Satanás, no agarremos firmemente a devoção do Santo Rosário, que nos une espiritualmente a Santíssima Virgem. Dessa forma, a Mãe de Deus nos livrará das insídias de Satanás e nos conduzirá para o caminho seguro de Jesus Cristo, para a salvação eterna no Reino dos Céus.

Links relacionados:

TODO DE MARIA. A atenção e a devoção na oração do Rosário.

TODO DE MARIA. O Rosário meditado de São Luiz Maria

TODO DE MARIA. Rosário: contemplação de Cristo com Maria.

TODO DE MARIA. Um homem transformado pelo Rosário.

Referências:


[1]  SÃO LUÍS MARIA GRIGNION DE MONTFORT. O Segredo do Rosário, p. 59.

[2]  Idem, ibidem.

[3]  Idem, p. 60.

[4]  Idem, ibidem.

[5]  Idem, ibidem.

[6]  Idem, ibidem.

[7]  Idem, p. 60-61.

[8]  PAPA BENTO XVI. Homilia no Santuário de Pompeia, em 19 de Outubro de 2008.

4 Comentários

  1. Eu Irei Rezar O Rosário Todos Os Dias! Irmão! Irmã! Vamos nessa!

  2. Geovânia Maria Alves Santos

    Não sei rezar o Rosário mais quero aprender

  3. JOSE MARIA VASALLO GRANDE

    a virgem santissima é poderosa. ela pisou e esmagou a cabeça da serpente. Essa é nossa mão santissima
    Mulher porreta e desafiadora. pernambucana arretada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com