Conheçamos algumas razões para nos consagrar a Nossa Senhora pelo método do livro: “Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem”, de São Luís Maria.

Neste artigo, responderemos as dúvidas de Luís Eduardo de Souza quanto aos motivos pelos quais devemos nos consagrar a Jesus Cristo e a Virgem Maria pelo método de São Luís Maria Grignion de Montfort. Ele deixou sua mariologia mais acabada no livro: “Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem”, que é um caminho de salvação ao alcance de todos, especialmente dos mais pequeninos, aos quais pertence o Reino dos Céus (cf. Mc 10, 14; Mt 19, 14).

Conheçamos algumas razões para nos consagrar a Nossa Senhora pelo método do livro: “Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem”, de São Luís Maria.

Imaculado Coração de Maria

Segue abaixo as perguntas do Luís Eduardo e, em seguida, as respostas:

Muitas pessoas me perguntam o porquê de me consagrar a Jesus por meio de Maria ou, muitas vezes, porque eu tenho que fazer esta consagração pelo método de São Luís? Eles dizem assim para mim: quando eu faço aquela consagração simples: “Eu consagro os meus olhos, os meus pensamentos…” eu já não estou me consagrando a Nossa Senhora? Ou quando eu faço uma oração simples ou de coração, eu não sou consagrado a Nossa Senhora? Continue lendo…

Na categoria “Perguntas e Respostas” do blog Todo de Maria, respondemos duas perguntas sobre a idade de Nossa Senhora em sua morte .

Neste artigo, da categoria “Perguntas e Respostas” do blog Todo de Maria, respondemos duas perguntas do leitor Vlademir Aparecido Mayer sobre a vida e a morte de Nossa Senhora. Segue abaixo as perguntas e as respectivas respostas:

Na categoria “Perguntas e Respostas” do blog Todo de Maria, respondemos duas perguntas sobre a idade, a vida e a morte de Nossa Senhora.

Assunção de Nossa Senhora.

1ª – Quanto à idade que Nossa Senhora tinha quando da sua morte, está um tanto controverso nas leituras que fiz; lá diz que ela morreu 13 anos e 2 meses após ascensão de Jesus, e dizendo que ela morre aos 50 anos. Porém, ela concebeu Jesus, nosso Senhor, com 15 anos; Jesus morreu aos 33 anos, então, na morte de Nossa Senhora, ela teria mais de 61 anos, não seria isso?

2ª – Nas aparições de Nossa Senhora, porque ela sempre aparece com a imagem de uma jovem de 20 anos ou menos, se viveu mais de 50 anos…? Continue lendo…

Saiba por que o Santo Rosário é uma oração de súplica Jesus Cristo com a Virgem Maria e de meditação cristológico-mariana.

No Santo Rosário, vivemos de modo privilegiado a súplica a Jesus Cristo com a presença materna da Santíssima Virgem Maria e, ao mesmo tempo, a meditação dos mistérios da nossa redenção. Estas, a meditação e a súplica, são características essenciais da oração do Rosário da Virgem Maria.

Saiba por que o Santo Rosário é uma oração de súplica Jesus Cristo com a Virgem Maria e de meditação cristológico-mariana.

Nossa Senhora do Rosário

No Rosário, a meditação e a súplica estão intimamente unidas entre si e auxiliam-se mutuamente, garantindo a eficácia da nossa oração. Além disso, estas nos ajudam a nos unir mais estreita e intimamente a Jesus Cristo. Pois, na oração do Terço, a Santíssima Virgem se faz presente, com sua materna intercessão, para auxiliar-nos em nossas fraquezas (cf. Gn 2, 18). Continue lendo…

Saiba como se dá a configuração a Jesus Cristo e o anúncio do Evangelho através do Santo Rosário da Virgem Maria.

O Santo Rosário da Santíssima Virgem Maria tem particular importância na nossa configuração a nosso Senhor Jesus Cristo e no anúncio do Evangelho. Pois, ao contemplarmos o rosto de Cristo na oração do Rosário, configuramo-nos gradativamente a Ele. Além disso, o Rosário é um itinerário de anúncio e aprofundamento da fé, no qual somos formados, em companhia da Virgem do Rosário. Mas, podemos nos perguntar: o que significa configurar-nos a Cristo? Como se dá essa configuração através do Rosário?

Saiba como se dá a configuração a Jesus Cristo e o anúncio do Evangelho através do Santo Rosário da Virgem Maria.

Papa São João Paulo II

A espiritualidade católica tem como característica fundamental o empenho de configurar-nos sempre mais com o nosso Mestre (cf. Rm 8, 29; Fl 3, 10.21). A efusão do Espírito Santo no Batismo nos introduz como ramo na videira, que é Cristo (cf. Jo 15, 5), constitui-nos membros do seu Corpo místico (cf. 1 Cor 12, 12; Rm 12, 5). Entretanto, esta unidade inicial com Cristo deve continuar em um caminho de assimilação progressiva a Ele, que oriente sempre mais o nosso comportamento de discípulo, conforme a “lógica” de Cristo: “Tende entre vós os mesmos sentimentos que havia em Cristo Jesus” (Fl 2, 5); ou seja, é necessário, segundo as palavras de São Paulo, revestir-nos de Cristo (cf. Rm 13, 14; Gal 3, 27). Continue lendo…

Saiba se o Rosário ou Terço é uma oração é mariana ou cristológica e como compreender teologicamente essa oração.

Neste artigo, respondemos a mensagem de Paulo Glicério de C. Reis, que tem uma dúvida teológica sobre o Santo Rosário ou Terço Mariano: “Sou da Legião de Maria e do Terço dos Homens e gostaria de saber se a oração do Terço é uma oração mariana ou cristológica”.

Saiba se o Rosário ou Terço é uma oração é mariana ou cristológica e como compreender teologicamente essa oração.

São Domingos recebe o Rosário da Virgem Maria – Catedral de Carlow, Irlanda – Foto de Andreas F. Borchert.

Responder a essa questão nesses dias é muito significativo, tendo em vista que estamos nos aproximando da festa de Nossa Senhora do Rosário e do encerramento do Ano Nacional Mariano. Gostaríamos de dar uma resposta mais breve, mas, devido à complexidade do tema e da ocasião oportuna – pois estamos no mês do Rosário e neste Ano Mariano especialíssimo, no qual celebramos os 300 anos de Aparecida e os 100 anos de Fátima – decidimos responder a questão em três artigos. Neste primeiro, trataremos do Rosário enquanto memorial de Jesus Cristo com a Virgem Maria e como escola mariana de aprendizado da mensagem do Evangelho. Continue lendo…

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com