Neste mês, no qual celebramos Nossa Senhora das Graças, rezemos pelas almas do purgatório, que tanto necessitam das graças divinas.

É significativo que em novembro celebremos a festa de Nossa Senhora das Graças e este mês seja dedicado à oração pelas almas do purgatório. Em uma de suas aparições na rue du Bac, em Paris, na França, que aconteceu justamente no dia 27 de novembro de 1830, Nossa Senhora revelou a Santa Catarina Labouré algo muito surpreendente, que nos ajuda a compreender a importância da oração pelas almas do purgatório.

Nesta aparição, a Santíssima Virgem apareceu vestida de branco, com indizível beleza, trazendo nas mãos uma esfera de ouro que representava o globo terrestre, o mundo inteiro e cada pessoa em particular, que estão sob os seus cuidados maternos. Nos dedos da Virgem Maria, Catarina vê anéis revestidos de belíssimas pedras preciosas, das quais saíam raios muito brilhantes. “Estes (raios) são o símbolo das graças que Eu derramo sobre as pessoas que mas pedem”[1], explicou Nossa Senhora. Mas, havia também anéis dos quais não partiam raios, a respeito dos quais a Santíssima Virgem disse: “Os anéis dos quais não partem raios simbolizam as graças que se esquecem de me pedir”[2].

Certamente que muitas dessas graças, que nos esquecemos de pedir, seriam destinadas às almas do purgatório. Isto é uma grande falta de caridade, pois essas almas muito padecem e não têm mais como rezar por si mesmas nem como adquirir méritos, que poderiam livrá-las desse sofrimento. More »

Conheça relatos que comprovam que um mártir acreditou nas aparições de Nossa Senhora das Graças em Cimbres.

Neste artigo, Ana Lígia Lira, mestranda em História pela UFRPE, autora do livro “O Diário do Silêncio”, transmite-nos o resultado de suas pesquisas a respeito de uma mística e de um mártir que creram nas aparições de Cimbres.

Conheça relatos que comprovam que um mártir acreditou nas aparições de Nossa Senhora das Graças em Cimbres.

Friedrich Ritter von Lama, Schriftsteller, NS-Opfer, ermordet.

O artigo foi dividido em duas partes. Nesta segunda parte, conheceremos o parecer de Friedrich Ritter von Lama a respeito das aparições de Nossa Senhora das Graças em Cimbres, na atual cidade de Pesqueira, em Pernambuco. Saberemos também o que Nossa Senhora disse a respeito desse homem nas aparições de Cimbres e qual foi o seu fim. A seguir, leia a segunda parte do artigo de Ana Lígia: Continue lendo…

Conheça relatos que comprovam que uma mística e um mártir creram nas aparições de Nossa Senhora das Graças em Cimbres.

Neste artigo, Ana Lígia Lira, mestranda em História pela UFRPE, autora do livro “O Diário do Silêncio”, transmite-nos o resultado de suas pesquisas a respeito de uma mística e de um mártir que creram nas aparições de Cimbres.

Conheça relatos que comprovam que uma mística e um mártir creram nas aparições de Nossa Senhora das Graças em Cimbres.

Therese Neumann: Bundesarchiv, Bild 102-00241 / Ferdinand Neumann – Bild urheberrechtlich geschützt / CC-BY-SA 3.0.

O artigo foi dividido em duas partes. Na primeira, saberemos qual foi o primeiro escrito a respeito das aparições de Nossa Senhora das Graças em Cimbres, na atual cidade de Pesqueira, em Pernambuco. Conheceremos também o autor desse escrito e a sua ligação com uma mística, que deu seu parecer sobre as aparições de Cimbres. Leia a primeira parte do artigo de Ana Lígia: Continue lendo…

Conheça os três últimos pedidos de Nossa Senhora de Fátima e o que estes significam para nós.

No dia 13 de Outubro, na sua última aparição em Fátima, Nossa Senhora fez três pedidos aos pastorinhos: Lúcia, Francisco e Jacinta. Esses pedidos são muito significativos para todos os católicos, especialmente para nós, que comemoramos o centenário das aparições de Fátima providencialmente em meio às comemorações do tricentenário de Nossa Senhora Aparecida e do Ano Nacional Mariano.

Conheça os três últimos pedidos de Nossa Senhora de Fátima e o que estes significam para nós.

Nossa Senhora do Rosário de Fátima

Com um semblante triste, característico de todas as aparições de Fátima, Nossa Senhora faz seus três últimos pedidos: “Quero dizer-te que façam aqui uma capela em Minha honra, que sou a Senhora do Rosário, que continuem sempre a rezar o terço todos os dias.”[1]. E, tomando um aspecto mais triste, exortou: “Não ofendam mais a Deus Nosso Senhor que já está muito ofendido”[2]. Continue lendo…

Saiba qual é a ligação espiritual que existe entre as aparições de Nossa Senhora Rosa Mística e da Virgem do Rosário de Fátima.

As aparições de Nossa Senhora em Montichiari, sob o título de “Rosa Mística”, e em Fátima, estão profundamente ligadas entre si. Na noite entre 23 e 24 de novembro de 1946, em Montichiari, que fica na província de Bréscia, na Itália, Santa Maria Crucifixa Di Rosa apareceu a Pierina Gilli para preparar as aparições de Nossa Senhora Rosa Mística. O paralelo com as aparições do Anjo da Guarda de Portugal, ou Anjo da Paz, é impressionante. Em 1916, este Anjo apareceu a Lúcia, Francisco e Jacinta, os três Pastorinhos, também para prepará-los para as aparições da Virgem do Rosário.

Saiba qual é a ligação espiritual que existe entre as aparições de Nossa Senhora Rosa Mística e da Virgem do Rosário de Fátima.

Nossa Senhora Rosa Mística

Santa Crucifixa explicou que a Santíssima Virgem pedia a Pierina orações, sacrifícios e penitências para reparar os pecados de três categorias de almas consagradas a Deus:

• Primeira: para as almas religiosas que traíram sua vocação;

• Segundo: para reparar o pecado mortal dessas almas;

• Terceiro: para reparar a traição dos sacerdotes que se tornaram indignos de exercer seu ministério sagrado[1].

De modo muito especial, Nossa Senhora pediu oração pela santificação dos sacerdotes, dizendo: “Se estes fossem santos, muitas almas se santificariam”[2].

No seu Diário, Pierina diz sobre essa aparição: “Enquanto a Bem-Aventurada Maria Crucifixa falava, a bela senhora chegou perto e vi duas lágrimas grossas rolarem de seus olhos e ouvi sua voz doce dizer: ‘oração, sacrifício e penitência’”[3]. Continue lendo…

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com