Os devotos e os consagrados a Virgem Maria podem fazer a Quaresma de São Miguel Arcanjo? Existe uma ligação entre a devoção a Nossa Senhora e a São Miguel?

No dia 15 de agosto, data na qual celebramos a solenidade da Assunção da Santíssima Virgem Maria aos Céus, começará a tradicional Quaresma de São Miguel Arcanjo. É muito significativo que comecemos este período de penitência (jejum, esmola e oração) na solenidade da Assunção. Pois, a devoção a Nossa Senhora está ligada, de certa forma, às origens desta belíssima e frutuosa devoção.

Os devotos e os consagrados a Virgem Maria podem fazer a Quaresma de São Miguel Arcanjo? Existe uma ligação entre a devoção a Nossa Senhora e a São Miguel?

São Miguel Arcanjo

Segundo uma antiga tradição franciscana, a Quaresma a São Miguel Arcanjo é um tempo especial dedicado à penitência, a fim de alcançar as graças necessárias ao nosso estado de vida e a proteção dos Santos Anjos, especialmente de São Miguel. Como dissemos, a Quaresma começará no dia 15 de agosto e terminará no dia 28 de setembro, na véspera da festa de São Miguel, São Gabriel e São Rafael Arcanjos.

Inscreva-se e receba o conteúdo deste blog gratuitamente em seu e-mail.

Dois santos franciscanos, a devoção a Nossa Senhora e a Quaresma de São Miguel

A origem da Quaresma de São Miguel está ligada a São Francisco de Assis, que foi um santo do final da Idade Média que nutria um espírito de oração e de sacrifício extraordinário e que tinha uma especial devoção a Nossa Senhora.

O Santo realizava três quaresmas todos os anos, além de outro período de jejum e de oração em honra da Mãe de Deus, que começava na festa de São Pedro e São Paulo Apóstolos e terminava na solenidade da Assunção de Nossa Senhora.

Segundo a tradição franciscana, foi numa Quaresma de São Miguel Arcanjo que São Francisco dirigiu-se ao Monte Alverne, na companhia de Frei Leão e Frei Rufino, e, na proximidade de 14 de setembro, data em que celebramos a festa da Exaltação da Santa Cruz, recebeu os estigmas, ou seja, as cinco chagas de Jesus Cristo.

A devoção de São Francisco a Nossa Senhora e ao Santo Arcanjo fica evidente em suas próprias palavras antes de um desses períodos de oração: “Para honra de Deus, da bem-aventurada Virgem Maria e de São Miguel, Príncipe dos Anjos e das almas, quero fazer aqui uma quaresma”[1].

São Pio de Pietrelcina, que também era franciscano, nutria uma particular devoção a Santíssima Virgem, a quem chamava carinhosamente de Mamma (Mamãe em italiano). Ele não somente era devoto de Nossa Senhora, mas consagrou-se inteiramente a ela pelo método de São Luís Maria Grignion de Montfort.

Seguindo o exemplo de São Francisco, Padre Pio também tinha uma particular devoção a São Miguel e rezava a Quaresma em sua honra.

A Mulher vestida de Sol, São Miguel Arcanjo e a vitória sobre o Dragão

É interessante notar que o capítulo 12 do livro do Apocalipse descreve exatamente a Quaresma de São Miguel, apresentando, em primeiro lugar, a “Mulher vestida de Sol” (v. 1) e, ao final, a vitória de São Miguel contra o dragão (cf. v. 7-9).

Essa narrativa bíblica contém uma lição espiritual para nós. De fato, a “Mulher” do Apocalipse é a Virgem Maria. No entanto, esta passagem também pode se referir a Igreja, da qual Nossa Senhora é “mãe e modelo”, uma vez que Deus deseja para nós o mesmo que está descrito no capítulo 12 do Apocalipse, ou seja, que um dia estejamos no Céu, revestidos de Sol, e isso só será possível se imitarmos e vivermos a humildade de Nossa Senhora.

Infelizmente, algumas pessoas vivem a Quaresma de São Miguel como uma superstição; acham que o simples fato de acender uma vela para São Miguel é o suficiente para converter, por exemplo, a alma de seus familiares. Essas pessoas se esquecem da liberdade humana e que Deus jamais irá intervir no coração de alguém sem que esse mesmo alguém permita. Na verdade, a infalibilidade da Quaresma de São Miguel depende da disposição interior da pessoa que a está rezando, já que essa pessoa é a primeira que deve receber as graças dessa devoção[2].

