A Palavra de Deus hoje nos diz: “há uma coisa que eu reprovo: abandonaste o teu primeiro amor. Lembra-te de onde caíste! Converte-te e volta à tua prática inicial” (Ap 2, 4b-5).

A Palavra de Deus nos convida a voltar ao primeiro amor.O livro do Apocalipse de São João hoje nos chama a atenção para o perigo do arrefecimento do amor para com Jesus Cristo e, em consequência, do esfriamento em nossa vida de oração. Pois, por mais forte que seja a nossa experiência com o Senhor, o mundo materialista em que vivemos nos leva ao afastamento das coisas de Deus. O ritmo de vida que vivemos não favorece a nossa vida de oração, a nossa comunhão com Deus e com os irmãos.

Receba o conteúdo deste blog gratuitamente em seu e-mail.

Diante dessas dificuldades, a Palavra de Deus hoje é muito oportuna para nos colocar numa tensão saudável. Pois, por mais que nos esforcemos, por mais que perseveremos e não desanimamos (cf. Ap 2, 2-3), com o tempo, acabamos abandonando o primeiro amor (cf. Ap 2, 4). Não podemos deixar de vigiar a nossa conduta, para não nos tornar insensíveis ao pecado que está sempre ligado à falta de amor a Deus e aos irmãos.

Para nos ajudar nessa vigilância, a Palavra nos convida a lembrar de onde caímos (cf. Ap 2, 4b), a reconhecer as nossas fragilidades. Pois, quando nos reconhecemos pecadores, mais facilmente nos damos conta que não somos pessoas confiáveis. Ao contrário, precisamos estar sempre atentos, pois a todo momento podemos deixar o primeiro amor, o amor da primeira experiência com Cristo, e acabamos voltando-nos para outros amores.

Conscientes das nossas fragilidades, mas confiantes na graça de Deus, que não nos deixa desamparados, voltemos nosso coração para o Senhor. Nos coloquemos também sob a proteção e intercessão da Virgem Maria, que sabe das nossas fraquezas e, por isso, vai sempre nos lembrar que precisamos do Espírito Santo para nos guiar, para nos conduzir conforme a vontade do Pai.

Nos confiando inteiramente a Nossa Senhora, não precisamos nos preocupar, pois ela sempre nos conduz ao Seu Filho Jesus Cristo. Por isso, consagremos a Maria a nossa vida, para que inflamados do amor que vem do Espírito, possamos amar verdadeiramente a Cristo e o ajudar na edificação do Reino dos Céus.

1 comentário

  1. Esta Palavra veio ao meu encontro! Obrigado, Meu Senhor!
    Eu anseio voltar ao primeiro Amor. Aquele que vivi naquele encontro em abril de 2004!
    Eu te amo, Senhor! E sei que Tu me amas sem medidas!!!
    Glórias a Ti! Refaz toda a minha vida! Eu me rendo, Senhor!
    Restaura nossa casa, Senhor!
    Eu e minha casa serviremos ao Senhor!

  2. Pingback: Se teu desejo é contínuo, tua oração será contínua « Ajuda do Alto

  3. Pingback: O seu desejo é a sua oração « Paróquia do Rocio

  4. Pingback: O seu desejo é a sua oração « catedraluniao.com/site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com