Vejamos como rezar a tradicional Quaresma de São Miguel Arcanjo, a fim de honrar a Deus, a Virgem Maria e a São Miguel Arcanjo, e alcançar muitas graças.

Neste dia em que celebramos a solenidade da Assunção de Nossa Senhora aos Céus[1], somos convidados a começar a rezar a tradicional Quaresma de São Miguel Arcanjo. Trata-se de um período de 40 dias de oração e de penitência (excluídos os domingos), que começa no dia 15 de agosto e termina no dia 28 de setembro, na véspera da Festa dos Santos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael.

Vejamos como rezar a tradicional Quaresma de São Miguel Arcanjo, a fim de honrar a Deus, a Virgem Maria e a São Miguel Arcanjo, e alcançar muitas graças.

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate!

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que não devemos fazer a Quaresma de São Miguel Arcanjo de forma supersticiosa, com a ideia de que recitando algumas orações a São Miguel as coisas magicamente vão mudar sem nenhum esforço ou abertura a Deus de nossa parte. A Quaresma de São Miguel é um tempo de penitência e de conversão, por isso, é necessário que façamos propósitos de mudança de vida, de nos afastar do pecado e de nos aproximar de Deus, para que não seja vã a nossa devoção.

Para rezar a Quaresma de São Miguel Arcanjo é necessário:

1. Acender uma vela abençoada e rezar diante de uma imagem ou estampa de São Miguel Arcanjo;
2. Colocar uma ou mais intenções para toda a Quaresma;
3. Oferecer uma penitência (jejum, abstinência, sacrifício ou boa obra) durante os 40 dias;
4. Fazer o sinal da cruz no início da oração;
5. Rezar as orações indicadas abaixo todos os dias.

Observações: caso você não tenha a vela benta ou a imagem de São Miguel, não deixe de rezar, pois estas favorecem a oração, mas não são essenciais; podemos acrescentar outras orações ou até mesmo rezar outras orações diferentes das apresentadas abaixo, pois a essência da Quaresma de São Miguel é a nossa atitude de oração e de penitência que assumimos nesse tempo.

Oração inicial para todos os dias
(Pequeno Exorcismo do Papa Leão XIII)

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate, sede o nosso refúgio contra as maldades e ciladas do demônio. Ordene-lhe, Deus, instantemente o pedimos. E vós, príncipe da milícia celeste, pela virtude divina, precipitai no inferno a satanás e aos outros espíritos malignos que andam pelo mundo para perder as almas. Amém.

Sacratíssimo Coração de Jesus, tende piedade de nós (3x).

Ladainha de São Miguel Arcanjo

Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, ouvi-nos.
Jesus Cristo, atendei-nos.
Pai Celeste, que sois Deus, tende piedade de nós.
Filho, Redentor do Mundo, que sois Deus, tende piedade de nós.
Espírito Santo, que sois Deus, tende piedade de nós.
Trindade Santa, que sois um único Deus, tende piedade de nós.

Santa Maria, Rainha dos Anjos, rogai por nós.
São Miguel, rogai por nós.
São Miguel, cheio da graça de Deus, rogai por nós.
São Miguel, perfeito adorador do Verbo Divino, rogai por nós.
São Miguel, coroado de honra e de glória, rogai por nós.
São Miguel, poderosíssimo príncipe dos exércitos do Senhor, rogai por nós.
São Miguel, porta-estandarte da Santíssima Trindade, rogai por nós.
São Miguel, guardião do Paraíso, rogai por nós.
São Miguel, guia e consolador do povo israelita, rogai por nós.
São Miguel, esplendor e fortaleza da Igreja militante, rogai por nós.
São Miguel, honra e alegria da Igreja triunfante, rogai por nós.
São Miguel, luz dos anjos, rogai por nós.
São Miguel, baluarte dos cristãos, rogai por nós.
São Miguel, força daqueles que combatem pelo estandarte da cruz, rogai por nós.
São Miguel, luz e confiança das almas no último momento da vida, rogai por nós.
São Miguel, socorro muito certo, rogai por nós.
São Miguel, nosso auxílio em todas as adversidades, rogai por nós.
São Miguel, arauto da sentença eterna, rogai por nós.
São Miguel, consolador das almas que estão no Purgatório, rogai por nós.
São Miguel, a quem o Senhor incumbiu de receber as almas que estão no Purgatório,
São Miguel, nosso príncipe, rogai por nós.
São Miguel, nosso advogado, rogai por nós.

