Saiba como rezar o Terço ou Rosário, oração que a Virgem Maria indicou para alcançarmos a paz no mundo, o fim da guerra e a salvação das almas dos pobres pecadores.

O Santo Rosário ou Terço Mariano é um verdadeiro caminho espiritual, onde a Santíssima Virgem Maria se faz nossa Mãe, Mestra e Guia, e apoia a todos nós com a sua poderosa intercessão. O Terço converge para nosso Senhor Jesus Cristo que, desta forma, abre e fecha o nosso próprio itinerário da oração. Em Cristo, está centrada a nossa vida e consequentemente a nossa oração. “Tudo parte d’Ele, tudo tende para Ele, tudo por Ele, no Espírito Santo, chega ao Pai”[1].

Saiba como rezar o Terço ou Rosário, oração que a Virgem Maria indicou para alcançarmos a paz no mundo, o fim da guerra e a salvação das almas dos pobres pecadores.

Nossa Senhora do Rosário

Na última aparição da Virgem Maria em Fátima, que aconteceu no dia 13 de Outubro de 1917, em apareceu sob o título de Nossa Senhora do Rosário. Nessa aparição, ela pediu que rezássemos sempre o Terço, todos os dias, em honra a Nossa Senhora do Rosário, para obter a paz no mundo, o fim da guerra e a salvação dos pobres pecadores[2]. Continue lendo…

Conheça a teologia de São João Eudes dos três corações e da íntima união da Virgem Maria com Deus.

Na humanidade da Santíssima Virgem Maria havia três corações em perfeita harmonia entre si e em perfeita união com Deus. São João Eudes foi o maior teólogo e santo da Igreja Católica que tratou desse tema tão caro a nós, que é o do Imaculado Coração de Maria. Este Santo viveu há 300 anos e foi contemporâneo de São Luís Maria Grignion de Montfort, o grande apóstolo da consagração a Nossa Senhora.

Conheça a teologia de São João Eudes dos três corações e da íntima união da Virgem Maria com Deus.

O Sagrado Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria

São João Eudes é o grande mensageiro e promovedor da devoção ao Coração de Maria. Em sua obra, intitulada: “O Admirável Coração de Maria”, João Eudes desenvolve todo um arrazoado teológico a respeito do Coração de Maria, primeiramente, respondendo a uma pergunta: o que é que nós veneramos na devoção ao Coração Imaculado de Maria? Continue lendo…

Conheça a íntima ligação que existe entre as devoções ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria.

A devoção ao Sacratíssimo Coração de Jesus e ao Puríssimo Coração de Maria são muito próximas na piedade dos fiéis e isto se reflete na Liturgia da Igreja, que fixa a memória do Imaculado Coração de Maria no sábado logo depois da Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, que se dá na última sexta-feira do mês Junho. este anos temos uma exceção, pois a última sexta-feira cai no fim do mês e, por isso, é transferida para a sexta anterior, para que no sábado seja celebrada a memória do Imaculado Coração de Maria.

Conheça a íntima ligação que existe entre as devoções ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria.

O Sagrado Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria

Os devotos do Sagrado Coração de Jesus são sempre muito devotos do Imaculado Coração da Santíssima Virgem. Por sua vez, os devotos do Imaculado Coração de Maria são também muito devotos do Sagrado Coração de Jesus. Esta íntima ligação entre estas devoções existe porque toda verdadeira devoção ao Coração de Maria conduz ao Coração de Jesus, que no momento derradeiro da sua vida terrena nos confiou à sua Mãe1. Dessa forma, Maria nos conduz a Cristo, e Cristo nos conduz a Maria. Continue lendo…

Meditemos sobre a presença da Virgem Maria nos três Pentecostes, que dizem respeito a mistérios da vida de Jesus Cristo.

A Santíssima Virgem Maria esteve presente em três Pentecostes, ou seja, em três derramamentos do Espírito Santo, que foram de singular importância no desígnio de salvação da humanidade. Esta presença da Mãe de Deus nessas manifestações do Espírito não somente evidencia um desígnio divino com relação ao mistério de Jesus Cristo, seu Filho amado, mas também quanto ao mistério da Igreja de todos os tempos.

Meditemos sobre a presença da Virgem Maria nos três Pentecostes, que dizem respeito a mistérios da vida de Jesus Cristo.

O Pentecostes no Cenáculo em Jerusalém

Neste primeiro Sábado do mês de Junho, que precede a Solenidade de Pentecostes, é significativo que meditemos sobre estes três mistérios, especialmente para aquelas pessoas que praticam a Devoção dos Primeiros Sábados em reparação das ofensas cometidas contra o Imaculado Coração de Maria. Continue lendo…

Meditemos sobre a alegria, a consolação e a santificação que acompanham o mistério da Visitação da Virgem Maria.

Imaginemos ver Maria Santíssima que, partindo de Nazaré, apressa o passo a fim de, o quanto antes, visitar, consolar e santificar sua prima Santa Isabel com a sua presença e a do Filho de Deus, que trazia em seu ventre: “Exsurgens Maria, abiit in montana cum festinatione, in civitatem Iuda —Levantando-se Maria, foi apressadamente às montanhas, a uma cidade de Judá” (Lc 1, 39).

Meditemos sobre a alegria, a consolação e a santificação que acompanham o mistério da Visitação da Virgem Maria.

A Visitação da Virgem Maria a sua prima Isabel

Santa Isabel, iluminada pelo Espírito Santo, exalta sua prima como Mãe de Deus. Mas, a divina Mãe do Verbo de Deus encarnado humilha-se profundamente, atribuindo ao Senhor os louvores que lhe são dirigidos (cf. Lc 1, 46, 55). Enchendo toda aquela família dos favores mais importantes e decisivos, Nossa Senhora começa desde então a ser a dispensadora das misericórdias divinas.

“Ó Virgem Santíssima, dignai-vos de visitar também a minha alma e de a enriquecer com a santa humildade e com um amor ardente para com Deus e o próximo”[1]. Continue lendo…

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com