Tire suas dúvidas sobre oTratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem, a consagração a Jesus pelas mãos de Maria e a renovação.

Neste primeiro artigo de “Perguntas e Respostas”, tiramos algumas dúvidas sobre a consagração Jesus Cristo pelas mãos da Virgem Maria e também sobre a renovação da consagração.

Em primeiro lugar, respondemos a pergunta de Dagmar Messias, que quer saber quais os passos que deve seguir para fazer a consagração. Ela quer saber por onde começar a sua preparação para a consagração, especialmente na leitura do “Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem”, de São Luís Maria Grignion de Montfort.Tire suas dúvidas sobre o “Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem”, a consagração a Jesus pelas mãos de Maria e a renovação.

A segunda pergunta que respondemos é de Beatriz Ribeiro, que quer saber se é obrigatório renovar a consagração na Santa Missa. A resposta a essa pergunta parece ser simples, mas a resposta é complexa e nos ajuda a compreender qual é a ligação profunda que existe entre a consagração e a comunhão. Continue lendo…

Assista o vídeo intitulado “Maria, a Porta do Céu”, com o testemunho mariano de Padre Francisco Amaral.

O testemunho mariano de Padre Francisco Amaral, com o tema: “Maria, a Porta do Céu”, se deu em sua pregação no Kairós Mariano, que aconteceu na Casa de Missão da Canção Nova de Cuiabá-MT, no dia 28 de Maio de 2017. O encontro, que contou também a participação de Padre Paulo Ricardo, teve como tema as palavras da Virgem Maria na Mensagem de Fátima: “Por fim Meu Imaculado Coração triunfará”.Assista o vídeo intitulado “Maria, a Porta do Céu”, com o testemunho mariano de Padre Francisco Amaral.

Francisco do Amaral Carvalho Dockhorn nasceu em 13 de Setembro de 1982, na Cidade de Porto Alegre-RS. Filho único de Gerson e Marta, Francisco recebeu dos pais a fé católica, aprendeu com eles a estar na Igreja e a atuar no Ministério Extraordinário da Comunhão Eucarística e na Pastoral da Catequese. Estudou em colégios católicos e, no intuito de conhecer o ser humano, formou-se em psicologia. No entanto, permanecia a inquietação de levar o ser humano para Deus, o que levou Francisco a ingressar no Seminário Cristo Rei, da Arquidiocese de Cuiabá-MT. Recebeu a formação necessária, foi ordenado Diácono, no dia 3 de Abril de 2016, e Sacerdote, no dia 7 de Maio de 2017, no Domingo do Bom Pastor.

Em sua pregação, Padre Francisco Amaral nos explica uma verdade fundamental sobre a devoção mariana: “A Virgem Maria não é uma escolha dos homens, mas uma escolha de Deus: Ele escolheu vir a nós através Dela (cf. Lc 1, 26-45). Por isso, Maria é a Porta do Céu; também porque, sendo a nossa Mãe na ordem na graça[1], nos leva para Deus. Vamos juntos caminhar para o céu de mãos dadas com a Mamãe?” Assista o vídeo

Conheça os maravilhosos efeitos da consagração ou escravidão de amor a Jesus por Maria nas nossas almas.

São Luís Maria Grignion de Montfort – em seu clássico livro de espiritualidade mariana intitulado “Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem” – nos ensina que a consagração ou escravidão de amor a nosso Senhor Jesus Cristo pelas mãos da Santíssima Virgem Maria produz efeitos maravilhosos em nossas almas.Conheça os maravilhosos efeitos da consagração ou escravidão de amor a Jesus por Maria nas nossas almas.