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, perdoai-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, ouvi-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós, Senhor.

Rogai por nós, ó glorioso São Miguel, príncipe da Igreja de Cristo, para que sejamos dignos de Suas promessas.

Oração: Senhor Jesus, santificai-nos por uma bênção sempre nova e concedei-nos, pela intercessão de São Miguel, essa sabedoria que nos ensina a ajuntar riquezas do céu e a trocar os bens do tempo presente pelos da eternidade. Vós que viveis e reinais em todos os séculos dos séculos. Amém[2].

Oração Augusta Rainha dos Céus
(Revelada ao Bem-aventurado Padre Louis-Edouard Cestac)

Augusta Rainha dos Céus e Senhora dos Anjos,
Vós que desde o princípio recebestes de Deus
o poder e a missão de esmagar a cabeça de satanás,
nós vos pedimos humildemente,
enviai vossas santas legiões,
para que elas, sob vosso poder e vossas ordens,
persigam os infernais espíritos,
combatendo-os por toda a parte,
confundam a sua audácia
e os precipitem no abismo!

Quem Como Deus?! Ó boa e terna Mãe,
Vós sereis sempre o nosso amor e a nossa esperança!
Ó Mãe de Deus, enviai os santos Anjos para nos defender
e repelir para longe de nós o cruel inimigo!
Santos Anjos e Arcanjos, defendei-nos e protegei-nos!
Amém[3].

Nossa Senhora, Augusta Rainha dos Céus, rogai por nós!

Links relacionados:

Arquivo em formato .pdf com a oração: Quaresma de São Miguel Arcanjo.
PADRE PAULO RICARDO. A Quaresma de São Miguel e o Apocalipse.
TODO DE MARIA. A devoção a Virgem Maria e a Quaresma de São Miguel.
TODO DE MARIA. A Quaresma de São Miguel e o auxílio dos anjos.
TODO DE MARIA. A Rainha do Céu e os Santos Anjos.

Referências:


[1]  No Brasil, a solenidade da Assunção da Virgem Maria aos Céus é transferida para o domingo.
[2]  CANÇÃO NOVA CUIABÁ. Quaresma de São Miguel Arcanjo.
[3]  BENEDITINOS. Poderosa oração “Augusta Rainha”.

Os devotos e os consagrados a Virgem Maria podem fazer a Quaresma de São Miguel Arcanjo? Existe uma ligação entre a devoção a Nossa Senhora e a São Miguel?

No dia 15 de agosto, data na qual celebramos a solenidade da Assunção da Santíssima Virgem Maria aos Céus, começará a tradicional Quaresma de São Miguel Arcanjo. É muito significativo que comecemos este período de penitência (jejum, esmola e oração) na solenidade da Assunção. Pois, a devoção a Nossa Senhora está ligada, de certa forma, às origens desta belíssima e frutuosa devoção.

Os devotos e os consagrados a Virgem Maria podem fazer a Quaresma de São Miguel Arcanjo? Existe uma ligação entre a devoção a Nossa Senhora e a São Miguel?

São Miguel Arcanjo

Segundo uma antiga tradição franciscana, a Quaresma a São Miguel Arcanjo é um tempo especial dedicado à penitência, a fim de alcançar as graças necessárias ao nosso estado de vida e a proteção dos Santos Anjos, especialmente de São Miguel. Como dissemos, a Quaresma começará no dia 15 de agosto e terminará no dia 28 de setembro, na véspera da festa de São Miguel, São Gabriel e São Rafael Arcanjos. Continue lendo…

O segredo da boa morte de Santo Afonso Maria de Ligório está no seu temor a Deus: “Timenti Dominum bene erit in extremis – Aquele que teme o Senhor será feliz no fim” (Eclo 1, 13).