O segredo da Quaresma de São Miguel é a humildade. Não é à toa que a Quaresma começa com a solenidade da Assunção de Nossa Senhora e encerra com a festa de São Miguel, as duas criaturas que, na ordem da graça, deram um grande testemunho de humildade diante de Deus. “De um lado, temos a Virgem Maria, cujo coração, obviamente, só não foi mais humilde que o de Nosso Senhor Jesus Cristo, e do outro, o Anjo que, mesmo não sendo o maior do coro angélico, derrotou Lúcifer, dizendo: Mîkhā’ēl, que quer dizer ‘Quem como Deus?’”[3]

Nossa Senhora e São Miguel mostram que o caminho da perfeição deve ser trilhado pela via da humildade, de modo que abaixemos a nossa cabeça diante da vontade de Deus, aceitando nossos próprios limites, a fim de não nos tornar “homens de dura cerviz” (At 7, 51), como nos diz as Escrituras. “Ambos venceram o dragão pelo sangue do Cordeiro porque se dispuseram a cumprir tudo o que Ele lhes dissera. Do mesmo modo, nós precisamos recorrer ao auxílio divino, à intercessão dos anjos, de Nossa Senhora e do sangue do Cordeiro, caso queiramos vencer a batalha contra o diabo”[4].

Nesse sentido, uma ótima sugestão para a Quaresma de São Miguel é a oração “Augusta Rainha do Céus”, revelada pela Virgem Maria ao Bem-Aventurado Padre Luís-Eduardo Cestac. Peçamos a Rainha dos Anjos que envie as legiões celestes, para combater os demônios e lançá-los no abismo. Dessa forma, a Quaresma de São Miguel será para nós um tempo no qual viveremos mais intensamente nosso relacionamento com Deus, a Virgem Maria, os Santos Anjos, especialmente São Miguel e nosso Santo Anjo da Guarda, que nos ajudarão em nossa luta incansável pela santidade.

Portanto, certamente que os devotos e os consagrados a Santíssima Virgem Maria podem fazer a Quaresma de São Miguel Arcanjo. Assim, sigamos o exemplo desses dois grandes santos: São Francisco de Assis e São Pio de Pietrelcina, homens devotíssimos da Santíssima Virgem. Sejamos também devotos da Santíssima Virgem Maria e, ao mesmo tempo, dos Santos Anjos, principalmente de São Miguel Arcanjo. Nesta solenidade da Assunção da Santíssima Virgem Maria aos Céus, comecemos a rezar a tradicional Quaresma de São Miguel Arcanjo!

Oração revelada ao Bem-aventurado Padre Louis-Edouard Cestac

Augusta Rainha dos Céus e Senhora dos Anjos,
Vós que desde o princípio recebestes de Deus
o poder e a missão de esmagar a cabeça de satanás,
nós vos pedimos humildemente,
enviai vossas santas legiões,
para que elas, sob vosso poder e vossas ordens,
persigam os infernais espíritos,
combatendo-os por toda a parte,
confundam a sua audácia
e os precipitem no abismo!

Quem Como Deus?! Ó boa e terna Mãe,
Vós sereis sempre o nosso amor e a nossa esperança!
Ó Mãe de Deus, enviai os santos Anjos para nos defender
e repelir para longe de nós o cruel inimigo!
Santos Anjos e Arcanjos, defendei-nos e protegei-nos!
Amém
[5].

Links relacionados:

Arquivo em formato .pdf com a oração: Quaresma de São Miguel Arcanjo.
PADRE PAULO RICARDO. A Quaresma de São Miguel e o Apocalipse.
TODO DE MARIA. A Quaresma de São Miguel e o auxílio dos anjos.
TODO DE MARIA. A Rainha do Céu e os Santos Anjos.

Referências:


[1]  CANÇÃO NOVA CUIABÁ. Quaresma de São Miguel Arcanjo.
[2]  PADRE PAULO RICARDO. A Quaresma de São Miguel e o Apocalipse.
[3]  Idem.
[4]  Idem.
[5]  BENEDITINOS. Poderosa oração “Augusta Rainha”.


Natalino Ueda é brasileiro, católico, formado em Filosofia e Teologia. Na consagração a Virgem Maria, segundo o método de São Luís Maria Grignion de Montfort, explicado no seu livro “Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem”, descobriu o caminho fácil, rápido, perfeito e seguro para chegar a Jesus Cristo. Desde então, ensina e escreve sobre esta devoção, o caminho “a Jesus por Maria”, que é hoje o seu maior apostolado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com