A consagração e o conhecimento e desprezo de nós mesmos

Pela luz que o Espírito Santo nos dará por intermédio de Nossa Senhora, sua amantíssima esposa, conheceremos nosso fundo mau, nossa corrupção e nossa incapacidade para todo bem. Em consequência desse autoconhecimento, desprezar-nos-emos e será com horror que pensaremos em nós mesmos. Considerar-nos-emos “como uma lesma asquerosa que tudo estraga com sua baba, como um sapo repugnante que tudo envenena com sua peçonha, ou como a serpente traiçoeira que só busca enganar”[1]. A humilíssima Virgem Maria nos dará parte de sua profunda humildade, por isso nos desprezaremos a nós mesmos, sem desprezar pessoa alguma, e gostaremos até de sermos desprezados. Continue lendo…

Como consagrados a Virgem Maria, podemos pedir, colocar intenções, e oferecer orações, jejuns, penitências, sacrifícios e boas obras por uma pessoa ou causa?

Quando estamos para fazer a nossa consagração a Jesus Cristo pelas mãos da Santíssima Virgem Maria, as dúvidas que mais nos atormentam é se podemos pedir por nós mesmos, por outras pessoas ou causas e oferecer nossas orações, jejuns, penitências, sacrifícios e boas obras. Pois, a perfeita e total consagração de nós mesmos à Nossa Senhora “consiste em nos darmos inteiramente à Santíssima Virgem, para que por ela pertençamos inteiramente a Jesus Cristo”1. Isto significa que entregamos nosso corpo, com todos os sentidos e membros; nossa alma, com todas as suas potências; nossos bens materiais, presentes e futuros; “nossos bens interiores e espirituais, que são os nossos méritos, virtudes e boas obras passadas, presentes e futuras”2.

Como consagrados a Virgem Maria, podemos pedir, colocar intenções, e oferecer orações, jejuns, penitências, sacrifícios e boas obras por uma pessoa ou causa?

Imaculado Coração de Maria

Pela consagração, damos tudo o que temos na ordem da natureza e na ordem da graça, e tudo o que podemos vir a ter no futuro, na ordem da natureza, da graça ou da glória, a Jesus Cristo, pelas mãos maternas da Virgem Maria. Sobre esta entrega de amor, se tudo entregamos a Nossa Senhora, podemos perguntar: Não ficaremos desamparados? Podemos pedir por nós mesmos e pelos outros? Podemos oferecer nossas orações, jejuns, penitências, sacrifícios e boas obras? Não sofreremos muito no Purgatório? Continue lendo…

Conheça três coisas que um consagrado a Virgem Maria deve renunciar ou, pelo menos, evitar e alguns critérios de decisão para a nossa vida espiritual.

Um consagrado a Santíssima Virgem Maria deve renunciar a algumas coisas ou, pelo menos, evitá-las e, para ajudar nisso, trazemos três casos concretos, que podem ser muito úteis para nossa vida espiritual.

São Luís Maria Grignion de Montfort nos ensina, no seu precioso livro “Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem”, que a consagração torna a nossa alma “corajosa para se opor ao mundo em suas modas e máximas”[1]. Isso significa que, enquanto consagrados, devemos nos opor às modas e máximas do mundo e que recebemos as graças necessárias para isso.Conheça três coisas que um consagrado a Virgem Maria deve renunciar ou, pelo menos, evitar e alguns critérios de decisão para a nossa vida espiritual.

Nos doze dias preliminares de preparação para a consagração, empregamos pelo menos doze dias de oração pedindo a graça de nos desapegar do espírito do mundo, que é contrário ao de Jesus Cristo[2]. No entanto, depois de nos consagrar a Jesus e a Maria, permanecemos com muitas dúvidas: o que concretamente devemos renunciar? O que devemos evitar? Podemos ouvir músicas do mundo? O que o consagrado não deve ter? Podemos tomar bebidas alcoólicas? Por isso, neste artigo, trataremos dessas três coisas do mundo que deveríamos nos desapegar completamente ou, pelo menos, evitar e, por fim, de alguns critérios gerais de discernimento para nossa vida espiritual. Continue lendo…

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com