Imaginemo-nos que presenciamos a preciosa morte de Santo Afonso Maria de Ligório. Este grande Santo morreu totalmente desapegado dos bens terrestres, com perfeita paz de consciência, com certeza da glória eterna, assistido por grande número dos seus filhos espirituais e, sobretudo, consolado pela doce presença da Santíssima Virgem Maria.

O segredo da boa morte de Santo Afonso Maria de Ligório está no seu temor a Deus: “Timenti Dominum bene erit in extremis – Aquele que teme o Senhor será feliz no fim” (Eclo 1, 13).

Santo Afonso Maria de Ligório em seu leito de morte.

Ó morte preciosa deste grande propagador das Glórias de Maria! Se desejamos uma morte semelhante à de Santo Afonso, imitemos a sua vida. Sejamos fervorosos devotos de Jesus Cristo no Santíssimo Sacramento e de Maria Santíssima, à imitação Dom Afonso, e procuremos promover com o maior zelo possível estas devoções também aos outros. Continue lendo…

Na memória de São Joaquim e Santa Ana, meditemos sobre a importância desses santos no mistério da Salvação, na vida de Jesus Cristo, da Virgem Maria e de cada um de nós.

Esta Celebração Eucarística (na memória de São Joaquim e Santa Ana) oferece-nos a ocasião para experimentar a bem-aventurança daqueles que ouvem a Palavra de Deus; que entram numa relação viva com o seu desígnio de salvação, através da comunhão com o Corpo, o Sangue e a Alma de Cristo, nosso Salvador.

Na memória de São Joaquim e Santa Ana, meditemos sobre a importância desses santos no mistério da Salvação, na vida de Jesus Cristo, da Virgem Maria e de cada um de nós.

The Holy Family, by Joseph Paelinck.

“Quanto a vós, ditosos os vossos olhos, porque veem, e os vossos ouvidos, porque ouvem. Em verdade vos digo: muitos profetas e justos desejaram ver o que estais vendo, e não viram, e ouvir o que estais ouvindo, e não ouviram!” (Mt 13, 16-17). Jesus faz com que os seus discípulos sintam a grandeza do dom recebido. Ele não lhes fala em parábolas do Reino de Deus. As parábolas velavam uma doutrina que a interpretação de muitos corria o risco de deturpar em sentidos nacionalista e material; a eles, que dóceis e humildes, Jesus comunicava a interpretação exata das parábolas: a felicidade e a libertação são para todos, acima de tudo para os marginalizados, os oprimidos, os frágeis, as mulheres, os excluídos, os pequeninos, os estrangeiros e os pobres; a origem desta libertação terrena e eterna é Deus, que Ele anuncia como Pai e Filho e Espírito Santo. Continue lendo…

Reflexão do Frei Raniero Cantalamessa ao Papa Bento XVI e à Cúria Romana sobre a proximidade entre a Santíssima Virgem Maria e o sacerdote.

Na carta a todos os sacerdotes, por ocasião da Quinta-Feira Santa de 1979, o Papa São João Paulo II disse que: “Há no nosso sacerdócio «ministerial» a dimensão estupenda e penetrante da proximidade da Mãe de Cristo”[1].

De Maria não se fala com muita frequência no Novo Testamento. No entanto, se prestarmos atenção, notamos que ela não está ausente em nenhum dos três momentos constitutivos do mistério cristão, que são: a Encarnação, o Mistério Pascal e o Pentecostes. Maria estava presente na Encarnação, porque ocorreu nela, estava presente no mistério Pascal, porque está escrito que: “perto da cruz de Jesus estava Maria sua mãe” (cf. Jo 19, 25); esteve presente no dia de Pentecostes, pois está escrito que os apóstolos “perseveravam na oração em comum, junto com algumas mulheres — entre elas, Maria, mãe de Jesus” (cf. At 1, 14).

Reflexão do Frei Raniero Cantalamessa ao Papa Bento XVI e à Cúria Romana sobre a proximidade entre a Santíssima Virgem Maria e o sacerdote.

Nossa Senhora, Mãe dos Sacerdotes

Cada uma destas três presenças revela algo da misteriosa proximidade entre Maria e o sacerdote, mas […] gostaria de limitar-me à primeira delas, aquilo que Maria diz do sacerdote e ao sacerdote no mistério da Encarnação. Continue lendo…

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com