A devoção a Nossa Senhora e ao Santo Rosário nas batalhas contra o mal, o pecado e o mundo.

Nossa Senhora e o Santo Rosário

Nossa Senhora do Rosário de Fátima

A devoção a Nossa Senhora do Rosário está intimamente ligada ao socorro da Mãe de Deus às necessidades da Igreja e da humanidade, através da oração mariana do Terço. A devoção sob o título de Virgem do Rosário tem sua origem na Idade Média, em tempos dificílimos para a Igreja e para toda a civilização ocidental, ameaçada pelos bárbaros e hereges, que estavam às portas para dominar todos os povos da época. Em nossos dias, marcados pela violência, pela cultura de morte e pelas ideologias, a devoção a Virgem Maria e ao Santo Rosário se faz também necessária, para que alcancemos a paz no mundo e o fim das guerras.

Receba o conteúdo deste blog gratuitamente em seu e-mail.

A devoção a Nossa Senhora do Rosário tem seu início com a aparição da Mãe de Deus a São Domingos de Gusmão, no ano de 1208, em Prouilhe, na França. Ele suplicava o socorro a Maria na iminente invasão dos hereges albigenses, os últimos maniqueus. Em resposta às ardentes súplicas de Domingos, a Virgem Maria lhe revela como alcançaria a vitória: “Quero que saiba que, a principal peça de combate, tem sido sempre o Saltério Angélico (Rosário) que é a pedra fundamental do Novo Testamento. Assim quero que alcances estas almas endurecidas e as conquiste para Deus, com a oração do meu Saltério”1. O Santo pregou com todo o fervor a oração do Santo Rosário e, em pouco tempo, desapareceram os erros ensinados pelos albigenses e os fiéis converteram profundamente seus corações a Deus.

Em agradecimento pela vitória dos franceses na Batalha de Muret contra os albigenses, que aconteceu em 13 de Setembro de 1213, Simon de Montfort construiu o primeiro santuário dedicado a Nossa Senhora da Vitória. Três séculos depois, os turcos otomanos atingiram o apogeu de seu poder, e pretendiam dominar a França, a Itália e Roma. A vitória dos cristãos sobre os otomanos aconteceu em 7 de Outubro de 1571, naquela que foi chamada de Batalha de Lepanto, na Grécia. Os cristãos estavam enfraquecidos e, com razão, o Papa Pio V atribuiu a vitória dos cristãos à devoção a Nossa Senhora e à recitação do Santo Rosário. Para celebrar a vitória, Pio V acrescentou a festa de Nossa Senhora do Rosário no calendário litúrgico da Ordem de São Domingos (dominicanos). A festa foi estendida para toda a Igreja pelo Papa Clemente XI em 1716, ano do falecimento de São Luís Maria Grignion de Montfort, um dos mais fervorosos padres da época, grande propagador da devoção a Nossa Senhora e pregador do Santo Rosário.

Como que para confirmar a necessidade da devoção a Nossa Senhora do Rosário, a própria Virgem Maria apareceu várias vezes identificando-se com este título. Dentre estas aparições, a mais conhecida é a de Nossa Senhora do Rosário de Fátima aos três pastorinhos: Lúcia, Francisco e Jacinta, que aconteceu em 1917, na Cova da Iria, em Fátima, Portugal. A primeira aparição aconteceu em 13 de Maio e se seguiram todas no dia 13, até o mês de outubro, menos em Agosto, pois no dia 13 os pastorinhos foram impedidos de estar no local das aparições e, por isso, Nossa Senhora lhes apareceu no dia 19. Na última aparição, em 13 de Outubro de 1917, a Mãe de Deus de identificou como a “Senhora do Rosário”.

Assista vídeo do Play Canção Nova sobre “Nossa Senhora do Rosário“:

Na Mensagem de Fátima, a Santíssima Virgem revelou primeiramente quais os perigos que se aproximavam, principalmente a implantação do comunismo e a propagação de seus erros por todo o mundo. Para conter estes males, como em outras aparições, Nossa Senhora recomendou não somente a oração do Rosário, mas também a penitência, o jejum, o sacrifício, especialmente pela conversão dos pecadores. A Virgem do Rosário pediu também a consagração da Rússia ao seu Imaculado Coração2, porém esta não aconteceu, e a devoção dos “Cinco Primeiros Sábados”, em reparação às ofensas e blasfêmias contra o seu Coração Imaculado.

Hoje, nos vemos em meio aos erros disseminados pelo comunismo, como a cultura de morte (aborto, eutanásia, eugenia), as ideologias (feminismo, ideologia de gênero), o ateísmo e tantos outros modos de perversão dos costumes (materialismo, hedonismo, sexo livre), que ameaçam as nossas vidas, as famílias e a sociedade. Como no passado, estamos diante de adversários que somos incapazes de superar a não ser pela intervenção de Deus. Por isso, as mensagens de Nossa Senhora pedindo a conversão e a oração tornam-se mais do que nunca atuais. Em resposta aos apelos da Mãe de Deus, para nos livrar destas ameaças, rezemos o Santo Rosário, façamos penitências, jejuns, sacrifícios, oferecendo-os especialmente pela conversão dos pecadores. Além disso, Nossa Senhora diz: “Deus quer estabelecer no mundo a devoção a meu Imaculado Coração” pela salvação dos pobres pecadores, por isso, nos consagremos ao Imaculado Coração de Maria, oferecendo a ela todas as nossas boas obras. Nossa Senhora do Rosário, rogai por nós!

Referências:

4 Comentários

  1. Geraldo Sousa Santos

    Quero receber o meu email tudo sobre a virgem Maria.

    • Natalino Ueda

      Caro Geraldo,
      Por favor, procure em sua caixa de entrada uma mensagem de verificação de FeedBurner’s “FeedBurner Email Subscriptions,” o serviço envia cadastros para o blog Todo de Maria no seu e-mail. Você precisará clicar no link anexado nesta mensagem para ativar seu cadastro, para começar a receber de graça as mensagens do Blog.
      Natalino,
      Blog Todo de Maria.

  2. MARIA TEREZA DE JESUS FERNANDES

    Fiz a Consagração da Verdadeira Devoção a Ssma.Virgem. E gostei muito de ter conhecimento de sua pessoa, me identifico demais.

    • Natalino Ueda

      Salve Maria!
      Cara Maria Tereza, fico feliz por sua consagração. Obrigado por sua amizade. Deus te abençoe e a Virgem Maria te guarde.
      Natalino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com