A Santíssima Virgem Maria está presente na Bíblia desde o Antigo Testamento, na figura da Mulher, da excelsa Filha de Sião

A Bíblia e a Tradição da Igreja que, juntas, formam o único depósito da Revelação divina, mostram de modo cada vez mais evidente o papel da Santíssima Virgem Maria, Mãe de Jesus Cristo, na economia da salvação da humanidade. Hoje, sabemos que “os livros do Antigo Testamento descrevem a história da salvação, na qual se vai preparando lentamente a vinda de Cristo ao mundo”[1].

A Santíssima Virgem Maria está presente na Bíblia desde o Antigo Testamento, na figura da Mulher, da excelsa Filha de Sião.

O nascimento de Jesus Cristo, o Emanuel.

Os livros do Velho Testamento, lidos na Igreja e interpretados à luz da Tradição viva, evidenciam a figura de uma “Mulher”, a Mãe do Filho de Deus, especialmente, naquele que é chamado de “Protoevangelho”: “Maria encontra-se já profeticamente delineada na promessa da vitória sobre a serpente (cf. Gn 3,15), feita aos primeiros pais caídos no pecado”[2]. Continue lendo…

A Ajuda à Igreja que Sofre pede a nossa ajuda com o objetivo de reunir um milhão de crianças ao redor do mundo, no próximo dia 18 de outubro, rezando o Terço pela paz.

A Ajuda à Igreja que Sofre (ACN) dirige-se a nós pedindo para ajudá-los a rezar o Terço, sobretudo com as crianças. Onde houver crianças – seja em casa, nas escolas, creches, abrigos, hospitais – unamo-nos nesse dia 18 de outubro, às 9 horas da manhã (ou em uma hora mais adequada), com dezenas de milhares de outras crianças pelo mundo inteiro, que também rezarão pedindo a paz e a união da humanidade.A Ajuda à Igreja que Sofre pede a nossa ajuda com o objetivo de reunir um milhão de crianças ao redor do mundo, no próximo dia 18 de outubro, rezando o Terço pela paz.

A ACN (Aid to the Church in Need – Ajuda à Igreja que Sofre em inglês) é uma Fundação Pontifícia, com sede no Vaticano, que foca sua assistência na Igreja, onde ela é mais carente e/ou perseguida. A intenção da ACN é juntar um milhão de crianças ao redor do mundo para rezar pedindo pela paz! No texto abaixo você saberá os motivos desse pedido e terá acesso a uma carta da ACN com mais esclarecimentos, bem como ao material de divulgação, inclusive a um explicativo sobre como rezar o Terço e meditar os seus mistérios com as crianças. Continue lendo…

No mês das vocações deste Ano do Laicato, meditemos sobre a vocação universal à santidade.

Neste Ano do Laicato[1], no mês de agosto, dedicado às vocações, é muito oportuno falar da vocação universal à santidade, manifestada explicitamente no Concílio Vaticano II através da Constituição Dogmática Lumen Gentium: “…os cristãos de qualquer estado ou ordem, são chamados à plenitude da vida cristã e à perfeição da caridade”, ou seja, à santidade. Falar sobre a vocação universal à santidade é ainda mais oportuno neste domingo em que celebramos a vocação dos leigos.No mês das vocações deste Ano do Laicato, meditemos sobre a vocação universal à santidade.

Na Igreja Católica, os fiéis leigos são a maioria e, por isso, é muito importante falar da vocação de todos nós, católicos, à santidade. Ademais, as vocações ao sacerdócio e aos ministérios ordenados, bem como ao matrimônio, à família e à vida consagrada, tem sua origem entre os fiéis leigos. A maioria dessas vocações inclusive é dos leigos, pois somente os bispos, sacerdotes e diáconos fazem parte do clero. Os que responderam ao chamado de Deus à vocação religiosa, missionária, matrimonial ou celibatária são leigos. Continue lendo…

Vejamos como rezar a tradicional Quaresma de São Miguel Arcanjo, a fim de honrar a Deus, a Virgem Maria e a São Miguel Arcanjo, e alcançar muitas graças.

Neste dia em que celebramos a solenidade da Assunção de Nossa Senhora aos Céus[1], somos convidados a começar a rezar a tradicional Quaresma de São Miguel Arcanjo. Trata-se de um período de 40 dias de oração e de penitência (excluídos os domingos), que começa no dia 15 de agosto e termina no dia 28 de setembro, na véspera da Festa dos Santos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael.

Vejamos como rezar a tradicional Quaresma de São Miguel Arcanjo, a fim de honrar a Deus, a Virgem Maria e a São Miguel Arcanjo, e alcançar muitas graças.

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate!

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que não devemos fazer a Quaresma de São Miguel Arcanjo de forma supersticiosa, com a ideia de que recitando algumas orações a São Miguel as coisas magicamente vão mudar sem nenhum esforço ou abertura a Deus de nossa parte. A Quaresma de São Miguel é um tempo de penitência e de conversão, por isso, é necessário que façamos propósitos de mudança de vida, de nos afastar do pecado e de nos aproximar de Deus, para que não seja vã a nossa devoção. Continue lendo…

Os devotos e os consagrados a Virgem Maria podem fazer a Quaresma de São Miguel Arcanjo? Existe uma ligação entre a devoção a Nossa Senhora e a São Miguel?

No dia 15 de agosto, data na qual celebramos a solenidade da Assunção da Santíssima Virgem Maria aos Céus, começará a tradicional Quaresma de São Miguel Arcanjo. É muito significativo que comecemos este período de penitência (jejum, esmola e oração) na solenidade da Assunção. Pois, a devoção a Nossa Senhora está ligada, de certa forma, às origens desta belíssima e frutuosa devoção.

Os devotos e os consagrados a Virgem Maria podem fazer a Quaresma de São Miguel Arcanjo? Existe uma ligação entre a devoção a Nossa Senhora e a São Miguel?

São Miguel Arcanjo

Segundo uma antiga tradição franciscana, a Quaresma a São Miguel Arcanjo é um tempo especial dedicado à penitência, a fim de alcançar as graças necessárias ao nosso estado de vida e a proteção dos Santos Anjos, especialmente de São Miguel. Como dissemos, a Quaresma começará no dia 15 de agosto e terminará no dia 28 de setembro, na véspera da festa de São Miguel, São Gabriel e São Rafael Arcanjos. Continue lendo…

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com